Dilma defende Katia Abreu

Dilma defende Katia Abreu

Em ato de pura insignificância Dilma ataca Bolsonaro

Na última segunda-feira (29), a ex-presidente, Dilma Rousseff, usou suas redes sociais para defender a senadora Kátia Abreu, após publicações do então ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Dilma, que mantém suas redes sociais extremamente ativas, basicamente com ataques ao presidente Jair Bolsonaro, publicou críticas contra Araújo, após ele expor uma reunião privada que teve com Kátia e insinuar que a pressão para sua saída foi decorrente da insatisfação dela e de outros políticos do ‘Centrão’.

“Em 4/3 recebi a Senadora Kátia Abreu para almoçar no MRE. Conversa cortês. Pouco ou nada se falou de vacinas. No final, à mesa, disse: ‘Ministro, se o senhor fizer um gesto em relação ao 5G, será o rei do Senado. Não fiz gesto algum. Desconsiderei a sugestão inclusive porque o tema 5G depende do Ministério das Comunicações e do próprio Presidente da República, a quem compete a decisão última na matéria”, escreveu Araújo, no domingo (28).

Como já era de se esperar, Dilma partiu para o “ataque” contra ex-ministro e também contra Jair Bolsonaro:

“Kátia Abreu tem minha solidariedade pela agressão do nefasto e ridículo chanceler que até hoje representava o governo neofacista de Bolsonaro. Presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, a Senadora Kátia Abreu sempre agiu na defesa dos interesses do Brasil”, disse a ex-presidente, que ainda concluiu dizendo que Araújo ‘desmoralizou o Itamaraty’ e que ‘se indispôs com China, EUA, Índia, Argentina e EU’.

Confira:

Imagem em destaque

Que moral tem a petista responsável pela verdadeira “desordem” econômica do país?

A mediocridade combina perfeitamente com o mau-caratismo!

Fonte: JCO

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: