Morre Agnaldo Timóteo, aos 84, vítima da covid-19

Morre Agnaldo Timóteo, aos 84, vítima da covid-19

Ele estava em um município baiano quando passou mal antes de um show

O cantor Agnaldo Timóteo, 84 anos, morreu neste sábado (3) em decorrência de complicações da Covid-19. Hospitalizado em uma unidade de saúde do Rio de Janeiro, ele foi internado no último dia 17 de março com sintomas da doença e neste sábado (27) precisou ser intubado por piora em seu quadro – dias antes a notícia de ele deixaria a UTI por ter apresentado melhoras, deu esperança à família e aos fãs.

Agnaldo, que já tinha tomado a primeira dose da Coronavac, acabou se contaminando e desenvolveu a forma grave da doença. Ainda não há informações sobre onde o corpo de Agnaldo Timóteo será enterrado.

Quando foi internado o músico se queixava de falta de ar e, por isso, foi conduzido diretamente para terapia intensiva e passou a fazer uso de cateter nasal sem necessidade de intubação.

Em maio de 2019, o cantor mineiro havia passado dois meses internado por causa de um AVC. Na ocasião, ele foi levado  para um hospital na Bahia. Ele estava em um município baiano quando passou mal antes de um show.

Tempo depois, por iniciativa da família, ele foi transferido para o Hospital das Clínicas (HC) de São Paulo, e por lá permaneceu por pelo menos 40 dias. Só em julho Timoteo teve alta e de sua casa, no Rio de Janeiro, seguiu se cuidando.

Trajetória
Agnaldo Timóteo Pereira, mineiro da cidade de Caratinga, era conhecido no início da carreira – nos idos anos de 1950 – como o “Cauby Mineiro”, por interpretar, nas rádios, um dos seus primeiros ídolos na música, Cauby Peixoto. Foi a partir daí que ganhou fama e se tornou um dos nomes mais expressivos daquela geração. 

Com uma vasta discografia, que soma pouco mais de 70 álbuns ao longo de seis décadas de uma carreira permeada pelo romantismo, foi com o estímulo da cantora Ângela Maria, de quem já foi motorista, que deu o pontapé com um 78 rotações  pela gravadora Caravelle, no início da década de 1960, lançou “Sábado no Morro” e “Cruel Solidão”.

Dali em diante passou pela Philips, Emi-Odeon, Som Livre, Columbia, Sony Music e pela Descobertas gravou seu último trabalho “Presente de Deus” (2019).

Carreira Política


Agnaldo Timóteo já enveredou pela carreira política e passou pelas cadeiras de deputado e de vereador no Rio e em São Paulo. Entre os partidos em que já foi filiado estão o PP, PL, PMDB e PDT. 

A família do cantor confirmou a morte por meio de nota:

É com imenso pesar que comunicamos o FALECIMENTO do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do COVID-19 e faleceu hoje às 10:45 horas. Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu! Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha.

Fonte: UOL

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: