Na 4ª noite da “Operação Urgência” fiscais flagram mais um desrespeito no Skate Park da capital

Também teve um flagrante em uma distribuidora de bebidas após o horário permitido e de restaurante servindo bebida alcoólica.

Operação Flagra aglomeração no Skate Park em Porto Velho

 A Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), sob a coordenação do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) realizou a quarta noite da “Operação Urgência” na terça-feira (6) para fiscalizar o cumprimento do Decreto, com a missão de conter o avanço da Covid-19.

De forma estratégica, planejada e com ações de inteligência, o grupo percorreu as ruas de Porto Velho fiscalizando pontos alvos. Os supermercados, por exemplo, só podem, segundo o decreto, funcionar até às 21h, e conforme checagem, esses estabelecimentos têm cumprido a recomendação. Mas, durante a operação houve flagrante de desrespeito às recomendações para evitar a proliferação do coronavírus. No Skate Park, local de lazer e pratica de atividades físicas e esportes da Capital, foi preciso dispersar um grupo significativo de pessoas que se aglomeravam no espaço.

O grupo também estava atento às denúncias. As averiguações dos casos relatados pela população foram feitas mostrando o trabalho de parceria com a população para o enfrentamento à pandemia. Também houve registro do funcionamento de distribuidora de bebidas após o horário permitido e de restaurante servindo bebida alcoólica.

De acordo com o decreto, a venda de bebidas alcoólicas é permitida de segunda a quinta das 6h às 21h, e na sexta-feira até às 18h. Ficando proibida a comercialização a partir das 18h de sexta-feira até 6h de segunda-feira. O consumo no local está proibido, independente de dia ou horário.

“Parte da população continua desrespeitando as restrições do decreto de enfrentamento à pandemia, continuam aglomerando, continuam não usando máscara, correndo assim risco de serem acometidos pela Covid-19. Então a gente continua com as atividades de orientação e fiscalização na capital, diz o coronel BM Gilvander Gregório de Lima.

A população pode ajudar a dispersar aglomerações fazendo denúncias por meio do 190 da Polícia Militar, do 193 do Corpo de Bombeiros Militar e do 197 da Polícia Civil.

Fonte: Sesdec

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário