Tarifa gratuita no transporte coletivo para atrair passageiros

Tarifa gratuita no transporte coletivo para atrair passageiros

Durante 30 dias qualquer pessoa pode fazer o uso do transporte gratuito sem cartão

A gratuidade na tarifa do transporte coletivo em Porto Velho tem estimulado os passageiros a procurarem os ônibus da capital. Depois de publicado o Decreto n°17.241/2021, regulamentando a Lei n° 2.797 de 6 de abril de 2021, que estabeleceram valores subsidiados nas passagens, os usuários voltaram às linhas da capital.

É o caso da Eliana Pereira, que depende do transporte coletivo para trabalhar diariamente. Ela conta que depois da gratuidade viu o movimento das linhas melhorarem. “Eu achei muito bom, ótimo sem ser cobrado. Para o mês que vem, tenho que fazer o cartão”, disse.

O motorista de ônibus Jorge Oliveira confirma a volta dos passageiros. “Os passageiros estão retornando aos ônibus. Neste mês é gratuito, para o próximo mês estamos orientando os usuários a tirarem o cartão”, disse.

O Secretário Municipal de Trânsito, coronel Ronaldo Flores explicou que, neste primeiro momento, por 30 dias, qualquer pessoa pode fazer o uso do transporte gratuito sem cartão.

“A partir do dia 10 de maio, a tarifa passa a ser R$ 1, aí sim precisa do Cartão COM Card. Já é o que os passageiros usam e já estão com eles carregados. Esses primeiros 30 dias é para que as pessoas que não tem o cartão o adquiram. Desde sábado, dobrou o número de passageiros utilizando o transporte coletivo.”, disse.

De acordo com o prefeito Hildon Chaves, os novos valores serão válidos somente para pagamento com o COM Card, e para o pagamento em dinheiro continuará R$ 4,05.

Segundo a prefeitura, a iniciativa surgiu como incentivo ao setor econômico e também para manter o equilíbrio da empresa responsável pela exploração do serviço de transporte coletivo. Antes da pandemia, cerca de 58 mil passageiros eram transportados diariamente. Atualmente, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), estão sendo transportados cerca de 6 mil passageiros por dia. Destes, pelo menos 3.500 são pagantes.

A redução na tarifa decorre da concessão de subsídio pela prefeitura, que destinará cerca de R$ 6 milhões à JTP Transporte, Serviços, Gerenciamento e Recursos Humanos Ltda. “Esta é uma maneira que a prefeitura encontrou para reforçar as atividades dos nossos empresários, dos nossos comerciantes, da nossa população. É também uma oportunidade para quem ainda não conhece o novo transporte coletivo da capital”, enfatizou Hildon.

Fonte: Diário da Amazônia

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: