Equipes da “Operação Prevenção” flagram aglomeração em bares de Porto Velho

Equipes da “Operação Prevenção” flagram aglomeração em bares de Porto Velho

Segundo o decreto, podem funcionar todas as atividades, serviços, estabelecimentos e comércios todos os dias, desde que o funcionamento seja até às 23h e com a capacidade máxima de 30%.

A Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), e com a coordenação do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), realizou a terceira noite da “Operação Prevenção”, no sábado (24). A ação busca o efetivo cumprimento do Decreto, que permite o funcionamento de atividades econômicas condicionado aos protocolos sanitários.

A fiscalização em grandes supermercados apontou mais uma vez que há obediência as medidas sanitárias, com medidor de temperatura, oferta de álcool para higienização das mãos, sem concentração de público e fechamento no horário recomendado. Um cenário bem diferente dos flagrados em bares populares e pubs, frequentados por pessoas de poder aquisitivo elevado.

Som ao vivo, bebidas, clientes sem máscaras e muita aglomeração em um dos bares, acendeu o sinal vermelho de uma situação extremamente perigosa para a disseminação do coronavírus. Cenários semelhantes se repetiram ao percorrer estabelecimentos de venda de bebida alcoólica com o flagra do desrespeito ao percentual de ocupação.

Os responsáveis pelos estabelecimentos fiscalizados receberam orientação educativa quanto as medidas estabelecidas no decreto e demais procedimentos pertinentes aos fatos apurados em cada caso. Em um dos bares, o público se mostrou hostil com a fiscalização.

Conforme o decreto, podem funcionar todas as atividades, serviços, estabelecimentos e comércios todos os dias, desde que o funcionamento seja até às 23h e com a capacidade máxima de 30% para a Fase 1.

Fica expressamente proibida a venda de bebidas alcoólicas das 23h às 6h, todos os dias, nos estabelecimentos que as comercializem.

Na noite de sábado foram realizadas 54 intervenções

“Temos a missão de fiscalizar o cumprimento do decreto visando coibir aglomerações, que é uma determinação do nosso comandante, coronel Nivaldo, e em conjunto com órgãos parceiros para que por meio dessas ações preventivas de enfrentamento à pandemia haja reflexo na saúde, com resultados concretos em cada operação”, afirma.

Durante as fiscalizações realizadas na noite de sábado (24) foram obtidos os seguintes resultados:

  • total de estabelecimentos visitados- 51;
  • sem funcionamento de acordo com o decreto- 23;
  • orientação-14;
  • Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO)- 1;
  • notificação-5;
  • autuação- 2;
  • em condições de funcionamento de acordo com o decreto-5;
  • aglomerado- 4 e
  • intervenções-54

A população pode ajudar a dispersar aglomerações fazendo denúncias por meio do 190 da Polícia Militar, do 193 do Corpo de Bombeiros Militar e do 197 da Polícia Civil.

Fonte: Sesdec

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: