Semusa segue cronograma de vacinação contra gripe em Porto Velho

Semusa segue cronograma de vacinação contra gripe em Porto Velho

Profissionais da saúde tem até essa sexta-feira (30), para receberem a dose da vacina, os outros grupos seguem.

Ao mesmo tempo em que imuniza a população contra a Covid-19, a Prefeitura de Porto Velho segue cumprindo o calendário da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe), conforme orientação do Ministério da Saúde. O atendimento é feito no Campus 1 da Faculdade Uniron, na avenida Mamoré, bairro Cascalheira.

Até esta sexta-feira (30), são atendidos profissionais de saúde de unidades públicas e particulares. Estes trabalhadores fazem parte do grupo prioritário da campanha.

Nesta etapa são atendidas com a vacina, apenas nas unidades de saúde do município, gestantes, puérperas e crianças de seis meses a seis anos de idade. As doses são aplicadas apenas no período da manhã.

A população indígena, que também faz parte deste grupo, é vacinada exclusivamente pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei).

Conforme a enfermeira Oziane Alves, da Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), é preciso ficar atento quanto ao intervalo de tempo de uma vacina para a outra, já que as doses contra a Influenza estão sendo aplicadas simultaneamente aos imunizantes contra o coronavírus.

“Quem já tomou a vacina contra a Covid-19 deve obedecer a um intervalo de, no mínimo, 15 dias para receber a dose da Influenza e vice-versa”, orienta.

Quem já tomou a primeira dose da CoronaVac deve esperar pela segunda dose e só após 15 dias receber o imunizante contra a gripe, pois o intervalo neste caso é menor.

Em relação às pessoas que receberam a vacina AztraZeneca, em que o intervalo de uma dose para outra é de 90 dias, é recomendável tomar a vacina contra o vírus Influenza após 15 dias.

No campus 1 da Uniron também está sendo aplicada a segunda dose da vacina AstraZeneca contra a Covid-19, para idosos e profissionais da saúde que receberam a primeira dose do imunizante no início de fevereiro.

A Prefeitura conta com uma equipe de apoio, inclusive militares para ajudar na organização desde o momento em que as pessoas chegam ao local para serem vacinadas.

Fonte: Semusa

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: