Criminosos invadem fazendas, destroem instalações e torturam funcionários

Criminosos invadem fazendas, destroem instalações e torturam funcionários

Quem são esses bandos que age de maneira criminosa e destruindo as propriedades?

Circula nas redes sociais e grupos de WhatsApp boatões em forma de vídeo mostrando grupos de invasores sem terras supostamente ligados ao (MST) agindo de maneira criminosa, roubando, destruindo fazendas e torturando funcionários.

Essa nova modalidade de conflito agrário composto por sem terras e grupos considerados extremamente perigosos está acontecendo na região de Rondônia, Acre e Amazonas.

A Fazenda Santa Carmem, a cerca de 190 quilômetros de Porto Velho (RO), foi alvo de mais de 40 homens fortemente armados. De acordo com pichações feitas no local, a ação foi feita por integrantes da Liga dos Camponeses Pobres (LCP).

Segundo relatos de funcionários, o grupo agiu com muita violência, inclusive com técnicas de tortura, destruindo veículos, alojamentos e levando outros veículos e tratores da fazenda.

Veja o vídeo da fazenda Santa Carmem:

Neste outro vídeo a baixo, a força nacional chegou a verificar e conversar com um grupo de invasores que estavam prestes a invadir uma outra fazenda.

A maioria dos integrantes estavam com o rosto totalmente coberto, armados e seguravam a bandeira da Liga dos Camponeses Pobres (LCP). Segundo informações, o movimento tem predileção pela guerrilha armada. 

De acordo com informações, esses criminosos estão usando o pano de fundo de movimentos sociais para causar terror nas propriedades. Eles entram, destroem as propriedades e retornam para essas terras em litígio, onde a Polícia Militar não pode entrar”.

Confira:

Onde Vamos Parar?

da Redação/CN

Faça seu Comentário