FDI aguardam autorização para invadirem Faixa de Gaza, segundo porta-voz

FDI aguardam autorização para invadirem Faixa de Gaza, segundo porta-voz

Sistema antimíssil de Israel dispara mísseis interceptores enquanto foguetes são lançados da Faixa de Gaza em direção a Israel

Os conflitos entre o Hamas e as forças militares de Israel têm se intensificado nos últimos dias, com mais de 1.600 foguetes lançados da Faixa de Gaza contra o Estado judeu.

O tenente-coronel Jonathan Conricus, porta-voz das Forças de Defesa de Israel (FDI), disse nesta quinta-feira (13) que o Alto Comando do Exército israelense está “inspecionando preparativos e fornecendo orientações” para uma possível operação na Faixa de Gaza, conta a agência Reuters. Porém, ainda não foi dada a ordem para iniciar tal ofensiva.

O mesmo também informou que, ao longo dos ataques com foguetes lançados de Gaza, o sistema Cúpula de Ferro israelense demonstrou uma eficácia de cerca de 90% ao interceptá-los, aponta o Times Now News.

O sistema antimíssil de Israel dispara mísseis interceptores enquanto foguetes são lançados da Faixa de Gaza em direção a Israel, 12 de maio de 2021
© REUTERS / IBRAHEEM ABU MUSTAFAO Sistema antimíssil de Israel dispara mísseis interceptores enquanto foguetes são lançados da Faixa de Gaza em direção a Israel, 12 de maio de 2021

Tal plano para uma possível invasão à zona problemática em causa foi formulado pela Divisão de Gaza e pelo Comando do Sul, e deverá, por sua vez, ser apresentado à liderança política de Israel, de acordo com o The Times of Israel.

A intensificação dos conflitos entre israelenses e palestinos decorridos nos últimos dias tem sua origem em, pelo menos, dois acontecimentos: primeiramente, acusações contra as autoridades israelenses que não estariam deixando os palestinos muçulmanos conduzirem suas celebrações do Ramadã perto do Portão de Damasco, em Jerusalém Oriental, perto da mesquita de Al-Aqsa; em segundo lugar, a decisão de um tribunal israelense em despejar várias famílias palestinas do bairro Sheikh Jarrah, também em Jerusalém Oriental, para que novos moradores israelenses viessem a morar no local.

Filho de palestino, que foi morto em meio a uma explosão durante os conflitos, é consolado ao reagir em um hospital no norte da Faixa de Gaza, em 10 de maio de 2021
© REUTERS / MOHAMMED SALEMFilho de palestino, que foi morto em meio a uma explosão durante os conflitos, é consolado ao reagir em um hospital no norte da Faixa de Gaza, em 10 de maio de 2021

Os violentos conflitos, por sua vez, já tiraram vidas de ambos os lados, com pelo menos seis israelenses mortos e mais de 200 feridos e, segundo as autoridades palestinas, cerca de 67 palestinos foram mortos e várias centenas ficaram feridos em Gaza.

Fonte: REUTERS

Faça seu Comentário