Presidente do Clube Militar, General Eduardo José Barbosa, fala ao povo brasileiro (veja o vídeo)

Presidente do Clube Militar, General Eduardo José Barbosa, fala ao povo brasileiro (veja o vídeo)

“Que nossa soberania nunca seja ultrajada e que nossa bandeira continue tremulante com as cores originais que foram criadas junto com nossa proclamação da República, em 1889”

As notas do Clube Militar causam verdadeiro pavor na extrema esquerda e alvoroço entre os jornalistas militantes, mas para o cidadão de bem, intelectualmente honesto, não é difícil perceber que o Clube Militar apenas tem externando sua preocupação com a situação do país.

A equipe da TV Jornal da Cidade Online foi ao Rio de Janeiro, e esteve dentro do Clube Militar, para descobrir quem é o general por trás desses comunicados que tão bem expressam os anseios da nação.

Em entrevista exclusiva e histórica, o General Eduardo José Barbosa criticou duramente o ativismo judicial, a politicagem por trás da CPI da pandemia, a bandidolatria da mídia militante e das facções de esquerda. Militar da reserva, ele afirmou que o Exército ainda corre em suas veias e que as Forças Armadas sempre vão buscar o bem-estar da nação brasileira.

“Que nossa soberania nunca seja ultrajada e que nossa bandeira continue tremulante com as cores originais que foram criadas junto com nossa proclamação da República, em 1889”, ressaltou.

Confira alguns destaques da entrevista:

Ativismo judicial

“Alguns ministros do STF têm se utilizado do artifício de decisões monocráticas e, às vezes até por corporativismo, essas decisões são confirmadas em plenário, mas são claramente inconstitucionais, é o mesmo que dizer, ilegais. E sendo ilegais, o Clube Militar, atendendo ao anseio de seus associados, faz notas para passar para a população o pensamento dos associados do clube”.

CPI da pandemia

“O momento [para realizar a CPI] é totalmente inoportuno. Querem colocar a culpa em um governo que, desde o início, há um ano, foi impedido pelo próprio STF de coordenar as ações contra a pandemia, diferente de outros países do mundo”.

“O militar é formado para não mentir”

O senador Randolfe Rodrigues afirmou que o General Pazuello seria preso caso não falasse a verdade na CPI. Durante a entrevista, o presidente do Clube Militar comentou a declaração do senador.

“O senador Randolfe deve ser um daqueles que estava sem audiência, agora recebeu de presente a vice-presidência da CPI, e talvez não conheça bem os militares, o militar é formado para não mentir. Não existe nenhum tipo de preocupação com relação a alguém achar que o General Pazuello vai chegar numa CPI e vai mentir”.

A entrevista do General Eduardo José Barbosa, presidente do Clube Militar, é importantíssima para entendermos o momento que o Brasil está vivendo. De forma corajosa, ele reafirmou o compromisso com o país e com os cidadãos de bem.

Assista e compartilhe!

Faça seu Comentário