FDI anunciam destruição de casas de 12 comandantes do Hamas em Gaza nas últimas 24 horas

FDI anunciam destruição de casas de 12 comandantes do Hamas em Gaza nas últimas 24 horas

Desde o dia 10 de maio, os confrontos armados na fronteira entre Israel e o território palestino se agravaram

As Forças de Defesa de Israel (FDI) anunciaram ter destruído 12 casas de comandantes do Hamas em Gaza nas últimas 24 horas, incluindo três na manhã desta terça-feira (18).

As três casas destruídas na manhã desta terça-feira (18) seriam de comandantes que usavam os locais como centros de comando e operações, segundo as FDI.

De acordo com as Forças de Defesa de Israel, os militares israelenses atingiram nove plataformas de lançamento de foguetes por toda a região da Faixa de Gaza desde as 08h00 (02h00, no horário de Brasília) de hoje.

Moradores de comunidades localizadas a quatro quilômetros da fronteira de Gaza foram aconselhados a permanecerem em abrigos antibombas, enquanto projéteis são lançados por terroristas palestinos contra a área israelense.

Ainda há pouco, as sirenes foram soadas em diversas comunidades, alertando sobre um possível ataque de foguetes na região de Kibutz Kerem Shalom, principal via de travessia comercial para a Faixa de Gaza, que foi reaberta para a entrada de ajuda humanitária.

A travessia foi fechada por Israel na noite de segunda-feira (17), após um grupo do Hamas lançar uma série de foguetes contra Jerusalém.

Os confrontos armados na fronteira entre Israel e o território palestino se agravaram em 10 de maio, quando expirou o ultimato do Hamas, que exigia a retirada de policiais e militares israelenses da Esplanada das Mesquitas em Jerusalém, e do bairro de Sheikh Jarrah, na parte oriental da cidade sagrada.

A nova onda de violência começou depois que as autoridades israelenses decidiram despejar várias famílias palestinas de Sheikh Jarrah, para entregar suas residências a colonos judeus.

Desde então, os ataques aéreos de Israel já deixaram mais de 120 palestinos mortos e cerca de 900 feridos, enquanto sete pessoas morreram do lado israelense, entre elas um militar.

(REUTERS)

Faça seu Comentário