Biden vai divulgar relatório sobre origem do coronavírus

Biden vai divulgar relatório sobre origem do coronavírus

China chama de ‘jogo político’ a intenção de Joe Biden

A intenção dos EUA de publicar relatório sobre origem da COVID-19 é jogo político e tentativa de colocar a culpa nos outros, anunciou nesta sexta-feira (28) o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian.

Anteriormente, o presidente dos EUA, Joe Biden, declarou que divulgará o relatório sobre origem da COVID-19, se não forem encontradas mais informações.

“A origem do vírus é um assunto científico difícil. Desta vez, os Estados Unidos pretendem deixar as agências de inteligência fazerem conclusões científicas. Significa apenas que os EUA não estão interessados na verdade e não querem nenhuma pesquisa científica, sendo simplesmente um jogo político e uma tentativa de culpar outros e jogar fora sua responsabilidade”, disse o porta-voz chinês durante briefing.

O diplomata chinês adicionou que a promoção norte-americana de última hora em prol da necessidade de investigação sobre origem do vírus possivelmente vazado de laboratório demonstra “os motivos encobertos” e “más intenções” dos EUA.

Anteriormente, a Casa Branca emitiu comunicado no qual não foi descartada a versão de disseminação do coronavírus por consequência de vazamento de laboratório.

Em março de 2021, a Organização Mundial da Saúde publicou o relatório completo de grupo internacional de especialistas da OMS sobre visita à cidade de Wuhan a fim de determinar a origem da COVID-19, tendo a versão de vazamento do vírus de laboratório sido considerada “extremamente pouco provável”.

Além disso, o relatório da OMS diz que o novo coronavírus foi transmitido muito provavelmente para o ser humano de morcegos através de outro animal. Mais uma versão da origem do SARS-CoV-2 – transmissão direta de animal ao homem – foi colocada pelos especialistas na lista de hipóteses “de possíveis a prováveis”. A missão da OMS também considerou “possível” a versão de origem da COVID-19 através de produtos congelados.

Os EUA e mais 13 países publicaram declaração conjunta expressando preocupação com as conclusões do relatório da OMS.

Fonte: Sputnik

Faça seu Comentário