Presidente Alex Redano destaca apoio da Assembleia para que as ações do Governo cheguem aos municípios

Presidente Alex Redano destaca apoio da Assembleia para que as ações do Governo cheguem aos municípios

Deputados estaduais aprovaram os projetos que permitiram os investimentos nos municípios

Ao participar na tarde de sexta-feira (28) da solenidade de lançamento dos programas Tchau Poeira, Governo na Cidade e Mamãe Cheguei, no município de São Miguel do Guaporé, na região da BR-429, o presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), destacou o apoio dos deputados estaduais para a concretização dessas ações governamentais.

“A Assembleia Legislativa contribuiu diretamente para que esses projetos e ações lançados aqui em São Miguel do Guaporé, e nos demais municípios de Rondônia, fossem concretizados. Aprovamos com agilidade essas matérias, permitindo que essa economia feita pelo Governo, se tornasse em investimentos e benefícios para a nossa população”, disse Redano.

O governador Marcos Rocha assinou o termo de cooperação com o prefeito Cornélio Duarte (MDB). Participaram da solenidade os deputados estaduais José Lebrão (MDB), Jean Oliveira (MDB), Laerte Gomes (PSDB) e Ismael Crispin (PSB). Participaram ainda a primeira-dama e secretária de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), Luana Rocha, o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, do diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), Elias Rezende, entre outras autoridades.

São Miguel do Guaporé vai receber 5 quilômetros de asfalto novo, com o Tchau Poeira, e mais cinco quilômetros de recuperação asfática, somando cerca de R$ 5 milhões em investimento.

O Estado também contemplou São Miguel com o programa Governo na Cidade, com uma grande revitalização da Praça da Bíblia, que inclui quadra sintética, arquibancada e drenagem, bem como do campo Chupinzal, investindo mais de R$ 2,2 milhões.

Mamãe Cheguei

São Miguel do Guaporé recebeu ainda o programa Mamãe Cheguei, com a entrega do kit enxoval às gestantes de baixa renda, com até 22 semanas de gestação.

Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

Faça seu Comentário