As 123 decisões do STF contra o presidente Bolsonaro (veja o vídeo)

As 123 decisões do STF contra o presidente Bolsonaro (veja o vídeo)

O jornal CORREIO DA MANHÃ do Rio de Janeiro, corajosamente publicou o levantamento.

Ao assistir o programa Atualidades da TV Pampa de Porto Alegre – RS, minha terra natal, fiquei de queixo caído com o que o jornalista Gustavo Victorino trouxe para bancada do programa, eram as 123 DECISÕES DO STF CONTRA O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO.

O documento dessas 123 decisões do STF que afetaram diretamente o presidente Bolsonaro, foi realizado por um advogado de Brasília e circula pelas redes sociais, ressalto também que o CORREIO DA MANHÃ do Rio de Janeiro, corajosamente publicou o levantamento.

Ao se vislumbrar tais decisões, fica evidente, o quanto o ativismo de alguns dos ministros do STF, têm atrapalhado e muito, o andamento do Governo Federal, essa birra contra o presidente por parte dessa esfera do poder tem lesado demais nosso país e nosso povo.

O Presidente e sua equipe fiel tem aberto caminho a cotoveladas em meio a esses enormes obstáculos criados pelo Supremo, também pelo legislativo, alguns prefeitos e governadores e, associado a isso, temos a doença que veio da China e como se não bastasse ainda a Extrema Imprensa que persegue de forma raivosa e manipuladora nosso PR, porém, por incrível que pareça, nosso país tem avançado, vimos o crescimento do PIB, um equilíbrio na balança, muitas obras estruturantes, modernização da infraestrutura, isso para destacar apenas alguns pontos.

Imaginem o quanto nosso Brasil não estaria melhor e maior, se todos esses que se comportam como inimigos da nação, estivessem colaborando com o Brasil ajudando Bolsonaro?

Fica claro quem são os verdadeiros agentes do tal “desgoverno” que tanto a mídia propala, e outro ponto importante que também não deixa duvidas é a parcialidade da imprensa naciona.

Veja algumas dessas decisões:

1) Em 10 de maio de 2019, a ministra Rosa Weber deu cinco dias para Bolsonaro explicar o decreto que facilitou o porte de armas

2) Em 05 de março de 2021, o STF manteve autonomia de estados para adoção de “lockdowns”.

3) Em 21 de outubro de 2019, o ministro Gilmar Mendes suspendeu a medida provisória que dispensava publicação de editais na grande imprensa

4) Em 14 de abril de 2021, o plenário confirmou a decisão do ministro Barroso que obrigou o Senado a instalar a CPI da Covid-19

5) Em 15 de abril de 2021, a ministra Cármen Lúcia deu o prazo de 5 dias para Arthur Lira explicar a não abertura de Impeachment contra Bolsonaro.

6) Em 22 de maio de 2020, o ministro Celso de Mello mandou divulgar o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril de 2020

7) Em 02 de agosto de 2021, o STF deu 10 dias para Bolsonaro explicar bloqueio a jornalistas no Twitter depois de ação da Abraji

8) Em 17 de dezembro de 2020, o STF decidiu que União, Estados e municípios poderiam obrigar a vacinação contra a covid-19

9) Em 29 de agosto de 2020, o STF confirmou a decisão de Gilmar Mendes que derrubou o veto do presidente sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras.

10) Em 31 de março de 2020, o ministro Luís Roberto Barros proibiu que o Governo Federal veiculasse o vídeo com o slogan “O Brasil Não Pode Parar”.

Os ministros do Supremo não podem se comportar como “deuses”, estão manchando a imagem da instituição a qual pertencem, pois esses arroubos de superioridade denigrem muito mais o autor do que às vítimas, na medida que humilha aqueles que os sustentam a peso de ouro, lagostas, vinhos e manteigas defumadas.

Como esses ministros tem coragem de exigir que o povo os respeite e admirem se os mesmos se comportam como nossos inimigos?

Como podemos respeitá-los se nem eles mesmos se respeitam entre si?

Se ao menos eles respeitassem a nossa Constituição e a Democracia, poderiam gozar do respeito popular, mas fazendo o que fazem, extrapolando suas atribuições funcionais, o povo nesse dia 07 de setembro estará em peso nas ruas em uma manifestação legitima pedindo o Impeachment dos ministros que estão agindo fora das 4 linhas da Constituição, destruindo a liberdade de expressão e atrapalhando a ORDEM e o PROGRESSO do BRASIL.

Veja o vídeo:

Por João Bosco (Bosco Foz)

Faça seu Comentário