Luciano Hang e a CPI da sabujice (veja o vídeo)

Luciano Hang e a CPI da sabujice (veja o vídeo)

A quem eles devotam tanta sabujice?

Como iniciar um texto de razoável qualidade, falando da CPI?

Qualidade e CPI é uma questão inconsistente, incongruente, impertinente, desanima o espectador, pode causar ânsia, dormência, torpor, quem sabe até algum tipo de demência, sabe se lá que tipo de horror…

No entanto o dever me chama, há tanta gente, com mais sorte que eu que não precisa ver tamanha decadência, embora precise ficar informado do que acontece na sala da injustiça, no calabouço indecência.

O que vi da CPI, ainda não sei classificar, se mais chorei ou ri, só sei que nada sei e quase emburreci vendo esse circo inominado, onde o capitão do cangaço, um fora da lei renomado, comanda tudo ali, talvez seja parente distante de Ali Babá, mas, de uma coisa posso ter certeza, Omar Azia não se cansa de passar vergonha, gosta do vexame, do achincalhe, de uma boa verborreia, se enfia em cada enrascada e a cada resposta debochada, perde a estribeira.

A CPI é assim, eles podem usufruir de toda hipocrisia, ironia, achincalhe, deboche e patifaria, mas, se o depoente for mais esperto ou experiente, ah, ele que experimente sair dos trilhos, porque o Omar e seus asseclas cuidarão de o calar.

Renan e seu grupo de sectários, vão distrair a população, falar junto, fazer obstrução, ali no gueto deles ninguém se cresce, se crescer não aparece, porque nesse picadeiro, só ganha holofote o que merece. Claro, pela régua moral deles.

Em mais um triste episódio, surgiu outra figura doutrinária, a testemunha por procuração, agora é possível em depoimento, proceder terceirização. Pra mim, faz todo sentido, se algo não tem valia, falo sem a menor ironia, pouco importa quem comparece, compareceu ou compareceria, no reino da hipocrisia pretória, às vezes é melhor perder a memória, porque são capazes das narrativas construírem nova estória.

A advogada compareceu pelo cliente e o objetivo já estava claro, pretendem terminar o serviço que o Maneta começou, destruir o convênio médico que mais cresceu no Brasil, talvez porque não sobrou um naco que pudessem aproveitar, ou simplesmente porque está no caminho daquilo que eles pretendem a todo custo provar. Mesmo que esse custo seja o da própria verdade.

Para além desse terror, outra coisa que me chama a atenção sobremaneira, é a falta de atenção com a língua brasileira, o bom português ali não encontra guarida, e quem diria, o relator, é campeão incontestável, é “ór concur”, não tem pra ninguém, depois do “proctorologista” que deve ser nova especialidade da medicina, que nós pobres mortais desconhecemos, agora surge a “creptomoeda”.

Essa eu me permito interpretação, conhecendo bem a história de vida desse vilão, foi um ato falho, um engano, como troca o “R” pelo “L”, deve ser “cleptomoeda” que faz todo sentido pra quem pagava pensão por meio de propina!

A mais recente de Omar Azia faz menos sentido, não cheguei no nível dele de genialidade, ele inventou uma tal “comordidade”.

Essa característica, talvez, tenha outra explicação, eles são por demais prolixos e repetitivos, é método de inquirição, tentativa ordenada de intimidação e de causar mentalmente confusão. Deveria ser causado ao depoente, já que são eles que perguntam, no entanto, é tanta mentira, que acabam, sem perceber, perdendo o fio da meada.

Há pouco destaque a fazer, por exemplo, do Luciano Hang na CPI, a não ser que pra quem afirmou gastar 250 milhões de reais em propaganda, economizou um bom dinheiro, ficou ainda mais conhecido do povo brasileiro e conseguiu que sua marca fosse veiculada sem gastar uma moeda.

Ainda por cima deixou Omar sem ar, e não foi maldade de minha parte só pra rimar, isso aconteceu mesmo quando perguntado por que não ajudou no combate à pandemia, só se preocupou em apoiar o governo e disseminar desinformação, respondeu que doou 200 cilindros de oxigênio pro Amazonas, estado do senador e que ainda, pra chegar mais rápido, mandou de avião!

Pois é, depois de 150 dias de CPI, descobri que o G7, o tal grupo dos sete senadores contra Bolsonaro, devem estar bem feridos e mancando de tanto tiro no pé!

Como gosta de dizer o atleta, é muita sabujice, que como ele tem dificuldade de falar, pronuncia “xabujice”, que significa ser servil, o que resta descobrir é a quem eles devotam tanta sabujice!

Veja o vídeo:

Foto de Cláudio Luis Caivano

Por Cláudio Luis Caivano | Advogado.

Faça seu Comentário