Deputado Laerte Gomes se reúne com governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite em Brasília

Parlamentares conversaram sobre potencial de Rondônia no agronegócio e abordaram atuação do PSDB em todo país

Em Brasília, o deputado Laerte Gomes (PSDB) se reuniu com o governador do Rio Grande do Sul (RS), Eduardo Leite (PSDB), com o deputado estadual Matheus Wes (PSDB-RS) e com o deputado federal, Pedro Vilela (PSDB-AL).

No encontro, Laerte Gomes conversou com os demais políticos sobre os potenciais do estado de Rondônia e sobre o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), sigla de todas as lideranças presentes na reunião.

“Foi uma oportunidade da qual pudemos destacar o potencial do nosso estado em relação ao agronegócio, ao nosso tão valoroso setor produtivo, nossa agricultura familiar e também conversar sobre a atuação do PSDB, tanto a nível estadual como nacional. Ao final da nossa reunião, convidei-os para, assim que possível, possam visitar nosso amado estado de Rondônia”, concluiu Laerte Gomes. 

Texto: Juliana Martins-ALE/RO

CN

Presidente Alex Redano recebe demandas de Associação dos Deficientes Visuais de RO

Parlamentar se disponibilizou a buscar soluções para proporcionar mais dignidade e qualidade de vida aos deficientes visuais do estado

O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Alex Redano (Republicanos), recebeu em seu gabinete, a vereadora de Porto Velho, Márcia Helena Martins, a “Márcia Socorrista”, para tratar de algumas demandas, dentre elas, melhorias em serviços disponibilizados aos portadores de deficiências visuais de Rondônia.

A parlamentar relatou que a categoria pede apoio, na documentação para formação da Associação dos Deficientes Visuais de RO, uma vez que ela só pode receber recursos após todos os trâmites estarem resolvidos; Carteirinha de transporte público com até três acompanhantes, pois atualmente a classe só tem direito a uma, podendo este estar ocupado e não podendo acompanhar a pessoa com deficiência em questão. “Temos a situação da carteira permanente para deficientes visuais, ela precisa ser renovada, todo ano, para ter acesso a benefícios. Além, de trabalhoso é constrangedor, visto que a deficiência também é permanente, portanto, a carteira deveria também ser permanente”, disse a vereadora.

Além destas demandas, a vereadora disse que a classe pede ainda apoio aos eventos realizados para arrecadação de fundos visando melhorias à associação (a exemplo de um automóvel próprio), cursos na área de tecnologia e um local para o funcionamento da associação, sendo que eles se reúnem na associação dos surdos de Porto Velho (ASPVH), ocupando o espaço desta outra classe. “E quero agradecer ao deputado Alex Redano por nos receber e dar vez a essa classe que sofre em busca de uma vida mais digna”, concluiu.

O deputado, após ouvir todos os relatos, se solidarizou com os deficientes visuais e com suas dificuldades. E se colocou à disposição para ajudar no que for possível. “Se unirmos forças poderemos encontrar soluções para as demandas mais urgentes. Queremos proporcionar mais dignidade e qualidade de vida aos deficientes visuais de Rondônia. E agora tomando conhecimento destas demandas vamos atrás de atende-las”, afirmou o presidente.

Texto: Meiry Santos-ALE/RO

CN

MP obtém condenação de acusado de matar professor na zona rural de Ministro Andreazza

O réu matou a vítima utilizando-se de golpes de martelo, por motivo torpe

O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Cacoal, obteve, na última quinta-feira (11), condenação do réu Eduardo Ebermann, acusado de praticar o assassinato do professor Adriano Albuquerque.

Segundo denúncia do MP, o crime aconteceu em 5 de maio de 2020, no início da noite, na Linha 03, Lote 04, Gleba 03, bairro zona Rural de Ministro Andreazza/RO, Comarca de Cacoal. Conforme consta, o réu matou a vítima utilizando-se de golpes de martelo, por motivo torpe, com utilização de meio cruel, à traição e de forma dissimulada, o que dificultou a defesa do ofendido.

Os jurados reconheceram a prática de homicídio triplamente qualificado, furto e ocultação de cadáver, afastando a tese defensiva que buscava o reconhecimento de homicídio privilegiado.

A pena restou fixada em 17 anos de reclusão, a ser cumprida em regime fechado.

CN

Presidente diz que governo vai prorrogar desoneração da folha

Durante live, Bolsonaro disse que prorrogação será de dois anos

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem, em sua live semanal, que o governo federal resolveu prorrogar por mais dois anos a desoneração da folha de pagamento das empresas de diversos setores. “Isso dá quase R$ 8 bi por ano”, disse o presidente durante a live.

A desoneração da folha de pagamentos foi instituída via medida provisória no ano passado como medida emergencial em função da crise criada pela pandemia de covid-19. A medida reduz a contribuição previdenciária patronal e beneficia 17 setores que empregam cerca de 6 milhões de pessoas.

A MP inicialmente teria validade até dezembro de 2020, mas o Congresso estendeu a medida até  dezembro de 2021, no momento em que converteu a MP em lei.

Durante a live, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou o financiamento de placas solares pelo banco estatal. A estimativa oficial é que as placas reduzam em 95% o custo da energia dos usuários por mês. “Nós temos 6 milhões de famílias que têm uma casa ou apartamento financiados pela Caixa e 1,5 milhão de famílias podem ter esse financiamento de placas solares, teremos seis meses de carência, cinco anos para pagar. Isso é uma revolução, em especial, porque nós imaginamos que, com esses seis meses de carência, uma parte muito grande você consegue economizar e você compra as placas, não de graça, mas tem um grande benefício. É a menor taxa [de juros] que a Caixa tem, 1,17%”, disse Guimarães.

Fonte: Fábio Massalli A/B

CN

Café, açúcar e ovo deixam compra no supermercado mais cara

Preços dos três itens, do frango congelado e mais carnes sofreram alta em nove meses e impactaram no custo da cesta básica

O pó de café, o açúcar e o ovo foram os grandes vilões das compras de supermercado nos últimos nove meses, segundo o indicador Abrasmercado, da Abras (Associação Brasileira dos Supermercados) divulgado nesta sexta-feira (12).

O índice avalia o comportamento dos preços de 35 produtos de largo consumo nos supermercados.

O café, tradicional nas casas e escritórios brasileiros, registrou alta de 33,9% no acumulado de janeiro a setembro deste ano, seguido por:

• Açúcar (30,3%);
• Ovo (22,5%);
• Frango congelado (21,3%);
• Carne dianteiro (12,9%);
• Carne traseiro (8,9%);
• Leite longa vida (4,9%);
• Feijão (1,8%); e
• Óleo de soja (1,5%).

Em um ano – de setembro de 2020 a setembro de 2021 –, o preço do frango congelado subiu 40,2%, seguido por:

• Açúcar (38,8%);
• Café (37,1%);
• Óleo de soja (34,9%);
• Carne dianteiro (28,7%);
• Ovo (27,7%);
• Carne traseiro (26,0%);
• Pernil (9,0%);
• Feijão (8,8%);
• Arroz (0,8%); e
• Leite longa vida (0,6%).

Preço do arroz, cebola registrou queda no acumulado do ano

O arroz, um dos grandes vilões da cesta básica nacional, resolveu dar um alívio no bolso do consumidor, registrando baixa de 14,5% no acumulado do ano e de 30,9% em 12 meses.

Na sequência aparece a cebola: baixa de 19,7% no acumulado do ano e de 30,9% em 12 meses.

Variação de preço por marca pode chegar a 234%

A pesquisa da Abras também trouxe uma novidade nesta edição: a comparação de preço de produtos como arroz, feijão, óleo de soja, açúcar, café e leite longa vida por marca.

A maior variação foi registrada no preço do pacote de espaguete (500g). A diferença de preço entre o produto mais barato (R$ 1,76) e do mais caro (R$ 5,99) era de 234%.

“Mais do que nunca, o consumidor deve pesquisar muito e ir a mais de uma rede de supermercado antes de comprar. Até pouco tempo, ele deixou de fazer isso porque os preços estavam relativamente estáveis. Agora é hora de retomar este hábito para reduzir os custos com alimentação”, diz Marcio Milan,  vice-presidente da Abras.

Confira a variação de preço de alguns produtos listados pela Abras:

• Café torrado e moído (pacote de 500g): de R$ 7,79% a R$ 18,88, diferença de 142%
• Feijão (pacote de 1kg): de R$ 3,69 a R$ 8,19, diferença de 121%;
• Arroz tipo 1 (pacote de 5kg): de R$ 14,89 a R$ 28,90, diferença de 94,1%;
• Bisteca suína (o quilo): de R$ 14,95% a R$ 27,90, diferença de R$ 86,6%;
• Tomate (o quilo): de R$ 6,98 a R$ 12,90, diferença de 84%;
• Cebola (o quilo): de R$ 1,79 a R$ 3,29, diferença de 83,8%;
• Peça da carne de acém (o quilo): de R$ 22,90 a R$ 38,90, diferença de 69,90%;
• Leite longa vida (caixa de 1 litro): de R$ 2,95 a R$ 4,99, diferença de 69%;
• Ovos brancos (dúzia): de R$ 5,98 a R$ 9,90, diferença de 65%;
• Peça da carne coxão duro (o quilo): de R$ 32,90 a R$ 44,50, diferença de 35,2%;
• Frango inteiro congelado (o quilo): de R$ 9,89 a R$ 12,99%, diferença de 31%;
• Óleo de soja (900 ml): de R$ 7,59 a R$ 9,69, diferença de 27,7%;
• Açúcar (pacote de 1 kg): de R$ 3,59 a R$ 4,09, diferença 14%;

Fonte: R7

CN

Polícia Civil deflagra operação contra grupo criminoso de advogados, policiais e presos de facção em RO

A operação tem o objetivo de produzir prova e resguardar a investigação que tramita na Delegacia Regional de Ji-Paraná.

A Polícia Civil deflagrou uma operação, chamada Simbiose, para cumprir 62 ordens judiciais contra 25 pessoas investigadas por fazerem parte de uma organização criminosa nos estados de Rondônia, Pará e Rio de Janeiro. A ação começou nas primeiras horas desta sexta-feira (12) e acontece por intermédio da Delegacia Regional de Ji-Paraná (RO).

As ordens judiciais de medidas cautelares foram autorizadas pelo Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), sendo:

  • 26 mandados de busca e apreensão;
  • 20 ordens de sequestro de bens;
  • 9 mandados de prisão temporária;
  • 3 mandados de prisão domiciliar;
  • 4 ordens de medidas de monitoramento por tornozeleira.

A operação tem o objetivo de produzir prova e resguardar a investigação que tramita na Delegacia Regional de Ji-Paraná.

As investigações tem o foco em uma organização criminosa, onde os núcleos que a integram são compostas por advogados, policiais penais e presos de uma facção criminosa e que se destina ao tráfico de drogas e suporte logístico para internos das unidades prisionais de Ji-Paraná.

A ação conta com a participação de 100 policiais civis do estado de Rondônia e ainda com o apoio do Núcleo de Operações Aéreas (Noa) da Sesdec, de uma equipe da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (Core/PC-RO), Polícia Civil do Rio de Janeiro, por meio Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) e Polícia Civil do Pará.

Fonte: G1/RO

CN

Mais de 12 mil servidores da Educação serão beneficiados com pagamento retroativo da progressão funcional em RO

Recurso pago será de aproximadamente de R$ 12 milhões

Neste mês de novembro de 2021, o Governo de Rondônia vai efetivar a mudança da referência e pagar o retroativo da progressão funcional dos servidores da Educação do Estado. Serão 12.712 professores e técnicos beneficiados. O valor pago será de aproximadamente de R$ 12 milhões.

A progressão é a passagem dos titulares dos cargos que compõem a carreira dos Profissionais da Educação Básica da Rede Pública Estadual de uma referência para outra imediatamente superior na mesma classe a que pertence.

O gestor da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Suamy Vivecananda, considera que esse benefício movimentará e fortalecerá a economia do Estado. “A Progressão Funcional dos Profissionais da Educação é um benefício previsto na Lei 680/2012“, reforça.

PERÍODO

As progressões funcionais dar-se-ão de dois em dois anos de efetivo exercício na respectiva classe, na forma de regulamento específico, excetuado o primeiro período de progressão que, em razão do estágio probatório, dar-se-á após os três anos, desde que, obrigatoriamente, observados os seguintes critérios cumulativos:

I – antiguidade;

II – assiduidade; e

III – avaliação sistemática do desempenho profissional.

CRITÉRIOS

Segundo o artigo 61, a progressão funcional decorrerá da antiguidade, da assiduidade e do resultado da avaliação sistemática anual do desempenho profissional, a ser validada pela Comissão de Gestão do Plano, e regulamentada especificamente por Decreto.

§ 1º. Será avaliado e terá o benefício da progressão funcional apenas o servidor que efetivamente estiver no desempenho do cargo para o qual foi nomeado e empossado, desde que exerça sua função no âmbito da Secretaria de Estado da Educação ou ressalvados os casos previstos em lei.

§ 2°. A progressão funcional dar-se-á automaticamente, mediante confirmação da antiguidade, da assiduidade e do resultado da avaliação do desempenho do profissional pela Gerência de Recursos Humanos da Secretaria de Estado da Educação.

§ 3°. Decorrido o prazo previsto e não havendo processo de avaliação sistemática do desempenho profissional, a progressão funcional dar-se-á com base somente na antiguidade e assiduidade.

TRANSPARÊNCIA

A lista contendo os nomes dos servidores beneficiados está disponível na aba publicações do portal da Seduc.

A Seduc está fazendo uma reanálise individual dos servidores que por ventura incidiram em alguma das vedações do artigo 60 e não foram contemplados.

Fonte: Seduc

CN

Polícia Militar prepara estratégias para executar operação “Fim de Ano” em RO

Patrulhamento ostensivo será reforçado durante o final deste ano para coibir prática criminosa em todo Estado

Com a chegada do final do ano, onde ocorrem as tradicionais festas natalinas e de réveillon, a Polícia Militar de Rondônia (PMRO) começa a preparar estratégias para executar ações preventivas, reforçando seu efetivo operacional para garantir o patrulhamento ostensivo em Porto Velho e no interior do Estado, visando manter a segurança da população.

O Governo de Rondônia tem reforçado as ações na área de Segurança Pública para garantir mais tranquilidade à sociedade. A operação “Final de Ano” terá início no dia 1º de dezembro, com o policiamento ostensivo nos principais pontos comerciais da Capital, e a Coordenadoria de Planejamento Operacional estende o planejamento para todo o Estado. A segunda parte da estratégia será executada em janeiro, onde as residências vão receber o patrulhamento necessário para coibir furtos e roubos, resguardando a população de prejuízos.

Conforme destacado pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel PM Alexandre de Freitas Almeida, para a execução da operação, a Corporação vai empregar todo o efetivo que integra o serviço administrativo e órgão da administração pública, para reforçar o patrulhamento até o dia 1º de fevereiro. Serão mais de 300 homens que vão atuar nos comércios e bairros, para evitar qualquer tipo de prática criminosa.

Durante a operação, haverá patrulhamento em pontos de estacionamento, com locais de grande circulação de pessoas, com policiamento ostensivo a pé e motorizado.

O comandante da PMRO, coronel Almeida, ressalta que toda a ação da operação “Fim de Ano” não irá interferir no policiamento ostensivo diário já desenvolvido pela Polícia Militar.

O comandante-geral da Polícia Militar explica que a operação tem como objetivo evitar que os índices de criminalidade cresçam durante este período, dando sensação de segurança a população e que seja evitado um “boom” de ilícitos penais.

“A importância desta operação é engrossar o policiamento, para que sejam evitados acidentes de trânsito, por conta do alto fluxo de cidadãos nas ruas, cuidados ao ir em bancos e lotéricas, e principalmente, continuar orientando sobre a necessidade de tomar os devidos cuidados contra a covid-19”, disse Almeida.

CUIDADOS

A Polícia Militar faz um alerta à população, dando dicas importantes para que sejam adotados os cuidados necessários para garantir a segurança e evitar possíveis prejuízos ou transtornos neste fim de ano.

  • Estar com companhia na hora de fazer compras;
  • Fazer pagamento com cartão, para que evite circular com grandes quantias de dinheiro;
  • Fazer compras apenas durante o dia;
  • Não deixar bolsa, carteira e outros objetos a mostra nos veículos;
  • Não manusear ou contar dinheiro próximo ao público;
  • Jamais conte dinheiro após sair de agências bancárias ou lotéricas;
  • Desconfiar de empurrões ou esbarrões;
  • Se estiver com bolsas, carteiras ou sacolas de compras, transporte junto e a frente do corpo, para o lado de dentro da calçada.
  • Caso aconteça um furto, roubo ou qualquer ocorrência, não reagir e comunique de forma imediata à Polícia Militar.

Fonte: Sedesc

CN

Prova de vida de servidores deve ser feita até 31 de dezembro

Beneficiário deve ir à agência bancária onde recebe o benefício

O prazo para que servidores públicos federais aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis do Executivo Federal façam a comprovação de vida, de forma a evitar a perda do benefício, termina em 31 de dezembro. A medida vale para aqueles que não comprovaram vida junto ao governo federal entre janeiro de 2020 a setembro de 2021.

“Quem não cumprir com a obrigação até o final do ano terá o pagamento do benefício ou provento suspenso”, informa o Ministério da Economia, ao esclarecer que este é um procedimento previsto em lei que deve ser feito uma vez por ano, no mês do aniversário do beneficiário. A medida é adotada com o objetivo de evitar fraudes e pagamentos indevidos.

Divulgação/Ministério da Saúde

Para fazer a prova de vida, o beneficiário deve comparecer presencialmente em uma agência do banco onde recebe o pagamento, levando consigo documento de identificação com foto. Algumas instituições bancárias oferecem alternativas como prova de vida pelo caixa eletrônico ou por aplicativo móvel.

Quem já tem a biometria cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) – que recentemente passou a se chamar Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) – pode acessar o aplicativo SouGov.br para consultar a situação da comprovação de vida e obter as orientações para realizá-la por meio de aplicativo móvel.

Por Pedro Peduzzi

CN

O que é mieloma múltiplo, causa da morte da jornalista Cristiana Lobo

Problemas ósseos são um dos sintomas frequentes da doença

A jornalista Cristiana Lôbo morreu nessa quinta-feira (11) após lutar contra um câncer. O tipo da doença que causou a morte da profissional é o mieloma múltiplo, que ocorre em células do sangue chamadas plasmócitos, produzidas na medula óssea.

O mieloma múltiplo tem taxa de incidência de 7,8 novos casos a cada 100 mil habitantes. A idade média dos pacientes é de 65 anos. A doença é ocasionada a partir de uma alteração do DNA dos plasmócitos.

“Mieloma múltiplo é um tipo de neoplasia maligna, em que há proliferação desordenada de uma célula do sangue, o plasmócito, que pode levar à anemia, alteração da função renal, hipercalcemia e lesões líticas nos ossos, com dores e fraturas patológicas”, diz a hematologista e integrante do Centro de Câncer de Brasília e do Hospital Universitário de Brasília (Cetro-HUB), Fernanda Queiroz Bastos.

Os sintomas mais frequentes são problemas ósseos, especialmente nas costas, quadris e crânio; baixas taxas de glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas no sangue, o que pode causar fraqueza e tontura e maiores níveis de cálcio, gerando insuficiência renal e impactos no sistema nervoso, como dor intensa, dormência e fraqueza nos músculos.

O mieloma múltiplo também pode atrapalhar o fluxo do sangue para o cérebro, causando confusão, tontura e sintomas de um AVC. A doença pode prejudicar os rins, ocasionando até mesmo uma falha desses órgãos.

Segundo o biólogo Fabiano de Abreu, isso ocorre porque as células cancerígenas se multiplicam de forma desordenada e geram impactos prejudiciais ao funcionamento de diversas partes do organismo.

“O excesso de proteínas que vem acompanhado dessa multiplicação celular suprime o desenvolvimento de outros elementos importantes para o organismo como os glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas (partículas semelhantes a células que ajudam o corpo a formar coágulos). Tudo isso ainda vai afetar a produção de anticorpos de defesa normais, que fica reduzida”, explica.

Segundo a Sociedade Estadunidense de Câncer, é difícil diagnosticar o mieloma múltiplo de forma precoce. Isso porque muitos sintomas podem aparecer somente quando o câncer já está em estágio avançado.

Uma das formas de fazer o diagnóstico do mieloma múltiplo é por meio de exames de imagem, como radiografia óssea, tomografia computadorizada, tomografia por emissão de pósitrons, ressonância magnética e ecocardiograma.

Outras alternativas para o diagnóstico são os exames de laboratório, como o hemograma (que mede o nível dos glóbulos vermelhos), a bioquímica sanguínea (que mensura os níveis de creatinina, albumina e cálcio no sangue) e o exame de urina.

Evitar a exposição a materiais químicos e tóxicos é um dos cuidados para prevenir esse tipo de câncer. 

Entre os tratamentos estão terapias para problemas causados pelo mieloma múltiplo, como fraturas no osso, infecções e insuficiência renal. Também são terapias, assim como em outros tipos de câncer, a quimioterapia e o transplante de medula óssea.

“Algumas vezes, quando há lesão em coluna, com compressão neural, pode ser necessário cirurgia ou radioterapia de urgência”, complementa a hematologista Fernanda Queiroz.

Por Jonas Valente

CN