Bolsonaro diz que reunião entre Macron e Lula foi ‘provocação’ e que França ‘quer aliado corrupto’

Bolsonaro diz que reunião entre Macron e Lula foi ‘provocação’ e que França ‘quer aliado corrupto’

“O que interessa para alguns países do mundo é ter alguém sentado nessa cadeira que eu estou aqui simpático à política deles”

Presidente fez considerações após encontro de Lula e Macron ocorrido na semana passada. Para Bolsonaro, presidente francês tem “um problema com ele” e sempre foi “contra o seu governo”.

Em uma retórica um pouco tardia, nesta quinta-feira (25), o presidente, Jair Bolsonaro, disse que o encontro do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, com o chefe do Executivo da França, Emmanuel Macron, foi “uma provocação” e que Macron sempre foi “contra o seu governo”, de acordo com o UOL.

“Parece que é uma provocação sim. Será que o serviço de inteligência dele [Macron] não sabe quem foi o Lula aqui ao longo dos oito anos dele e mais seis de Dilma, o que foi feito no Brasil? […] Interessa mais a ele [Macron] ter uma pessoa passiva, corrupta como é o Lula, aliado dele, no futuro, do que eu”, completou.

De acordo com a mídia, Bolsonaro afirmou ainda que Macron teria “um problema” com ele, e sendo assim, os ataques ao Brasil são injustos: “O que interessa para alguns países do mundo é ter alguém sentado nessa cadeira que eu estou aqui simpático à política deles”, disse o mandatário.

O presidente francês já criticou diversas vezes as políticas ambientais do atual governo e disse, no final de outubro durante o encontro da cúpula do G20, que as relações Brasil-França já foram melhores, conforme noticiado.

Lula foi recebido pelo presidente francês no último dia 17 deste mês. A recepção calorosa e seguida de protocolos reservados a chefes de Estado chamou atenção da opinião pública, a qual interpretou como sendo “tapa com luva de pelica” de Macron em Bolsonaro, uma que o mandatário francês já deixou claro a sua não afinidade com o presidente brasileiro.

Confira:

Fonte: Sputnik

Faça seu Comentário