Países da CSTO, incluindo a Rússia, enviam forças de paz para Cazaquistão para estabilizar situação

Países da CSTO, incluindo a Rússia, enviam forças de paz para Cazaquistão para estabilizar situação

Ministério da Defesa da Rússia publica imagens da partida de tropas aerotransportadas para o Cazaquistão.

O secretariado da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (CSTO, na sigla em inglês) declarou na quinta-feira (6) que o bloco está enviando forças de paz para o Cazaquistão e que várias unidades já estão executando suas missões no país.

A situação no Cazaquistão deteriorou-se nesta quarta-feira (5) quando manifestantes na cidade de Almaty invadiram o escritório do prefeito e a antiga residência presidencial e atacaram as forças policiais.

“Neste momento, a parte russa do contingente de manutenção da paz está sendo transferida para o território do Cazaquistão pela Força Aeroespacial da Rússia. As primeiras unidades das forças já começaram a executar suas missões”, aponta a declaração oficial da CSTO.

Conforme aponta a nota da organização, as forças de manutenção da paz incluem unidades das Forças Armadas da Rússia, Belarus, Armênia, Tajiquistão e Quirguistão.

As principais tarefas das forças coletivas de manutenção da paz da CSTO incluem a proteção de importantes instalações públicas e militares e assistência às forças da ordem da República do Cazaquistão para estabilizar a situação restabelecer a legalidade no país.

As manifestações no Cazaquistão começaram em 2 de janeiro deste ano nas cidades de Zhanaozen e Aktau devido à subida de preços do gás liquefeito. Dois dias mais tarde, os tumultos eclodiram em Almaty e em muitas outras cidades do país, onde ocorreram confrontos com a polícia. Foram registradas várias vítimas mortais.

Neste momento está em curso uma operação antiterrorista em Almaty, estima-se que várias centenas de manifestantes continuem ocupando o centro da cidade.

Fonte: Sputnik

Faça seu Comentário