Tensão no Cazaquistão

Tensão no Cazaquistão

Protestos contra aumento de preços do gás se transformam em motins violentos

Protestos em massa provocados pelo aumento de preços do gás se transformaram em motins em várias cidades do Cazaquistão, incluindo a maior cidade, Almaty, e a capital Nursultan.

Em todo o território do país foi anunciado o estado de emergência, tendo o governo renunciado.

O presidente do país, Kassym-Jomart Tokaev, chamou as manifestações de atos de agressão externa e pediu ajuda dos países da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), formada pela Rússia, Belarus, Armênia, Tajiquistão e Quirguistão. A organização já confirmou o envio de forças de paz para o país para estabilizar a situação.

Polícia avança para limpar ruas de Almaty

Em Almaty, a polícia avançou para limpar as ruas. Aproximadamente duas mil pessoas foram detidas pelas autoridades.

Ações criminosas serão duramente reprimidas no Cazaquistão

Em meio aos tumultos, o porta-voz do Senado do Cazaquistão pediu que qualquer ação criminosa seja duramente reprimida.

Regulação de preços por 180 dias

O gabinete do Cazaquistão estabeleceu um limite de preços por 180 dias para a venda de gasolina e diesel.

União Europeia se manifesta sobre solicitação do Cazaquistão

A UE tomou conhecimento da solicitação das autoridades do Cazaquistão de recorrerem à CSTO. A decisão sobre a ajuda das forças da CSTO deve ocorrer em conformidade com a soberania e independência do Cazaquistão, afirmou o representante da UE.

Cazaquistão suspende entrada de estrangeiros no país

O Cazaquistão suspendeu a entrada de estrangeiros no país devido à situação de estado de emergência.

Tentativa externa de minar segurança e integridade do país

A Rússia considera os acontecimentos no Cazaquistão como uma tentativa externa de minar a segurança e integridade do país. Além disso, a Rússia afirma que seguirá mantendo contato com o Cazaquistão e aliados da CSTO para analisar a situação no país.

“A Rússia segue realizando consultas detalhadas com o Cazaquistão e outros aliados do CSTO para analisar e desenvolver, caso necessário, medidas eficazes posteriores, especialmente para facilitar a realização da operação antiterrorista pelas autoridades policiais do Cazaquistão, garantindo a segurança de todos os cidadãos civis […] bem como de instalações importantes de infraestrutura crítica, seu desbloqueio e regresso para o controle das autoridades do Cazaquistão”, comunicou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

O Ministério das Relações Exteriores russo afirmou que o país está interessado em uma rápida restauração da ordem no Cazaquistão.

Prédios da polícia foram incendiados

Na cidade de Taraz, no Cazaquistão, três prédios da polícia foram incendiados, incluindo aproximadamente 50 carros da polícia. A situação de momento está controlada.

Investidas das forças destrutivas estão sendo interrompidas

Nursultan observa investidas das forças destrutivas, que estão sendo interrompidas pelas autoridades policiais. O transporte público, todas as instalações, exceto bancos e serviços públicos, estão operando na capital do Cazaquistão de modo regular.

Tajiquistão envia 200 militares

No âmbito das obrigações da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), o Tajiquistão vai enviar cerca de 200 militares para o Cazaquistão, segundo informou uma fonte nos órgãos de segurança do país.

Fim de protesto em Aktau

Manifestantes na cidade de Aktau, Cazaquistão, anunciaram o fim da ação de protesto.

TSC confirma envio de forças de paz de Belarus e Armênia

Após a Rússia, a Organização do Tratado de Segurança Coletiva confirmou a participação de militares de Belarus e Armênia na ajuda ao Cazaquistão. Armênia vai enviar cerca de 70 militares das suas forças de paz.

O Ministério das Relações Exteriores de Belarus informou que o país está disposto a prestar assistência ao povo cazaque e que cumprirá plenamente suas obrigações no âmbito da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC). O envio de forças de paz será realizado de acordo com a legislação belarrussa. O ministério disse que houve uma tentativa de golpe violento no Cazaquistão e expressou seu apoio aos esforços das autoridades do país para acabar com os tumultos.

Escritórios de 5 canais de TV são destruídos em Almaty, diz mídia

No ataque dos manifestantes à sede do canal Kazakhstan TV em Almaty, um dos funcionários ficou ferido, segundo mídia.

Mortes entre efetivos dos órgãos de segurança

O número de efetivos dos órgãos de segurança mortos aumentou para 13, dois deles foram encontrados decapitados, informou o comando militar de Almaty.

Forças de paz do Quirguistão

O Quirguistão confirmou que cumprirá suas obrigações no âmbito da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC) após pedido de ajuda do presidente cazaque Kassym-Jomart Tokaev, mas disse que não vai combater manifestantes. Segundo o porta-voz do presidente, as forças de paz do Quirguistão vão participar só de operações de segurança de instalações importantes.

Situação na prefeitura da cidade

A prefeitura da cidade de Taldykorgan amanheceu desta forma nesta manhã (6), após incêndio durante a noite. Na quarta-feira (5), a estátua de Nazarbaev foi derrubada no local.

Aeroportos estão fechados

Os aeroportos de Almaty, Aktau e Aktobe suspenderam as operações, segundo a Khabar 24, citando a assessoria de imprensa dos aeroportos e companhias aéreas.

Durante os confrontos em Almaty, 12 efetivos dos órgãos de segurança foram mortos e 353 ficaram feridos

Durante os confrontos em Almaty, 12 efetivos dos órgãos de segurança foram mortos e 353 ficaram feridos. O comando militar da cidade informou que foi encontrado o corpo de um homem decapitado.

Países da OTSC enviam forças de paz para o país

A Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), que inclui a Rússia, Belarus, Armênia, Tajiquistão e Quirguistão e liderada no momento pelo premiê armênio Nikol Pashinyan, confirmou o envio de forças de paz para o Cazaquistão para estabilizar a situação do país após o presidente Kassym-Jomart Tokaev ter pedido ajuda.

Manifestantes cercam hospitais em Almaty

Segundo informou o canal de TV Khabar 24, dezenas de manifestantes cercaram vários hospitais na cidade de Almaty, não permitindo a entrada de médicos e pacientes.

Segundo a Sputnik Cazaquistão, cerca de 200-250 manifestantes estão reunidos na praça da República em Almaty. Por enquanto, não tem polícia ou militares.

Operação antiterrorista em Almaty

Os residentes da maior cidade do Cazaquistão, Almaty, foram avisados sobre a operação antiterrorista que está em curso na cidade. As autoridades pediram às pessoas para não saírem de suas casas.

Fonte: Sputnik

Faça seu Comentário