Deputado apresenta proposta contra socorro financeiro ao setor elétrico

Léo Moraes criticou a oferta da ajuda financeira enquanto as distribuidoras registram ganhos exorbitantes

O deputado Léo Moraes, protocolou na Câmara dos Deputados um projeto legislativo que visa sustar os efeitos de um decreto federal, que prevê a criação e gestão da Conta Escassez-Hídrica pela CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), que nada mais é que uma nova tarifa cobrada nas contas de luz, o que acarretará mais aumento aos consumidores.

“É inadmissível que em plena pandemia, inflação nas alturas, milhões de desempregados, a preocupação esteja sendo voltada para as gigantes distribuidoras de energia, e não a população”, disse Léo Moraes.

O objetivo do decreto é simples e não podemos aceitar: Emprestam dinheiro para as distribuidoras e cobram a conta dos consumidores. Tá errado! Ninguém aguenta mais isso! destacou o deputado

Por isso, entramos com esse projeto para evitar que haja, mais uma vez, aumento na conta de energia. Assim como obtivemos sucesso na tarifa social (sem aumento para os outros consumidores), estamos confiantes nessa matéria e na expectativa que outros colegas entrem nessa “briga”. Contamos com a participação de todos, vamos juntos, acrescentou Léo Moraes.

Confira o PDL:

PDL-susta-os-efeitos-do-Decreto-da-escassez-hidrica-que-autoriza-emprestimos-para-as-distribuidoras-e-aumento-na-conta-de-energia-eletrica.

O conteúdo desta matéria foi publicado no Congresso em Foco, clique AQUI e leia a matéria completa.

Fonte: Congresso em Foco | Autor Caio Matos

CN

Avião que transportava o cantor Bruno, faz pouso de emergência após turbina estourar

Além da família, um amigo do casal também estava na aeronave, que decolou de São Paulo (SP) com destino a Uberlândia (MG)

Bruno Rabelo, da dupla com Marrone, passou por um susto durante um voo nesta sexta-feira (21) para Uberlândia, em Minas Gerais.

A turbina de seu jatinho particular estourou e o piloto precisou fazer um pouso de emergência em Sorocaba. Ninguém ficou ferido.

Também estavam no avião Enzo e Mariane, filho e esposa de Bruno, além do secretário do cantor.

A mulher de Bruno compartilhou a história em suas redes sociais, mas apagou os Stories pouco tempo depois. No vídeo, o filho do casal, Enzo Rabelo, 13 anos, afirmava que apesar do susto todos passam bem: “Oi, gente, tudo bem com você? Estourou uma turbina do avião e pousamos em Sorocaba. Graças a Deus, está tudo bem! Foi difícil, um susto!”, disse o menino.

CN

Ministério Público suspende temporariamente o atendimento presencial

O atendimento ao público será efetuado através dos  meios tecnológicos que permitam sua realização à distância

O Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira e o Corregedor-Geral do Ministério Público, Procurador Cláudio Wolff Hanger assinaram uma nova Portaria Conjunta, determinando a partir de hoje, 21 (vinte e um), a suspensão temporária do atendimento presencial em todas as unidades do MPRO no Estado.

A medida foi tomada como forma de prevenção e cuidado com a saúde de membros e servidores do Ministério Público, além de todos os cidadãos que procuram pelos serviços do órgão, assegurando assim as mínimas condições para a continuidade do funcionamento da Instituição.

A Procuradoria Geral de Justiça e a Corregedoria entenderam que a conduta se torna necessária, sobretudo levando-se em consideração o notório aumento dos diagnósticos de Covid 19 em Rondônia e no Brasil, bem como tendo em vista a incidência de diversos casos de infecção pelo vírus H3N2.

O atendimento ao público será efetuado através dos  meios tecnológicos que permitam sua realização à distância (telefone, e-mail, WhatsApp, videoconferência por meio da plataforma Teams ou outro aplicativo similar).

A determinação é para que em  cada prédio do Ministério Público conste, de forma legível e com a maior visibilidade possível, os números dos telefones, WhatsApp, e-mail, e outros, de modo a deixar claro todos os canais para atendimento ao público.

Nos casos em que o atendimento presencial se revelar absolutamente indispensável, deverão ser adotados todos os protocolos sanitários pertinentes.

Fonte: DCI – Departamento de Comunicação Integrada

CN

Léo Moraes pede inclusão de policiais no reajuste previsto no orçamento 2022

Parlamentar disse que o objetivo é alcançar tratamento isonômico entre policiais federais

O deputado federal Léo Moraes (Podemos) solicitou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, a inclusão dos policiais civis federais, servidores dos ex-territórios de Rondônia, Roraima e Amapá, no reajuste previsto no orçamento de 2022 para os policiais rodoviários federais e policiais federais.

Segundo o deputado, o objetivo é “alcançarmos um tratamento isonômico perante a categoria de policiais federais. Por isso solicitamos a inclusão dos servidores policiais civis que atualmente fazem parte dos quadros da União”.

Léo Moraes possui um histórico de atuação em favor das categorias da Segurança Pública, desde que foi vereador e deputado estadual, bandeira que herdou de seu pai, o delegado de |polícia e deputado estadual Paulo Moraes, o mais ferrenho defensor das causas dos policiais na política local.

Fonte: Assessoria

CN

Ábaco: a primeira calculadora da história

Ferramenta permite realizar operações matemáticas elementares e traz benefícios cognitivos.

Para realizar operações elementares, como adição, subtração, divisão e multiplicação, surgiu o ábaco. Considerada a primeira calculadora inventada pelo ser humano, estudiosos consideram que a ferramenta ainda apresenta benefícios pedagógicos e cognitivos. 

O ábaco é composto por uma tábua, com divisões em colunas e linhas paralelas que separam e definem as casas decimais, compostas por unidade, dezena, centena, milhar e assim por diante. 

Como destacado no artigo publicado pelo matemático do Centro Universitário Internacional Uninter, Cássio Mendes, o ábaco teve origem na antiga Mesopotâmia. Desde sua construção mais primitiva, o instrumento passou por aperfeiçoamentos e mudanças conforme a necessidade de cada povo que o utilizava. 

Diversas civilizações como romanos, egípcios, gregos, japoneses, chineses, indianos, entre outros, valiam-se do ábaco para efetuar cálculos manuais. O seu conceito básico de separar as ordem numéricas por colunas inspirou o nascimento da escrita numérica hindu, tida como a mais revolucionária e importante no mundo da Matemática.

O sistema de numeração mais usado no dia-a-dia atualmente é o hindu-arábico, que considera algarismos de 0 a 9 para representar todos os números possíveis. Assim, se por um lado o ábaco inaugurou a ideia de que para cada ordem há uma só coluna, o hindu avançou no conceito de um só algarismo para cada ordem (0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9). 

A partir daí, as diversas maneiras de efetuar contas evoluíram, até ser possível calcular, por exemplo, grandezas como o fluxo, por meio de operações como a integral de superfície

Benefícios do ábaco

Como recapitulado no estudo de Cássio Mendes, historicamente, o ábaco é analisado como uma ferramenta que está entre a teoria e o experimento. Isso significa dizer que esse instrumento é válido para pensar critérios abstratos da matemática e, ao mesmo tempo, permite a validação concreta de conhecimentos, já que é um meio para efetuar contas na prática. 

Especialistas que defendem o uso do ábaco e trabalham com treinamento cognitivo afirmam que essa ferramenta apresenta vantagens e benefícios para o cérebro. São favorecidos fatores como foco, concentração, agilidade de raciocínio e memória operacional. 

De acordo com um estudo realizado pelo pesquisador Li Y e colaboradores, publicado na Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos (PubMed), crianças que usaram o ábaco, durante um experimento que analisou o efeito da memória de trabalho, apresentaram melhora no desempenho de cálculo mental. 

A pesquisa indica que as redes neuronais dessas crianças ficaram mais fortes, o que possibilitou o estímulo de diversas áreas cognitivas e gerou benefícios em habilidades espaciais e visuais, além de otimizar as funções de execução, de conhecimento e de memória.

Já o pesquisador Jian Weng, em artigo publicado na Revista Nature, analisou os efeitos cognitivos do ábaco em jovens e adultos. Em comparação ao grupo que não fez o treinamento com o ábaco, os resultados mostraram que houve crescimento no desempenho e no raciocínio matemático daqueles que manipularam a ferramenta. 

Os efeitos do uso do ábaco em idosos também foram analisados, dessa vez em artigo do pesquisador Ja Matías-Guiu, publicado na PubMed. A pesquisa concluiu que “a estimulação cognitiva com o ábaco foi favorável em idosos com e sem comprometimento cognitivo leve”.

Soroban: o ábaco japonês 

Soroban é o nome dado ao ábaco japonês. Trata-se de uma ferramenta desenvolvida no Japão para realizar contas matemáticas, inspirado no suanpan, o ábaco chinês. O instrumento japonês também permite a efetuação de operações elementares, além de cálculos de raiz quadrada e raiz cúbica.

Com a popularização das calculadoras e dos computadores, a demanda por funcionários de escritório que soubessem operar o soroban diminuiu no Japão. Contudo, o artefato ainda é utilizado como meio pedagógico nas escolas, para estimular o raciocínio, a agilidade mental e a concentração. 

Os cálculos no soroban são feitos a partir do sistema decimal. O instrumento permite a realização de contas com números inteiros, negativos e decimais, além da conversão de medidas, pesos e tempo.

Fonte: Assessoria

CN

Coppola entra 2022 com o pé na porta (veja o vídeo)

Aqui é Lula não (e PT menos ainda)

O jovem Caio Coppolla entra 2022 com o pé na porta.

Em seu primeiro Boletim Coppolla, exibido no horário nobre da TV Jovem Pan News, e pela internet, exibido pelo YouTube, e na grade da Rádio Jovem Pan e do aplicativo Panflix, Coppolla, com precisão e objetividade, analisou de modo minucioso a política da nação e apontou um norte para os conservadores democratas.

Com seu estilo didático e resumido, sempre abordando um tema especifico em editoriais contundentes, Coppolla convoca todos os brasileiros que ainda possuam um mínimo de sensatez, nesse início de 2022, a se engajar na luta política.

Esclarecedor, preciso, objetivo, Caio Coppolla, simplesmente, lavou a alma de todos os brasileiros, dizendo aquilo que os grandes jornais, apresentadores e comentaristas de TV e rádios não dizem.

Assista, divulgue, peça seus amigos, parentes, aderentes, filhos, esposa, amigas das amigas das esposas que divulguem.

É uma verdadeira aula de conservadorismo e um rumo para seu comportamento político nesse ano de 2022.

“Nem o melhor desenhista do mundo poderia ilustrar com tanta fidelidade suas ideias”. (comentário de Roberto Silvério – YouTube).

Pense nisso quando for votar neste ano de 2022.

Confira:

Por Carlos Sampaio*

*Carlos é Professor. Pós-graduação em “Língua Portuguesa com Ênfase em Produção Textual”. Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

CN

Mudança na Rouanet ‘seca a teta dos famosos’ e garante investimentos para pequenos artistas (veja o vídeo)

A Lei garante que, cada um artista, ou seja, aquele que nunca conseguiu captar recursos através da Lei Rouanet, possa receber o incentivo

O secretário especial de cultura, Mario Frias, e André Porciúncula, secretário nacional de fomento à cultura anunciaram um novo pacote de mudanças da Lei Rouanet, que vai garantir que o cidadão comum que tenha um projeto artístico viável, finalmente possa receber o incentivo.

“A cada um milhão aportado de um grande patrocinador, ele vai ser obrigado a investir 100% disso, ou seja 10%, em um pequeno artista, aquele que nunca conseguiu captar recursos através da Lei Rouanet”, explicou Porciúncula.

Outra mudança no projeto também vai proibir ‘clientelismo’.

“Com essa obrigatoriedade dos 10% a cada um milhão aportado, você só vai conseguir patrocinar durante dois anos seguidos o mesmo projeto, para forçar essa descentralização e garantir um maior alcance e a lei servir realmente como uma lei de fomento”, concluiu Andre.

Frias ressaltou que as inovações contam com o conhecimento e total apoio do presidente Jair Bolsonaro:

“Isso aí na verdade é uma quebra de um padrão, é quebrar paradigmas e favorecimentos aos amigos do rei.”

Em resumo, definitivamente, não vai ter tetas sem fim para grandes artistas e famosos lacradores.

Como Tico Santa Cruz já ‘lamentou’, “infelizmente eles vivem em um país que precisa trabalhar pra ganhar dinheiro”!

E a esquerdalha pira!

Veja o vídeo:

Fonte: JCO

CN

Cadastrados com NIS final 4, recebem hoje o Auxílio Brasil

Valor mínimo para cada família é de R$ 400

A Caixa paga nesta sexta-feira (21) o Auxílio Brasil para beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 4. O valor mínimo do benefício é de R$ 400. As datas seguirão o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês.

Em janeiro, foram incluídas 3 milhões de famílias no programa, aumentando para 17,5 milhões o total atendido. Segundo o Ministério da Cidadania, serão gastos R$ 7,1 bilhões neste mês com o Auxílio Brasil.

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Confira o calendário:
Final do NISDia do pagamento
118 de janeiro
219 de janeiro
320 de janeiro
421 de janeiro
524 de janeiro
625 de janeiro
726 de janeiro
827 de janeiro
928 de janeiro
031 de janeiro
Auxílio Gás

O Auxílio Gás também é pago hoje – retroativamente – às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 4. O benefício segue o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026, com o pagamento de 50% do preço médio do botijão de 13 quilos a cada dois meses. Atualmente, a parcela equivale a R$ 52. Para este ano, o Auxílio Gás tem orçamento de R$ 1,9 bilhão.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga um emprego ou tenha um filho que se destaque em competições esportivas ou em competições científicas e acadêmicas.

Podem receber o benefício as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e aquelas com renda per capita de até R$ 200, consideradas em condição de pobreza.

Agência Brasil elaborou guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão critérios para integrar o programa social, nove tipos diferentes de benefícios e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que vigoraram até outubro.

Por Wellton Máximo

CN

Morre, aos 91 anos, a cantora Elza Soares

Elza foi eleita pela Rádio BBC como a cantora brasileira do milênio

A música brasileira perdeu uma de suas vozes mais representativas. A cantora Elza Soares morreu hoje (20), em sua casa, de causas naturais, aos 91 anos. Ainda não há informações sobre o velório da artista.

“É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais. Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação. A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”, destaca comunicado sobre a morte no Facebook da cantora e assinado por assessores e familiares.

Nessa mesma data, em 1983, morria o jogador de futebol Mané Garrincha, que foi marido da cantora.

Vida e obra

Nascida no dia 23 de junho de 1930, no Rio de Janeiro, na favela da Moça Bonita, atualmente Vila Vintém, no bairro de Padre Miguel, zona norte da cidade, a menina Elza Gomes da Conceição veio de uma família humilde e ainda pequena mudou-se para um cortiço no bairro da Água Santa, onde foi criada.

Elza Soares começou a carreira artística fazendo um teste na Rádio Tupi, no programa Calouros em Desfile, de Ary Barroso, e conquistou o primeiro lugar. Após o concurso ela fez um teste com o maestro Joaquim Naegli e foi contratada como crooner (cantor de orquestra ou conjunto musical) da Orquestra Garam de Bailes, onde trabalhou até 1954, quando engravidou. No ano seguinte, voltou a cantar na noite e em 1960 lançou seu primeiro disco, Se Acaso Você Chegasse e, em 1962, seu segundo LP, A Bossa Negra.

Em 1962, Elza fez apresentações como representante do Brasil na Copa do Mundo no Chile, onde conheceu Louis Armstrong (representante artístico dos Estados Unidos), que lhe propôs fazer carreira nos EUA. Neste mesmo ano ela conheceu Garrincha, com quem se casaria e teria um relacionamento conturbado.

Elsa Soares fez carreira no samba, mas também transitou do jazz ao hip hop, passando pela MPB, lançando 36 discos na carreira. Ela foi eleita, em 1999, pela Rádio BBC de Londres como a cantora brasileira do milênio. A escolha teve origem no projeto The Millennium Concerts, da rádio inglesa, criado para comemorar a chegada do ano 2000. Além disso, apareceu na lista das 100 maiores vozes da música brasileira elaborada pela revista Rolling Stone Brasil.

A cantora também ganhou diversos prêmios como três prêmios Grammy Latino e dois WME Awards e, em 2020, foi tema do enredo da Escola de Samba Mocidade Independente de Padre Miguel.

Por Alana Gandra

CN

Operações de erradicação de plantações de maconha no Paraguai bateram recorde de apreensões em 2021

No Brasil, as plantações de Cannabis sativa, nome científico da maconha, são mais comuns nas regiões Norte e Nordeste.

A Polícia Federal, em ações conjuntas com a Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) do Paraguai contra o tráfico de drogas, tem atuado sob a estratégia de erradicar plantações de maconha no país vizinho a partir do mapeamento realizado via satélite, drones e ferramentas de georreferenciamento, além de vigilâncias. Segundo o Delegado de Polícia Federal lotado na Coordenação-Geral de Cooperação Internacional, Marcos Paulo Pimentel, o enfrentamento ao tráfico com base na apreensão de drogas em fiscalizações em estradas, depósitos, encostas de rios e demais formas de circulação do ilícito mostra-se insuficiente para a desarticulação de organizações criminosas.

“A atuação da Polícia Federal tem sido fundamentada em três diretrizes: a descapitalização das organizações criminosas por meio de investigações de lavagem de dinheiro, prisão de lideranças e cooperação internacional, com atuação focada na erradicação das plantações de maconha, o que tem se mostrado muito eficiente para o cumprimento dessas diretrizes”.

Em território paraguaio, as operações são realizadas junto à SENAD principalmente nos departamentos de Amambay, Canindeyú, Concepción e San Pedro. Tais locais apresentam variadas distâncias geográficas do Brasil, entre 120 km a 500 km de cidades de fronteira como Foz do Iguaçu (PR), Guaíra (PR) e Mundo Novo (MS).

No Brasil, as plantações de Cannabis sativa, nome científico da maconha, são mais comuns nas regiões Norte e Nordeste.

O número relacionado às operações de erradicação de plantações de maconha no Paraguai, em 2021, é de 5.443 toneladas, o maior quantitativo já registrado.

O número mais próximo deste ocorreu no ano de 2013, com pouco mais de 5 mil toneladas.

“Um dos principais benefícios de tal estratégia é destruir quantidades maiores de droga com menos investimentos em menor tempo. Além disso, o risco operacional é menor, se comparado ao das ações policiais pulverizadas, quando a droga já está em poder de organizações criminosas fortemente armadas e, ainda, diminui-se a incidência de crimes ambientais, pois muitas dessas plantações acontecem em áreas de preservação ou de comunidades como as de indígenas”.

Marcos também explica que, em geral, as plantações localizam-se em áreas públicas, ou zonas de preservação, dentre outros. Assim, dificilmente há perda da propriedade ou sanções legais, caso fossem identificadas em áreas particulares.

Safras de maconha e o “beneficiamento da droga”

Marcos explica que ao longo do tempo tem ocorrido um aprimoramento nas técnicas de cultivo da maconha, em termos de produtividade e menor tempo e o ciclo médio, entre plantio e colheita, dura cerca de 3 a 4 meses.
De acordo com estudos realizados pela área técnica da Polícia Federal, cada pé de Cannabis sativa da região produz, em média, 300 gramas de maconha (BRASIL, 2008). O beneficiamento da planta acontece nos acampamentos, ainda no campo. “Primeiro, porque para o traficante ficará mais fácil e terá menor custo o transporte da droga já compactada. Também é mais fácil de esconder e há menos risco de perda. Ela já sai dali pronta, embalada, até porque grande parte dessa maconha é atravessada pelo rio e lagos”, explicou Marcos.

Cooperação internacional e vias para o avanço em ações conjuntas

Luciano Stremel Barros, Presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), destacou que essas operações realizadas junto ao Paraguai são exemplos mundiais de cooperação e integração entre países. “É importante seguir com o aprimoramento destes mecanismos de cooperação e reforçar processos de integração, o que requer homogeneização das infraestruturas e das agências. Assim, os procedimentos, desde a investigação conjunta, operações policiais e sistema prisional dos países ficarão mais estruturados”.

Marcos também citou avanços necessários: “Além da aplicação de mais tecnologias como sensoriamento remoto, utilização de aeronaves não tripuladas, dentre outros, há questões legislativas que demandam mais rapidez em suas execuções. Por exemplo: Em um processo para se expropriar uma terra onde foi encontrado o cultivo, normalmente leva um tempo. E essa demora em todo o procedimento pode ser um fator prejudicial para a aplicação da lei”.

CN