Petrobras diz que não pode antecipar decisão sobre preços

Empresa destacou momento “desafiador e de alta volatilidade”

A Petrobras informou ontem (18) que não pode antecipar decisões sobre manutenção ou ajustes de preços de combustíveis, devido ao momento “desafiador e de alta volatilidade”.

Em nota para esclarecer a população sobre os preços de gasolina, diesel e gás liquefeito de petróleo (GLP), a empresa afirmou que tem “sensibilidade quanto aos impactos dos preços na sociedade e mantém monitoramento diário do mercado”.

Segundo a Petrobras, foi observada, nos últimos dias, redução dos níveis de preços internacionais de derivados, seguida de forte aumento ontem (17).

Invasão da Ucrânia

“Seguimos em ambiente de muita incerteza, com aumento na demanda por combustíveis no mundo, num momento em que os desdobramentos da guerra entre Rússia e Ucrânia impactam a oferta, gerando uma competição no mundo pelo fornecimento de produtos”, diz a nota. De acordo com a empresa, esse cenário “reforça a importância de que os preços no Brasil permaneçam alinhados ao mercado global para assegurar a normalidade do abastecimento e mitigar riscos de falta de produto”.

A Petrobras lembrou ainda que, nos últimos meses, o mercado internacional de petróleo veio enfrentando elevada volatilidade, devido à pandemia de covid-19. Essa volatilidade dos preços ganhou um componente adicional com a tensão geopolítica na Europa, que culminou com a invasão da Ucrânia pela Rússia no último dia 24 de fevereiro.

“Em um primeiro momento, apesar da disparada dos preços internacionais, a Petrobras, ao avaliar a conjuntura de mercado e preços conforme governança estabelecida, decidiu não repassar de imediato a volatilidade, realizando um monitoramento diário dos preços de petróleo. Somente no dia 11 de março, após serem observados preços em patamares consistentemente elevados, a Petrobras implementou ajustes nos seus preços de venda às distribuidoras de gasolina, diesel e GLP”, relata a nota.

Reflexo

A empresa esclareceu que os valores aplicados naquele momento, embora tivessem sido significativos, refletiam somente “parte da elevação dos patamares internacionais de preços de petróleo, que foram fortemente impactados pela oferta limitada, frente à demanda mundial por energia”.

De acordo com a empresa, esse movimento acompanhou o de outros fornecedores de combustíveis no Brasil que haviam promovido ajustes nos seus preços de venda antes da Petrobras. Analisou que a medida foi necessária para garantir o suprimento do mercado brasileiro, afastando riscos de desabastecimento, tanto por distribuidores, como importadores e outros produtores, além da Petrobras.

“A Petrobras segue todos os ritos de governança e busca um equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo que evita repassar para os preços internos as volatilidades das cotações internacionais e da taxa de câmbio, causadas por eventos conjunturais”, continua a nota.

Na avaliação da companhia, esse posicionamento permitiu que os preços nas refinarias da Petrobras permanecessem estáveis por 152 dias para o GLP e por 57 dias para a gasolina e o diesel, “mesmo nesse quadro de ascensão do preço internacional”.

Fonte: Agência Brasil

CN

PF: Brasil já recebeu 894 ucranianos desde a invasão russa no país

Dados consideram entradas de 24 de fevereiro a 17 de março

O Brasil já recebeu 894 ucranianos desde o início de guerra do país com a Rússia, no dia 24 de fevereiro. Dados divulgados pela Polícia Federal nesta sexta-feira (18) apontam que há 21 pedidos para visto temporário, cinco solicitações para residente e dois pedidos para visto provisório. As informações consideram as entradas de ucranianos entre os dias 24 de fevereiro e 17 de março.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que o Brasil fará uma portaria para garantir o acesso de ucranianos ao passaporte humanitário brasileiro. A informação, divulgada no fim de fevereiro, é de que medida vai regulamentar a entrada dos cidadãos ucranianos.

Refugiados

Segundo a Agência da ONU para Refugiados (Acnur) 3,1 milhões de pessoas conseguiram fugir e agora estão refugiadas da Ucrânia. Ao todo, 13 milhões de pessoas que estão naquele país têm sido afetadas nas áreas mais atingidas pela guerra.

O Acnur tem apoiado centros de recepção para deslocados e entregando itens essenciais na Ucrânia e nas fronteiras, como alimentos, materiais de higiene e assistência em dinheiro. De acordo com a agência, também enviou especialistas em proteção de abuso e exploração sexual para Polônia, Moldávia, Hungria e Romênia. 

Fonte: Maria Claudia A/B

CN

Operação Lares: Suspeitos de violência doméstica são presos por descumprirem medidas protetivas em, RO

Operação deflagrada nesta sexta cumpriu dois mandados de prisão preventiva.

Dois suspeitos de violência doméstica foram presos em Jaru (RO) durante a Operação Lares 22, deflagrada pela Polícia Civil nesta sexta-feira (18). Eles cometeram o crime de descumprimento de medida protetiva.

Segundo a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), a operação deve se estender até o final do ano, combatendo esse tipo de crime.

As medidas protetivas são ordens judiciais que têm objetivo de proteger pessoas que estejam em situação de risco, perigo ou vulnerabilidade. A Lei Maria da Penha, por exemplo, prevê a solicitação de medidas protetivas para impedir a violência doméstica, fazendo com que o agressor não se aproxime da vítima.

Segundo a Polícia Civil, a intenção da operação é prender os que insistem em desrespeitar as ordens judiciais de afastamento das vítimas, ou tentam manter contato telefônico ou por outros meios.

O nome da operação faz referência a mitologia grega, onde Lares é o Deus da proteção da família e o número 22 se refere ao ano em que a operação acontece.

Denúncias relacionadas a violência doméstica podem ser feitas anonimamente pelos números 197 ou (69) 98439-0102, que é Whatsapp.

Fonte: Assessoria

CN

Município combate fake news sobre a vacinação contra a covid-19 nos distritos de Porto Velho

Reuniões de conscientização feita com pais e professores são estratégia

A baixa adesão do público infantil às vacinas contra a covid-19, que oscila entre 25% e 26% na área urbana, também ocorre na região do baixo rio Madeira, onde as notícias falsas sobre a imunização também atentam contra a imunização. A resistência, entretanto, está sendo vencida, aos poucos, com o envolvimento de diretores de escolas.

“É um paradoxo. Os adultos aceitam a vacina, mas não indicam para os filhos”, lamenta Fátima Silva, auxiliar do serviço de saúde do Departamento de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Vacinadora experiente, ela participa de reuniões de sensibilização dos pais e explica sobre o valor das vacinas para a proteção das crianças. Fátima diz que é possível perceber alguma reação a partir dos esforços para que a imunização do público a partir de cinco anos seja fortalecida. Segundo ela, diretores das escolas estão se engajando na campanha e os primeiros resultados estão aparecendo.

“Realizamos reuniões para explicar que as vacinas são feitas para proteger e não para causar danos à saúde. Após isso, encontramos pais mais motivados”, explica.

Os números já melhoraram no distrito de São Carlos, no baixo Madeira, e também na agrovila Nova Aliança. Outra reunião com pais e professores será feita na escola da agrovila Maria Angélica.

PROGRAMAÇÃO DA VACINAÇÃO

SÁBADO (19)

Porto Velho Shopping
Endereço:
 avenida Prefeito Chiquilito Erse com avenida Calama, bairro Flodoaldo Pontes Pinto
Horário: 14h às 19h

DISTRITOS

Nova Califórnia (sábado) com vacina de rotina e contra covid-19 (adulta e infantil)
Horário:
 8h às 17h
Local: Escola Maria Jacira de Carvalho

Nova Mutum (sábado e domingo) com vacina de rotina e contra covid-19 (adulta e infantil)
Horário: 
8h às 17h
Local: U.S.F Nova Mutum

Abunã (sábado) com vacina de rotina e contra covid-19 (adulta e infantil)
Horário:
 8h às 17h30h
Local: U.S.F Abunã

Rio Pardo (sábado e domingo) com vacina de rotina e contra covid-19 (adulta e infantil)
Horário: 
8h às 17h30
Local: U.S.F. Rio Pardo

Nazaré com vacina de rotina e contra covid-19 (adulta e infantil)
Horário:
 8h às 17h30
Local: U.S.F. Nazaré

Comunidade Palmares com vacina de rotina e contra covid-19 (adulta e infantil)
Horário: 
8h às 17h
Local: U.B.S. Palmares

DOMINGO (20)

Não há vacinação na capital. Somente nos distritos.

SEGUNDA (21) E TERÇA-FEIRA (22)

Confira aqui.

Fonte: Semusa

CN