Filme rondoniense Nazaré: do verde ao barro é premiado em festival de cinema em Pernambuco

Filme rondoniense Nazaré: do verde ao barro é premiado em festival de cinema em Pernambuco

A animação levou o prêmio de melhor direção de fotografia no 15º Curta Taquary

O curta-metragem rondoniense “Nazaré: do verde ao barro” conquistou o prêmio de Melhor Direção de Fotografia durante a 15ª edição do Curta Taquary, tradicional festival de cinema em Pernambuco, ocorrido durante o mês de março. Exibido na mostra Criancine, dedicada à produção audiovisual para infância e adolescência, a obra concorreu com produções dos estados da Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Para Rafael Oliveira, diretor de fotografia do filme, receber este prêmio é emocionante. “Não consigo mensurar a felicidade desse reconhecimento. São tantos anos dedicados à nossa arte, sem querer ganhar nada em troca, mas sempre buscando mostrar nossa riqueza para o mundo. Estou emocionado”, completa.

“Levar nossas histórias por esse Brasil afora é uma prática que precisamos exercer sempre. Entrar no circuito de importantes festivais de cinema é uma honra e quando vem um prêmio assim, vem para celebrarmos as escolhas que fazemos, o caminho que escolhemos seguir”, comenta Juraci Júnior, diretor e roteirista da animação.

O Festival

A 15ª edição do Curta Taquary aconteceu entre 16 e 22 de março em formato híbrido (online e presencial), sediado na cidade de Taquaritinga do Norte, no Estado do Pernambuco. Ao todo, foram 777 filmes inscritos e selecionados 113 curtas-metragens. De acordo com os organizadores o festival reforça seu compromisso com o meio ambiente e a cidadania: a cada inscrição feita, uma espécie nativa foi plantada em escolas e outros espaços públicos da cidade e seu entorno.

O filme

A animação, gravada com atores reais que ganharam novas formas e tons em aquarela, é fruto de um trabalho coletivo. As ilustrações são da artista visual acreana Roberta Marisa, a trilha sonora composta exclusivamente para o filme é de Tullio Nunes, a direção de produção é de Fernanda Paiva, a direção de fotografia de Rafael Oliveira e os efeitos de pós-produção de Rone Mota.

O filme estreou no tradicional Festival Guarnicê de Cinema, no Maranhão, em 2021 e vem cumprindo agenda de festivais, como na 54ª Edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Circuito Penedo de Cinema e Mostra SESC de Cinema.

O filme “Nazaré: do verde ao barro” foi contemplado no Edital nº 78/2020/ SEJUCEL-CODEC – 1ª Edição Jair Rangel “Pistolino” do Edital de Chamamento Público para Produção Audiovisual. Lei Federal 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc.

Fonte: Assessoria

Compartilhar

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

%d blogueiros gostam disto: