‘Suframa Conecta’ discute efeitos positivos do PD&I para a Amazônia

‘Suframa Conecta’ discute efeitos positivos do PD&I para a Amazônia

O evento vai até terça-feira (26) e conta com a participação de especialistas, empreendedores e representantes do ecossistema de inovação na Amazônia.

Fotos: Diego QueirozCom o propósito de divulgar os resultados benéficos dos investimentos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) no processo de indução do desenvolvimento na região, teve início na manhã desta segunda-feira (25) o seminário “Suframa Conecta”.

Realizado no auditório da Autarquia e transmitido pelo canal da Suframa no Youtube (youtube.com/suframanews), o evento vai até terça-feira (26) e conta com a participação de especialistas, empreendedores e representantes do ecossistema de inovação na Amazônia.

Na abertura do evento, o superintendente da Suframa, Algacir Polsin, ressaltou o êxito socioeconômico do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e lembrou a preocupação incessante da Autarquia de distribuir de forma mais ampla a riqueza gerada na ZFM para outras localidades além da capital do Amazonas. Polsin afirmou também que o aproveitamento estratégico dos recursos da Lei de Informática da ZFM pode ser uma alternativa para a superação desse desafio e para a criação de emprego e renda no intuito de melhorar a qualidade de vida da população local.

“Além de sabermos transformar pesquisa em nota fiscal, também temos que avançar na conexão da inovação com a bioeconomia. Sabermos aproveitar nosso diferencial, que é a matéria prima-regional. A Suframa, da sua parte, tem promovido ações como mudanças em marcos regulatórios para melhorar o ambiente de negócios e incrementar a atração de bioindústrias e agroindústrias para a região”, ressaltou.

Na sequência da programação, os representantes das secretarias estaduais ligadas à Ciência e Tecnologia de Amazonas (Luiz Herval, Sedecti-AM), Amapá (Rafael Pontes, Setec-AP), Acre (Assurbanipal Mesquita, Seict-AC) e Roraima (Emerson Baú, Seadi-RR) abordaram as principais ações que estão sendo realizadas em prol da inovação em seus respectivos Estados.

Na sequência da programação, os representantes das secretarias estaduais ligadas à Ciência e Tecnologia de Amazonas (Luiz Herval, Sedecti-AM), Amapá (Rafael Pontes, Setec-AP), Acre (Assurbanipal Mesquita, Seict-AC) e Roraima (Emerson Baú, Seadi-RR) abordaram as principais ações que estão sendo realizadas em prol da inovação em seus respectivos Estados.

Palestras

O primeiro dia do seminário também contou com duas palestras. A primeira foi realizada pelo pesquisador do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), Rodrigo Danielli, que abordou a “A importância das patentes para impulsionar a inovação na Amazônia”. A segunda palestra teve como título “Desmistificando o acesso aos investimentos em P&D&I” e foi proferida pelo coordenador de Articulação Tecnológica da Suframa, Ygor Aroucha.

Segundo dia

O “Suframa Conecta” prossegue nesta terça-feira (26) na parte da manhã e da tarde com a realização de palestras focadas em mecanismos para expansão de projetos em tecnologia e inovação na Amazônia. As atividades contarão com a participação de atores relevantes relacionados à temática, incluindo profissionais de instituições coordenadoras dos programas prioritários de Bioeconomia, Indústria 4.0 e Empreendedorismo Inovador vinculados ao Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (Capda). Serão abordados assuntos como sistemas inovativos locais, processos inovativos vislumbrados pelos programas prioritários e cases de empreendimentos para interiorização de PD&I, bem como temas técnicos sobre a Lei de Informática da ZFM.

Texto: Enock Nascimento

Compartilhar

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

%d blogueiros gostam disto: