Parlamento da UE demonstra preocupação com ‘impacto severo’ das sanções contra Rússia na aviação

A União Europeia proibiu as transportadoras aéreas russas de voarem em seu espaço aéreo em fevereiro, levando a Rússia a retaliar.

Por conta das fortes medidas econômicas aplicadas à Rússia pela junto ao fechamento do espaço aéreo da UE, tanto o transporte aéreo de mercadorias quanto o de passageiros estão sofrendo elevação nos preços, além de causar alto custo extras às companhias.

Um projeto de proposta de resolução de dez páginas apresentado no parlamento de Estrasburgo, na França, disse estar preocupado com o “severo impacto que o conflito [na Ucrânia] está tendo no setor de aviação quando se trata de custos operacionais, tornando tanto mercadorias quanto passageiros mais caros“.

“As extensões máximas de rota necessárias para que as aeronaves evitem o espaço aéreo russo e belarusso variam entre três e quatro horas em cada sentido, levando a problemas de reabastecimento [paradas extras, portanto, custos extras] e mais horas de trabalho da tripulação do que as previstas na regulamentação da UE”, diz o texto.

A União Europeia proibiu as transportadoras aéreas russas de voarem em seu espaço aéreo em fevereiro, levando a Rússia a retaliar.

O Parlamento disse que a combinação de sanções e proibições aéreas forçou as companhias aéreas do bloco europeu a suspenderem ou redirecionarem seus voos, tornando-os mais longos e mais caros.

O fechamento mútuo do espaço aéreo e os limites aos sobrevoos na Ucrânia reduziram o tráfego aéreo de passageiros da UE em 9%.

Moscou e Minsk também respondem por grande parte da produção global de titânio, metal-chave na fabricação de aeronaves, que ameaça a oferta no curto prazo.

Ministério dos Transportes da Rússia alertou as companhias aéreas russas contra voos internacionais, dizendo que sua frota aérea poderia ser apreendida. Estima-se que 1.140 aviões alugados de empresas estrangeiras foram registrados novamente na Rússia em 25 de abril.

Fonte: Sputnik

CN

Casa cheia no Fórum de Legisladores, programação especial até quinta-feira

Evento conta com palestras importantes como a do Ministro do TCU Benjamin Zymler, que tratou sobre as novidades da lei de licitação.

O Plenário, a galeria e o auditório da Assembleia Legislativa de Rondônia ficaram completamente lotados na manhã desta terça-feira, 03, por conta da abertura do 3° Fórum dos Legisladores Municipais do Estado de Rondônia que acontece na Casa de Leis estadual até o próximo dia 05. O evento destinado a vereadores e autoridades ligadas à administração pública, também tem a participação de acadêmicos de cursos como administração, direito, contabilidade e gestão pública das mais diversas instituições de ensino da capital e do interior do estado.

Aproximadamente 300 vereadores de todo o estado registraram presença no evento que teve a abertura oficial feita pelo presidente da Assembleia Legislativa Alex Redano (Republicanos). A mesa de honra também contou com o vice-presidente da Assembleia Legislativa, Jean Oliveira (MDB), o Ministro do Tribunal de Contas da União Benjamin Zymler, com a deputada Federal Mariana Carvalho (Republicanos), a presidente da Câmara de Ouro Preto do Oeste e presidente da Associação das Câmaras de Vereadores de Rondônia, Rosária Helena (União Brasil), do presidente do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia Paulo Curi, o diretor da Escola do Legislativo Fábio Barreto e o Dr. Jorge Ulisses Jacoby Fernandes que é ex-conselheiro e procurador do Tribunal de Contas do Distrito Federal.

A primeira palestra do dia foi do Ministro do TCU Benjamin Zymler, que abordou temas pertinentes à licitações. Com o tema “Leis Municipais dispondo sobre normas específicas de licitação e contratação com base na Lei 14133 – Nova Lei de Licitações”, mostrou aos presentes as oportunidades de licitação no meio público, com importantes dicas para o devido processo legal das contratações.

As atividades do 3° Fórum dos Legisladores Municipais continua na parte da tarde desta terça-feira com palestra do Dr. Jorge Ulisses Jacoby com o tema “Responsabilidade Contábil, Civil e Criminal dos prefeitos.

Na quarta-feira, a partir das 8 horas as atividades reiniciam com palestra do Dr. Amadeu Guilherme Matzenbacher Machado (Ex-presidente do TCE-RO) que vai ministrar sobre a “Legislação através do tempo e o papel relevante do legislador”, seguido pela palestra do presidente da Associação Brasileira de Escolas Legislativas (Abel) Florian Madruga, que vai falar sobre a “Criação de Escolas Legislativas nas Câmaras Municipais. Na parte da Tarde será a vez de Patrícia Margarida Oliveira Costa (Presidente da Associação de Controladores de Rondônia) explanar sobre “Controle Internos nas Câmaras de Vereadores, seguida pelo Conselheiro do TCE-RO, Wilber Carlos dos Santos Coimbra, que abordará “A legitimidade Municipal sob a égide do Estado Constitucional Brasileiro”.

O Evento tem encerramento programado para a quinta-feira, 05, com outras duas importantes palestras. A primeira inicia às 8h e será ministrada pelo Conselheiro do TCE-RO Edilson de Souza Silva com o tema “Papel das Câmaras após apreciação das contas dos prefeitos”. Fechando o ciclo de palestras chega às 10h o Conselheiro aposentado do TCE-RO Benedito Antônio Alves com o tema “O papel Orientativo/Preventivo dos Tribunais de Contas.

Para o presidente Alex Redano, o evento é uma grande oportunidade para que legisladores e administradores municipais possam dirimir dúvidas sobre procedimentos de contas e legislação nas Câmaras de Vereadores e prefeituras do Estado. “São palestras importantes, interessantes, que vão ajudar muito os nossos legisladores e administradores municipais. Eu fui vereador e presidente de Câmara Municipal e sei das dificuldades que se enfrenta no dia a dia do legislativo, até pela falta de estrutura que se tem nas Câmaras municipais. Temos como palestrantes, importantes personalidades nacionais e estaduais que trazem mensagens positivas e muita orientação para que o trabalho público nos municípios possa se orientar para evitar futuros incômodos com irregularidades, que muitas vezes acontecem apenas pela falta conhecimento técnico e orientação”, finalizou.

Texto: Jocenir Sérgio Santanna/ALE/RO

CN

Na abertura do 3º Fórum dos Legisladores Municipais, presidente Alex Redano reforça papel dos vereadores

Deputado anunciou que irá disponibilizar espaço adequado de trabalho para acolher os vereadores do interior.

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), destacou a importância do papel dos vereadores, ao fazer a abertura do 3º Fórum dos Legisladores Municipais do Estado de Rondônia, na manhã desta terça-feira (3), no plenário da Casa de Leis.

“O vereador tem uma função muito importante, que é de acolher as demandas da comunidade e fazer o encaminhamento, buscando apoio junto ao executivo municipal para atender às reivindicações e também levando essas necessidades para os deputados federais, a bancada federal e demais instituições”, destacou Redano.

Ele destacou ainda a realização do 3º Fórum dos Legisladores Municipais, com palestras e discussões de temas importantes para o fortalecimento do trabalho das Câmaras Municipais.

“Uma das palestras mais aguardadas, com certeza é a do ministro do Tribunal de Contas da União, Benjamim Zymler, que irá tratar da nova lei de licitações, inclusive com os municípios podendo criar suas próprias leis de licitações. Tenho quase 20 anos de vida pública, vereador por três mandatos e sempre tivemos dificuldades com a lei de licitações. Infelizmente, temos empresas de fora que ganham licitações e que acabam entregando um produto que não condiz com a nossa realidade”, acrescentou Redano.

Espaço

Alex Redano anunciou que a Assembleia Legislativa vai disponibilizar no antigo prédio da Assembleia, onde funciona hoje a Escola do Legislativo, um espaço exclusivo para que os vereadores que se deslocam dos municípios do interior para a capital, possam ter um local adequado para trabalhar.

“Espaço que realmente ajude, que ofereça uma estrutura adequada aqui na capital, para que os vereadores possam atuar, produzir algum documento, fazer algum complemento do seu trabalho”, destacou Redano.

Texto: Eranildo Costa Luna

CN

Raiva mata três crianças em Bertópolis (MG)

Em dois casos, doença foi causada por mordida de um mesmo morcego.

Três pessoas tiveram morte confirmada por raiva humana na área rural do município mineiro de Bertópolis. Há, ainda, de acordo com a Secretaria de de Saúde de Minas Gerais, um quarto caso suspeito aguardando a confirmação via exame laboratorial.

A primeira morte foi de um menino de 12 anos no dia 4 de abril. O segundo caso confirmado da doença foi de uma menina, também de 12 anos, notificado no dia 5 de abril. A confirmação laboratorial foi no dia 19.

No dia 13, a paciente teve piora clínica e foi transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva, vindo a óbito no dia 29 de abril. “Ambos os casos estão relacionados a uma mordedura pelo mesmo morcego”, informou a secretaria.

A confirmação do terceiro caso suspeito foi no dia 26, em um menino de 5 anos que foi a óbito no dia 17 último, data em que a doença foi notificada.

“Apesar de o indivíduo estar sem sinais de mordedura ou arranhadura por morcego, optou-se por investigar o óbito como tal em função da proximidade geográfica das ocorrências e dos hábitos da comunidade”, detalhou a autoridade estadual de saúde. Uma investigação epidemiológica foi iniciada para identificar as circunstâncias do contágio.

Caso suspeito

Ainda segundo a Secretaria de Saúde, o caso suspeito foi notificado no dia 21 também na área rural de Bertópolis. “Trata-se de paciente do sexo feminino, 11 anos, que apresentou sintomas inespecíficos como febre e cefaleia [dor de cabeça] e, devido ao parentesco com o segundo caso confirmado, foi notificada como suspeita e encaminhada para o hospital de referência, onde foram coletadas amostras laboratoriais”. A paciente segue em leito clínico, estável e em observação.

Diante da situação, doses de vacinas antirrábicas foram enviadas à região, por meio da Unidade Regional de Saúde de Teófilo Otoni. Até o dia 28, 982 pessoas das 1.037 da comunidade rural de Bertópolis já haviam sido vacinadas com a primeira dose da vacina contra a raiva humana.

“Outras 802 pessoas já tomaram a segunda dose, observando-se um intervalo de até sete dias. Na comunidade rural do município vizinho, Santa Helena de Minas, das 989 pessoas que residem no local, 593 foram vacinadas com a primeira dose”, informou a Secretaria de Saúde.

Foram fornecidas também vacinas e soro antirrábico humano para a população exposta, bem como vacina antirrábica animal para vacinação de cães e gatos da zona rural.

Por Pedro Peduzzi

CN

Eleições 2022: candidatos ao governo do Distrito Federal

Se aproxima o dia da Eleição e crescem as expectativas quanto às disputas para cargo de governador de Brasília (DF).

Por Edilson Neves*

As próximas eleições gerais do Brasil acontecem neste ano e, ao mesmo tempo em que se aproxima o dia de votação nas urnas, crescem as expectativas quanto às disputas aos cargos de governadores e Distrito Federal (DF), que atualmente é governado por Ibaneis Rocha (MDB), que está em seu primeiro mandato e pode concorrer a mais uma reeleição. 

O período para a realização das convenções, pelos partidos, para decidir quem será candidato, começa em 20 de julho, segundo determinação da Justiça Eleitoral. O prazo para fazer o pedido de registro da candidatura vai até 15 de agosto.

O primeiro turno das eleições está marcado para 2 de outubro. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), eventual segundo turno para presidente e governador poderá ocorrer em 30 de outubro.

Vários nomes já se apresentaram para disputar a cadeira do Palácio do Buriti, para governar a Capital Federal. Os 7 primeiros colocados no ranking para enfrentar o atual governador, Ibaneis Rocha (MDB) é grande. Entre eles, estão Leila Barros (PDT), Izalci Lucas (PSDB), João Vicente Goulart (PC do B), Leandro Grass (PV), Lucas Salles (DC), Keka Bagno (PSOL) e Rafael Parente (PSB).

Entretanto, em Brasília, as pré-candidaturas reserva outros nomes de peso deverá engrossar a lista para disputar o Executivo. Os olhares e atenção, estão voltados para Paula Belmonte – Cidadania. Atualmente exerce o mandato de deputada federal pelo Distrito Federal.

Dizem que a sorte só bate na porta uma vez na vida, porém, em muitos casos, a pessoa está distraída e não ouve quando ela chega – de acordo com os mais experientes, a sorte pode bater mais de uma vez na sua porta, mas ela nunca gira a maçaneta.

É isso aí deputada! “Pequenos riachos é que formam um grande rio”. Está nas suas mãos…

Certamente, a maré está boa pro lado da deputada Paula Belmonte. E, ninguém duvide que a sorte está do seu lado.

Vale ressaltar que, uma pesquisa divulgada pelo ‘Blog Ranking dos Políticos’, entre os 5 melhores parlamentares do Brasil Paula Belmonte se destaca em 1º lugar.

O levantamento leva em conta a qualidade legislativa (votos nas principais decisões do Congresso), gastos com a Cota Parlamentar, presença nas sessões e processos judiciais. Todas as informações utilizadas para a avaliação são públicas, disponíveis nos sites oficiais do Senado e da Câmara dos Deputados e nos Tribunais de Justiça.

Só não pode colar em suas movimentações nos políticos “Ficha Suja”…

O mercado político de Brasília, certamente, deve assistir de camarote o desfecho entre as lideranças, discreta e indireta, apostando que as tendências das urnas mudem para quem sabe e quer realmente trabalhar pelo povo!!!

Lembrando que, é possível averiguar os antecedentes políticos de todos os candidatos.

CN

PF desarticula organização criminosa que promovia pirâmide financeira

Cerca de 120 pessoas foram lesadas

Uma organização criminosa que atua na forma de pirâmide financeira e na prática de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional é o alvo da Operação Quéfren, da Polícia Federal, nesta terça-feira (3). A PF estima que cerca de 120 pessoas foram lesadas, com prejuízo estimado em R$ 15 milhões.

No total, os agentes cumprem 11 mandados expedidos pela 1ª Vara Federal de Itajaí/SC, três deles de prisão temporária e oito de busca e apreensão, em endereços nas cidades catarinenses de Balneário Camboriú, Tubarão e Camboriú e ainda na cidade paulista de Barueri. Além do cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão, a PF está fazendo o bloqueio e sequestro de bens em nome de pessoas físicas e jurídicas da organização.

Os criminosos foram indiciados pelos crimes de organização criminosa, estelionato, lavagem de dinheiro e os crimes contra o sistema financeiro nacional.

Histórico

Segundo a investigação, a quadrilha tem cerca de 20 pessoas e iniciou suas atividades ilegais em 2019, por meio da criação de empresas que atuavam na forma de banco digital, sem autorização do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O grupo atuava com a falsa promessa de rendimentos acima dos juros de mercado, captando recursos financeiros na forma de depósitos em dinheiro ou por meio da negociação de criptomoedas.

“Foi possível identificar que a principal empresa envolvida encerrou suas atividades em 2021, alegando que todos os investimentos dos clientes estariam bloqueados em uma conta de corretora de criptomoedas. Posteriormente, essa mesma empresa lavrou boletim de ocorrência acusando uma celebridade italiana de apropriar-se dos recursos. Suspeita-se, no entanto, que podem se tratar de histórias fictícias com o objetivo de os investigados passarem-se por vítimas e esquivarem-se da cobrança dos investidores”, detalhou a PF em nota.

O nome da operação faz referência ao segundo maior monumento do Egito Antigo, a Pirâmide de Quéfren, construída há mais de 4,5 mil anos.

Fonte: Valéria Aguiar A/B

CN

Temperatura em Rondônia deve cair nesta semana

A previsão está para as cidades de Chupinguaia, Parecis e Vilhena.

Rondônia deve ter temperaturas mais amenas essa semana. Em pelo menos três cidades os termômetros chegam aos 16°C, segundo previsão do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), são elas: Chupinguaia, Parecis e Vilhena.

Entre a terça-feira (3) e a quinta (5), as quedas de temperaturas também devem chegar a Guajará-Mirim, Nova Mamoré, Pimenteiras do Oeste, Cabixi, Cerejeiras, Colorado do Oeste, Corumbiara, Costa Marques e São Francisco do Guaporé. Nessas cidades as mínimas devem atingir 17ºC.

Segundo o Censipam, o motivo dessa mudança é uma frente fria que se aproxima do sul da Amazônia e aumenta a instabilidade no estado.

No sul de Rondônia, a tímida frente fria chega nesta terça-feira (3). Nas demais áreas a friagem será sentida somente na quarta-feira (4).

Veja temperaturas previstas para outras cidades do estado

Terça-feira (3)

  • Porto Velho: Mínima 23°C e Máxima 33°C
  • Ariquemes: Mínima 22°C e Máxima 33°C
  • Ji-Paraná: Mínima 23°C e Máxima 33°C
  • Cacoal: 23°C e Máxima 32°C
  • Jaru: Mínima 23°C e Máxima 33°C

Quarta-feira (4)

  • Porto Velho: Mínima 22°C e Máxima 27°C
  • Ariquemes: Mínima 21°C e Máxima 27°C
  • Ji-Paraná: Mínima 19°C e Máxima 27°C
  • Cacoal: 19°C e Máxima 26°C
  • Jaru: Mínima 19°C e Máxima 27°C

Quinta-feira (5)

  • Porto Velho: Mínima 20°C e Máxima 29°C
  • Ariquemes: Mínima 19°C e Máxima 29°C
  • Ji-Paraná: Mínima 18°C e Máxima 29°C
  • Cacoal: Mínima 18°C e Máxima 28°C
  • Jaru: Mínima 18°C e Máxima 29°C

Fonte: Assessoria

CN

Professores do programa Alfabetiza Porto Velho passam por capacitação

Ação busca combater o déficit educacional provocado pela pandemia

Voltado para a alfabetização de 100% das crianças na idade certa, a Prefeitura realiza encontros formativos para o programa Alfabetiza Porto Velho. A capacitação acontece entre os dias 4 e 6 de maio, no Centro de Formação dos Profissionais de Educação de Porto Velho.

O objetivo do programa é alfabetizar todas as crianças da rede municipal e formar uma equipe permanente e capacitada para conduzir e mediar o processo de alfabetização dos estudantes. Os encontros formativos vão atender a professores dos 1º, 2º e 3º anos.

“Nosso trabalho é todo voltado para a educação infantil e fundamental. Gostaria que todos os profissionais presentes nesse encontro olhassem para cada aluno como se fosse um filho. Já estamos fornecendo suporte para eles trabalharem de forma digna, amorosa e, assim, vamos manter uma educação de qualidade em nosso município”, comenta a secretária municipal de Educação, Gláucia Negreiros.

O programa busca refletir sobre a necessidade de planejamento para atuação no ensino infantil, além de oferecer um espaço de alinhamento pedagógico, aprendizagem, apoio técnico, trocas de experiências e saberes entre os participantes da formação.

O programa Alfabetiza Porto Velho foi lançado oficialmente pela Prefeitura no ano passado. A meta é fazer com que crianças sejam alfabetizadas no período certo, eliminando o déficit educacional provocado pela pandemia de covid-19.

“A alfabetização é essencial na vida da criança e essa etapa não pode ser pulada. Vamos buscar condições favoráveis para a criança desenvolver, na idade certa, a leitura e a escrita”, finaliza a secretária.

Fonte: Comdecom

CN

Zelenski condiciona neutralidade da Ucrânia à libertação de todo o território

Presidente ucraniano deseja reintegração da Crimeia e área completa das regiões separatistas de Donetsk e Lugansk

O presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, condicionou a neutralidade que a Rússia exige de seu país à libertação de todo o seu território, incluindo a região do Donbass e a península da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014.

Em entrevista transmitida nesta segunda-feira (2) pela emissora de televisão saudita Al Arabiya, Zelenski afirmou que “os russos insistem na neutralidade, e para nós o mais importante é a libertação do Donbass e de todos os territórios temporariamente ocupados, bem como da península da Crimeia”.

Zelenski acusou novamente a Rússia, que exige que a Ucrânia se comprometa a não aderir à Otan (Organização do Tratado do Altântico Norte) e permanecer neutra, de tentar dividir seu país por meio de um referendo nos territórios ocupados sobre sua independência como o realizado na Crimeia, em 2014, quando esse território foi anexado.

Além da libertação de toda a Ucrânia, o presidente ressaltou que, para aceitar a neutralidade solicitada por Moscou, exige “garantias de segurança para não serem alvo de ataques semelhantes no futuro e de armamentos no caso de enfrentarem uma guerra como a atual”.

Em todo caso, reiterou que qualquer decisão a esse respeito será submetida a “um referendo no qual participarão todas as pessoas”.

Sobre o andamento das negociações, Zelenski queixou-se de que “os negociadores russos não têm capacidade de tomar decisões, e a última palavra será sempre do [presidente da Rússia, Vladimir] Putin”, razão pela qual voltou a pedir um diálogo direto entre os dois presidentes.

Fonte: R7

CN