Nikolas Ferreira e Alexandre de Moraes São alvos do mesmo “ataque” na internet 

O deputado Nikolas Ferreira e o ministro Alexandre de Moraes estão ‘juntos’ como vítimas de um mesmo tipo de ataque.

Ambos viraram alvos da deepfake nas redes sociais.

Trata-se de uma tecnologia que está sendo usada para manipular vozes e imagens na tentativa de atrair clientes para cursos e aplicar golpes.

Matéria publicada no site Metrópoles descreve detalhadamente como funciona a falcatrua:

“No caso de Moraes, um perfil no Instagram mostra vídeos de apresentadores repetindo um texto para turbinar as vendas de um curso. As peças, no entanto, são forjadas. E propagam uma fake news sobre o ministro, citando uma decisão de Alexandre que nunca existiu.

‘Alexandre de Moraes manda suspender documentário que revela como atrair riqueza usando um som criado na escola de mistérios do Egito, que foi frequentada por Jesus e Moisés há 2 mil anos’, dizem jornalistas de diferentes emissoras no vídeo exibido na rede social. Em uma das manipulações, os farsantes usam uma montagem de William Bonner na bancada do Jornal Nacional.

Com impulsionamento financeiro permitido pelo Instagram, a propaganda afirma que Moraes proibiu a veiculação do filme ‘Frequência de Jesus’. O mesmo texto é ‘repetido’ por José Luiz Datena e outros jornalistas, também alvos da montagem.

Já Nikolas Ferreira tem a própria imagem manipulada. No vídeo, o deputado aparece em uma suposta live, respondendo a uma pergunta sobre o Serasa. ‘Deputado, que história é essa de indenização do Serasa que vai pagar R$ 30 mil?’, diz Nikolas, “lendo” o questionamento falso.

‘Serasa é obrigada a indenizar quase 200 milhões de brasileiros pelo vazamento de dados pessoais em 2021. Saiu essa semana a resposta do Congresso e se você tiver direito a essa indenização que pode chegar a R$ 30 mil reais, basta conferir se o seu nome faz parte dessa lista acessando o site oficial do Serasa’, diz o deputado na deepfake.

O vídeo tem mais de 11,2 mil visualizações e 80 comentários, a maioria alertando para o golpe. O perfil no qual o vídeo foi postado, também com impulsionamento financeiro, tem apenas 4 seguidores.”

A tecnologia deepfake usa inteligência artificial para manipular a imagem e a voz de qualquer pessoa, sincronizando movimentos labiais e expressões para simular situações falsas com resultados convincentes.

Artistas, políticos e pessoas comuns já foram vítimas da tecnologia, com fotos e vídeos forjados que os colocavam em situações comprometedoras. Facebook e Instagram avaliam medidas para restringir o uso dessas imagens manipuladas.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias