Turista brasileira é internada em estado grave após agressão no Chile

Uma turista brasileira foi internada em estado grave após ser vítima de espancamento durante um assalto em Santiago, no Chile. A paranaense Maressa Nunes, 31 anos, estava realizando uma viagem por terras chilenas com uma amiga.

Segundo a família de Maressa, ela e a amiga pediram comida por meio de um aplicativo. Um falso entregador invadiu o apartamento onde elas estavam hospedadas e as agrediu. No ataque, o agressor chamou outros dois homens ao local. As informações são do G1.

As agressões só pararam depois que vizinhos escutaram os gritos de socorro e chamaram a polícia. Os três invasores fugiram.

O ataque aconteceu no dia 24 de junho, mas o caso se tornou público no último domingo (30/6). Pelas redes sociais, a ministra da mulher Cida Gonçalves afirmou estar acompanhando o caso.

“Deixo aqui minha solidariedade à Maressa e sua amiga, que teve ferimentos leves. O governo brasileiro repudia todo e qualquer ato de violência contra as mulheres”, disse a ministra.

Maressa é natural de Maringá, no norte do Paraná. Segundo Larissa Nunes, irmã da vítima, a mulher teve fraturas na região do olho, na mandíbula, no nariz e está com diversos hematomas.

“Ela está com muitas mordidas pelo corpo. Minha irmã teve reação ao assalto. Ele enfiou a arma na boca dela, foi um crime bárbaro. Eles espancaram muito a minha irmã”, conta.

Retorno

A amiga de Maressa teve ferimentos leves e retornou para o Brasil. Em virtude da gravidade dos ferimentos a paranaense ainda não conseguiu retornar para a cidade natal.

“Da forma que ela está, ela não consegue fazer um voo comum. Ela corre risco de vida devido à hemorragia que ela pode ter em um voo comum. Ela precisa de um voo com equipe médica”, explica Larissa Nunes.

Source: Metrópoles
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias