Para “livrar a cara” dos Irmãos Batista, Lula estuda medida contra multa de R$1 bilhão

Foto: Reprodução

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, que chegaram a ser presos durante a Operação Lava Jato, podem estar prestes a serem diretamente beneficiados pelo Governo Lula uma quarta vez.

Entre 2020 e 2021, o Brasil passava por uma crise hídrica, e um contrato emergencial foi estabelecido com a empresa Âmbar Energia, pertencente ao grupo J&F dos Batistas, para construção de quatro usinas termelétricas destinadas a suprir a escassez de energia. Entretanto, a Âmbar não cumpriu os prazos estipulados.

Em consequência, a Aneel (Agência de Energia Elétrica) aplicou uma multa de R$1 bilhão à empresa.

Atualmente, conforme relatado pela colunista Andreza Matais do UOL, integrantes do Ministério de Minas e Energia estão considerando uma maneira de beneficiar os irmãos.

O plano envolve um acordo com a Âmbar Energia que pode resultar na revogação da obrigação de pagar a multa integralmente.

As outras ocasiões em que o governo Lula beneficiou a dupla de empresários foram: quando o grupo J&F foi autorizado a abrir uma universidade; A medida provisória que aumenta os recursos financeiros das concessionária Amazonas Energia, permitindo que ela pague suas dívidas com termelétricas recém-compradas pela Âmbar. E quando o presidente Lula os convidou para ingressarem no Consulhão, um grupo de empresários que tem liberdade para aconselhar o governo.

Source: JCO
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias