Polícia prende suspeito de matar policiais com motocicleta roubada na Bolívia

Motocicleta conduzida por suspeito foi roubada um dia depois do Natal, em Buritis (RO). Passageiro, segundo a polícia, também tem mandado de prisão em aberto, inclusive por homicídio.

Uma motocicleta de 160 cilindradas, com restrição de roubo, foi o que chamou a atenção da Polícia Boliviana durante uma abordagem, que terminou em voz de prisão dos dois ocupantes do veículo. Os jovens, de 22 e 25 anos, tinham mandados de prisão em aberto, sendo um deles suspeito de matar dois policias. A devolução da moto às autoridades policiais no Brasil aconteceu na tarde de terça-feira (11).

De acordo com a polícia, na última sexta-feira (7) foi feita a revista e ao checar o documento da motocicleta Honda Bros, em Guayaramerin, na Bolívia, foi descoberto que o veículo tinha registro de roubo desde o dia 26 de dezembro do ano passado, em Buritis (RO).

Diante da confirmação do roubo da motocicleta, os policiais bolivianos realizaram buscas no sistema tanto do condutor quanto do passageiro, os dois de nacionalidade brasileira.

Foi constatado que ambos tinham mandados de prisão em aberto pelos crime de homicídio e roubo qualificado, sendo um deles suspeito de matar dois policiais. Os homens receberam voz de prisão.

A moto chegou em Guajará-Mirim na tarde de terça-feira (12) e foi entregue as autoridades policiais. Foi tentado o contato com o dono do veículo, mas ainda não se teve nenhuma resposta.

A ação integrada faz parte da operação Hórus com as forças de segurança do Estado de Rondônia composta pelo Núcleo Integrado de Inteligência de Fronteira (NIIF), Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFRON) e com apoio do 6° Batalhão da Polícia Militar, em um trabalho conjunto com a DIPROVE, Polícia Nacional Boliviana.

Fonte: G1/RO

Polícia faz operação para localizar cadáveres de homens desaparecidos em fazenda de RO

Ao todo, Civil cumpre cinco mandados de prisão na região de Jaru. Polícia acredita que os dois homens foram vítimas de homicídio em área de conflito agrário.

A Polícia Civil deflagrou nesta terça-feira (11) a segunda fase da Operação Erva Daninha. O objetivo desta fase, chamada de Capina, é localizar cadáveres de dois homens que desapareceram em junho do ano passado na fazenda Amorim, em Campo Novo de Rondônia.

Ao todo, os policiais cumprem cinco mandados de prisão e um mandado de busca e apreensão nas cidades de Jaru, Ariquemes, Campo Novo de Rondônia e Ji-Paraná.

Segundo a Polícia Civil, o objetivo principal da operação é localizar os corpos de Flares Rogério de Souza e Jonathan da Silva Ribeiro. A principal suspeita é que os dois possam ter sido vítimas de homicídio doloso, em uma área de conflito agrário na área da fazenda Amorim.

A Erva Daninha, fase Capina, tem a participação de 50 policiais civis e apoio do Núcleo de Operações Aéreas (NOA), Coordenadoria de Operações Especiais, Polícia Técnica (Politec) e Departamento de Estrada e Rodagens (DER).

Nome da operação

A 2ª fase da operação Erva Daninha foi batizada de “Capina”, segundo a polícia, por causa da “erradicação de elementos que prejudicam ou danificam a área”.

A primeira fase da operação Erva Daninha foi feita em setembro do ano passado para esclarecer inúmeros crimes relacionados aos conflitos agrários decorrentes da invasão da Fazenda Morro Alto, em Campo Novo de Rondônia.

Entre os crimes investigados na Fase 1 estavam: esbulho possessório, quando alguém possuidor de um bem tem sua posse tomada de forma injusta, desmatamento ilegal, extração ilegal de minérios, homicídio e tentativa de homicídio, porte e posse ilegal de armas de fogo, constituição de milícia privada e associação criminosa.

Fonte: PC

Criança de seis anos é baleada na frente de casa em Vilhena, RO

Menina passou por uma cirurgia para retirar o projétil que estava alojado no braço. Criança estava na frente de casa quando foi baleada. Polícia investiga o caso.

Uma criança de seis anos teve que passar por uma cirurgia após ser baleada no braço durante o fim de semana em Vilhena (RO). A polícia investiga se o caso é uma tentativa de homicídio ou uma “bala perdida”.

De acordo com os familiares, a menina estava em frente à própria residência, na companhia da madrasta quando foi atingida. A mulher contou que viu o braço da enteada ensanguentado e não entendia o que tinha acontecido.

A criança foi socorrida até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde a equipe médica detectou a presença do projétil alojado. Após atendimento inicial, a menina foi encaminhada até o Hospital Regional de Vilhena e passou por uma cirurgia para retirar a bala. O estado de saúde dela é estável.

Investigação

A Polícia Civil do município instaurou uma investigação para analisar o caso.

“O perito vai refazer a trajetória do projétil, onde caiu, a localidade de onde ele possa ter partido, se foi um tiro para o alto ou se um tiro direto, que poderia caracterizar uma tentativa de homicídio”, aponta o delegado Maicon Douglas.

Fonte: PC

Mais de 40 kg de cocaína é aprendido em Porto Velho

O infrator foi conduzido e permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu neste final de semana no sábado (8), durante atividade de policiamento e fiscalização na BR-364, um carregamento de cocaína, transportado por um homem que viajava em um carro.

Durante a abordagem, percebendo o nervosismo do motorista, o veículo foi escoltado pelos policiais até a Unidade Operacional da PRF localizada no km 698.

Em segurança, os policiais realizaram uma busca minuciosa no interior do veículo. Durante os procedimentos, identificaram 45 pacotes retangulares característicos de armazenamento de drogas para tráfico. Após identificação do material transportado, constataram tratar-se de cloridrato de cocaína.

No total, 47 quilos da droga ilícita, que eram transportados em um compartimento oculto do veículo foram encontrados e encaminhados à Polícia Civil para destruição. O infrator foi conduzido e permanecerá à disposição da Justiça.

Fonte: Assessoria

Mulher é vítima de importunação sexual dentro do Hospital de Base em Porto Velho

Polícia foi chamada ao local após idoso se masturbar na frente de mulher.

Uma mulher de 39 anos foi vítima de importunação sexual dentro do Hospital de Base em Porto Velho. Um paciente da ala ortopédica se masturbou na frente dela. A mulher estava no local acompanhando o filho que também era paciente. O suspeito recebeu voz de prisão, mas segue internado no hospital e sem previsão de alta.

Na manhã de sábado (8) a Polícia Militar (PM) foi acionada para atender uma ocorrência em uma das alas do Hospital de Base na capital. No local, a mulher de 39 anos disse que por volta das 7h percebeu que o idoso, de 66 anos, estava olhando fixamente para ela.

A mulher conta que ele estava pelado, tirou o lençol que o cobria e se masturbou na frente dela. A vítima saiu correndo do local e foi à enfermaria para relatar o que havia acabado de acontecer. Momento em que a PM foi acionada.

De acordo com o boletim de ocorrência, as técnicas de enfermagem que trabalham no local, informaram aos policiais que o suspeito “não aceita que profissionais homens cuidem dele”. Segundo as trabalhadoras, na hora de tomar banho ele “exige que seja uma mulher e que ela lave as partes íntimas dele e afirma que elas são pagas para isso”.

Diante da situação, foi dada voz de prisão ao suspeito e informado os seus direitos constitucionais. A ocorrência de importunação sexual foi apresentada na Central de Flagrantes para as providências cabíveis.

O idoso está internado no Hospital de Base desde o dia 23 de dezembro de 2021, e segundo o registro da delegacia, não tem previsão de alta.

O delegado de plantão na Central de Flagrantes, recebeu a ocorrência e confirmou a voz de prisão dada pela PM. A Declaração de Recolhimento ao Presídio e outros procedimentos foram expedidos. Pelo fato do suspeito estar hospitalizado, para ele é designada uma escolta policial.

“Quando o infrator está hospitalizado sem previsão de alta médica o auto de prisão em flagrante é feito normalmente, mesmo sem interrogatório. O infrator no instante que a PM (ou outra força policial) apresenta a notícia do crime, o delegado oficia a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) para que o infrator, daquele momento em diante, fique sob custódia policial”.

“A Sejus tem uma unidade específica para isso dentro do João Paulo II. O flagrante é feito com todas as determinações, inclusive a guia de recolhimento, pois assim que o infrator for apresentado pela Sejus, ele é interrogado e, então, é conduzido ao presídio”, informou o delegado.

O Conselho Regional Enfermagem de Rondônia (Coren) informou que deve averiguar o caso. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) não se manifestou oficialmente sobre a situação até a publicação desta reportagem.

Fonte: G1/RO

Em Alta Floresta D’Oeste, servidor público é investigado por uso indevido de veículo de transporte de pacientes

A abertura da investigação foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (6).

A prefeitura de Alta Floresta D’Oeste (RO), abriu investigação para apurar o caso de um servidor público que foi flagrado, pelo próprio prefeito do município, fazendo possível uso indevido de um veículo oficial. A abertura da investigação foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (6).

De acordo com o documento, a Hilux em que o servidor estava “passeando pela cidade” pertence à Secretaria Municipal da Saúde (Semsau) e deveria ser direcionada exclusivamente para o transporte dos pacientes que moram no distrito de Filadélfia até o Hospital Municipal de Alta Floresta.

Apesar de não possuir permissão para transitar fora do trecho citado, o servidor foi flagrado pelo prefeito percorrendo a RO-383, até Rolim de Moura (RO), e estacionando em frente a uma loja de doces.

O caso deve ser investigado em até 60 dias. Caso seja comprovada, a ação do servidor configura como descumprimento das normas estabelecidas na lei municipal e pode ser penalizada com demissão.

Fonte: G1/RO

Quatro pessoas são encontradas mortas em São Miguel do Guaporé, RO

As vítimas são três homens e uma mulher.

Quatro pessoas foram encontradas mortas em uma residência de São Miguel do Guaporé (RO), localizada na rua Seringueiras, esquina com avenida Aeroporto, nesta quinta-feira (6). As vítimas são três homens e uma mulher. Dois deles eram casados e viviam na casa onde os corpos foram achados.

De acordo com a Polícia Militar (PM), quando os agentes chegaram ao local as vítimas já estavam mortas. Elas possuem marcas que indicam lesões por pauladas e perfurações por objeto pontiagudo como faca e, possivelmente, uma chave de fenda.

As idades e os nomes das vítimas ainda não foram divulgados oficialmente. O que se sabe até o momento é que entre os mortos estão: um homem e uma mulher que eram casados e, os dois outros mortos eram amigos do casal.

Nenhum suspeito de cometer crime foi identificado até o momento, mas a polícia acredita que mais de uma pessoa pode ter participado da ação.

Duas das vítimas possuem passagem pela polícia por tráfico de drogas. As causas da chacina ainda serão investigadas.

Fonte: G1/RO

Polícia Civil realiza operação para prender integrantes de uma facção por assassinato de jovem em Cacoal, RO

Crime aconteceu em julho do ano passado nas margens do rio Machado.

A Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (6) mais uma etapa da operação Restrictus, que investiga o assassinato de Diones Xavier da Silva, morto a tiros em julho do ano passado nas margens do rio Machado em Cacoal (RO). Quatro integrantes de uma facção criminosa foram presos nesta fase da operação.

Segundo investigação conduzida pela delegacia de Cacoal, a vítima de 25 anos morava em Presidente Médici (RO) e foi morta após integrantes do PCC armarem uma emboscada.

Em julho do ano passado, a polícia diz que alguns membros dessa facção teriam chamado Diones para um apartamento e no imóvel ele foi induzido a ingerir bebida alcóolica e fazer uso de drogas.

Depois, os suspeitos levaram Diones até a margem do rio Machado e lá o executaram a tiros.

No curso da investigação, o inquérito policial apontou que a vítima fora atraída até Cacoal pelos investigados, “que previamente ajustados já tinham intento de ceifar sua vida”.

“O motivo do crime se firma no fato de que a vítima, embora fosse ligada à facção Comando Vermelho (CV), teria se desvinculado desta e passou a buscar ligação com o PCC, sendo que estes, desconfiando que a vítima queria obter mensagens privilegiadas, planejaram e executaram o crime”, diz a Civil.

Segundo foi descoberto na investigação, o assassinato de Diones foi gravado e replicado em grupos de aplicativo com uma música que faz alusão à traição ao PCC.

Nessa segunda fase da operação Restrictus, quatro suspeitos foram denunciados por ter participado da morte de Diones. sendo D.H. A. de Lima (29 anos), J. P. de A. Moura (26); W.A. Santos, (19), e L.H. S. Nascimento, (28).

“No decorrer das investigações dois dos envolvidos foram presos por crime de tráfico de drogas e porte ilegal de armas de fogo, sendo que inclusive uma das armas apreendidas em posse deles (pistola calibre 765) confirmou-se por exame de comparação balística que fora a arma utilizada no crime”, diz a Civil.

A polícia pediu na Justiça pela prisão preventiva dos suspeitos, que foi aceita. Nas duas etapas da operação, oito pessoas já foram presas por envolvimento no homicídio de Diones.

Fonte: Assessoria

Polícia prende homem após descumprimir medida protetiva em Ji-Paraná, RO

Homem invadiu casa da ex-mulher e fugiu pulado os muros da residência.

Um homem foi preso em Ji-Paraná (RO), por desrespeitar a medida protetiva que o proíbe de se aproximar da ex-esposa. Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima já registrou cerca de oito ocorrências policiais contra o suspeito e é a segunda vez que ele quebra a decisão judicial. Eles viveram juntos por cinco anos.

Os policiais foram chamados, na terça-feira (4), até a residência da mulher, onde o suspeito estava. Segundo relatos de testemunhas, ele teria pulado os muros da residência para fugir, quando percebeu a presença da PM.

Com uma chave reserva, a vítima abriu o baú da moto em que o ex chegou e os policiais encontraram uma luva, um pano, uma faca e outros objetos. Depois da tentativa de fuga, outra testemunha disse aos agentes que viu o homem se dirigindo até a residência com um galão de gasolina.

Ele foi encontrado nas proximidades da casa. Ao ser questionado sobre o combustível, o suspeito disse que iria utilizar na moto que estava desabastecida. Porém, os policiais afirmam que o tanque do veículo estava com gasolina acima do limite da reserva.

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem resistiu à prisão e foi necessário o uso da força para algemá-lo. Ele foi conduzido até a Unidade Integrada de Segurança Pública de Ji-Paraná (RO).

Fonte: G1/RO

Segundo dados da PRF números de acidentes nas BRs cresceu 66% no Ano Novo em RO

Ao todo, 28 pessoas ficaram feriadas na virada de 2021 para 2022, sendo cinco em estado grave.

Vinte acidentes, sendo cinco deles graves, foram registrados nas rodovias federais de Rondônia durante o Ano Novo. O número representa uma alta de 66% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (4) e, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 28 pessoas ficaram feridas nos acidentes, mas nenhuma delas foi a óbito.

O monitoramento das sete BR’s de Rondônia começou no último dia 30 de dezembro e seguiu até o domingo (2), através da operação Ano Novo.

No mesmo período do ano passado, a polícia registrou 12 acidentes, que resultaram em 14 pessoas feridas e uma morte.

Segundo a PRF, na virada de ano de 2021 para 2022 foram registradas outras infrações nas rodovias de Rondônia, sendo:

  • 22 condutores flagrados dirigindo sob o efeito de álcool;
  • 44 transitando sem usar o cinto de segurança;
  • e 96 condutores autuados por ultrapassagens proibida.

A polícia também diz ter fiscalizado 1.982 pessoas e 1.253 veículos durante quatro dias, além da realização de 439 testes de etilômetro.

Fonte: Assessoria

1 2 3 96