Agentes da Semtran orientam motociclistas sobre bolsões de motos instalados em Porto Velho

A implantação da nova sinalização vai ajudar a melhorar o fluxo no trânsito, não só para os motociclistas, mas para os pedestres e demais veículos. Os bolsões estão disponíveis em quatro cruzamentos da cidade.

Agente de Trânsito orientando motociclistas na capital

Com a implantação de novas sinalizações na capital, a Prefeitura de Porto Velho trabalha para sensibilizar os condutores de veículos e pedestres para que respeitem as regras e façam o uso adequado. Inicialmente, a orientação é sobre a utilização correta dos bolsões para motociclistas, disponíveis em quatro cruzamentos da cidade.

Tão logo o primeiro bolsão para motociclistas foi implantado, agentes da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran) foram destacados para prestar as orientações sobre a inovação.

Os agentes de trânsito distribuem panfletos e abordam condutores de veículos e motociclistas para explicar como deve ser utilizada a área próxima aos semáforos, que é destinada exclusivamente aos motociclistas.

“É uma sinalização nova. Por isso, orientamos os condutores sobre a importância do espaço exclusivo para os motociclistas, em que eles ficam mais seguros e sejam visualizados facilmente”, explica Bruna Biet Burak, gerente da Divisão de Treinamento e Educação para o Trânsito (DTET).

A Semtran ainda não definiu quando a programação educativa será encerrada. “Sabemos que se trata de algo novo e, para isso, precisamos de tempo para conscientizar a população. A implantação dos bolsões vai ajudar a melhorar o fluxo no trânsito, não só para os motociclistas, mas para os pedestres e demais veículos”, explica o secretário da Semtran, Ronaldo Flores.

Fonte: Comdecom

Motoristas devem se atentar para nova mudança de sinalização na capital

As mudanças são para melhorias na mobilidade urbana da capital.

Os estudos para a implantação da sinalização definitiva da avenida Rio de Janeiro com as ruas Brasília e Tenreiro Aranha, onde alterações no tráfego de veículos foram implantadas há menos de seis meses, estão sendo concluídos pela Prefeitura de Porto Velho. As mudanças aconteceram respectivamente em janeiro e março deste ano.

O trabalho é realizado pela Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran). A intervenção é uma consequência da mudança feita no tráfego pela rua Tenreiro Aranha com a avenida Rio de Janeiro, que deixou de ser preferencial.

Por conta disto, os motoristas devem ficar atentos para a sinalização que foi implantada no trecho.

Além disso, a rua Tenreiro Aranha foi tornada mão dupla no trecho da rua Alexandre Guimarães e Rua Goiás. Outra mudança ocorreu na rua Brasília com a avenida Rio de Janeiro, que também deixou de ser preferencial.

Com as alterações, a Prefeitura promove melhorias na mobilidade urbana da capital.

De acordo com o diretor de Tráfego da Semtran, João Luiz Sousa, as duas eram preferenciais devido às obras do viaduto que geravam uma demanda no local, e com a abertura dele, o fluxo foi direcionado pela Presidente Dutra.

“As modificações ocorreram também pelo fato de que a avenida Rio de Janeiro se tornará preferencial em quase todo seu sentido, menos nos locais que são semaforizados”, explicou.

Fonte: Semtran

Detran realiza ação educativa na zona Sul de Porto Velho

A ação faz parte do Movimento Maio Amarelo e acontece nas vias mais movimentadas da capital.

O Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran), tem intensificado ações educativas em todo o Estado. Na quarta-feira (19) a ação educativa aconteceu na avenida Jatuarana com a rua Anari, zona Sul de Porto Velho, além de controlar o trânsito e orientar os usuários, os agentes e educadores emitem mensagem visual com faixas e cartazes.

Segundo a diretora técnica de Educação de Trânsito (Dtet), Claudia Roberta Stochi, o Detran Rondônia vem mantendo o trabalho de educação de trânsito, respeitando o protocolo de isolamento social, conforme preconiza os órgãos reguladores para evitar a transmissão do coronavírus.

Estão sendo realizadas ações educativas nas vias mais movimentadas das cidades do Estado e também palestras em  empresas e instituições públicas. “Nós já realizamos palestras sobre direção defensiva para o Exército Brasileiro entre outras empresas e instituições”, destacou a diretora da Dtet.

Claudia Roberta disse que as empresas e instituições que tiverem interesse em solicitar palestras sobre educação de trânsito e direção defensiva para seus colaboradores podem enviar a solicitação para o e-mail: cet@detran.ro.gov.br.

A diretora técnica, agradeceu o apoio do diretor-geral do Detran, coronel Neil Gonzaga e da diretora adjunta, Benedita Oliveira, que não medem esforços no sentido de apoiar e colaborar com as ações de educação de trânsito. “Tanto o diretor-geral quanto a diretora adjunta são especialistas em trânsito e conhecedores da importância da educação para que tenhamos um trânsito mais seguro e humanizado”, destacou Cláudia.

As ações educativas contam com a colaboração de servidores da Diretoria Técnica de Fiscalização e Ação de Trânsito (Dtfat). A mensagem visual repassada aos usuários da via pelos educadores durante as ações remete ao tema do Movimento Maio Amarelo 2021 que é “Respeito e responsabilidade: pratique no trânsito”.

REDUÇÃO DE ACIDENTES

Dados do Anuário Estatístico do Governo de Rondônia, emitidos pelo Detran Rondônia mostram que houve redução de 23,27% no número de acidentes no Estado em 2020, em comparação a 2019. Mas, o índice de mortes no trânsito no mesmo período teve um aumento de 7,2%. O Movimento é uma campanha que cada cidadão deve levar ao seu círculo social, de modo que cada um se torne multiplicador da conscientização e da necessidade de respeitar os limites no trânsito.

Durante as ações do Movimento Maio Amarelo, os educadores também levam informações e tiram dúvidas dos usuários sobre a Lei, que alterou o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O Movimento Maio Amarelo é uma ideia do Observatório Nacional de Segurança Viária e vem sendo difundido em 27 países, com o apoio de 1.425 pessoas diretamente engajadas em sua coordenação e a participação ativa de 423 municípios brasileiros. Em Rondônia, as ações estão sendo realizadas em todos os municípios.

Fonte: Detran

Detran realiza Ação “Movimento Maio Amarelo” no trânsito de Porto Velho e reforça segurança nas vias

 Está é a 8ª edição do Movimento Maio Amarelo na capital.

A 8ª edição do Movimento Maio Amarelo foi lançada em Rondônia no dia 30 de abril e traz como tema este ano a frase: “Respeito e responsabilidade: pratique no trânsito”. O Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) tem intensificado a presença no trânsito com ações visuais levando informações aos usuários nas vias, tendo em vista que, em virtude da pandemia da covid-19, não está fazendo as abordagens ao cidadão para evitar a proliferação do coronavírus.

A coordenadora de Educação de Trânsito, a pedagoga Glauce Souza de Abreu, explica que o Detran Rondônia tem intensificado a realização de palestras e ações visuais em vias públicas, sempre respeitando o distanciamento social conforme determina os órgãos reguladores. “Tivemos que reinventar a forma de levar a mensagem ao usuário e tem dado muito certo, principalmente com a participação dos bonecos Vidinha e Ligadinho, que chamam a atenção no trânsito”, afirmou.

O ciclista profissional, Marcio Machado, destacou a importância da ação educativa do Detran

O empresário e ciclista profissional, Marcio Machado, que estava acompanhado da filha, Luiza Machado de sete anos, fez questão de parar para fazer o registro da filha com os bonecos que representam segurança no trânsito.

Dados do Anuário Estatístico do Governo de Rondônia emitidos pelo Detran mostram que houve redução de 23,27% no número de acidentes no Estado em 2020 em comparação a 2019. Mas, o índice de mortes no trânsito no mesmo período teve um aumento de 7,2%.

Fonte: Detran-RO

Detran promove ação educativa do Movimento Maio Amarelo nesta sexta-feira

A ação será na avenida Farquar, nas imediações do Palácio Rio Madeira.

O Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO) promove nesta sexta-feira (7) ação educativa a partir das 9h30 na avenida Farquar, nas imediações do Palácio Rio Madeira. O pit stop faz parte das ações educativas do Movimento Maio Amarelo 2021, que contará com a presença dos bonecos Vidinha e Ligadinho.

A 8ª edição do Movimento Maio Amarelo foi lançada em Rondônia no dia 30 de abril. O eixo da ação neste ano ficou intitulado como “Respeito e responsabilidade: pratique no trânsito”. Durante todo o mês, o Detran Rondônia realizará diversas atividades, como pit stop em vários pontos da cidade e também palestras direcionadas para mototaxistas e motoristas. A ação acontece também em todos os municípios do Estado.

O diretor-geral do Detran, coronel Neil Aldrin Faria Gonzaga, ressalta que o Movimento Maio Amarelo é uma campanha que cada cidadão tem a responsabilidade de levá-la ao seu círculo social, de modo que cada um se torne multiplicador da conscientização e da necessidade de respeitar os limites no trânsito. A edição deste ano tem a finalidade de levar a população a refletir que deve ter educação no trânsito, cortesia, além de obrigações e a responsabilidade de zelar pela vida de todos.

Na quarta-feira (5) os educadores, Carlos André de Sousa Benedito e Raphael Gusmão, realizaram palestra no Hospital Santa Marcelina em Porto Velho, no período de 9h às 10h, onde abordaram temas como: comportamento no trânsito com ênfase na responsabilidade individual e direção defensiva. Abordaram também, a que se destina a ação Maio Amarelo, o comprometimento individual de cada um para um trânsito mais seguro e ainda tiraram dúvidas sobre a Lei nº 14.071 de 13 de outubro de 2020 que altera o Código de Trânsito Brasileiro.

Nesta quinta-feira (6) foi realizada palestra na sede da Diretoria Técnica de Educação de Trânsito (Dtet) na Capital, direcionada para profissionais que trabalham como mototaxistas, com o objetivo de orientar os profissionais para os cuidados no trânsito, tendo em vista que tanto o condutor da motocicleta quanto o passageiro estão muito expostos no trânsito.

O movimento “Maio Amarelo” é uma ideia do Observatório Nacional de Segurança Viária e vem sendo difundida em 27 países, com o apoio de 1.425 pessoas diretamente engajadas em sua coordenação e a participação ativa de 423 municípios brasileiros.

Fonte: Detran-RO

Agentes do Semtran se preparam para orientar condutores com as mudanças do Código de Trânsito em Porto Velho

Para contribuir com o trabalho dos agentes municipais de trânsito, a Divisão de Educação e Treinamento para o Trânsito da Semtran realiza palestras e oficinas relacionadas às novas regras do CBT.

As mudanças no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) entraram em vigor no último dia 12 e já exigem atenção dos condutores de veículos automotores. Em Porto Velho, a Prefeitura Municipal se prepara para orientar e fiscalizar o cumprimento da legislação.

A Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran) é responsável pelo cumprimento do que consta no CBT e atua para garantir segurança aos condutores de veículos e ciclistas.

Segundo o diretor da Gerência de Fiscalização de Trânsito, Claudionor Almeida, como as mudanças foram oficializadas há pouco tempo, o importante é informar. “A principal atuação deve ser o esclarecimento da legislação para evitar futuras penalidades”, disse.

As mudanças no CTB atingiram mais de 50 dispositivos. Mudaram, por exemplo, o prazo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o limite de pontos para suspensão da CNH, o porte de documentos obrigatórios, transporte de crianças em cadeirinhas, ampliação do prazo para identificação do infrator, a obrigatoriedade do uso dos equipamentos de retenção, a idade mínima para o transporte de crianças em motos, o uso de farol e o respeito à ultrapassagem de ciclista.

Almeida lembrou que, sempre que há alguma mudança que impacta diretamente os motoristas, há a necessidade de divulgar as novas regras. “Na prática, percebe-se muitos pedidos de informações”, destacou. Segundo ele, no período de pandemia, que exige o distanciamento social, as abordagens são reduzidas.

ORIENTAÇÃO

Claudionor destacou que os condutores de veículos automotores devem observar com cuidado as normas gerais de circulação e conduta no trânsito. “Não utilizem o aparelho celular quando estiverem dirigindo, usem o cinto de segurança”, recomendou.

RECICLAGEM

Para contribuir com o trabalho dos agentes municipais de trânsito, a Divisão de Educação e Treinamento para o Trânsito da Semtran realiza palestras e oficinas relacionadas às novas regras do CBT.

Em caso de necessidades, os motoristas poderão fazer contato com a Semtran pelo telefone 0800 647 5100 ou e-mail semtran.atendimento@gmail.com. O atendimento presencial está suspenso devido à pandemia do coronavírus.

Fonte: Semtran

Começam a valer o novo Código Brasileiro de Trânsito em todo o País

Principal mudança é a alteração do prazo de validade da carteira

Entram em vigor hoje (12) as alterações promovidas no Código Brasileiro de Trânsito. A principal novidade é ampliação do prazo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dez anos no caso de condutores de até 50 anos. As mudanças foram sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro em outubro do ano passado, quando ficou definido que a vigência passaria a ocorrer 180 dias após a sanção. 

Os exames de aptidão física e mental para renovação da CNH não serão mais realizados a cada cinco anos. A partir de agora, a validade será de dez anos para motoristas com idade inferior a 50 anos; cinco anos para motoristas com idade igual ou superior a 50 anos e inferior a 70 e três anos para motoristas com idade igual ou superior a 70 anos. 

Haverá mudanças também na quantidade de pontos que podem levar à suspensão da carteira. Atualmente, o motorista que atinge 20 pontos durante o período de 12 meses pode ter a carteira suspensa. Agora, a suspensão ocorrerá de forma escalonada. O condutor terá a habilitação suspensa com 20 pontos (se tiver duas ou mais infrações gravíssimas na carteira); 30 pontos (uma infração gravíssima na pontuação); 40 pontos (nenhuma infração gravíssima na pontuação). 

As novas regras proíbem que condutores condenados por  homicídio culposo ou lesão corporal sob efeito de álcool ou outro psicoativo tenham pena de prisão convertida em  alternativa. 

O uso de cadeirinhas no banco traseiro passa a ser obrigatório para crianças com idade inferior a 10 anos que não tenham atingido 1,45 metro de altura. Pela regra antiga, somente a idade da criança era levada em conta.

Nos casos de chamamentos pelas montadoras para correção de defeitos em veículos (recall), o automóvel somente será licenciado após a comprovação de que houve atendimento da campanhas de reparos. 

Fonte: Maria Claudia A/B

Projeto de ciclovias e abrigos para passageiros buscam garantir mais opções de mobilidade urbana na capital

Um trânsito mais seguro e democrático. Essa é a meta do Município.

O projeto, executado pela Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran), entregará um sistema de ciclovias e ciclofaixas que ligará bairros ao Centro e regiões de lazer da cidade.

“A criação e expansão das ciclovias e ciclofaixas faz parte do Plano de Mobilidade Urbana da capital, que prevê a criação de um complexo cicloviário, que ligará pontos da cidade de forma segura e ágil”, explica o secretário da Semtran, Mauro Ronaldo Flôres Corrêa.

Estão em execução as pinturas das ciclofaixas da Avenida Raimundo Cantuária e em outras vias que vão ligar o Parque da Cidade, na Avenida Calama, ao Espaço Alternativo, locais com intensa prática esportiva.

Outra obra que já beneficia os ciclistas é a da rua Cipriano Gurgel, no bairro Industrial. Cerca de 500 metros de ciclofaixa estão devidamente sinalizados, criando um corredor exclusivo para o tráfego de ciclistas.

A Semtran prevê, ainda, a instalação de 4,5 quilômetros de ciclovia na Estrada do Santo Antônio, no bairro Triângulo; 3,5 quilômetros na Avenida José Vieira Caúla; cerca de 3 quilômetros na Avenida Mamoré e aproximadamente 2,4 quilômetros na Estrada 13 de Setembro.

A execução do Complexo Cicloviário é realizada com recursos próprios da Prefeitura e de emendas parlamentares. “As ciclofaixas são mais simples e demandam materiais e insumos da Prefeitura. A máquina de demarcação viária realiza a pintura das vias com mão de obra própria. Já as ciclovias são mais complexas e, por isso, demandaram cerca de R$ 1,5 milhão de emendas parlamentares”, explica o secretário.

COLETIVOS

Abrigos destinados aos passageiros de transporte coletivo
Abrigos destinados aos passageiros de transporte coletivo

Outra frente de trabalho atende usuários do transporte coletivo da capital. São implantados abrigos destinados aos passageiros que usam ônibus públicos.

A Prefeitura de Porto Velho já entregou cerca de 130 abrigos em toda a cidade e a previsão é entregar, nos próximos meses, mais 120, todos construídos com recursos próprios.

Outros dois abrigos foram construídos através de processo de mitigação de empresas da capital. Um está na Avenida Jatuarana, na zona Sul, e outro na Avenida Mamoré, zona Leste. São áreas com grande circulação de ônibus e passageiros e servem como ponto de referência para a integração das linhas. “Empresas que se instalam em Porto Velho precisam apresentar um retorno em forma de obras públicas”, explica o secretário.

Um trânsito mais seguro e democrático. Essa é a meta do Município com a expansão do número de ciclovias, ciclofaixas e a instalação de abrigos para usuários do transporte coletivo.

Fonte: Semtran

Detran se destaca com Educação de Trânsito em RO

As ações educativas que eram realizadas de forma presencial foram intensificadas nas mídias sociais do Detran Rondônia, após a pandemia

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran), desde do período em que começou a pandemia, tem intensificado as campanhas educativas de trânsito nas mídias sociais do Órgão, atingindo aproximadamente 100 mil pessoas de forma direta e indireta, por meio por meio de veículos de comunicação em todo o Estado.

O diretor geral do Detran Rondônia, coronel Neil Aldrin Faria Gonzaga, ressalta a importância do trabalho educativo que o Órgão desenvolve nos 52 municípios do Estado, com ações voltadas para crianças, jovens e adultos. “É muito importante ensinar a criança na escola noções do que é certo ou errado no trânsito. Quando algum familiar cometer uma irregularidade no trânsito, a criança vai corrigir”, afirma o coronel Gonzaga.

Antes do advento da pandemia, as ações educativas eram realizadas de forma presencial nas escolas, empresas, locais públicos e em eventos, mas com o isolamento social para se evitar a transmissão do coronavírus, o Detran Rondônia passou a produzir mais vídeos educativos e intensificar as publicações nas mídias sociais da autarquia, com realização também de palestras virtuais, alcançando de forma direta cerca de 100 mil pessoas. Onde é possível acompanhar nas mídias sociais do Detran os vídeos educativos: https://www.facebook.com/detranro/videos/712471786362274.

A diretora Técnica de Educação de Trânsito (DTET), Claudia Roberta Stochi disse que o número de pessoas alcançadas com informações de Educação de Trânsito foi muito maior, pois os veículos de comunicação do Estado divulgam as ações educativas do Detran Rondônia de forma espontânea. “Não conseguimos contabilizar esse alcance, mas sabemos que cada veículo tem o seu público, o rádio chega à zona rural, as emissoras de televisão e os sites atingem milhares de pessoas, mesmo com a pandemia conseguimos alcançar o nosso objetivo”, destaca Stochi.

REDUÇÃO DE MORTES NO TRÂNSITO

Em 2019 o Detran Rondônia registrou redução 4,06% de mortes por acidentes de trânsito se comparado a 2018. O número caiu de 394 óbitos em 2018 para 378 em 2019.

O número total de acidentes também registrou queda de 14.176 em 2018 para 13.702 em 2019 em todo o Estado de Rondônia, sendo que dos 13.702 acidentes ocorridos no ano passado, 9.848 teve o envolvimento de motocicleta, o que representa 63,77% dos casos de acidentes.

O índice de mortos no trânsito por grupo de habitantes no Brasil, conforme prevê a meta do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), criado pela Lei n. 13.614/18, é de 4,52%, e o índice do Estado de Rondônia é de 3,72%, bem abaixo do índice nacional.

Fonte: Detran-RO

Dnit retorna com radares eletrônicos de velocidades, nas Rodovias de Rondônia

As instalações estão sendo realizadas nas rodovias 364, 329, 435 e 174, e começam em Novembro.

O Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) retornou com os radares eletrônicos de velocidade em trechos das rodovias de Rondônia.

Ficou determinado no estado cerca de 50 pontos de instalações, que devem monitorar ao menos 100 faixas de trânsito de veículos. As rodovias 364, 329, 435 e 174 fazem parte desses pontos.

Os radares estão em fase de instalação e a previsão de funcionamento é para o fim de novembro.

O Dnit informou em nota, que os radares estão sendo substituídos por causa do fim dos contratos.

Com a entrada da nova empresa, o departamento informou que está cumprindo com o acordo judicial, homologado em julho de 2019 pela Justiça Federal, à instalação de 1.140 radares eletrônicos em todo território nacional, “visando o controle de velocidade em faixas de tráfego com criticidade ‘média’,’alta’ e ‘muito alta'”.

Fonte: Rede Amazônica