Apresentador da Globo é acusado de xenofobia e, irritado, dá “piti” (veja o vídeo)

Ao ler mensagens que internautas enviam durante o programa, o apresentador ficou ‘chocado’

Nesta sexta-feira (16), o apresentador do Bom Dia SP, Rodrigo Bocardi, passou por uma situação inusitada. Ao vivo, foi acusado por um telespectador de xenofobia.

Ao ler mensagens que internautas enviam durante o programa, o apresentador ficou ‘chocado’:

“Requintes de xenofobia ao se reportar com extrema rispidez à repórter que falou ser do centro-oeste e que não está acostumada com o frio de SP. Falando sobre o sofrimento que passou em Cuiabá, ficou evidente sua repulsa – mais na forma do que no conteúdo”, acusou o autor da mensagem.

Mais cedo, durante o programa, a repórter Cristina Mayumi, que é do centro-oeste, falou sobre a queda de temperatura em São Paulo, e Bocardi comentou sobre o calor que passou em Cuiabá:

“Nossa, lá em Cuiabá, o tempo que eu fiquei lá fazendo reportagem, sofria com o calor, tinha que usar uma toalha na hora de aparecer em frente à câmera, porque transpirava muito”, contou ele.

Bocardi ficou visivelmente revoltado com o comentário do internauta, e acabou desabafando ao vivo:

“Mas olha o ponto em que a gente está! Você não pode falar da temperatura, porque tem ar de xenofobia! Então você não pode respirar mais, Ananda Apple, porque estará cometendo uma indelicadeza.

Confira:

Fonte: JCO

Em Vilhena, 500 pessoas serão testadas pelo sistema drive-thru neste sábado

A testagem é exclusiva para pessoas que apresentam sintomas da covid-19.

estes rápidos em sistema drive-thru serão aplicados no sábado (17), a partir das 8h em frente à Câmara Municipal de Vereadores em Vilhena (RO).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) a ação vai testar 500 pessoas para tentar localizar infectados pela Covid-19. Será usado teste de antígeno nas vias nasais por meio de coleta swab (cotonete).

A ação é voltada para pessoas que estejam com sintomas sugestivos à doença há pelo menos dois dias ou no máximo sete dias e também para pessoas que tenham tido contato recente com paciente com coronavírus. É necessário levar documento oficial com foto, CPF e cartão do SUS.

500 pessoas serão testadas a partir das 8h, em frente à Câmara Municipal de Vereadores de Vilhena — Foto: Prefeitura de Vilhena/Divulgação

Na última testagem em massa foram examinadas 756 pessoas e segundo a Prefeitura de Vilhena, 91 pessoas testaram positivo para a doença.

Fonte: Semus

Homem leva esposa de carroça para o hospital em Ji-Paraná: veja vídeo

Marido levou esposa após apresenta sintomas da covid-19, e decidiu não chamar ambulância.

Uma moradora de Ji-Paraná (RO), com suspeita de Covid-19, foi levada de carroça para o hospital da cidade na tarde da última quinta-feira (15) e chamou a atenção de quem estava no local. O marido decidiu levá-la ao hospital, depois que ela apresentou sintomas da doença.

Logo que percebeu que sua esposa não se sentia bem, Juvercil Lopes, de 75 anos, decidiu não chamar a ambulância. Imediatamente colocou um colchão na carroça e a levou deitada ao hospital. Quando chegou na unidade, moradores gravaram vídeos dizendo que ele não havia conseguido ambulância, mas o fato foi desmentido pelo próprio homem.

Vídeo mostra mulher com suspeita de Covid-19 em carroça

Ele contou que chegou na unidade hospitalar por volta das 10 horas da manhã. Segundo ele, o atendimento demorou cerca de uma hora. Depois do atendimento, a esposa foi medicada e voltou para casa.

“Sabe porque eu levo por minha conta própria? Eu levo por minha conta própria porque eu encosto o carrinho lá e na hora de vir embora, eu mesmo me levo e eu mesmo trago. Enquanto eu mexer com a perna, minha vida é assim”, disse o marido.

Agora, o casal vai aguarda o resultado do teste de Covid, mas, Juvercil garante que a dona Ana vem melhorando. O caso dela está sendo monitorado pela Secretária de Saúde de Ji-Paraná (Semsau).

Fonte: Rede Amazônica

Mais de 140 reeducandos de Rondônia são aprovados no Enem para Pessoas Privadas de Liberdade

700 reeducandos se inscreveram no Enem PPL, 145 foram aprovados, 83 no interior e 62 em penitenciárias da capital

A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), tem dado atenção especial a ressocialização, fornecendo incentivos para isto. Nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021, os reeducandos participaram da 10º Edição do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL), correspondente ao ano de 2020.

Em Rondônia, o Enem PPL foi aplicado em 30 unidades prisionais, obtendo uma média de 700 inscritos. No total, 145 foram aprovados, contabilizando 83 no interior e 62 em penitenciárias da capital. A pontuação mais alta entre os detentos foi de um recluso do Presidio Aruana (capital), que obteve 660 pontos na redação e 647.4 na nota geral.

O gerente de reinserção social da Sejus, Fábio Recalde, diz que além de testar o conhecimento dos internos, a prova cria a possibilidades de ingresso dos apenados em universidades. “O ensino superior dentro das penitenciárias ainda não é uma realidade nacional, mas o Estado de Rondônia através da Sejus não está medindo esforços para alcançar este objetivo. O fomento à educação básica e ao ensino superior está inserido dentro do plano estratégico do Governo”, afirma.

O Enem PPL avalia o desempenho do recluso e a partir de critérios utilizados pelo Ministério da Educação (MEC), permite o acesso ao ensino superior por meio de programas como Sisu, Prouni e Fies. Além disso, contribui para elevar a escolaridade da população prisional brasileira.“Todos os aprovados que têm interesse em concorrer a uma vaga são inscritos. Este ano o foco será na Universidade Federal de Rondônia (Unir) e no Sisu. É o que faremos agora com estes 145 aprovados”, garante o gerente de reinserção.

Em 2019, 11 apenados conseguiram bolsas de estudos em universidades de ensino superior de Porto Velho. “Um deles já é mestre, e começou os estudos dentro da unidade fazendo o Enem PPL. Este ano, a Sejus planeja implantar  um aulão específico para esta ´prova”, finalizou Fábio.

Confira a quantidade de aprovados:

PORTO VELHO – 62
Dr. José Mário Alves da Silva- Urso Branco – 1
Penitenciaria Estadual feminina Suely Maria Mendonça – 8
Centro de ressocialização Vale do Guaporé – 16
Penitenciária de Médio Porte – 3
Penitenciaria Aruana – 16
Penitenciária Estadual Jorge Thiago Aguiar Afonso (603) –  9
Penitenciária Estadual Milton Soares de Carvalho (470) – 6
Penitenciária Estadual Edvan Mariano Rosendo (Panda) –  3
INTERIOR – 83
Cadeia pública de alta floresta do oeste – 2
Cadeia pública de colorado do oeste – 3
Casa de detenção de Ariquemes – 3
Casa de detenção de São Miguel do Guaporé – 2
Casa de detenção de Jaru – 5
Casa de detenção de Alvorada – 5
Casa de detenção de São Francisco – 5
Casa de detenção de Rolim de Moura – 2
Casa de detenção de Costa Marques – 2
Casa de detenção de Machadinho do Oeste – 2
Casa de detenção de Presidente Médici – 2
Penitenciária regional Agenor Martins de Carvalho – 12
Casa de detenção de Pimenta Bueno – 5
Centro de ressocialização Cone Sul – 5
Casa de detenção de Guajará-Mirim – 3
Penitenciária regional de Nova Mamoré – 1
Casa de detenção de Cacoal – 16
Unidade Prisional, Semiaberto e Presídio Feminino de Ariquemes – 2
Colônia Penal e Presídio feminino de Vilhena – 2
Casa de prisão semiaberto de Rolim de Moura – 1
Penitenciária regional de Rolim de Moura – 3
TOTAL – 145

Fonte: Sejus

Prefeitura de Porto Velho abre inscrições para trabalho voluntário na vacinação contra Covid-19

Candidatos poderão escolher o horário para trabalharem e as jornadas serão das 7h às 13h e das 13h às 19h.

A Prefeitura de Porto Velho está elaborando um planejamento adequado para vacinar, com a primeira dose, 200 mil porto-velhenses contra a Covid-19. E para atender tantas pessoas foi aberta, na terça-feira (13), inscrição de voluntários para compor a força-tarefa da imunização.

A inscrição, para quem tiver interesse, pode ser feita através do link: https://forms.gle/eVLaM4Rw91izKiW77.

Segundo Sid Orleans, coordenador do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde da Semusa (Cievs), haverá pontos de vacinação distribuídos em locais estratégicos nas zonas norte, sul, leste e centro de Porto Velho.

A meta da Prefeitura de Porto Velho é mobilizar pessoal suficiente para imunizar 200 mil pessoas, quase metade da população da capital, hoje estimada em 530 mil habitantes, em 10 dias.

“A estrutura que estamos montando necessitará de profissionais da saúde voluntários que possam trabalhar como vacinadores ou coordenadores de salas de vacina”, explicou Sid.

OPÇÕES

No cadastro, o voluntário pode escolher em que horário irá trabalhar. As jornadas serão das 7h às 13h e das 13h às 19h.

O formulário permite optar por trabalhar nos dois períodos e quantos dias quiser. A Prefeitura vai garantir lanche nos dois períodos, almoço e água.

MOBILIZAÇÃO

Profissionais de algumas secretarias do município também serão mobilizados no mutirão, que envolverá cerca de 1.500 pessoas durante dez dias.

“A mesma estrutura será utilizada na aplicação da segunda dose, que será ministrada após 90 dias a primeira. Teremos que abrir inscrição para acolher os voluntários que tenham interesse em participar desta etapa”, destacou o coordenador do Cievs.

A análise do perfil dos voluntários será feita por um grupo, que montará escalas de trabalho para os dez dias de imunização.

COMPRA

As negociações para a compra direta de 400 mil doses de vacina AstraZeneca pela Prefeitura de Porto Velho foram concluídas. As garantias foram oferecidas ao representante responsável pelas vendas e aceitas. Resta agora apenas o fornecedor embarcar o imunizante, conforme estabelecido em contrato. Foi definido o prazo de 30 a 45 dias para que a entrega seja feita em Porto Velho.

Fonte: Comdecom

Fiscalização flagra festa de aniversário clandestina em plena faze de restrição

Eventos e reuniões com mais de 5 pessoas estão proibidos por decreto do Governo do Estado.

Porto Velho, RO – Uma festa de aniversário clandestina com cerca de 20 pessoas foi flagrada na noite da última quinta-feira (15) durante operação de fiscalização. Eventos e reuniões com mais de cinco pessoas estão proibidos por decreto do Governo do Estado como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus.

A oitava edição da Operação Urgência foi realizada pelo Corpo de Bombeiros, com apoio de outros órgãos de fiscalização, com o objetivo de impedir aglomerações e o descumprimento de normas sanitárias.

Durante a ação, uma festa de aniversário foi denunciada por vizinhos. Quando os agentes chegaram no local, perceberam que a festa acontecia na calçada. Os participantes foram dispersados.

Outros flagrantes também foram realizados em espaços públicos, como o Skate Park, onde jovens estavam reunidos fora do horário permitido pelo decreto, além de bares abertos, consumo de bebidas alcoólicas e até partidas de futebol que precisam ser encerradas.

Durante a quinta-feira (15), 67 intervenções foram realizadas, duas orientações foram feitas e ainda foi registrado uma aglomeração e uma autuação. Desde o início das fiscalizações já foram realizadas 212 notificações, sendo que 25 estabelecimentos precisaram ser desativados, 91 interdições e registradas 49 aglomerações.

Ratinho defende Bolsonaro, denuncia “golpe” do STF e diz que Randolfe é “chato e improdutivo” (veja o vídeo)

O golpe que o STF está praticando contra o presidente Jair Bolsonaro

Decepcionado com os rumos que o Brasil está tomando em virtude de uma suposta “ditadura do Judiciário”, o apresentador de televisão, Carlos Massa, o “Ratinho”, fez uma análise da política brasileira e do sistema de justiça e “escancarou” o golpe que o STF está praticando contra o presidente Jair Bolsonaro.

“A cada dois meses, parece que alguém do Supremo ‘entra’ pra complicar a situação da presidência da República. Parece que eles combinam entre eles: hoje, vai você. Daqui a dois meses, vai eu”, disparou.

“Não é sempre o mesmo… A impressão que dá é que é um negócio meio orquestrado. Não estou garantindo, não… Eu nunca imaginei ver na história da minha vida um presidente tão massacrado pela imprensa como é o Bolsonaro… A Globo ‘bate’ o dia inteiro. UOL ‘bate’ o dia inteiro. Folha ‘bate’ o dia inteiro”, explica, acrescentando que não entende como essas mídias ainda possuem “patrocinadores”.

“Esses dias eu estava vendo a Folha de S.Paulo, que é um dos grandes jornais do país, tinha uma manchete que o Brasil ia crescer e a ‘manchetinha’ não dava 10 centímetros e a manchete ruim ‘pegou’ quase a página inteira”, lamenta.

Sobre o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), opositor “fiel” do Governo Bolsonaro, ele disse:

“Mas, o Randolfe, se ele (presidente) não quiser brigar, eu brigo. Se o Randolfe quiser sair no ‘pau’ comigo, no tapa, eu saio. Pensa num cara chato. Improdutivo e chato esse rapaz”, comentou a respeito do senador do Amapá, autor da CPI da Covid-19.

Confira o vídeo:

Fonte: JCO

Presidente Alex Redano volta a discutir a necessidade de melhorias no presídio de Ariquemes

Durante reunião, secretário da Sejus acenou com possibilidade de construção de unidade com novas vagas

A situação do presídio de Ariquemes, que enfrenta a superlotação, baixo efetivo de servidores, fugas e graves problemas em sua infraestrutura, gerando inclusive temor na população, voltou a ser discutida na Assembleia Legislativa, em reunião no gabinete do presidente Alex Redano (Republicanos), presencial e por vídeo conferência, na tarde desta quarta-feira (14).

“É um assunto complexo, que não tem solução simples e rápida. Mas, que seguimos debatendo e buscando alternativas para reduzir a superlotação e para garantir mais segurança na unidade, sem deixar de cobrar a construção de mais pavilhões para abrigar mais apenados”, disse Redano.

O presídio ganhou o apelido de ‘castelo de areia’, pela má qualidade da estrutura, com 23 fugas já registradas. Há três meses que não ocorrem fugas, um fato inédito desde a sua inauguração.

Os deputados Cirone Deiró, Dr. Neidson (PMN), Eyder Brasil (PSL) e Adelino Follador (DEM), o secretário de Estado da Justiça (Sejus), Marcus Castelo Branco Alves Semeraro Rito, o representante da Casa Civil, Rodrigo Flávio; o delegado regional da Polícia Civil de Ariquemes, Rodrigo Camargo; o promotor de justiça Tiago Lopes e o representante do Tribunal de Contas, Daniel Mendonça, participaram da reunião.

O promotor voltou a citar a deficiência na estrutura e disse que uma saída seria a transferência de presos para outras unidades, fato que depende de um amplo entendimento com o judiciário.

Adelino Follador disse que as constantes fugas, depreciaram inclusive as propriedades nos arredores do presídio. “Muita insegurança e temos que tomar medidas a curto, médio e longo prazos, para reduzir a superlotação e dá mais segurança à população, que hoje está amedrontada com o número de fugas, inclusive de presos de alta periculosidade”.

Sejus

O secretário disse que o Governo estuda a possibilidade de criar mais 200 vagas, pelo menos, com novos pavilhões na unidade. “O recurso deverá sair dos cofres do Governo e estamos confiantes de que isso será possível. Já transferimos quase 100 apenados nos últimos meses, reduzindo a superlotação, que ainda é um grave problema”.

Com capacidade para 198 apenados, o presídio abriga hoje 521, segundo a Sejus. Mas, chegou a contar com quase 700 presos. Marcus Rito anunciou que o presídio de Jaru, com 388 vagas, será inaugurado em breve. Rondônia conta com 48 unidades prisionais, o que na visão da própria Sejus é inviável.

O delegado Rodrigo Camargo sugeriu o uso de cães de guarda na proteção do presídio, como forma de aumentar a segurança. “É uma medida já utilizada em outros Estados e poderia ser adotada aqui em Ariquemes, em razão da necessidade de reforço na segurança da unidade, que como todos sabem é muito vulnerável, pela péssima estrutura”, pontuou.

O secretário respondeu que o uso de cães é uma alternativa, mas entende que talvez não seja o ideal para o presídio frágil de Ariquemes.

Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

Pandemia: Cresce o número de Auxílio-Funeral em Porto Velho

O benefício é oferecido pela prefeitura e somente atende famílias em situação de vulnerabilidade social.

Com o aumento no número de óbitos provocado pela pandemia da Covid-19 fez crescer, em mais de 120%, os pedidos de auxílio-funeral, benefício eventual oferecido pela Prefeitura de Porto Velho nas situações de morte, para quem não pode arcar com os custos do funeral.

O benefício é concedido através da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf) às pessoas cuja renda não é suficiente para suportar os gastos de um enterro, mas que se enquadram em um perfil estabelecido para estas situações.

Em 2019, sem os eventos decorrentes da pandemia, a Prefeitura realizou 211 atendimentos de auxílio-funeral. Em 2020, o número saltou para 469 registros.

Na comparação entre os dois períodos, houve um aumento de 122,27%. Comparando os dois primeiros meses do ano de 2021 em relação ao ano anterior, janeiro somou acréscimo de 40,63% e fevereiro 52,38%.

A assistência funerária é um benefício eventual da assistência social do município, que tem como objetivo atender as pessoas ou famílias em situação de extrema vulnerabilidade, que não podem arcar com os custos diante da morte de um ente querido, “sem que haja riscos a sua própria subsistência.

O serviço oferecido pela Prefeitura inclui o fornecimento da urna funerária, sepultamento e a taxa do cemitério.

Para ter direito ao benefício, além da situação de extrema vulnerabilidade social, a pessoa deve atender a outros critérios como ser moradora de Porto Velho e estar inscrita no Cadastro Único (CadÚnico), o instrumento que identifica as famílias de baixa renda para serem inseridas nos programas sociais do Governo Federal, Estado ou Município.

Para requerer a assistência funerária, o interessado pode ligar para o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), 98473-5966, que atendem durante 24h.

Fonte: Comdecom

Nova ferramenta “SASI” facilitará o agendamento e gerenciamento de informações na vacinação contra a Covid em Porto Velho

O sistema estará disponível nas plataformas Android e IOS.

A Prefeitura de Porto Velho está adotando providências para tornar ainda mais eficiente o processo de imunização contra a Covid-19. O aplicativo “SASI”, que registra dados da população e facilita o agendamento da vacina conforme faixa etária, comorbidade e grupo prioritário definido pelo Plano Nacional de Imunização, será liberado ao público nos próximos dias.

O app já existia para a realidade do município de Manaus, no Amazonas, e foi adaptado pela equipe da Superintendência Municipal de Tecnologia, Comunicação e Pesquisas (SMTI).

“Foram realizadas algumas customizações para atender a nossa realidade e logística de trabalho. O aplicativo está pronto para ser lançado”, explica o superintendente, Saulo Nascimento.

A ferramenta, segundo Saulo, vai ajudar no processo de organização do agendamento após o cadastro, definindo local, data e hora do comparecimento para vacinação. Para o usuário, é a garantia de que será atendido.

No aplicativo constarão abas para o cidadão, com formulário de cadastro para preenchimento de dados e perfil; aba para atendente, onde será possível verificar através do QR CODE se o usuário possui agendamento, caso contrário o atendente realizará consulta pelo CPF e, por fim, a seção para operador, onde serão registrados dados da vacinação (data, vacinados, vacina e dose) para que seja gerado um cartão de vacina virtual.

O sistema estará disponível nas plataformas Android e IOS. O aplicativo poderá ser localizado nas plataformas Playstore, da Google, e Itunes para IOS (Apple). Para ativá-lo será necessário digitar o código de ativação PVH21.

Fonte: Comdecom

1 2 3 93
%d blogueiros gostam disto: