PF incinera drogas apreendidas de Aeronave interceptada em Porto Velho

Mais de 500 quilos de cocaína foram incinerados.

A Polícia Federal na quinta-feira (15), incinerou cerca de 579kg de cocaína apreendidos em uma aeronave interceptada em Porto Velho.

A destruição da droga foi acompanhada pela Justiça. Durante a ação foi feito um esquema especial de segurança institucional.

A cocaína foi apreendida pela PF e Força Aérea Brasileira (FAB) em Porto Velho há cerca de uma semana. A PF diz que o transporte clandestino da droga foi descoberto durante investigação prévia e essa apuração viabilizou a atuação da FAB para localizar a aeronave, através de caças com base na chamada Lei do Abate.

Uma aeronave carregada com 579 kg de cocaína foi interceptada pela Polícia Federal e Força Aérea Brasileira (FAB) — Foto: PF/Divulgação
Uma aeronave carregada com 579 kg de cocaína foi interceptada pela Polícia Federal e Força Aérea Brasileira (FAB)

Fonte; G1/RO

Polícia prende foragido de SP por importunação sexual em Rondônia

Homem era procurado pela justiça de São Paulo por crime de estupro.

Um homem que estava foragido da Justiça de São Paulo, suspeito de estupro, foi preso essa semana no centro de Pimenta Bueno (RO) após denúncia de importunação sexual. Nesta quinta-feira (15) a Polícia Militar (PM) confirmou que uma mulher denunciou ter sido seguida pelo homem na manhã de terça-feira (13).

Segundo a vítima, o suspeito no meio da rua ofereceu dinheiro para que ela mostrasse os seios. Ela, assustada, negou e com isso o homem reagiu agressivamente. A mulher contou à polícia que o homem baixou a blusa dela deixando seus seios à mostra.

Durante a denúncia, a PM colheu as características do homem e uma equipe começou a fazer buscas pelas proximidades. O suspeito foi localizado e levado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi reconhecido pela vítima.

Os policiais também fizeram uma consulta nominal e encontraram um mandado de prisão em aberto expedido pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, pela acusação dos crimes de estupro e ameaça.

Com isso foi registrada a ocorrência, dado cumprimento ao mandado de prisão e o homem foi levado à Casa de Detenção de Pimenta Bueno, onde permanece à disposição da Justiça.

PRF realiza apreensão de madeira ilegal e recaptura foragidos da justiça em RO

Segundo a PRF, os três detidos foram encaminhados à policia judiciária.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia realizou a recaptura de três foragidos da justiça e apreendeu uma carga de 14 m³ de madeira no começo desta semana.

Entre os foragidos, estão dois traficantes e um homicida. Segundo a PRF, os três detidos foram encaminhados à policia judiciária.

A carga ilegal de madeira foi interceptada em Humaitá (AM). De acordo com a polícia, o condutor não possuía o documento que autoriza o transporte do produto florestal e foi encaminhado, junto com a carga à Polícia Civil do Amazonas.

De acordo com a PRF, somente em abril, 10 infratores com mandado de prisão em aberto foram localizados e presos nas rodovias federais de Rondônia e Amazonas, quase atingido a média de um foragido recapturado por dia.

PRF: Dupla é presa após serem flagrados com armas de fogo em Ariquemes

Suspeitos foram presos por porte ilegal de arma de fogo.

Dois homens foram presos na noite de quarta-feira (14) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), após serem flagrados com armas de fogo, durante uma abordagem na BR-364, no município de Ariquemes.

Em abordagem a um veículo Jeep, os policiais observaram muito nervosismo por parte de três ocupantes do carro. Os homens afirmaram ser residentes do município paranaense de Siqueira Campos e que foram a Rio Branco (AC) para realizar negócios.

No interior do veículo foram encontradas notas fiscais e duas pistolas semiautomáticas municiadas.

Questionados, os dois homens afirmaram ter o registro do armamento, embasado na condição de colecionador, atirador, caçador, mas segundo a Polícia, o certificado permite que o proprietário da arma realize o porte apenas entre sua residência e o local da prática de tiro.

Em consequência das irregularidades observadas, os proprietários das pistolas foram presos por porte ilegal de arma de fogo, sendo o terceiro ocupante do veículo conduzido como testemunha do crime.

Os dois foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil da região.

Laerte Gomes entrega equipamentos de segurança para Polícia Civil

O parlamentar foi recebido pelos agentes e conferiu bombas de efeito moral usadas para dispersar multidões e garantir a ordem social

O deputado estadual Laerte Gomes (PSDB) esteve no início da tarde desta terça-feira, 13, na Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE), força tática da Polícia Civil, entregando equipamentos de segurança no valor de R$ 70 mil, fruto de uma emenda de sua autoria apresentada ao Governo de Rondônia. O parlamentar foi recebido pelos agentes e conferiu bombas de efeito moral usadas para dispersar multidões e garantir a ordem social.

Na ocasião, o deputado recebeu o pedido de construção de uma edificação para treinamento das forças táticas. O local fica no terreno ao lado da unidade da CORE e terá 48 metros quadrados. Laerte Gomes agradeceu a recepção dos agentes e prometeu estudar forma de liberar recursos para o projeto. “A Polícia Civil precisa de investimentos em equipamentos, qualificação de pessoal e valorização salarial. Nosso papel é defender a categoria que tanto ajuda nossa população”, disse o representante.

A CORE é a unidade de operações especiais da Polícia Civil de Rondônia e é destinada a prestar apoio tático operacional. Entre suas atribuições, estão incluídas as ações em eventos críticos de caráter grave, tais como resgate de reféns, operações de captura de suspeitos potencialmente armados, operações de busca e resgate em ambiental rural, fluvial e de selva, suporte tático para gerenciamento de crises, cumprimento de mandados de prisão de alto risco e operações de risco em área de fronteira. A unidade foi criada em 2017.

Fonte: Assessoria

Antes de ser morta adolescente foi convidada para casa de membro de facção em Porto Velho a facadas, diz polícia

O corpo de Débora Alice foi encontrado no fim de semana

Porto Velho, RO – O inquérito da morte da adolescente Débora Alice da Silva Braga foi aberto no início desta semana. As investigações seguem avançadas segundo a delegada responsável pelo caso, Leisloma Carvalho, da Delegacia de Homicídios. Segundo, um dos investigadores, a jovem que morava em Humaitá (AM), veio a Porto Velho após receber o convite de um suposto “affair”.

A adolescente teria se deslocado para Porto Velho com uma amiga a convite de um dos membros de uma facção criminosa, para passar um tempo hospedada na casa dele. A viagem, feita por transporte por aplicativo, foi paga por ele.

“Ela estava se relacionando pela internet com um cara, que fugiu do sistema penitenciário, ele levou ela para casa dele no Morar Melhor”, segundo o investigador.

Conforme a polícia, quando a Débora estava passando um tempo na casa do suspeito, ela foi reconhecida como membro de uma facção oposta.

“No Facebook, ela postava fotos como sendo de uma facção oposta. Quando chegou no Morar Melhor, eles viram que ela era de outra facção e seguraram ela lá e no sábado a mataram”.

A delegada Leisloma destacou que segue com as investigações. “Ainda não podem informar mais detalhes sobre o caso. Estamos trabalhando. Por hora é o que podemos falar”, disse.

O corpo de Débora foi encontrado no último sábado (10), no bairro Planalto em Porto Velho. O boletim de ocorrência foi registrado como homicídio. A vítima só foi identificada pela polícia na segunda-feira (12), no início das investigações.

Mortas por facção

Em dezembro do ano passado o corpo de Bianca Alves, de 18 anos, foi encontrado na Linha Santarém, no setor chacareiro do Jardim Santana em Porto Velho. No mesmo mês, Luana de Almeida de 15 anos teve o cabelo cortado com faca e foi assassinada a tiros no no Residencial Orgulho do Madeira, também na capital. Ambos os crimes, segundo a polícia, tem o envolvimento de fações rivais. Eles são investigados pela Delegacia de Homicídios da capital.

Fonte: g1/RO

Jovem é presa durante fiscalização da PRF com 22 kg de ‘supermaconha’ em Ji-Paraná

A droga seria levada para São Paulo.

Uma jovem de 22 anos foi presa com quase 22 quilos de skunk, droga conhecida como supermaconha. A prisão foi feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite de terça-feira (13) durante fiscalização na BR-364 em Ji-Paraná (RO).

Durante a ação, os policiais realizaram abordagem dentro de um ônibus de viagem que saiu de Porto Velho com destino ao estado de São Paulo.

Durante a revista nas malas da jovem, os policiais encontraram vários tabletes de skunk, um tipo de maconha aditivada, pesando um total de 21,84 Kg.

Diante da situação, a suspeita recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a delegacia de Polícia Civil da região.

Mulher é presa em rodoviária momentos antes de transportar droga em ônibus

A apreensão aconteceu no município de Guajará-Mirim, suspeita transportava 6 quilos de cocaína com duas mochilas.

Policiais do Departamento de Narcóticos (Denarc) de Porto Velho, na madrugada desta quarta-feira (14), prenderam em flagrante uma mulher Mayara S. S., 24 anos, transportando droga dentro de uma mochila durante uma abordagem realizada no município de Guajará-Mirim. A ação faz parte da Operação Hórus.

De acordo com os agentes, eles informaram que já estavam monitorando a jovem, após avistarem ela andando em atitude suspeita pelas ruas da cidade com duas mochilas.

Durante o acompanhamento, os investigadores decidiram realizar a abordagem, no momento em que ela embarcava em um ônibus que sairia de Guajará com sentido a Porto Velho.

Na revista pessoal, os policiais encontraram 6 kg de cloridrato de cocaína com alto teor de pureza, na bagagem da criminosa. Essa droga está avaliada em mais de R$ 150 mil, pois o quilo da droga no país vizinho é vendido por R$ 25 mil, segundo a Polícia.

Com a passageira foi encontrado cerca de R$ 1 mil, que segundo a jovem era o pagamento que receberia para transportar a droga.

Ela recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a delegacia de Polícia Civil, onde ficou à disposição da justiça.

Fonte: Rondônia Agora

PRF apreende mais de 500 caixas de cigarro em Rondônia

De acordo com a polícia, material ilícito foi pego no Mato Grosso do Sul e seria entregue no município de Jaru.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), apreendeu na noite de segunda-feira (12) 550 caixas de cigarro de origem estrangeira, em um bi-trem, na cidade de Ji-Paraná (RO), durante fiscalização na BR-364. Segundo a polícia, o material, que tem a comercialização proibida no Brasil, foi avaliado em R$ 1.375.000,00.

De acordo com a polícia, essa foi “a maior apreensão de cigarros registrada no estado de Rondônia” em 2021. Ao todo, foram encontrados 275 mil maços de cigarro, que foram encaminhados à Polícia Federal para destruição.

Além disso, o motorista também responderá por porte de drogas para consumo, já que dentro do veículo foram encontrados seis comprimidos de anfetamina (rebite).

À polícia, o motorista afirmou que o material ilícito foi pego no Mato Grosso do Sul e que receberia uma quantia em dinheiro para fazer a entrega da carga em Jaru (RO).

Apenas em 2020, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu 281.030 maços de cigarro, ou seja, essa ocorrência sozinha representa 98% do resultado obtido em 2020.

Segundo a PRF, essa foi a maior apreensão de cigarros contrabandeados em 2021 no estado de Rondônia.

Polícia flagra jovem com tabletes de cocaína dentro de ônibus durante fiscalização

O flagrante aconteceu na Rodovia BR-364, em Ariquemes.

Um jovem de 21 anos foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Militar (PM) transportando dois tijolos de cocaína, pesando cerca de 6,5 quilos, na Rodovia BR-364, em Ariquemes (RO), no final de semana.

A abordagem aconteceu durante uma fiscalização em veículos de transporte coletivo na BR-364. O jovem, portador da droga ilícita, afirmou que faria o transporte do material entre as cidades de Guajará-Mirim (RO) e Cubatão (SP), e que receberia uma quantia em dinheiro no momento da entrega.

Conforme estimativa da PRF, o total apreendido poderia render até R$ 800 mil aos criminosos. O infrator e a droga foram encaminhados à Delegacia da Polícia Civil em Ariquemes para registro de ocorrência e posterior destinação.

Fonte: G1/RO

1 2 3 51
%d blogueiros gostam disto: