Detran e PRF se unem para ampliação de parceria e integração de dados em RO

Com a ampliação da parceria, a PRF irá fornecer dados estatísticos de acidentes de trânsito

Detran e PRF em reunião em Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) está trabalhando para ampliar a parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na quarta-feira (2), o diretor-geral do Detran, coronel Neil Aldrin Faria Gonzaga e o superintendente da PRF, Rommel Dantas, conversaram sobre o acordo que já existe entre as duas entidades.

A finalidade é ampliar essa colaboração, onde o Detran vai disponibilizar o acesso por meio de um “perfil policial”, onde a PRF terá entrada ao banco de dados em tempo real para verificação da situação do veículo de condutor e também, acesso para fazer lançamento de restrições, quando for o caso. “A PRF já utiliza o sistema de dados do Detran, o DetranNet. Nossa intenção é ampliar essa parceria e de contra partida a PRF irá nos fornecer os dados estatísticos de acidentes de trânsito”, afirmou o diretor-geral do Detran, Neil Gonzaga.

De acordo com Gonzaga, com a ampliação da parceria, os serviços que hoje a PRF não consegue fazer por não ter acesso ao sistema do Detran, poderão ser executados por meio de uma Cooperação Técnica.

Neil Gonzaga, destacou que os investimentos tecnológicos e as parcerias com outras instituições são fundamentais para garantir a segurança do cidadão. Entre os órgãos parceiros estão: o Tribunal de Justiça (TJ), a Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), a Polícia Militar e  outras.

O diretor técnico de Fiscalização e Ações de Trânsito (Dtfat) do Detran, Welton Roney Nunes Ribeiro, ressaltou que a integração das autoridades de trânsito é de grande relevância para o cumprimento das diretrizes de segurança de trânsito e tendo um sistema integrado com informações e parcerias contribuem muito para o alcance do objetivo.

Participaram ainda da reunião, o diretor técnico Administrativo e Financeiro (DAF) do Detran, James Alves Padilha, o  chefe de Seção de Administração, Gilson de Souza, o chefe de Núcleo de Gestão Operacional, Alain Bandeira e o chefe de Seção de Operações, Lucas Saito.

Fonte: Detran-RO

Detran-RO reforça orientações de segurança no dia do Ciclista

Data tem como objetivo principal fazer uma reflexão sobre a segurança do ciclista na via no estado.

O Dia Nacional do Ciclista é comemorado no dia 19 de agosto. Em Rondônia, a bicicleta é muito utilizada como meio de locomoção e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Estado tem feito o trabalho de orientação aos ciclistas. Em uma década, o número de acidentes envolvendo ciclistas reduziu cerca de 50%. Meio de transporte é muito importante para pessoas que, além da necessidade, encontram no ciclismo o gosto pelo esporte e o incentivo à saúde.

Em 2010, a Coordenadoria de Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito do Detran Rondônia (Renaest) registrou 1.385 acidentes de trânsito envolvendo ciclistas, dos quais resultaram em 33 mortes, nos anos subsequentes aconteceram reduções significativas, como em 2018 que foram registrados 762 acidentes de trânsito, onde 26 ciclistas perderam a vida. Já em 2019, houve um aumento no número de acidentes de trânsito, mas também redução no número de mortes, sendo registrados 24 óbitos. Em 10 anos, segundo a Coordenadoria, houve redução no número de acidentes envolvendo ciclistas em Rondônia de cerca de cinquenta por cento.

O Dia Nacional do Ciclista foi instituído pela Lei n° 13.508 de 2017 e celebrado sempre no dia 19 de agosto de cada ano. A data tem como objetivo principal fazer uma reflexão sobre a segurança do ciclista na via. O Detran Rondônia orienta o ciclista que nunca deve esquecer que também faz parte do trânsito, principalmente porque é comum dividir a rua, a avenida ou estrada com os veículos automotores, por isso deve seguir as regras de quem circula nas vias, obedecendo a sinalização de trânsito.

ORIENTAÇÕES

Os ciclistas devem transitar na mesma direção que os veículos, pois é muito comum encontrar ciclistas circulando na contra mão, não ignorar a sinalização semafórica, e sempre que virarem à esquerda ou à direita devem sinalizar com a mão a sua intenção. Para ter maior segurança ao circular na via urbana, aconselha-se que os ciclistas andem paralelos à calçada. Os equipamentos de segurança também são importantes para o condutor, como por exemplos os protetores de joelhos e cotovelos, além de capacete e luvas.

Outro item importante para a segurança é a manutenção da bicicleta, que deve estar com o sistema de freio funcionando perfeitamente, pneus em condições de uso, corrente ajustada, além de lanterna traseira, ou pisca-pisca que garante visibilidade. A sinalização noturna é necessária, também chamada de “olhos-de-gato”, que reflete a luz emitida contra o ciclista. Roupas reflexivas ajudam a tornar o ciclista mais visível. Além de estarem de acordo com a nova legislação de trânsito, trazem o benefício da segurança ao pedalar à noite.

Fonte: Detran-RO

Corpo de Bombeiros segue com treinamento de resgate aéreo em RO

Treinamento faz parte para Pilotos, Operadores Táticos, Aéreos e de Saúde.

O Corpo de Bombeiros Militares de Rondônia recebeu na tarde de ontem, quinta-feira (2), simulação de resgate aeromédico demonstrando o aprimoramento e técnicas que serão utilizados em situações reais em caso graves, como acidentes de trânsito em rodovias,  buscas por desaparecidos, além de fazer o transporte de pacientes em estado crítico de uma unidade de saúde para outra.

As atividades fazem parte do Treinamento para Pilotos, Operadores Táticos, Aéreos e de Saúde que está sendo realizado pela Corporação e também serviu para lembrar a data em homenagem aos heróis brasileiros que arriscam as suas vidas para proteger no cumprimento do lema “Vidas alheia, riquezas salvar”. Toda as simulações foram realizadas no hangar do Grupamento de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros (localizado zona rural de Porto Velho).

O Treinamento que está sendo desenvolvido pela Corporação conta com a participação de equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) visando possibilitar a formação de comandantes de aeronave helicóptero (modelo AS50 B, Esquilo),  treinamento para pilotos, operadores táticos aéreos e de saúde que farão parte da tripulação da aeronave. Os integrantes do treinamento também participarão de apoio a missões operacionais de combate a incêndios florestais e urbanas, transporte de tropa e materiais, defesa civil e socorrimento público, entre outras missões inerentes ao Corpo de Bombeiros Militar.

Treinamento de transporte de vítima de Covid-19

Durante a situação simulada foram utilizadas as aeronaves avião modelo Cessna 208 “Grand Caravan EX” e o helicóptero (modelo AS50 B, Esquilo) e testou o poder de resposta da equipe de salvamento envolvida em sua atuação diante de situações adversas, colocando à prova a superação, recuperação, resistência e força.

O cenário montado para a realização do simulado trouxe em primeira prova o resgate de uma vítima de acidente de trânsito que estava presa às ferragens, quando foi utilizado o helicóptero Esquilo e exigiu dos participantes colocar em prática todos os conhecimentos teóricos. Para resgatar a vítima foi preciso a utilização da ferramenta de desencarceramento.

Um fato curioso foi que momentos antes da realização da simulação, a equipe foi acionada para atendimento a uma vítima de acidente ocorrido na Rua da Beira, em Porto Velho. As vítimas receberam os primeiros atendimentos médicos de uma equipe de militares do Corpo de Bombeiros que passava pela região em um helicóptero do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) e pousou na via para prestar imediato socorro.

Técnicas de salvamento com uso de helicóptero

As atividades foram acompanhadas de perto pelo secretário de Segurança, Defesa e Cidadania, coronel PM José Helio Cysneitos Pachá, que não poupou elogios às técnicas e aprendizados apresentados e ressaltou o comprometimento do governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, para garantir melhor estrutura para o setor de segurança pública do Estado. Para o secretário, todo o cenário trouxe situações que fazem parte do dia a dia do Corpo de Bombeiros Militar no que se refere ao grande conhecimento de procedimentos desenvolvidos pela equipe em caso de resgate real.

Fonte: Secom-RO