PRF apreende carga de madeira irregular da espécie angelim-pedra-amarelo em Ariquemes

A madeira estava sendo transportada em dois veículos diferentes. O flagrante foi feito durante fiscalização no feriado 7 de Setembro.

Uma carga de madeira, que totalizou 41 m³, foi apreendida durante o feriado de 7 de Setembro em Ariquemes (RO), Vale do Jamari. O flagrante foi feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo a polícia, a madeira serrada, da espécie angelim-pedra-amarelo, estava sendo transportada em um caminhão e em uma carreta.

Durante fiscalização, os agentes identificaram que havia irregularidades no tipo de madeira transportado, assim como as cidades de origem e destino da carga.

Após a constatação do crime, o material florestal foi retido para inspeção dos órgãos ambientais e da justiça para posterior destinação.

Mais uma fuga no presídio de Ariquemes; ao menos dez presos fugiram nesta terça-feira

Segundo o delegado uma recontagem será feita no local.

Uma tentativa de fuga em massa aconteceu na manhã desta terça-feira (17) no Centro de Ressocialização de Ariquemes (RO). Segundo o delegado Rodrigo Camargo, ainda não se sabe o número total de fugitivos, mas que ao menos dez escaparam.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o delegado explicou que uma recontagem será feita no local, para que os agentes penitenciários precisem o número de fugitivos.

Delegado confirma tentativa de fuga em massa de presídio em Ariquemes:

Um pedido de alerta foi feito pelo delegado, aos motoristas que trafegam na BR-364, entre Ariquemes e Porto Velho. O Delegado Rodrigo Camargo pediu que “a população redobre a atenção no deslocamento”.

*Reportagem em atualização.

Fonte: Assessoria

Homem é assassinado com tiro no olho em Ariquemes, RO

A Polícia Civil investiga o caso e trabalha com a hipótese de acerto de contas.

Um jovem de 27 anos foi morto com um tiro no olho, na noite de quinta-feira (24), na Avenida Capitão Silvio, em frente a um supermercado de Ariquemes (RO), Vale do Jamari.

Aos policiais, a esposa da vítima disse que ela e o marido moram em Cujubim (RO) e estavam de passagem em Ariquemes para consertar a caminhonete.

Quando ela e o esposo transitavam na avenida com o veículo, pararam no pátio de um posto de combustíveis e então a vítima desceu do carro para mexer no celular. Foi nesse momento que aproximou um homem em uma moto e fez os disparos no homem de 27 anos.

A vítima foi socorrida com vida pelo Samu até a UPA, mas morreu momentos após dar entrada na unidade. O tiro atingiu a região do olho.

Após o crime, o suspeito fugiu e ainda não foi localizado. A Polícia Civil investiga o caso e trabalha com a hipótese de acerto de contas.

Fonte: G1/RO

Justiça condena a quase 100 anos Chaules Volban “maior desmatador de terras” em RO

Chaules foi preso em casa no município de Ariquemes, durante a Operação Deforest pela PF em 2019.

Chaules Volban Pozzebon, considerado como o “maior desmatador de terra da Amazônia”, foi condenado a 99 anos, dois meses e vinte e três dias de prisão por crimes de organização criminosa e extorsão. A sentença é da juíza Larissa Pinho de Alencar, da 1ª Vara Criminal de Ariquemes (RO). Além de Chaules, outras 15 pessoas foram condenadas no processo.

Chaules é empresário na região de Ariquemes, dono de mais de 100 madeireiras. Ele foi preso em 2019 pela Polícia Federal (PF), durante a Operação Deforest, suspeito de liderar uma organização criminosa que invadia terras para extração ilegal de madeira. A sentença de 592 páginas também define a pena para outros 15 envolvidos, sendo que 11 são policiais militares.

As investigações começaram a partir de denúncias feitas ao MP-RO por moradores da região do Vale do Jamari que estariam sendo ameaçados e extorquidos pelo grupo composto por empresários, policiais, pistoleiros, entre outras pessoas.

“Consequências do crime são gravíssimas, tendo em vista que a organização criminosa liderada e ordenada pelo acusado Chaules impõe grande temor e violência as vítimas daquela região, que se veem reféns dos integrantes dessa organização”, consta na sentença.

Recentemente, em junho de 2021, a justiça negou o pedido dos advogados de defesa de Chaules, para que ele fosse transferido do presídio federal de Campo Grande (MS) para um de Rondônia.

Conforme informações do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), ao todo foram ouvidas 96 pessoas no processo. A audiência de instrução, iniciada em julho de 2020 levou mais de um mês para ser concluída.

Chaules foi preso em casa em Ariquemes.

Por fim, a defesa classifica as penas definidas pela justiça como “absurdamente exageradas e desproporcionais” e possuem “plena convicção de que a sentença será reformada pelo Tribunal, inclusive com a anulação do processo”.

Fonte: G1/RO

Sete presos fogem do Centro de Ressocialização de Ariquemes ; um foi recapturado

A fuga aconteceu durante o banho de sol.

Na sexta-feira (18) uma fuga foi registrada no Centro de Ressocialização de Ariquemes (RO). Pelo menos sete detentos conseguiram escapar da unidade de acordo com o Sindicato dos Policiais Penais e Agentes de Segurança Socioeducativos do Estado de Rondônia (Singeperon).

Durante a manhã, aproximadamente 50 presos estavam no banho de sol em uma área de 40 m². No local há uma grade que os detentos forçaram, cederam as barras de ferro e conseguiram chegar até o pátio do Centro de Ressocialização.

Após isso os policiais penais interceptaram a ação, mas pelo menos sete detentos conseguiram fugir.

“Essa fuga foi bem diferente de todas as outras porque foi no período diurno e no horário de banho de sol. Geralmente as fugas acontecem no período da madrugada quando os presidiários serram as grades e pulam os alambrados. Se não fosse a ação rápida dos policiais penais aproximadamente 50 presos poderiam ter fugido”, informou Clebis Dias, representante do Singeperon.

A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) confirmou que sete presos empreenderam fuga e um deles foi recapturado.

Em nota, a secretaria informou que o ocorrido é objeto de apuração pela corregedoria da Sejus e a equipe de inteligência da secretaria está trabalhando em conjunto com a Polícia Civil para recapturar os foragidos.

Inaugurado há pouco mais de três anos, o Centro de Ressocialização de Ariquemes já acumula um extenso histórico de fugas e superlotação. Com 198 vagas no projeto, na mesma semana da inauguração, o presídio já foi ocupado por mais de 400 presos.

Fonte; G1/RO

PF faz operação contra fraude no auxílio emergencial em Rondônia

Mandados de busca e Apreensão são cumpridos em Ariquemes.

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (26) a operação Revés, que visa descobrir fraudes em 54 contas do auxílio emergencial (benefício pago pelo governo federal para famílias em vulnerabilidade social durante a pandemia da Covid-19).

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido em Ariquemes (RO) e, segundo a PF, o objetivo é apreender elementos e provas do que o suspeito usou na prática criminosa.

Ainda conforme a polícia, as contas do auxílio emergencial foram fraudadas por meio de pagamentos de boletos e transações bancárias.

A fraude do auxílio em Ariquemes foi descoberta através da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), formada pela PF, Ministério Público Federal (MPF), Ministério da Cidadania, Caixa, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

A operação Revés, de acordo com a PF, “é alusão a uma situação boa e lucrativa buscada pelos supostos fraudadores de Auxílio-Emergencial, mas que não irá prosperar em razão desse reverso às suas condutas”.

Fonte: Departamento de comunicação da PF

Fogo destrói supermercado de Ariquemes

O Incêndio começou na madrugada desta sexta-feira (7), Bombeiros levaram duas horas para conter o fogo.

Em Ariquemes, um supermercado foi atingido por um incêndio na madrugada desta sexta-feira (7) na região central de da cidade. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu conter as chamas após cerca de duas horas de trabalho.

O incêndio teve início por volta das 4h nos fundos do prédio e se alastrou rapidamente por toda a estrutura. Foram necessários cerca de 50 mil litros de água para conter as chamas.

O comandante do Corpo de Bombeiros, Odoni Lopes, contou o início dos trabalhos foi difícil pois como o fogo já havia se alastrado por toda a parte interna do prédio, não era possível fazer o combate às chamas dentro do local.

“O incêndio iniciou por volta de 4h da manhã. Chegamos ao local e tinha um foco de grandes proporções no supermercado. De imediato montamos as nossas estratégias de combate. Foi muito difícil o início porque não tinha abertura para ingressar no interior do prédio, o combate é mais eficiente internamente, mas aos poucos fomos conseguindo aberturas. O fogo estava intenso e já havia tomado toda a área interna”.

A perícia técnica foi acionada, mas ainda não há informações sobre as causas do incêndio. Não houve feridos.

Fonte; G1/RO

PRF apreende mais de 100 Kg de maconha em Ariquemes

A droga estava escondida dentro de um freezer em um caminhão.

Mais de 100 quilos de maconha foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Ariquemes (RO), durante fiscalização na BR-364, nesta sexta-feira (30).

A maconha era transportada dentro de um freezer em um caminhão. Após ser abordado, o motorista disse aos policiais que começou a viagem em Rio Branco (AC) e entregaria o carregamento em uma cidade no interior do estado do Paraná.

No total, 104,58 quilos foram encontrados e encaminhados à Polícia Civil para destruição.

Fonte: G1/RO

Ariquemes é alvo de operação da PF que investiga tráfico de drogas internacional

Pelo menos cinco estados do Brasil são cumpridos mandados judiciais.

A “Operação Criptonita” foi deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (28) com o objetivo de cumprir 31 mandados judiciais, sendo 11 de prisão preventiva e 20 de busca e apreensão em cinco estados do Brasil. Uma organização criminosa instalada em Ariquemes (RO) que atua com o tráfico de drogas internacional é investigada.

Os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Federal da Seção Judiciária em Rondônia e estão sendo cumpridos em Rondônia, Mato Grosso, Bahia, Espírito Santo e Paraná.

Drogas apreendidas pela Polícia Federal durante operação — Foto: PF/Divulgação
Drogas apreendidas pela Polícia Federal durante operação

Segundo a PF, as investigações começaram em fevereiro de 2019 com o objetivo de identificar os integrantes do grupo criminoso envolvido com tráfico de entorpecentes que tem Ariquemes como sede. As drogas eram levadas da Bolívia ao estado do Espírito Santo.

Os policiais apuraram que os investigados recebiam cocaína de fornecedores bolivianos e a transportavam escondida em caminhões e carros até o estado do Espírito Santo. Um outro núcleo dessa mesma organização criminosa, sediado no Espírito Santo, adquiria maconha no Paraguai passando pelo Paraná.

Quatro remessas de cloridrato de cocaína e maconha foram interceptadas pela polícia, totalizando cerca de 1 tonelada de entorpecentes. As apreensões foram realizadas em Rosário d’Oeste (MT), Vilhena (RO), Cachoeiro do Itapemirim (ES) e Mimoso do Sul (ES).

Os presos devem ser ouvidos na Polícia Federal e encaminhados para presídios estaduais. Eles podem responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

PRF: Dupla é presa após serem flagrados com armas de fogo em Ariquemes

Suspeitos foram presos por porte ilegal de arma de fogo.

Dois homens foram presos na noite de quarta-feira (14) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), após serem flagrados com armas de fogo, durante uma abordagem na BR-364, no município de Ariquemes.

Em abordagem a um veículo Jeep, os policiais observaram muito nervosismo por parte de três ocupantes do carro. Os homens afirmaram ser residentes do município paranaense de Siqueira Campos e que foram a Rio Branco (AC) para realizar negócios.

No interior do veículo foram encontradas notas fiscais e duas pistolas semiautomáticas municiadas.

Questionados, os dois homens afirmaram ter o registro do armamento, embasado na condição de colecionador, atirador, caçador, mas segundo a Polícia, o certificado permite que o proprietário da arma realize o porte apenas entre sua residência e o local da prática de tiro.

Em consequência das irregularidades observadas, os proprietários das pistolas foram presos por porte ilegal de arma de fogo, sendo o terceiro ocupante do veículo conduzido como testemunha do crime.

Os dois foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil da região.

1 2 3 5