Jovem grávida sofre ataque de faca durante assalto na capital

A mulher foi socorrida e atendida no Hospital de Base.

Uma jovem de 21 anos, que está grávida de seis meses, foi esfaqueada na barriga durante um assalto na rua Quintino Bocaiuva em Porto Velho, nesta terça-feira (7). A mulher foi socorrida e atendida no Hospital de Base.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar (PM) fazia patrulha quando encontrou a gestante pedindo ajuda na rua.

A vítima foi socorrida e levada ao Hospital de Base. Após o atendimento médico, e com a confirmação que a gestante e o feto não corriam risco de morte, a PM conversou com a vítima.

A mulher disse aos policiais que andava pela rua Quintino Bocaiuva quando um homem, parecendo ser uma pessoa em situação de rua, se aproximou de bicicleta com uma faca, do tipo peixeira, e anunciou o assalto.

Surpreendida pela ação do suspeito, a grávida diz ter ficado em choque, mesmo diante da exigência de passar seus pertences a ele.

Como a mulher não respondeu, o suspeito esfaqueou-a na barriga e roubou a bolsa dela com o aparelho celular, R$ 30, RG, cartão do SUS e caderneta da gestante. Ferida, a vítima conta que caminhou em busca de ajuda e encontrou a viatura.

A médica que atendeu a vítima informou ao policiais que tanto a gestante quanto o seu feto não correm risco de vida.

Fonte: Assessoria

CN

Autor de massacre no Texas avisou no Facebook que atacaria escola

Salvador Ramos, de 18 anos, entrou com um fuzil de assalto no colégio primário Robb, em Uvalde, e matou 21 pessoas

Ataque na escola primária Robb na cidade de Uvalde, no Texas, deixou 21 pessoas mortas, sendo 19 alunos e duas professoras. 

O governador do Texas, Greg Abbott, afirmou nesta quarta-feira (25) em entrevista coletiva que o autor do massacre na escola primária Robb, em Uvalde, avisou no Facebook que planejava atacar um colégio aproximadamente 15 minutos antes do incidente.

A rede social esclareceu imediatamente que o jovem havia publicado essas advertências como parte do aplicativo de mensagens privadas do Facebook e, portanto, o conteúdo não foi descoberto até depois da tragédia.

Ainda em coletiva de imprensa, Abbott contou que Salvador Ramos, de 18 anos, teria usado um fuzil de assalto AR-15 para matar 19 crianças e dois professores. O jovem morreu no local do massacre, após um confronto com policiais.

De acordo com Abbott, além dos mortos, 17 pessoas foram feridas durante o ataque. Nenhuma delas corre risco de vida, acrescentou.

O adolescente também atirou no rosto de sua avó antes de ir para a escola realizar o ataque. Segundo o governador do Texas, Ramos não tinha histórico criminal nem qualquer problema mental diagnosticado.

“[A avó] então contatou a polícia” sobre o tiro no rosto”, contou Abbott. “O jovem, armado, fugiu e, enquanto fugia, teve um acidente de trânsito em frente à escola de ensino fundamental e correu para o colégio.”

“Os oficiais […] enfrentaram o atirador nesse momento. O atirador depois entrou por uma porta dos fundos e percorreu dois corredores curtos, em seguida entrou em uma sala de aula do lado esquerdo”, afirmou Abbott.

Policiais presentes na coletiva de imprensa declararam que não há motivo aparente para o ataque realizado na escola primária da cidade de Uvalde. 

Beto O’Rourke, um dos principais nomes democratas no Texas, interrompeu a entrevista coletiva do governador republicano Abbott, seu futuro adversário nas eleições estaduais ainda em novembro deste ano.

O’Rourke disse que a tragédia era “previsível” e criticou Abbott por não ter feito nada. O ex-deputado recebeu uma enxurrada de insultos, e o prefeito de Uvalde, presente na sala, acusou-o de “ultrapassar os limites”.

Fonte: R7

CN

Bolsonaro critica sistema eleitoral, ataca TSE e diz ter ‘pena’ de quem pede AI-5

Chefe do Executivo defendeu, neste domingo (15), que inquérito sobre as eleições de 2018 seja aberto e transparente

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, no domingo (15), que o inquérito que apura se ele divulgou informações sigilosas durante uma live com um parlamentar aliado é “ostensivo”, mostrou detalhes da investigações, atacou o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e disse ter pena de cidadãos que pedem o fechamento de Poderes da República e a volta da ditadura militar.

Durante conversa com apoiadores e a imprensa na Praça dos Três Poderes, em Brasília, Bolsonaro comentou o inquérito, do qual é alvo, que apura a divulgação de informações sigilosas de uma investigação que tramita na Polícia Federal e no TSE.

“O inquérito que eu tive acesso através do deputado Filipe Barros era ostensivo”, alegou o presidente. “Vão falar que eu estou vazando dados sigilosos, mas um grupo de hacker ficou oito meses dentro do TSE. Mais ainda, usaram a senha do ministro [Sérgio Silveira] Banhos”, continuou.

Bolsonaro, que deu os detalhes durante uma live com o deputado federal Filipe Barros (PL-PR), cometeu crime de violação de sigilo funcional, segundo a corporação. A Corregedoria da PF, por sua vez, concluiu que o inquérito não estava sob sigilo judicial e, sim, funcional.

“Uma empresa terceirizada para entrar dentro do TSE. De onde é essa empresa? Quem contratou?”, questionou o presidente. “O que nós queremos, já que os três ministros do Supremo no momento querem transparência, esse inquérito tem que estar aberto. A suspeita está lá. Dados fornecidos pelo TSE que as eleições de 2018, que foram atípicas, foi casada com a nossa, porque os titulares perderam o mandato, que suspeita de fraude. O próprio TSE disse isso”, completou.

Bolsonaro voltou a falar em eleições limpas e que o Poder Executivo, o qual coordena, não é puro. “Não é porque uma pessoa fala uma coisa ali que eu vou acreditar. Eu vou ter que acreditar no senhor Barroso, Fachin, Alexandre de Moraes [ministros do STF]? Eles têm todo direito de defender a instituição. Todo direito. Agora não posso falar que o Poder Executivo é puro, que não comete deslize, eu não posso falar isso. E a mesma coisa outras instituições”, afirmou.

A reportagem acionou o TSE e aguarda retorno. O espaço está aberto para manifestação.

Ditadura militar

Diversas manifestações foram registradas pelo país nas datas comemorativas de 7 de Setembro (Dia da Independência) e 1º de Maio (Dia do Trabalhador). Nos atos, muitas pessoas pediam a volta da ditadura militar, saíram em defesa do AI-5, o ato mais duro durante a gestão dos militares, e clamavam pelo fechamento de Poderes da República, como o Supremo Tribunal Federal.

“Só um psicopata ou imbecil para dizer que os movimentos de 7 de setembro e 1º de maio são atos que atentam contra a democracia. Você acha que tem repercussão? Um maluco levanta uma faixa de AI-5. Existe AI-5? Tem que ter pena dessas pessoas, e não querer prender. Usar o seu poder para humilhar, tirar a liberdade, multar essa pessoa. Quem levanta uma faixa do artigo 142? Pô, não está na Constituição? Então apresente uma PEC para mudar isso”, defendeu Bolsonaro.

Fonte: R7

CN

Corpo de prefeito ucraniano é exumado para perícia examinar se morte foi crime de guerra

De acordo com a prefeitura de Gostomel, Yuri Prylypko foi assassinado quando distribuía pão e remédios aos feridos 

O corpo do prefeito de Gostomel, Yuri Prylypko, foi exumado na útltima terça-feira (12). Em 7 de março, o ucraniano foi assassinado quando os soldados russos entraram na pequena cidade ao noroeste de Kiev, onde havia uma base militar.

Yuri Prylypko “era um grande patriota, um grande homem”, afirmou o padre Petro Pavlenko. “Ele era amado”.

De acordo com a prefeitura, Prylypko foi assassinado quando distribuía “pão e remédios aos doentes e feridos”.

“Morreu pela comunidade, por Gostomel, morreu como um herói”, afirmou o município em um comunicado, no qual explicava que, devido às circunstâncias, não era possível organizar o funeral.

O corpo foi exumado por investigadores ucranianos, que tentam determinar se a morte de Prylipko é um crime de guerra.

Ao lado do túmulo, sua esposa, Valentyna, começou a chorar ao ver o corpo do marido. A polícia registrou imagens de cada ferimento no corpo do prefeito.

“400 desaparecidos”


Gostomel, atacada um dia depois do início da invasão russa da Ucrânia, 25 de fevereiro, é um dos pontos estratégicos onde as tropas conseguiram deter a ofensiva rumo à capital Kiev.

Desde que a Rússia anunciou a retirada de suas forças da região de Kiev (para concentrar-se na ofensiva na região leste), os ucranianos retomaram o controle das cidades chaves na periferia da capital.

Todas foram destruídas pelos combates. As autoridades ucranianas citam “massacres” e acusam Moscou de “crimes de guerra”.

Em Bucha, a poucos quilômetros ao sul de Gostomel, as imagens de corpos com trajes civis em uma rua, com as mãos amarradas às costas, chocaram o mundo. O presidente russo Vladimir Putin voltou a repetir na terça-feira que as imagens eram falsas.

Com 17 mil habitantes antes da guerra, Gostomel também sofreu durante os dias de guerra. “O município calcula que 400 pessoas estão desaparecidas”, afirmou o procurador regional Andrii Tkatch. “Tentamos determinar quem os matou. É possível que não encontremos todos os corpos”.

O procurador considera difícil determinar a causa da morte do prefeito de Gostomel. “De acordo com as primeiras informações, ele morreu sem motivo particular, ao lado de seu motorista”, disse Tkatch, que acompanhou a exumação com um colete que tinha a frase: “Procurador para crimes de guerra”.

Dois enterros

No mesmo dia foram exumados outros corpos no âmbito da investigação, incluindo o de Oleksandr Karpenko, enterrado em um jardim.

Os corpos das vítimas foram levados para uma caminhonete refrigerada, a 5,7º C, para aguardar a autópsia. O veículo tinha entre 30 e 40 cadáveres. 

“Nunca fiz isto em minha vida, mas nossos cidadãos são assassinados e temos que enterrá-los da maneira correta”, afirma Igor Karpichen, ao carregar um corpo.

“Não tenho palavras para descrever o que sinto”, acrescenta. Mas, depois de fechar as portas do veículo como quem encerra um capítulo sombrio da história da cidad, Karpichen afirma: “Agora vivemos em paz”.

Fonte: R7

CN

Rússia afirma que destruiu 74 instalações militares ucranianas

Entre as áreas atacadas estariam 11 pistas de pouso e decolagem de aeronaves do Exército da Ucrânia

Tanque do Exército da Ucrânia atravessa rua de Donetsk
Ataques atingem várias regiões do país

O Exército russo disse nesta quinta-feira (24) que destruiu 74 instalações militares na Ucrânia, incluindo 11 aeródromos, como parte da invasão ordenada por Moscou nesta madrugada.

“Após os ataques aéreos das Forças Armadas russas, 74 bases militares terrestres foram retiradas de serviço. Isso inclui 11 aeródromos da Força Aérea”, afirmou o porta-voz do ministério da Defesa russo, o general Igor Konashenkov, na televisão.

Ele também anunciou a destruição de “três postos de comando, uma base naval ucraniana e 18 estações de radar utilizados pelo sistema de defesa antimísseis S-300 e Buk-M1”.

Foram derrubados ainda, segundo o porta-voz russo, um helicóptero e quatro drones Bayraktar TB-2, de fabricação turca.

Konashenkov relatou também que um caça russo caiu devido a um “erro” do piloto, mas o homem conseguiu ejetar-se e está “seguro em sua unidade militar”.

O porta-voz disse que o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, ordenou que o Exército “trate os militares ucranianos com respeito”.

Segundo ele, os separatistas ucranianos pró-Rússia, protegidos pelos bombardeios de Moscou, conseguiram “avançar 7 km” em sua ofensiva.

Tanques russos entram na cidade de Mariupol, na Ucrânia
Ataques atingem várias regiões do país

Fonte: R7

CN

EUA podem ampliar tropas no leste europeu se Rússia atacar Ucrânia

Fonte da Casa Branca diz que país pode enviar reforços para a região se aliados pedirem, mas confronto direto não é ‘prioridade’

Os Estados Unidos “responderão afirmativamente” a seus aliados da Europa Oriental se estes solicitarem uma maior presença militar em caso de um ataque russo à Ucrânia, disse na segunda-feira (6) um alto funcionário da Casa Branca.

“Haveria uma maior demanda de nossos aliados” no leste europeu para aumentar a presença de “tropas, capacidades e exercícios” em face de qualquer intervenção do Exército russo e, neste caso, os “Estados Unidos responderiam afirmativamente”, detalhou a fonte.

Contudo, o alto funcionário deixou claro que, neste momento, Washington descartava uma resposta militar direta em caso de ataque contra a Ucrânia.

“Os Estados Unidos não querem estar em uma posição na qual o uso direto das forças americanas seja o cerne de nosso pensamento”, enfatizou a fonte.

Washington pretende se concentrar em “uma combinação” de “apoio ao Exército ucraniano”, “fortes sanções econômicas” e “aumento substancial de apoio e das capacidades com os aliados da Otan”, em caso de conflito na Ucrânia.

O presidente americano, Joe Biden, se reunirá com o chefe de Estado ucraniano, Volodymyr Zelensky, “nos dias seguintes” a seu contato com o presidente russo, Vladimir Putin, informou o alto funcionário da Casa Branca, que também assinalou que o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, manteria uma conversa com Zelensky nesta segunda.

Biden também se reunirá hoje “com aliados-chave da Europa para coordenar a mensagem” que será enviada por videoconferência a Putin nesta terça-feira (7), e para mostrar que encara esta conversa “em unidade com os aliados e em forte solidariedade transnacional”.  

Sem ‘avanços’

O Kremlin, por sua vez, adiantou hoje que não esperava “avanços” durante a reunião virtual com a Casa Branca. 

Está previsto que a conversa entre Biden e Putin — que se reuniram em junho em Genebra, na Suíça, e depois mantiveram conversas telefônicas em janeiro, abril e julho — gire em torno da Ucrânia, principalmente.  

Kiev e seus aliados acusam a Rússia de ter concentrado tropas e veículos blindados em sua fronteira oeste com a intenção de atacar a Ucrânia.

“Nós não sabemos se o presidente Putin já tomou uma decisão sobre uma eventual escalada militar na Ucrânia. Mas sabemos que ele já iniciou as capacidades para lançar tal escalada”, disse uma fonte americana.

Moscou, por sua vez, nega qualquer intenção belicosa, mas planeja algumas exigências, em particular um compromisso de que Ucrânia não se juntará à Otan, como fez com um grande número de países do antigo bloco soviético.

Nem Kiev, nem os Estados Unidos têm a intenção de assumir tal compromisso, apesar de que, na prática, o processo de adesão da Ucrânia à aliança militar, mesmo que esteja oficialmente aberto, parece congelado.

Além disso, o presidente democrata de 79 anos jamais mediu suas palavras em se tratando de Putin, pois já duvidou que o líder russo tivesse “alma” e, inclusive, o chamou de “assassino” em público.

Biden também quer se mostrar como o paladino da democracia no mundo, uma posição que será difícil de manter se os Estados Unidos fecharem os olhos para um novo ataque da Rússia contra a Ucrânia.

Não obstante, o presidente americano espera, ou pelo menos esperava até agora, estabelecer uma relação “estável e previsível” com Moscou.

Putin, por sua vez, deseja confirmar a posição da Rússia como uma potência no jogo geopolítico mundial, que hoje está dominado pela rivalidade entre China e Estados Unidos.

Desde 2014, a Ucrânia trava uma guerra contra milícias separatistas pró-Rússia na região de Donbass, no extremo leste do país, que já deixou mais de 13.000 mortos entre tropas governamentais e rebeldes, enquanto Moscou é acusada pelo Ocidente de envolvimento no conflito.

Os enfrentamentos começaram após a anexação militar da Península da Crimeia pela Rússia.

Fonte: R7

CN

Pit bull é morto por policial após invadir casa e matar cachorro em Porto Velho

A polícia Civil investiga o caso.

Três cachorros da raça pitbull foram baleados, sendo que um deles morreu, após invadirem uma casa e matarem um cachorro na tarde do último domingo (28), em Porto Velho. Os disparos foram feitos por um policial militar. A Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes contra Meio Ambiente (DERCCMA) abriu um inquérito para investigar o caso

Segundo boletim de ocorrência, inicialmente os três pitbulls foram vistos passeando sozinhos pela avenida Abunã.

De acordo com a testemunha Liê Serraty, ao ver os três cães soltos, ela decidiu filmá-los e postou o vídeo em uma rede social para tentar encontrar o dono.

“Eu voltava do almoço quando encontrei os três pibulls. Logo percebi que eles tinham dono, pois eram bem cuidados”, disse.

Por conta da chuva do domingo (28) a rua não estava movimentada e os pitbulls continuaram andando sozinhos, até que viram o portão de uma casa aberto e então entraram no local.

No quintal dessa casa havia outro cão e os pitbulls o atacaram. “Eles pegaram o cachorro que estava na residência e o seguraram até o animal não se mexer mais. A dona se trancou dentro da casa e também fechou o portão e assim ela evitou que os cachorros saíssem do quintal dela”, contou a testemunha.

Nesse meio tempo a PM chegou no local e, segundo a testemunha, quando um dos policiais viu os pitbulls atacando o cachorro da casa, decidiu atirar contra os animais´para contê-los. Um dos pitbulls morreu na hora e outros ficaram feridos.

A Polícia Civil, informou que irá investigar, e a corporação informou que o caso precisa ser averiguado principalmente quanto a situação dos pitbulls estarem soltos na rua.

A Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes contra Meio Ambiente (DERCCMA) não descarta uma “possível omissão de cautela” por parte do dono dos três pibtulls.

Fonte: G1/RO

CN

Maratona de Boston: envolvido em ataque pode receber pena de morte

Explosão matou três pessoas e feriu mais de 260 em 2013; Trump liberou 13 execuções em seus últimos meses de mandato

A Suprema Corte dos Estados Unidos deve ouvir nesta quarta-feira (13) um pedido do governo federal para readotar a pena de morte contra Dzhokhar Tsarnaev por seu papel na explosão que matou três pessoas e feriu mais de 260 na Maratona de Boston em abril de 2013.

Apesar da intenção declarada do presidente Joe Biden de erradicar a pena de morte em nível federal, seu governo optou por apresentar uma apelação, lançada inicialmente pelo Departamento de Justiça do antecessor, Donald Trump, contra o veredicto de um tribunal inferior que reverteu a pena de morte de Tsarnaev.

Nenhum presidiário federal era executado havia 17 anos até que Trump liberou 13 execuções em seus últimos seis meses de mandato.

Uma das questões endereçadas aos nove juízes é se a atenção midiática global gerada pelo ataque a bomba pode ter influenciado os jurados, um tema que a instância inferior acreditou que o juiz distrital George O’Toole, que presidiu o julgamento, não considerou suficientemente durante o processo de seleção do júri.

Os juízes também analisarão se O’Toole excluiu indevidamente indícios relacionados a um assassinato triplo que ocorreu em 2011 ligado ao irmão mais velho de Tsarnaev.

Os advogados do envolvido, que tinha 19 anos na época do ataque, argumentam que ele desempenhou um papel secundário em relação ao irmão Tamerlan, que descrevem como “uma figura autoritária”, com “crenças violentas de um extremista islâmico”. As vítimas do atentado estão divididas quanto à execução de Tsarnaev.

Fonte: R7

CN

Polícia troca tiros com suspeitos de matarem dono de Pet Shop em Porto Velho

Agentes tentavam localizar suspeitos no bairro Mocambo quando foram atacados e revidaram.

Cinco policiais civis da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) foram atacados a tiros por criminosos quando faziam uma investigação, no começo desta semana, em Porto Velho. Os suspeitos do ataque são os principais envolvidos no assassinato do empresário Henrique Fernando Barbosa Silva, dono de uma pet shop.

De acordo com a polícia, os agentes da DECCV tinham recebido informações de que dois dos suspeitos envolvidos na morte de Henrique estavam naquele momento no bairro Mocambo.

Diante da denúncia, os agentes se deslocaram até a rua 13 de setembro com a Jacy Paraná. Não localizando os suspeitos no bairro, os policiais decidiram retornar à delegacia e neste momento eles foram surpreendidos com os tiros. A polícia revidou e houve troca de tiros, mas ninguém se feriu.

“Os alvos não estavam em vista, então decidimos retornar. Neste momento um dos suspeitos [que imediatamente foi reconhecido] começou atirar contra nós. Foi quando pedimos o apoio da Polícia Militar, que esteve presente”, disse um dos investigadores atacados.

Veja Também:

Crime

A vítima, Henrique Fernando Barbosa Silva, foi morta em 11 de março deste ano, após um dos suspeitos do crime não concordar com o valor cobrado no pet shop.

O corpo da vítima foi encontrado em um carro com marcas de tiros no bairro Areal em Porto Velho, próximo ao Mocambo.

Fonte: G1/RO

CN

Polícia Federal prende Jovem suspeito de preparar ataque terrorista

Os fatos foram investigados no âmbito da Operação Trastejo, desencadeada nesta quinta-feira (2).

Um jovem acaba de ser preso pela Polícia Federal, em razão de fundada suspeita de que estaria planejando atos preparatórios de terrorismo.

Os fatos foram investigados no âmbito da Operação Trastejo, desencadeada nesta quinta-feira (2).

As investigações, segundo a PF, apontam para o recrutamento e radicalização por meio virtual de um jovem “que passou a assumir uma visão religiosa extremista e violenta, com potencial para provocar atos definidos em lei como terrorismo”.

Os mandados de prisão temporária e busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal de Maringá – foram apreendidos uma espingarda calibre 32 e muitos simulacros de arma.

Em nota, a PF diz que “o indivíduo vinha mantendo contato direto com radicais islâmicos no exterior, manifestando intenção de viajar para outros países, como o Iraque, e incorporar-se a organizações terroristas”.

Além disso, o rapaz circulou vídeos em grupos na internet em que, encapuzado, exibia armas, munição, rádio-comunicador, cédulas de dólares americanos, dentre outros itens, “proferindo conteúdo extremista e manifestando desejo de executar mortes de inocentes em uma ação suicida”.

Ademais, o histórico criminal do investigado é preocupante, com envolvimento em posse de entorpecente, ação penal pela prática do crime de homicídio qualificado e condenação por posse irregular de arma de fogo e outra por tentativa de roubo.

Fonte: JCO

CN

Fatal error: Uncaught ValueError: imagecreatetruecolor(): Argument #1 ($width) must be greater than 0 in /home/correiodenoticia/public_html/wp-content/plugins/ewww-image-optimizer/classes/class-eio-lazy-load.php:1111 Stack trace: #0 /home/correiodenoticia/public_html/wp-content/plugins/ewww-image-optimizer/classes/class-eio-lazy-load.php(1111): imagecreatetruecolor(-405, -283) #1 /home/correiodenoticia/public_html/wp-content/plugins/ewww-image-optimizer/classes/class-eio-lazy-load.php(630): EIO_Lazy_Load->create_piip(-405, -283) #2 /home/correiodenoticia/public_html/wp-content/plugins/ewww-image-optimizer/classes/class-eio-lazy-load.php(359): EIO_Lazy_Load->parse_img_tag('<img src="https...', 'https://img.r7....') #3 /home/correiodenoticia/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(307): EIO_Lazy_Load->filter_page_output('<!doctype html>...') #4 /home/correiodenoticia/public_html/wp-includes/plugin.php(191): WP_Hook->apply_filters('<!doctype html>...', Array) #5 /home/correiodenoticia/public_html/wp-content/plugins/ewww-image-optimizer/common.php(337): apply_filters('ewww_image_opti...', '<!doctype html>...') #6 [internal function]: ewww_image_optimizer_filter_page_output('<!doctype html>...', 9) #7 /home/correiodenoticia/public_html/wp-includes/functions.php(5275): ob_end_flush() #8 /home/correiodenoticia/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(307): wp_ob_end_flush_all('') #9 /home/correiodenoticia/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(331): WP_Hook->apply_filters('', Array) #10 /home/correiodenoticia/public_html/wp-includes/plugin.php(476): WP_Hook->do_action(Array) #11 /home/correiodenoticia/public_html/wp-includes/load.php(1102): do_action('shutdown') #12 [internal function]: shutdown_action_hook() #13 {main} thrown in /home/correiodenoticia/public_html/wp-content/plugins/ewww-image-optimizer/classes/class-eio-lazy-load.php on line 1111