Educação: Aulas na rede estadual iniciam nesta segunda-feira (22) em RO

De acordo com a secretária de educação, assim como a abertura do ano letivo 2021, as aulas também iniciam de forma remota.

A expectativa para o início das aulas na Rede Estadual de Ensino é grande, e na próxima segunda-feira (22), o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), vai fazer a live de abertura oficial ano letivo 2021, nos estúdios da Mediação Tecnológica em Porto Velho.

A solenidade será transmitida pelo canal da Mediação Tecnológica (RO) e pela página oficial da Seduc nas redes sociais a partir das 9h da manhã. Diferente dos anos anteriores, a abertura vai ser realizada de forma on-line, para evitar aglomerações em virtude do momento pandêmico causado pela Covid-19. A população pode acompanhar virtualmente a solenidade de abertura pelo computador, tablet ou celular.

De acordo com o secretário da Educação, Suamy Vivecananda, a Seduc já realizou o acolhimento e formação dos profissionais da Educação da Rede Estadual, para auxiliar no desenvolvimento de ações e integração de toda a comunidade escolar na realidade atual.

Assim como a solenidade de abertura do ano letivo de 2021, neste primeiro momento, as aulas também iniciam de forma remota (on-line e offline), para preservar a saúde dos estudantes e da sociedade de uma forma geral.

O titular da pasta da Educação, ressaltou ainda que a Seduc está realizando estudos junto aos municípios para o possível retorno das aulas presenciais de forma escalonada, iniciando pelos 3º anos do ensino médio e na sequência os 9º anos do ensino fundamental, respeitando todas fases e as orientações sanitárias de combate ao coronavírus.

Fonte: Seduc

Semed confirma reinício das aulas remotas em Fevereiro

Segundo a secretaria às aulas seguem remotamente, mas já planeja uma ação de acolhimento para alunos e profissionais da Educação para o momento em que houver autorização das autoridades sanitárias para o retorno das aulas presenciais.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou a primeira reunião do Comitê de Gestão e Decisão responsável pelo mapeamento dos riscos da saúde e pelos conteúdos pedagógicos e financeiros para o retorno às aulas. O objetivo da reunião foi a organização das unidades escolares neste momento de pandemia (Covid-19) e tratar sobre o reinício das aulas ainda de forma remota para 44 mil alunos da rede municipal de ensino.

De acordo com a secretária da Semed, Gláucia Negueiros, a reunião contou com a participação de coordenadores de Comissões Estratégicas dentro do Comitê criado ainda em 2020 para a elaboração do Plano de Retorno às Aulas Presenciais que terá constante atualização.

“Entre as medidas acordadas, ficou a criação de uma Comissão Itinerante de visitas às escolas visando à efetivação dos protocolos sanitários e organização do espaço escolar como, por exemplo, o distanciamento entre as carteiras nas salas de aula (capacidade de 30% a 50% dos alunos), totens de álcool em gel e tapetes sanitizantes e, ainda, a disponibilização de todos os equipamentos de proteção individual (EPIs)”, enumerou.

Gláucia enfatizou ainda que a Comissão Pedagógica já atua na organização do início do ano letivo de forma remota marcado para o dia 22 de fevereiro, planejando a Jornada Pedagógica, que será realizada na modalidade online entre nos dias 11 e 12 de fevereiro, que deverá ser transmitida ao vivo pela internet.

“Ainda assim, a Semed já planeja uma ação de acolhimento para alunos e profissionais da Educação para o momento em que houver autorização das autoridades sanitárias para o retorno das aulas presenciais. Para este momento, não há uma data concreta, pois os órgãos de saúde devem verificar a situação específica do município de Porto Velho”, disse a secretária da Semed.

GESTÃO DE PESSOAS

Já a Comissão de Gestão de Pessoas elabora um levantamento do número de servidores no quadro da Semed pertencentes ao grupo de risco, a fim de quando houver o retorno presencial consiga atender as unidades escolares. “Vale ressaltar ainda que, quando houver autorização de retorno, os servidores vão atuar de forma escalonada (rodízio), sendo na primeira fase apenas um dia presencial e os demais continuam com atividades remotas dando início desta forma ao ensino hibrido”, acrescentou.

SEM RETORNO PRESENCIAL

Segundo Gláucia Negreiros, durante conforme diálogo constante no Comitê formado por representantes do Conselho Municipal de Educação (CME), Sindicato dos Trabalhadores Em Educação no Estado de Rondônia (Sintero), Sindicato dos Professores e Professoras no Estado de Rondônia (Sinprof), Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Comissão de Educação da Câmara de Vereadores, além do Ministério Público de Rondônia (MP/RO), percebe-se que se torna contraditório falar neste momento de um retorno presencial às aulas devido a observação da situação de casos de contaminados com a Covid-19 no município de Porto Velho.

Fonte: Comdecom

Unir decide voltar às aulas no ensino remoto para cursos de graduação em RO

A ideia é que os acadêmicos tenham a oportunidade de concluir o semestre letivo de 2020.1, de forma remota, no primeiro semestre do ano civil de 2021.

A Universidade Federal de Rondônia (Unir) aprovou a retomada do calendário acadêmico 2021 para os cursos de graduação — que deverá ser cumprido no primeiro semestre de 2021 em ensino remoto. A informação foi divulgada nesta terça-feira (29). O calendário acadêmico deste ano foi suspenso em março como medida de segurança, na tentativa de frear a pandemia da Covid-19.

Com a decisão, o semestre letivo de 2020.1 acontecerá entre 8 de fevereiro e 21 de maio de 2021.

Segundo a Unir, a retomada do calendário atenderá os alunos que não aderiram ao Ensino Remoto Emergencial (ERE), entre outubro e dezembro deste ano, ou aos que não cursaram todas as disciplinas previstas para esse período. A ideia é que os acadêmicos tenham a oportunidade de concluir o semestre letivo de 2020.1, de forma remota, no primeiro semestre do ano civil de 2021.

Os departamentos de cada curso de graduação também podem ofertar disciplinas complementares, em caráter especial, para os alunos que já cursaram todas as disciplinas previstas para 2020.1 durante o ensino remoto. E assim, os estudantes adiantam suas grades curriculares.

A retomada do calendário também ajuda, segundo a Unir, os candidatos que aguardam o edital de convocação para a matrícula da 6ª chamada. A publicação está programada para acontecer no dia 7 de janeiro de 2021 e as matrículas nos dias 20 e 21 do mesmo mês, para os cursos que tinham previsão de ingresso no 1º semestre de 2020.

“O foco da gestão superior da universidade continua sendo a saúde e o bem estar de toda a comunidade acadêmica, com a manutenção das medidas de isolamento social, enquanto houver necessidade”, declarou a Unir, em nota.

Em nota a reitora Marcele Pereira, destacou que as atividades autorizadas devem priorizar o desenvolvimento seguro, considerando as recomendações epidemiológicas e sanitárias.

“Seguimos em tempos de pandemia e a valorização da vida segue sendo o foco, sempre, em todas as ações desenvolvidas em nossa Universidade”, disse Marcele.

Fonte: G1/RO

%d blogueiros gostam disto: