Avião com 28 passageiros cai no extremo leste da Rússia

Segundo equipes de busca, não há possibilidade de sobreviventes

Um avião com 28 passageiros caiu hoje (6) no extremo leste da Rússia, informaram agentes de resgate, segundo agências de notícias russas.

O Antonov An-26, de duas turboélices, ia da capital regional Petropavlovsk-Kamchatsky a Palana, um vilarejo ao norte da península de Kamchatka, quando perdeu contato com o controle de tráfego, disse o Ministério de Emergências.

A agência de notícias Interfax relatou que se acredita que o avião tenha caído em um penhasco, quando se preparava para pousar em condições de baixa visibilidade.

A agência de aviação civil russa confirmou que o local da queda do avião foi encontrado depois que o Ministério de Emergências enviou um helicóptero e mobilizou equipes terrestres para procurarem a aeronave desaparecida.

Havia 22 passageiros e seis tripulantes a bordo, disse o ministério. Olga Mokhireva, a prefeita de Palana, estava entre os passageiros, disseram autoridades municipais, informou a agência de notícias Tass.

O clima na área estava nebuloso no momento em que o avião desapareceu. A Tass disse que a aeronave envolvida estava em uso desde 1982.

Os padrões de segurança aérea da Rússia melhoraram nos últimos anos, mas os acidentes, especialmente com aviões antigos em regiões remotas, não são incomuns.

Fonte: Agência Brasil

Quem ameaçou explodir avião da Ryanair sobre Vilnius exigia que UE deixasse de apoiar Israel

“Se nossas exigências não forem cumpridas, a bomba vai explodir sobre a cidade de Vilnius em 23 de maio”

Departamento do Ministério dos Transportes de Belarus afirmou que aqueles que ameaçaram explodir a aeronave da Ryanair exigiam da União Europeia em uma carta que o bloco europeu parasse de apoiar as ações de Israel.

A transcrição das comunicações entre o controlador aéreo e a tripulação demonstra que não houve pressão por parte de Minsk sobre a decisão de aterrissar o avião, informa o Ministério dos Transportes do país.

“Em 23 de maio, no correio eletrônico do Aeroporto Nacional de Minsk foi recebida uma mensagem em inglês do endereço ProtonMail.com: ‘Nós, soldados do Hamas, exigimos que Israel cesse o fogo na Faixa de Gaza. Exigimos que a UE pare de apoiar Israel nesta guerra. Sabe-se que membros do Fórum Econômico de Delphi estão voltando para casa no voo FR4978. Há uma bomba nesse avião. Se nossas exigências não forem cumpridas, a bomba vai explodir sobre a cidade de Vilnius em 23 de maio'”, disse Artyom Sikorsky, chefe do Departamento de Aviação do Ministério dos Transportes.

O departamento bielorrusso negou as informações sobre alegadas ameaças da Força Aérea do país de usar mísseis ar-ar para obrigar a aeronave comercial a pousar.

As autoridades do país esperam que o “bom senso prevalecerá” na União Europeia (UE) e que não haja proibição de voos de companhias aéreas europeias através de Belarus.

Minsk tem registrado casos isolados em que companhias aéreas recusam atravessar o espaço aéreo do país, ressalta o departamento.

Neste domingo, 23 de maio, um avião comercial da companhia Ryanair que realizava um voo de Atenas para Vilnius realizou uma aterrissagem de emergência em Minsk devido a informações sobre uma bomba a bordo. Ativistas dos direitos humanos bielorrussos informaram que no referido avião viajava Roman Protasevich, fundador do canal Nexta no Telegram, considerado por Belarus como extremista. Posteriormente Protasevich foi detido.

A Lituânia, integrante da UE, pediu que o bloco e a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) respondessem. A ação foi classificada como “inaceitável”, pela líder da Comissão Europeia, Ursula van der Leyen.

Confira:

Fonte: Sputnik

Avião de Bolsonaro tem problemas com visibilidade ao pousar em MT

Presidente afirmou que dificuldade do piloto ocorreu por falta de visibilidade; Estado é afetado por queimadas no Pantanal e na Amazônia

O presidente Jair Bolsonaro contou nesta sexta-feira (18) que a aeronave presidencial teve problemas ao chegar ao Estado de Mato Grosso.

“Aqui, quando nosso avião foi pousar hoje, ele arremeteu. É a segunda vez que acontece na minha vida. A outra foi no Rio de Janeiro. E obviamente sempre é algo anormal. No caso, é que a visibilidade não estava muito boa. Para nossa felicidade, na segunda vez, conseguimos pousar.”

Bolsonaro não fez a ligação de que a visibilidade ruim pode ser consequência das queimadas na região do Pantanal e da Amazônia, mas emendou o tema na sequência. “Estamos vendo alguns focos de incêndio acontecendo pelo Brasil. Isso acontece ao longo de anos. E temos sofrido um crítica muito grande. Obviamente, quanto mais nos atacarem mais interessa aos nossos concorrentes, contra aquilo que nós temos de melhor, que é o nosso agronegócio”, afirmou. “Países que nos criticam não têm problema de queimada porque já queimaram tudo que tinham.”

Avião de Bolsonaro teve problema com visibilidade
Bolsonaro diz que seu avião teve problema ao pousar em Mato Grosso

A comitiva presidencial esteve na manhã desta sexta-feira nos municípios de Sinop e Sorriso, ambos no Mato Grosso, 

Os dois municípios são importantes produtores de soja no país e sofrem com as queimadas tanto na região do Pantanal, no sul do Estado, quanto na região Amazônica, na divisa norte.

Do início do ano até o último dia 16, o aumento das queimadas no Pantanal foi de 208%, segundo dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Ao menos 2,9 milhões de hectares do bioma já foram destruídos pelo fogo, ou seja, 19% da área total.

Também no evento, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou novas obras no Mato Grosso, como a entrega de ferrovias como Ferrogrão, que liga o Estado a Goiás, e a Ferronorte, e a duplicação da rodovia que liga Rondonópolis a Cuiabá.

Terras indígenas

Em uma plateia de representantes do agronegócio, Bolsonaro declarou ser contrário ao aumento de terras a grupos indígenas.

“Eu gravei a dois dias o discurso que faria na ONU de forma presencial na semana que vem. No ano passado, falei do agronegócio, falamos também que era inadmissível o país ter a quantidade que tinha de terra demarcada para índios e quilombolas. Os índios são nossos irmãos, são nossos parceiros, eles merecem a sua terra, mas dentro de uma razoabilidade.” 

Segundo ele, a ONU gostaria que o Brasil passasse de 14% do território demarcado para 20%. “Falei-lhes não. Nós não podemos sufocar aqulo que temos aqui que tem nos garantido a nossa segurança alimentar e a segurança alimentar para mais de um bilhão de habitantes do mundo.”

Governador vaiado

O governo do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), vaiado quando começou a falar, afirmou que assumiu um estado “quebrado”. “Não é com medo de vaias e medo daqueles que não compreendem a realidade. Centenas de obras nesse Estado foram paralisadas. Hoje nós temos mais de mil quilômetros de rodovias sendo asfaltadas. Retomamos grande parte das obras paralisadas.”

Mendes ressaltou que seu governo não tem nenhum caso de corrupção, assim como no governo do presidente Bolsonaro.

Fonte: R7

Aeronave de pequeno porte cai e pega fogo em Alta Floresta, RO

Ainda não foi informado se houve feridos. de acordo com a PM a queda ocorreu em uma área de difícil acesso e vegetação.

Um avião caiu na zona rural de Alta Floresta D’Oeste (RO) por volta das 15h30 de ontem quinta-feira (16). Segundo informações iniciais da Polícia Militar (PM) local, a queda ocorreu em uma área de difícil acesso e vegetação.

A região também fica a 125 quilômetros da cidade, depois do distrito de Izidolândia.

Uma equipe da PM atuou no local. Não há informações sobre pessoas dentro do avião ou feridos.

Fonte: G1/RO

Coronavírus: voo com carga de máscaras cirúrgicas chega ao Brasil

São 7,9 milhões de máscaras que serão distribuídas em todo o país

Um voo vindo da China chegou neste sábado (11) ao Brasil trazendo uma carga de 7,942 milhões de máscaras cirúrgicas de três camadas que serão distribuídas para as 27 unidades da Federação para uso de profissionais da saúde que atuam no enfrentamento da pandemia de covid-19.

Desde o dia 6 de maio, o país já recebeu cerca de 221 milhões de máscaras cirúrgicas e do tipo N95 de um total de 240 milhões de unidades adquiridas pelo Ministério da Saúde.

O avião foi fretado pelo Ministério da Infraestrutura, que vai contratar mais de 40 voos para transportar ps volumes para os destinos finais. A carga de 7,942 milhões de máscaras cirúrgicas de três camadas foi transportada em aeronave de passageiros Boeing-777, que aterrissou no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

O Ministério da Infraestrutura é responsável pela operação especial para trazer da China as 960 toneladas de máscaras cirúrgicas e N95 compradas pelo Ministério da Saúde. Para auxiliar no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, o ministério desenvolveu um plano de logística e distribuição, em apoio ao Ministério da Saúde e aos governos estaduais e municipais.

“O plano nacional abrange ações para viabilizar a chegada do material importado, articulação com órgãos governamentais que atuam nos aeroportos para prioridade no desembaraço aduaneiro e apoio na distribuição dos equipamentos nos estados”, diz a pasta da Infraestrutura em nota.

Fonte: Nádia Franco A/B

Paciente com quadro grave de Covid-19 é colocado em cápsula para ser transportado em avião

Paciente moradora da zona rural de Guajará-Mirim precisou ser socorrida até Porto Velho. Durante voo, mulher usou respiração mecânica.

Uma mulher de 45 anos, infectada pelo coronavírus, foi transportada dentro de uma cápsula de proteção enquanto era transferida da zona rural de Guajará-Mirim (RO) para Porto Velho. O transporte da paciente foi feito no avião do Corpo de Bombeiros, no final da tarde de quarta-feira (18).

Segundo a equipe médica, a paciente com Covid-19 mora no distrito de Surpresa, em Guajará-Mirim. Após ser diagnosticada com a Covid-19, a mulher iniciou tratamento contra a doença em um posto de saúde local, mas não apresentou melhora dos sintomas.

Com o agravamento do quadro clínico da paciente, que passou a necessitar de respirador mecânico, o avião do Corpo de Bombeiros foi acionado para ir até o distrito de Surpresa e assim fazer o transporte rápido e seguro da moradora.

Avião busca paciente de Covid-19 em distrito de Guajará-Mirim  — Foto: Geanderson Maia Trindade/Corpo de Bombeiros/Reprodução
Avião busca paciente de Covid-19 em distrito de Guajará-Mirim — Foto: Geanderson Maia Trindade/Corpo de Bombeiros/Reprodução

Geanderson Maia Trindade, 2° tenente do Corpo de Bombeiros, ajudou na transferência da paciente, disse que a operação de resgate durou cerca de 2h30, sendo que o voo de volta de Guajará-Mirim para Porto Velho durou aproximadamente uma hora.

“A paciente veio respirando com o ventilador mecânico [dentro da cápsula], sem contato com o meio externo”, afirma o 2° tenente do CBMRO.

Após o avião pousar no aeroporto Governador Jorge Teixeira, em Porto Velho, a paciente se manteve isolada na cápsula e então foi encaminhada ao Hospital de Amor da Amazônia, onde está sendo tratada.

Toda a tripulação dos Bombeiros e a equipe médica usaram os equipamentos de segurança durante o voo.

Tripulação e equipe médica usaram EPI's de segurança na transferência da paciente — Foto: Geanderson Maia/Arquivo Pessoal
Tripulação e equipe médica usaram EPI’s de segurança na transferência da paciente — Foto: Geanderson Maia/Arquivo Pessoal

Fonte: G1/RO