Veja o calendário de pagamento do abono salarial de 2022

Dinheiro será liberado de 8 fevereiro a 31 de março

Cerca de 22 milhões de brasileiros recebem, neste ano, o abono salarial, com valor total de mais de R$ 20 bilhões, segundo o Ministério do Trabalho e Previdência.

Trabalhadores do setor privado, inscritos no PIS, receberão o abono salarial deste ano no período de 8 de fevereiro a 31 de março, pela Caixa. Para servidores públicos, militares e empregados de estatais, inscritos no Pasep, o pagamento vai de 15 de fevereiro a 24 de março, pelo Banco do Brasil.

Tradicionalmente, o abono salarial é pago ao longo do ano seguinte ao trabalhado ao longo de 12 meses, com cada lote correspondendo ao mês de nascimento do empregado. Agora, o pagamento será feito em apenas dois meses.

Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, historicamente, tanto a identificação quanto o pagamento dos beneficiários eram feitas pelos bancos públicos federais, o que foi questionado por órgãos de controle que recomendaram a separação das atividades. Outra recomendação é que os pagamentos ocorressem num mesmo ano.

“Buscando atender a recomendação dos órgãos de controle, o governo federal internalizou no Ministério a identificação e passou a ter em tempo real e online o controle integral da política do abono salarial, desde a recepção dos dados transmitidos pelos empregadores, até o processo de identificação e pagamento”, explicou o ministério.

Pagamento

Trabalhadores da iniciativa privada com conta corrente ou poupança na Caixa receberão o crédito automaticamente no banco, de acordo com o mês de seu nascimento.

Os demais beneficiários receberão os valores por meio da poupança social digital, que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem. Caso não seja possível a abertura da conta digital, o saque poderá ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas, Caixa Aqui ou agências, também de acordo com o calendário de pagamento escalonado por mês de nascimento.

O pagamento do abono do Pasep ocorre via crédito em conta para quem é correntista ou tem poupança no Banco do Brasil. O trabalhador que não é correntista do BB pode efetuar a transferência via TED para conta de sua titularidade via terminais de autoatendimento e portal www.bb.com.br/pasep ou no guichê de caixa das agências, mediante apresentação de documento oficial de identidade.

Confira abaixo as datas de pagamento:

Trabalhadores da iniciativa privada que recebem pela Caixa Econômica Federal

Mês de nascimentoData do pagamento
Janeiro8 de fevereiro
Fevereiro10 de fevereiro
Março15 de fevereiro
Abril17 de fevereiro
Maio22 de fevereiro
Junho24 de fevereiro
Julho15 de março
Agosto17 de março
Setembro22 de março
Outubro24 de março
Novembro29 de março
Dezembro31 de março

Trabalhadores do setor público, que recebem pelo Banco do Brasil

Final da inscriçãoData do pagamento
015 de fevereiro
115 de fevereiro
217 de fevereiro
317 de fevereiro
422 de fevereiro
524 de fevereiro
615 de março
717 de março
822 de março
924 de março

Quem tem direito

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no PIS/PASEP há, pelo menos, cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por, no mínimo, 30 dias no ano-base considerado para a apuração, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Também é necessário que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Valor

O valor do abono é proporcional ao período em que o empregado trabalhou com carteira assinada em 2020. Cada mês trabalhado equivale a um benefício de R$ 101, com períodos iguais ou superiores a 15 dias contados como mês cheio. Quem trabalhou 12 meses com carteira assinada receberá o salário mínimo cheio, de R$ 1.212.

Consulta

De acordo com o ministério, a partir do dia 22 de janeiro, é possível consultar a situação do benefício por meio da Carteira de Trabalho Digital ou no portal Gov.br para saber se tem direito, qual o valor do abono salarial, a data e o respectivo banco de recebimento. A central Alô Trabalhador, telefone 158, também estará disponível para atendimento.

A partir de fevereiro, o trabalhador do setor privado também poderá consultar a situação do benefício e a data de pagamento nos aplicativos Caixa Trabalhador e Caixa Tem.

No caso dos trabalhadores vinculados ao Pasep, a consultar do saldo é na página Consulte seu Pasep. Há também a opção de ligar para a Central de Atendimento do Banco do Brasil (4004-0001, capitais e regiões metropolitanas, ou 0800 729 0001, interior).

Minas Gerais e Bahia

Os trabalhadores residentes nos estados de Minas Gerais e Bahia, em áreas em situação de emergência, receberão o abono no primeiro dia de pagamento: 8 de fevereiro para o PIS e 15 de fevereiro para o Pasep.

Nessas regiões de emergência, o ministério estima um total de 107 mil trabalhadores que podem receber o abono. Os recursos previstos nessas localidades são da ordem de R$101.992.054,32.

Para ter direito ao benefício antecipado, os empregadores devem possuir domicílio nos municípios declarados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional em emergência por meio da Portaria nº 3.115, de 10 de dezembro de 2021, no Estado de Minas Gerais, e Portaria nº 3.123, de 10 de dezembro de 2021, no Estado da Bahia.

Fonte: Agência Brasil

Porto Velho divulga calendário com os feriados e pontos facultativos para 2022

Repartições que oferecem serviços essenciais deverão se organizar em turnos para revezamento

A Prefeitura de Porto Velho publicou na sexta-feira (24), o Decreto N° 17.867, de 23 de de dezembro de 2021, que estabelece o calendário de feriados e pontos facultativos do Poder Executivo Municipal para os meses de janeiro a dezembro de 2022.

O decreto cita feriados como o dia 4 de janeiro, feriado estadual de Aniversário de Rondônia, e 24 de janeiro, feriado municipal de Instalação do Município de Porto Velho, além de outras datas. Confira o decreto com a lista completa aqui.

A lista de feriados e pontos facultativos é válida para os órgãos públicos do Poder Executivo Municipal, inclusive as Autarquias e Fundações, mas estabelece que parte das pastas como Secretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb), Secretaria Municipal de Obras e Pavimentações (Semob), Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pecuária (Semagric) e Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran) organizem turnos para revezamento, de forma que não tenha a interrupção da continuidade dos serviços prestados.

Fonte: Comdecom

Prefeitura divulga calendário de coletas domiciliares nos feriados de final de ano em Porto Velho

Coletas dos dias 24 e 31 de dezembro serão mantidas, mas com horários antecipados

Em virtude dos feriados de natal e ano novo, um calendário de coleta dos resíduos sólidos será aplicado pela Prefeitura de Porto Velho. O objetivo é garantir a qualidade e a frequência da coleta de resíduos domiciliares na cidade.

Na próxima sexta-feira (24), véspera de natal, será mantida a programação prevista de coleta, mas com horário antecipado. No período diurno os trabalhos começarão às 4h. Já a coleta do período noturno terá início às 14h.

No sábado de natal (25) o expediente seguirá normal para os dois turnos, conforme informa a Secretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb), responsável pelo serviço.

Situação semelhante vai acontecer no dia 31 de dezembro (sexta-feira), quando também será mantida a programação prevista no calendário de coleta, mas com horários antecipados. O período diurno terá início as 4h da manhã e o noturno às 14h.

No dia 1º de janeiro de 2022 (sábado), o expediente será normal para os dois períodos.

Fonte: Semusb

Auxílio Brasil começa a ser pago na sexta (10); veja o calendário

Pagamentos, de R$ 400, serão feitos entre os dias 10 e 23 de dezembro deste ano, seguindo o número do PIS

Os beneficiários do Auxílio Brasil começam a receber o valor de R$ 400 a partir da próxima sexta-feira (10). Nesta terça (7), o presidente Jair Bolsonaro publicou uma MP (medida provisória) no Diário Oficial da União instituindo o Benefício Extraordinário às famílias em situação de vulnerabilidade social.

Confira o calendário de pagamento: 

Calendário do Auxílio Brasil segue a lógica do pagamento do Bolsa Família

O programa social substitui o Bolsa Família e contempla cerca de 17 milhões de famílias, de acordo com o Ministério da Cidadania. 

O calendário de pagamento, divulgado em novembro pelo governo, prevê que o benefício de dezembro seja pago entre os dias 10 e 23 de dezembro, dois dias antes do Natal. O pagamento segue a lógica do calendário habitual do extinto Bolsa Família, de acordo com o número final do NIS.

O ministro da Cidadania, João Roma, anunciou a medida provisória desta terça (8). Em um vídeo, agradeceu aos parlamentares do Congresso Nacional por, segundo ele, perceberem o momento que o país atravessa. Roma citou que a pandemia está passando, mas os efeitos sociais e econômicos ainda perduram, especialmente entre os mais pobres.

A MP foi a solução encontrada pelo Palácio do Planalto para garantir o valor de R$ 400 às famílias atendidas pelo Auxílio Brasil diante das dificuldades para a aprovação no Congresso Nacional da PEC (proposta de emenda à Constituição) dos Precatórios.

Fonte: R7

Covid-19: Confira a vacinação para este sábado em Porto Velho

Neste sábado (4), adolescentes com 12 anos ou mais com e sem comorbidade e pessoas com mais de 18 anos que possuem cadastro no SASI, são imunizadas com a 1ª dose.

Neste sábado (4) a prefeitura dá continuidade na aplicação da 1ª dose da vacina em pessoas com 12 anos ou mais sem comorbidade que possuem cadastro no aplicativo SASI e a aplicação da 2ª dose em pessoas com data de retorno para este período.

Locais de vacinação em Porto Velho durante a semana

PúblicoDoseHoraLocal
12+ com cadastro no SASI e aptos para a segunda dose1ª e 2ª10h às 19hPorto Velho Shopping
12+ com cadastro no SASI e aptos para a segunda dose1ª e 2ª9h às 13hResidencial Cristal da Calama – Teixeirão
Fonte: Prefeitura de Porto Velho

Antecipação

A Prefeitura de Porto Velho informou que vai manter de forma permanente a aplicação da 2ª dose 60 dias após a 1ª para as vacinas Pfizer e AstraZeneca. O objetivo da antecipação é garantir a imunização completa dos portovelhenses contra a Covid-19.

Campanha de imunização

A Prefeitura de Porto Velho iniciou a vacinação contra a Covid-19 em 19 de janeiro e foi ampliando o calendário de vacinação do público-alvo conforme chegam novas doses.

Quais grupos já começaram a receber as doses na capital:

  • Profissionais de saúde;
  • Idosos com 60 anos ou mais;
  • Trabalhadores do sistema funerário;
  • Trabalhadores da Defesa Civil Municipal que atuam na força-tarefa das enchentes;
  • Conselheiros municipais e estaduais de saúde que trabalham presencialmente em estabelecimentos de saúde;
  • Profissionais de clínicas particulares;
  • Trabalhadores da segurança pública;
  • Pessoas em situação de rua com mais de 60 anos ou em tratamento de tuberculose ou HIV;
  • Pessoas com Síndrome de Down acima de 18 anos;
  • Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise);
  • Pessoas com deficiência permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) com mais de 18 anos;
  • Gestantes e puérperas acima de 18 anos;
  • Pessoas com HIV;
  • Pessoas com comorbidades com mais de 18 anos;
  • Trabalhadores da educação e professores
  • Veterinários, auxiliares e técnicos de veterinária, e educador físico atuante em academias
  • Trabalhadores portuários
  • Pessoas com mais de 18 anos sem comorbidades
  • Trabalhadores do transporte coletivo
  • Trabalhadores da Indústria
  • Trabalhadores do comércio
  • Adolescentes com 12 anos ou mais com e sem comorbidades

Cadastro para agendar vacina

O cadastro para agendar a vacina está aberto para toda população de Porto Velho e deve ser realizado pelo aplicativo Sasi.

O app segue os parâmetros do Plano Nacional de Imunização (PNI) e foi planejado para registrar informações sobre a população e facilitar o agendamento das vacinas. O sistema é autoexplicativo e para ativá-lo, o usuário deve digitar o código PVH21. O aplicativo está disponível para celulares Android e também sistema IOS.

Após fazer o cadastro, o morador pode consultar no Portal Imuniza, da prefeitura, se já foi feito o agendamento da vacinação para o seu CPF. É possível checar os dados cadastrados no aplicativo Sasi na aba “Consultar Agendamento”, em seguida é só preencher com CPF e data de nascimento nos campos solicitados.

Acesse aqui o Portal Imuniza

Imuniza Porto Velho  — Foto: Reprodução
Imuniza Porto Velho — Foto: Reprodução

Fonte: Semusa

Auxílio emergencial é pago para mais de 2 milhões nesta quarta

Beneficiários nascidos em junho terão o dinheiro depositado em conta digital. Saque será liberado em 10 de setembro

A Caixa Econômica Federal deposita nesta quarta-feira (25) a quinta parcela do auxílio emergencial para os nascidos em junho. Cerca de 2,4 milhões de trabalhadores informais inscritos pelo CadÚnico ou aplicativo da Caixa serão beneficiados, num total aproximado de R$ 497 milhões. O saque para esse grupo será liberado em 10 de setembro.

O calendário de depósitos vai até 31 de agosto, para os nascidos em dezembro. Após todos receberem o crédito em conta, começará o calendário de saque, em 1º de setembro.

O dinheiro depositado na conta poupança digital pode ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas essenciais, boletos e realização de compras. Além disso, os beneficiários podem fazer transferências instantâneas entre bancos via Pix (exceto para contas de mesma titularidade).

Bolsa Família

Para os integrantes do Bolsa Família, o pagamento da quinta parcela ocorre dentro do calendário normal do programa. Nesta quarta-feira, recebem os beneficiários com NIS final 6.

Nova rodada

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender a população de baixa renda afetada pela pandemia. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1.200 para mães chefes de família e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; mulheres chefes de família têm direito a R$ 375; e pessoas que moram sozinhas, R$ 150.

O programa se encerraria com a quarta parcela, depositada em julho e sacada em agosto, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para o benefício. Em novembro, os beneficiários mais vulneráveis devem começar a receber o Auxílio Brasil, programa idealizado pelo governo Bolsonaro para substituir o Bolsa Família.

Veja o calendário

5ª parcela (depósito na poupança social digital)

Nascidos em janeiro: 20/8
Nascidos em fevereiro: 21/8
Nascidos em março: 21/8
Nascidos em abril: 22/8
Nascidos em maio: 24/8
Nascidos em junho: 25/8
Nascidos em julho: 26/8
Nascidos em agosto: 27/8
Nascidos em setembro: 28/8
Nascidos em outubro: 28/8
Nascidos em novembro: 29/8
Nascidos em dezembro: 31/8

Saque em dinheiro nas lotéricas e caixas eletrônicos

Nascidos em janeiro: 1º/9
Nascidos em fevereiro: 2/9
Nascidos em março: 3/9
Nascidos em abril: 6/9
Nascidos em maio: 9/9
Nascidos em junho: 10/9
Nascidos em julho: 13/9
Nascidos em agosto: 14/9
Nascidos em setembro: 15/9
Nascidos em outubro: 16/9
Nascidos em novembro: 17/9
Nascidos em dezembro: 20/9

Para o Bolsa Família

5ª parcela

Final do NIS 1: 18/8
Final do NIS 2: 19/8
Final do NIS 3: 20/8
Final do NIS 4: 23/8
Final do NIS 5: 24/8
Final do NIS 6: 25/8
Final do NIS 7: 26/8
Final do NIS 8: 27/8
Final do NIS 9: 30/8
Final do NIS 0: 31/8

Fonte: R7

Governo divulga calendário das parcelas extras do auxílio; veja datas

A prorrogação do auxílio emergencial por mais três meses mantém os valores e não altera os requisitos de quem já recebe

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (12) a antecipação de parcelas do auxílio emergencial e divulgou o calendário das novas parcelas do benefício. São mais três pagamentos de agosto a outubro.

De acordo com o cronograma, a quinta parcela será paga a partir da próxima sexta-feira (20) até o dia 31, sempre respeitando o mês de aniversário do beneficiário. A sexta parcela será paga do dia 21 até o dia 3 de outubro. Por fim, a sétima parcela será paga de 20 a 31 de outubro.

Veja o cronograma:

5ª parcela

Nascidos em janeiro: 20/8
Nascidos em fevereiro: 21/8
Nascidos em março: 21/8
Nascidos em abril: 22/8
Nascidos em maio: 24/8
Nascidos em junho: 25/8
Nascidos em julho: 26/8
Nascidos em agosto: 27/8
Nascidos em setembro: 28/8
Nascidos em outubro: 28/8
Nascidos em novembro: 29/8
Nascidos em dezembro: 31/8

6ª parcela

Nascidos em janeiro: 21/9
Nascidos em fevereiro: 22/9
Nascidos em março: 23/9
Nascidos em abril: 24/9
Nascidos em maio: 25/9
Nascidos em junho: 26/9
Nascidos em julho: 28/9
Nascidos em agosto: 29/9
Nascidos em setembro: 30/9
Nascidos em outubro: 1º/10
Nascidos em novembro: 2/10
Nascidos em dezembro: 3/10

7ª parcela

Nascidos em janeiro: 20/10
Nascidos em fevereiro: 21/10

Nascidos em março: 22/10

Nascidos em abril: 23/10
Nascidos em maio: 23/10
Nascidos em junho: 26/10
Nascidos em julho: 27/10
Nascidos em agosto: 28/10
Nascidos em setembro: 29/10
Nascidos em outubro: 30/10
Nascidos em novembro: 30/10
Nascidos em dezembro: 31/10

Bolsa Família

Já o primeiro pagamento para os beneficiários do Bolsa Família será no dia 18 de agosto, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS), e segue até o dia 31 de agosto. A sexta parcela extra será paga de 17 a 30 de setembro. E a sétima parcela, de 18 a 29 de outubro.

Veja o cronograma:

5ª parcela:

Final do NIS 1: 18/8
Final do NIS 2: 19/8
Final do NIS 3: 20/8
Final do NIS 4: 23/8
Final do NIS 5: 24/8
Final do NIS 6: 25/8
Final do NIS 7: 26/8
Final do NIS 8: 27/8
Final do NIS 9: 30/8
Final do NIS 0: 31/8

6ª parcela

Final do NIS 1: 17/9

Final do NIS 2: 20/9
Final do NIS 3: 21/9
Final do NIS 4: 22/9
Final do NIS 5: 23/9
Final do NIS 6: 24/9
Final do NIS 7: 27/9
Final do NIS 8: 28/9
Final do NIS 9: 39/9
Final do NIS 0: 30/9

7ª parcela

Final do NIS 1: 18/10
Final do NIS 2: 19/10
Final do NIS 3: 20/10
Final do NIS 4: 21/10
Final do NIS 5: 22/10
Final do NIS 6: 25/10
Final do NIS 7: 26/10
Final do NIS 8: 27/10
Final do NIS 9: 28/10
Final do NIS 0: 29/10

Regras mantidas

A previsão inicial da rodada deste ano do benefício era de quatro parcelas, de abril a julho. Agora o pagamento será até outubro. Mas os valores e as regras para ter direito à ajuda dada aos trabalhadores informais e população de baixa renda durante a pandemia de covid-19 não mudaram.

São contemplados atualmente cerca de 39 milhões de brasileiros. O benefício de 2021 é pago somente a famílias com renda per capita de até meio salário mínimo e renda mensal total de até três salários mínimos.

O valor médio das parcelas foi mantido em R$ 250, mas mulher chefe de família tem direito a R$ 375, enquanto as pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender a população de baixa renda afetada pela pandemia. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1.200 para mães chefes de família e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

O programa se encerraria com a quarta parcela, depositada em julho e sacada em agosto, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para o benefício. Em novembro, os beneficiários mais vulneráveis devem começar a receber o Auxílio Brasil, programa idealizado pelo governo Bolsonaro para substituir o Bolsa Família.

Fonte: R7

Publicado novo calendário do ciclo 4 do auxílio emergencial

Crédito será liberado a partir de 17 de julho e saques, em agosto

O Ministério da Cidadania publicou no Diário Oficial da União, desta quinta-feira (15), a Portaria nº 645, de 14 de julho de 2021, que trata do calendário de pagamentos e saques do ciclo 4 do auxílio emergencial 2021, instituído pela Medida Provisória nº 1.039, de 18 de março de 2021.

De acordo com o calendário do ciclo 4, o crédito em poupança social digital para os cadastrados nascidos em janeiro será feito no dia 17 de julho, com o saque em dinheiro marcado para 2 de agosto. Os nascidos em fevereiro, o calendário prevê crédito para 18 de julho e o saque no dia 3 de agosto.

Veja os calendários:

Crédito em poupança social digital
Mês de nascimentoDia do crédito
Janeiro17 de julho
Fevereiro18 de julho
Março20 de julho
Abril21 de julho
Maio22 de julho
Junho23 de julho
Julho24 de julho
Agosto25 de julho
Setembro27 de julho
Outubro28 de julho
Novembro29 de julho
Dezembro30 de julho
Saque em dinheiro
Mês de nascimentoDia do crédito
Janeiro02 de agosto
Fevereiro03 de agosto
Março04 de agosto
Abril05 de agosto
Maio09 de agosto
Junho10 de agosto
Julho11 de agosto
Agosto12 de agosto
Setembro13 de agosto
Outubro16 de agosto
Novembro17 de agosto
Dezembro18 de agosto

Fonte: Agência Brasil

INSS atualiza calendário da prova de vida para aposentados

Bloqueio dos benefícios retomou no último mês de junho após mais de um ano de suspensão devido à pandemia

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) divulgou nesta segunda-feira (5) um novo calendário com os prazos determinados para a realização da prova de vida por aposentados e pensionistas.

As datas publicadas no Diário Oficial da União mantêm inalterado o calendário anterior, para os beneficiários com a prova de vida vencidas desde dezembro de 2020, cujo bloqueio será realizado sem a comprovação no mês de outubro.

Os bloqueios dos benefícios ficaram suspensos por um ano e três meses devido à pandemia do novo coronavírus e foram retomados no início do mês de junho, quando tiveram o pagamento interrompido aqueles que não realizaram a prova de vida prevista para abril de 2020.

O cronograma segue até agosto de 2022, quando terão o benefício bloqueado aqueles com a prova de vida vencida no mês de junho do ano que vem. (Confira o calendário abaixo).

Para fazer a prova de vida, basta ir à agência bancária portando um documento com foto, comprovante de residência e cartão do banco no qual tem conta.

A comprovação de vida pode também ser feita por biometria facial, nos aplicativos “Meu INSS” e “Meu Gov.Br” para quem já foi cadastrado.

O texto também autoriza a realização de prova de vida para quem tem mais de 80 anos e pessoas com dificuldades de locomoção seja feita na residência dos beneficiários. 

Como solicitar

O requerimento para realização de comprovação de vida por meio de pesquisa externa pode ser feito pelo Central 135, pelo portal Meu INSS ou outros canais diretos do instituto.

Para os beneficiários com dificuldades de locomoção, o requerimento para realização de comprovação de vida a domicílio deverá ser instruído com a comprovação médica que comprove a limitação.

O texto destaca que o requerente da pesquisa na sua residência “é responsável pelo correto fornecimento dos dados que permitam a identificação do benefício, de seu titular, assim como o deslocamento de representante do INSS e a efetiva comprovação de vida”.

Fonte; R7

INSS começa a pagar 13º salário dos aposentados; veja calendário

Pagamento, que em geral costuma ocorrer em julho, foi antecipado novamente neste ano por conta da pandemia de coronavírus.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar neste terça-feira (25) a primeira parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas. O pagamento, que em geral costuma ocorrer em julho, foi antecipado novamente neste ano por conta da pandemia de coronavírus.

Nesta terça, o pagamento da primeira parcela será feito para quem recebe até 1 salário mínimo, e tem número do benefício encerrado em 1. A segunda parcela do 13º para este público será paga em 24 de junho.

O pagamento da 1ª parcela segue até 8 de junho para os demais beneficiários. Já a 2ª parcela será paga entre os dias 24 de junho e 7 de julho – veja os calendários mais abaixo.

Em todo o país, 31 milhões de benefícios receberão a primeira parcela do 13º, o equivalente a R$ 25,3 bilhões. A antecipação será creditada junto com os benefícios de maio.

Com a antecipação do benefício natalino, a folha total de pagamentos de maio do INSS injetará R$ 76,3 bilhões na economia.

Benefícios até um salário mínimo

Para aqueles que recebem até 1 salário mínimo, o depósito da antecipação será feito entre os dias 25 de maio e 8 de junho, de acordo com o número final do benefício, sem levar em conta o dígito verificador.

Já a segunda parcela será paga entre 24 de junho e 7 de julho. Veja no calendário abaixo:

13º dos aposentados - benefícios até 1 sm — Foto: Economia G1

Benefícios acima de 1 salário mínimo

Segurados com renda mensal acima do salário mínimo terão seus pagamentos creditados entre 1º e 8 de junho, conforme calendário abaixo. A segunda parcela será creditada entre 1º e 7 de julho. Veja no calendário:

13º do INSS - benefícios acima de 1 sm — Foto: Economia G1

Quem recebe

Tem direito ao 13º quem, durante o ano, recebeu aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. Na hipótese de cessação programada do benefício, prevista antes de 31 de dezembro de 2021, será pago o valor proporcional do abono anual ao beneficiário, informou o INSS.

Aposentados e pensionistas, em maioria, receberão 50% do valor do benefício na antecipação. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Os segurados que recebem auxílio-doença têm direito a uma parcela menor do que os 50%. Nesse caso, a antecipação é calculada de acordo com o tempo de duração do benefício.

O desconto do Importo de Renda será realizado na segunda parcela.

Aqueles que recebem benefícios assistenciais (Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social – BPC/LOAS e Renda Mensal Vitalícia – RMV) não têm direito ao 13º salário.

Fonte: INSS

%d blogueiros gostam disto: