Dupla é apreendida com porções de drogas e grande quantidade de dinheiro em candeias do Jamari

Conforme a polícia, suspeitos comercializavam drogas em residência.

Equipes do Departamento de Narcóticos (Denarc), flagraram dois suspeitos com várias porções de drogas em uma residência, localizada na Rua do Sol, no Centro de Triunfo, distrito de Candeias do Jamari. Alexsandro R. A., de 20 anos, e Aline C. O., 47 anos, foram presos na noite de ontem quinta-feira (01).

De acordo com as investigações, na noite de quinta equipes foram até a residência e flagraram a dupla com uma grande quantidade em dinheiro, várias porções de maconha, cocaína oxidada e em pó, além de apetrechos usados no comércio de droga.

Durante as investigações os policiais descobriram que a dupla estava comercializando droga na residência e o Judiciário autorizou uma busca e apreensão no local.

Segundo a Polícia, há alguns meses o filho de Aline teria sido preso durante uma ação do Denarc pelo crime de tráfico de drogas. As investigações apontaram a mãe herdou a titularidade da venda de drogas.

A dupla recebeu voz de prisão, e foi encaminhada para a delegacia em Porto Velho, onde ficaram à disposição do delegado.

Fonte: Polícia Civil

Criança morre após cair em poço dentro de casa, no distrito de Triunfo

Caso é investigado pela polícia civil.

Uma menina de 2 anos morreu depois de cair em um poço dentro de casa no distrito de Triunfo, em Candeias do Jamari (RO), região metropolitana de Porto Velho. O caso foi registrado na tarde de quinta-feira (17).

Conforme a Polícia Civil, três crianças brincavam na cozinha de uma casa enquanto as mães estavam na sala. Em certo momento, as responsáveis ouviram um barulho como de um objeto caindo em água e encontraram apenas duas crianças na cozinha.

Elas perceberam que a tampa do poço estava quebrada e correram para pedir ajuda. Policiais militares foram chamados e ainda tentaram reanimar a menina, mas ela não resistiu. A morte foi confirmada por uma técnica de enfermagem da localidade.

A 1ª Delegacia de Polícia Civil de Candeias do Jamari vai apurar se houve negligência na morte da criança. Caso comprovada, os responsáveis podem ser responsabilizados criminalmente. A ocorrência foi registrada como morte acidental.

Fonte: G1/RO

Estradas da vila nova do Samuel, em Candeias do Jamari recebem recuperação

Equipes do DER vão atender 78 quilômetros de duas estradas vicinais na vila.

O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), realizou a assinatura do Termo de Cooperação nº 034/2020 para atender 78 quilômetros de duas estradas vicinais na vila Nova Samuel, localizadas em Candeias do Jamari.

O diretor-geral do DER destacou que os trabalhos já iniciaram e atenderão pontos críticos das linhas 35 e LP 45 do município, buscam cumprir a determinação do governador Marcos Rocha, de garantir trafegabilidade segura aos moradores da região.

Responsável pelos serviços, a coordenadoria de Operações e Fiscalização do DER, por meio do engenheiro civil Adonai Santos de Oliveira, informou que após o levantamento técnico, os trabalhos iniciaram nos pontos críticos da Linha 35, onde 50 quilômetros serão recuperados pelo DER com patrolamento, encascalhamento, conformação da plataforma de sete metros de largura, limpeza lateral, dentre outras ações que garantirão segurança na trafegabilidade, principalmente durante o período de chuvas em que as poeiras deixam espaço para atoleiros e lamaçal nas estradas que não receberam manutenção.

“Os serviços iniciaram na linha 35, visto que a equipe técnica realizou vistoria no local e constatou que os pontos críticos devem ser atendidos com urgência, antes do período de chuvas, para que a população não sofra mais ainda ao trafegar nas linhas 35 e linha LP 45 em Candeias do Jamari”, explica Oliveira.

Conforme o termo de cooperação, o DER disponibilizou equipe técnica, mão-de-obra, combustível, servidores, equipamentos e máquinas próprias, além da retirada de material na jazida para garantir o cascalho que atenderá pontos críticos com qualidade na execução dos serviços de revestimento primário. O fornecimento de hospedagem e alimentos, além da mão de obra e disponibilização de alguns equipamentos estão entre as responsabilidades da Prefeitura na execução dos serviços.

Fonte: DER

Em Candeias do Jamari, acontece blitz educativa para orientar população sobre queimadas

Ação é organizada pela Coordenadoria da Sedam.

Durante a blitz carros recebem adesivo da campanha com o número de telefone para denúncias

A Coordenadoria de Educação Ambiental da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), segue desenvolvendo ações preventivas às queimadas e incêndios florestais.

No último dia 21, foi organizado pelo Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) com o apoio da Coordenadoria de Educação Ambiental da Sedam dois pit stops em Porto Velho, um pela manhã e outro pela tarde, com a finalidade de alertar a população sobre o perigo das queimadas, principalmente em tempos de pandemia.

Na quinta-feira (27) foi a vez do município de Candeias do Jamari receber uma blitz de Educação Ambiental. A ação organizada pela Coordenadoria da Sedam, teve apoio do Batalhão de Polícia Ambiental, Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sedam) de Candeias do Jamari. Além de alertar a população sobre os perigos das queimadas, a blitz teve o objetivo de relembrar a população que ela também pode fazer sua parte no combate as queimadas, através de denúncias.

Fernando de Sousa Moura, fiscal ambiental da Semam, ressaltou a importância do alerta, pois em tempos de pandemia os hospitais já estão lotados e não iriam suprir a necessidade que sempre surge em períodos de queimadas, onde a população sofre com problemas respiratórios e consequentemente precisam recorrer a inalação nos hospitais.

As ações realizadas tem por base o Plano de Gestão Ambiental de Prevenção ao Desmatamento e Combate à Queimadas e Incêndios florestais do Estado.

Lembrando que a população pode denunciar, quando se tratar de queimadas urbanas a denúncia é feita na Secretaria Municipal de  Meio Ambiente do seu município e quando se tratar de queimadas na área rural, as denúncias são realizadas na Sedam, através dos canais de atendimento: 0800 647 1150 – (69) 3212-9648 -(69) 9 8482-8690 (whatsapp) – ouvidoria@sedam.ro.gov.br

Além da opção de denúncia, através do aplicativo Guardiões da Amazônia. A ferramenta permite que o cidadão registre com foto e coordenada geográfica o local exato de uma queimada ou outros delitos ambientais. A denuncia é repassada ao órgão fiscalizador onde serão tomadas as providências necessárias.

Fonte: Sedam-RO

PGE e MP se unem em ação para combater crimes ambientais em RO

Ações conjuntas têm objetivo de evitar o avanço das invasões e destruição do meio ambiente nas Reservas Extrativistas.

O Ministério Público de Rondônia (MPE), por meio das Promotorias de Justiça de Ariquemes e Machadinho do Oeste, em conjunto com Procuradoria do Estado de Rondônia (PGE), se unem nas ações civis buscando a desocupação e responsabilização de invasores, nas unidades de Reserva Extrativista (Resex) na região do Vale do Jamari.

Equipes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e do Batalhão de Polícia Ambiental, nos meses de junho e julho, na Resex Ipê e na Resex Rio Preto Jacundá. A vistoria constatou a supressão ilegal de vegetação, queimadas, abertura de estrada, casas e barracos construídos recentemente no interior da unidade de conservação, tudo sem autorização do Estado de Rondônia.

Além dos graves prejuízos ao ecossistema local, aponta-se na ação a identificação de espécie de ‘loteamento’ ilegal de áreas no interior da reserva.

O MPE e a PGE pedem na ação que os invasores não só se retirem da Unidade de Conservação invadida, mas, também, que promovam a imediata reparação dos danos ambientais ali causados, os quais serão devidamente quantificados no curso da presente ação. Em decisão liminar proferida no dia 13 de agosto, em Resex Rio Preto Jacundá, pelo juiz da 1ª Vara Cível de Ariquemes, acatou o pedido do Governo de Rondônia e do Ministério Público do Estado, e determinou a retirada dos invasores sob pena de multa.4

E, quanto à Resex Rio Preto Jacundá, foi ajuizada a ACP perante a 1ª Vara Cível de Ariquemes, com pedido de tutela de urgência liminar, consistente na determinação, para que os requeridos desocupem a Resex, bem como abster-se de ingressar novamente no local, estendendo-se essa decisão a todos os demais ocupantes sem autorização do Estado de Rondônia, para ingressar e permanecer nessa Unidade de Conservação, sob pena de multa individual no valor de R$ 10 mil por dia de descumprimento, sem prejuízo das sanções penais cabíveis.

Fonte: Secom-RO

PRF prende Trio durante fiscalização por porte ilegal de arma

Um dos homens afirmou que a arma era para sua ‘defesa pessoal’ e tinha sido emprestada por um amigo.

Três motoristas homens foram presos em menos de 12 horas por posse ilegal de arma na BR-364, em Porto Velho. Os flagrantes foram feitos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo a PRF, o primeiro condutor foi preso em um carro perto de Candeias do Jamari, região metropolitana da capital. Dentro do veículo havia um revólver calibre .38 e até um colete à prova de balas. Aos policiais, o homem afirmou que a arma era para sua ‘defesa pessoal’ e tinha sido emprestada por um amigo.

Minutos depois, na mesma região de Candeias do Jamari, um motociclista foi flagrado com um revólver calibre .38 escondido na cintura. O condutor da moto também carregava duas facas, um soco inglês e 29 munições.

Em outra ação da PRF, já perto da Universidade Federal de Rondônia, um carro de passeio foi abordado pelos agentes. O condutor parecia estar com sinais de embriaguez e a polícia pediu que o mesmo fizesse teste de bafômetro, dando positivo para uma quantidade de álcool no sangue duas vezes acima do permitido por lei.

Os três homens foram presos por porte ilegal de arma e conduzidos à Central de Flagrantes da capital Porto Velho.

Fonte: G1/RO

Casa flutuante com 50 pessoas afunda em rio no Candeias do Jamari

De acordo com decreto do governo do estado, festas e aglomerações estão proibidas. Cerca de 50 pessoas estavam na festa.

Flutuante afundou parcialmente no rio Candeias em RO — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Flutuante afundou parcialmente no rio Candeias em RO

No último fim de semana, durante uma festa de aniversário clandestina em Candeias do do Jamari, uma casa flutuante afundou parcialmente no rio Candeias, região metropolitana de Porto Velho. O acidente aconteceu durante a noite e cerca de 50 pessoas estavam no local, mas não houve feridos.

Entre a noite de sábado (25) e a madrugada de domingo (26) e embarcação partiu ao meio, por causa da quantidade de pessoas em cima, e a casa começou afundar na água.

O dono da embarcação comunicou que tinha alugado a casa para um grupo realizar uma festa no fim de semana. Porém, o empresário afirma que os organizadores colocaram excesso de peso no flutuante. Dentro da casa havia vários móveis, sendo quatro camas de casal, aparelhos de ar-condicionado, geladeira, cervejeira, fogão industrial, mesas e cadeias. Os eletrodomésticos e objetos afundaram no rio .

Uma testemunha contou que várias pessoas pularam na água após o flutuante começar a virar. Algumas delas perderam telefones, bolsas e até documentos pessoais.

“O flutuante partiu no meio e afundou…um prejuízo. Quase 50 pessoas estavam nessa barca aí”, disse uma das testemunhas.

O Corpo de Bombeiros informou não ter sido chamado para atender este acidente com embarcação no rio Candeias. Já a 1ª Delegacia de Candeias do Jamari informou estar apurando as causas que determinaram o acidente com a casa flutuante.

Imagens postadas nas redes sociais mostram várias pessoas, horas antes do acidente, participando da festa na casa flutuante.

De acordo com decreto do governo do estado, festas estão proibidas por causa da pandemia de coronavírus.

Fonte: G1/RO