Sine Municipal disponibiliza 44 vagas de trabalho nesta segunda-feira (21)

Os atendimentos presenciais serão realizados das 07h30 às 13h30 para os que não possuem acesso à internet.

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Porto Velho está ofertando 44 vagas de trabalho nesta segunda-feira (21). Entre as oportunidades, estão quatro para vendedor externo, quatro para mecânico e duas para instrutor de trânsito.

Para se candidatar a uma das vagas, o morador precisa realizar um cadastro online e apresentar documentos como carteira de trabalho, registro geral, comprovante de residência e currículo atualizado.

Os atendimentos presenciais serão realizados das 07h30 às 13h30 para os que não possuem acesso à internet.

O Sine Municipal atende em dois pontos em Porto Velho, sendo a sede central localizada na Rua Brasília, 2512, São Cristóvão, e a unidade da Zona Leste na Praça CEU, situada na Rua Antônio Fraga Moreira, 8250, bairro JK I.

Os canais para agendamento ou tirar dúvidas são: o telefone fixo (69) 3901-3213, 3901-3181, o celular (69) 9 8473-7437 (WhatsApp) e o e-mail sinemunicipal@gmail.com.

Confira as vagas disponíveis no Sine de Porto Velho:

  • Acabador de mármore e granito
  • Ajudante de obras
  • Analista comercial – Engenheiro de sistemas
  • Auxiliar administrativo
  • Auxiliar de churrasqueiro
  • Auxiliar de funilaria
  • Auxiliar de marceneiro
  • Auxiliar de serviços
  • Barbeiro
  • Chapeiro
  • Churrasqueiro
  • Cozinheira doméstica
  • Eletricista automotivo
  • Eletricista de máquinas pesadas
  • Empregada doméstica
  • Encarregado de almoxarifado
  • Encarregado de obras
  • Encarregado de pátio
  • Faturista
  • Gerente de vendas
  • Instrutor automotivo
  • Manicure
  • Mecânico
  • Mecânico de manutenção de veículos
  • Mecânico industrial
  • Montador de acessórios
  • Motorista de caminhão
  • Pedreiro
  • Promotor de vendas
  • Soldador
  • Soldador metálico
  • Supervisor de enfermagem
  • Supervisor operacional
  • Suqueiro
  • Tapioqueiro
  • Trabalhador rural
  • Vendedor externo
  • Vendedor interno

Fonte: Sine Municipal

Programa Feirão do Emprego oferece 89 vagas de trabalho em RO

Candidatos precisam enviar currículo por e-mail até a sexta-feira, 18 de junho.

O Feirão do Emprego em Rondônia está oferecendo 89 vagas de trabalho para mais de dez empresas que se inscreveram no programa de geração de emprego.

Segundo a Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), os candidatos precisam enviar currículo por e-mail até a sexta-feira, 18 de junho.

As vagas são para as cidades de Ouro Preto, Cacoal, Pimenta Bueno e a capital Porto Velho. Dentro desse programa de geração de emprego, os candidatos terão acesso também à capacitação para a atividade a ser exercida.

Entre as empresas que estão oferecendo trabalho no feirão estão a Distribuidora Coimbra, Agroboi, S.O.S Elétrica e Segurança, Vertex, Ciclo Cairu, Gow Helments, Delta Ferragens, Nino Lanches, Cerâmica Rosalino, Prefeitura do município de Cacoal, Super Atacado Nova Era, Mundial Shop.

Não foi divulgado a lista de cargos/profissões com vagas abertas, mas, segundo a Sedi, a pessoa manda currículo pro e-mail da cidade interessados e aí eles respondem com as vagas disponíveis, de acordo com o perfil dela.

Os currículos devem ser enviados para os e-mails abaixo, conforme a cidade de interesse:

➡️ vagasportovelho@sine.ro.gov.br

➡️ vagasouropreto@sedi.ro.gov.br

➡️ vagascacoal@sedi.ro.gov.br

➡️ vagaspimentabueno@sine.ro.gov.br

As empresas tiveram até o dia 15 de junho para se inscrever no “Feirão do Emprego” em Rondônia e informar quantas vagas vão ofertar no programa.

Segundo a Sedi, o objetivo da feira é contribuir para a geração de emprego no estado. O projeto funcionará como uma ponte entre quem procura por trabalho e as empresas.

Até o dia 4 de julho, as empresas devem finalizar a contratação dos candidatos.

Fonte: Sedi

Enem Digital 2021 terá recursos de acessibilidade

Ao todo, serão 101.100 vagas, diz Inep

A versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 terá recursos de acessibilidade inéditos como prova ampliada, superampliada e com contraste, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Ao todo, serão 101.100 vagas para o Enem Digital. Essa versão do exame será exclusiva para quem já concluiu o ensino médio ou que está concluindo a etapa em 2021.

Entre os perfis de participantes que podem solicitar os atendimentos estão: pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual, surdocegueira, dislexia, deficit de atenção, transtorno do espectro autista, discalculia, gestantes, lactantes, idosos, além de pessoas com outra condição específica.

Segundo o Inep, também será permitido que os inscritos usem materiais próprios que auxiliem na realização da prova no computador, como máquina de escrever em braile, caneta de ponta grossa, óculos especiais, tábuas de apoio, multiplano e plano inclinado.

Tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), tempo adicional e salas acessíveis estão previstos no edital. Cão-guia, medidor de glicose, bomba de insulina, além de aparelhos auditivos ou implantes cocleares também serão permitidos no Enem Digital 2021.

O Inep esclarece que os participantes que precisam de recurso de acessibilidade diferente dos previstos no edital do exame digital terão o atendimento assegurado na versão impressa do exame.

O período de inscrições do Enem 2021, incluindo o prazo para solicitar atendimento especializado, começa no dia 30 de junho e vai até 14 de julho. Os procedimentos deverão ser realizados por meio da Página do Participante. Tanto a versão digital quanto a impressa desta edição serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, além de contarem com provas de itens iguais.

Enem Digital foi aplicado pela primeira vez na edição de 2020. O objetivo é que o exame seja completamente digital até 2026. Ao todo, 93 mil candidatos se inscreveram para fazer as provas por computador. Cerca de 30 mil candidatos fizeram o exame.

Fonte: Valéria Aguiar A/B

Candidatos relatam atraso em entrega das provas no concurso da PRF em RO

Candidatos usaram as redes sociais para apontar problemas no concurso no estado, houve um atraso de quase duas horas para o início da prova, segundo inscritos.

Candidatos inscritos no concurso da Polícia Federal (PF) em Rondônia usaram as redes sociais para reclamarem sobre a organização do certame, aplicado no domingo (23) em todo país. Segundo eles, houve um atraso de quase duas horas para o início da prova de delegado em Porto Velho, pois o avião com as provas não havia chegado.

O exame para delegado em Rondônia estava marcada para começar às 7h (horário local). Pelo edital do concurso organizado pelo Cebraspe, os candidatos precisavam entrar no local de prova uma hora antes, ou seja, às 6h.

Um dos candidatos contou que quando os relógios marcaram 7h, todos os participantes foram informados que teriam de esperar a chegada da prova ao estado e também não poderiam sair da sala, pois naquele momento a prova da PF já havia começado nos outros estados.

Na faculdade Unopar, um dos locais de prova em Porto Velho, alguns candidatos ficaram inconformados com o tempo de espera e se alteraram com os fiscais. Nas salas também não teria envelopes para que os celulares e pertences pessoais dos inscritos fossem guardados.

Segundo os candidatos, as provas do concurso para delegado só foram chegar em Porto Velho por volta da 9h, cerca de duas horas depois do horário marcado para o início da prova.

Nas redes sociais, um candidato a delegado disse acreditar que as provas de Rondônia foram “impressas na hora” e que a mesma foi entregue sem seu nome.

Candidato acredita que provas foram impressas 'na hora' — Foto: Instagram/Reprodução
Candidato acredita que provas foram impressas ‘na hora’ — Foto: Instagram/Reprodução

Houve atraso também na aplicação das provas para delegado da PF em Ji-Paraná (RO), cidade localizada a 377 quilômetros de Porto Velho.

Em nota, a banca organizadora confirmou o atrasou da aplicação das provas em Porto Velho e Ji-Paraná. Segundo o Cebraspe, houve um atraso na malha aérea e as provas não puderam chegar com antecedência ao estado.

“O atraso – de 40 minutos em Ji‐Paraná e de 1h45 em Porto Velho – ocorreu em razão da malha aérea reduzida e de problemas operacionais que atrasaram o voo que transportava os malotes de provas, uma vez que a aeronave precisou arremeter duas vezes em razão de muita fumaça no espaço aéreo da região”, diz a banca.

Ainda segundo o Cebraspe, todos os candidatos ao cargo de delegado estavam em ambiente seguro e foram acompanhados pela coordenação.

A banca diz que não houve prejuízo aos candidatos de Rondônia, pois compensou o tempo de atraso ao término da prova.

Mesmo com essa compensação de tempo, alguns candidatos acreditam ter sido prejudicados, pois a prova de delegado era em dois turnos. Em Porto Velho, segundo eles, quem precisou fazer a peça prática teve menos tempo de intervalo entre a prova objetiva da manhã e a prova prática da tarde.

Fonte: G1/RO

Maioria do STF vota para realização de concurso da PF no domingo

Ação questiona manutenção do concurso diante da pandemia

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou hoje (21) para liberar a realização do concurso público da Polícia Federal (PF) neste domingo (23). Cerca de 320 mil candidatos estão inscritos para as provas de seleção para os cargos de delegado, agente, escrivão e papiloscopista. 

Até o momento, o placar da votação está em seis votos a um para a manutenção das provas. A votação é realizada de forma virtual, na qual os ministros inserem seus votos no sistema eletrônico do STF. Os demais ministros ainda podem votar até as 23h59. A Corte é composta por 11 membros. 

Os ministros julgam a ação protocolada por uma candidata questionando a realização do certame mesmo diante da pandemia da covid-19 e de decretos locais que restringem a circulação e a aglomeração de pessoas nos municípios. 

A maioria dos ministros que já proferiu voto acompanhou o entendimento do ministro Alexandre de Moraes. Para o ministro, a autonomia dos estados e municípios para tomar decisões de contenção da pandemia não pode interferir em questões relacionadas à administração pública federal. 

“Admitir-se tal solução seria admitir a interferência dos municípios e estados no exercício da administração da União, o que violaria a própria lógica do federalismo e da autonomia dos entes”, argumentou. 

O voto de Moraes foi acompanhado pelos ministros Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Luiz Fux e Nunes Marques. 

O ministro Marco Aurélio também rejeitou a ação, mas por questões processuais. O ministro entendeu que a reclamação constitucional não é ação adequada para questionar a realização de um concurso. 

O relator do caso, ministro Edson Fachin, defendeu a suspensão do concurso, mas ficou vencido. 

Segundo Fachin, a prova obrigará os candidatos a se deslocarem para outras cidades e poderá colocar em risco os sistemas de saúde locais. 

“Havendo este Supremo Tribunal Federal reconhecido a legitimidade dessas medidas restritivas, desde que amparadas em evidências científicas, não pode a União, sem infirmar ou contrastar essas mesmas evidências, impor a realização das provas e a ofensa aos decretos locais, havendo razões e recomendações das autoridades sanitárias que amparam as restrições locais”, argumentou.

Fonte; Fernando Fraga A/B

Processo seletivo do DER se encerra nesta terça-feira (18)

Seleção será constituída de duas etapas, sendo obrigatória a participação dos candidatos que tiveram suas inscrições homologadas

O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER-RO), está contratando profissionais na área de Engenharia Civil com especialidade em Infraestrutura Rodoviária para garantir celeridade e padronização dos serviços executados diretamente pelo Departamento, como também, apoio aos municípios. O prazo de inscrição encerra nesta terça-feira (18), de forma on-line, por meio do site: http://psseng2021.der.ro.gov.br/. Os profissionais serão lotados nos municípios de Ariquemes, Ouro Preto D’Oeste, Cacoal, Rolim de Moura, Machadinho D’Oeste, Alvorada D’Oeste, Ji-Paraná, Vilhena, Pimenta Bueno, Jaru, Porto Velho e Buritis.

Realizado por meio do Edital nº 6/2021/DER-CGP, com retificação do Edital nº 7/2021/DER-CGP, o processo seletivo visa contratar temporariamente 18 profissionais que vão atuar com carga horária de 40 horas semanais. São cinco vagas para cadastro reserva, sendo duas para Pessoas com Deficiência (PCD).

De acordo com o diretor-geral do DER, Elias Rezende, “mesmo em meio à pandemia, o governador Marcos Rocha solicitou a seleção e a contratação destes profissionais para garantir que os trabalhos sejam executados com qualidade, eficiência e economicidade em todas as regiões do Estado, tanto nas rodovias sob responsabilidade do Governo, quanto nas ações em apoio às prefeituras municipais, como exemplo, o projeto “Tchau Poeira”, lançado em Ariquemes, Pimenta Bueno e Vilhena para recuperar, asfaltar e sinalizar vias públicas urbanas”, destaca.

A seleção será constituída de duas etapas, sendo obrigatória a participação dos candidatos que tiveram suas inscrições homologadas. Em caso de não comparecimento do candidato em qualquer uma das fases, o mesmo será desclassificado. A data e horários das entrevistas técnicas serão comunicadas ao candidato por meio de edital, que será disponibilizado no mesmo link da inscrição.

ETAPASPERIODO
Inscrição via internet11/05/2021 a 18/05/2021
1ª Etapa de Avaliação – Recebimento de documentação para análise de títulos, experiência profissional, cursos extracurriculares e certidões de acervos técnicos11/05/2021 a 18/05/2021
Divulgação do resultado preliminar das inscrições21/05/2021
Prazo de recurso preliminar das inscrições25/05/2021 a 26/05/2021
Resposta aos recursos do resultado das inscrições28/05/2021
Homologação das inscrições31/05/2021
Divulgação dos resultados da 1ª Etapa de avaliação e classificação para 2ª Etapa01/06/2021
Prazo de Recursos contra a divulgação dos resultados da 1ª Etapa de Avaliação02/06/2021 a 03/06/2021
Resposta aos recursos contra a divulgação dos resultados da 1ª Etapa de Avaliação09/06/2021
Homologação do Resultado da 1ª Etapa e Classificação para 2ª Etapa11/06/2021
Realização da 2ª Etapa – Entrevista Técnica15/06/2021  a 16/06/2021
Divulgação Preliminar do Resultado Final21/06/2021
Prazo de recurso contra o resultado final21/06/2021 a 22/06/2021
Resposta ao recurso resultado final25/06/2021
Homologação do Resultado Final28/06/2021

Fonte; DER

Corrida por vaga no STF já tem 4 candidatos, Mendonça é favorito

Com aposentadoria de Marco Aurélio Mello prevista para julho, presidente deve cumprir promessa de escolher ministro “terrivelmente evangélico”

Na espécie de “pré-campanha” pela vaga do decano Marco Aurélio Mello, que deixará o Supremo Tribunal Federal em julho, o atual advogado geral da União e ex-ministro da Justiça, André Mendonça, está na dianteira no quesito pré-estabelecido pelo presidente Jair Bolsonaro – indicar para a corte um ministro “terrivelmente evangélico”. No entanto, como a indicação também depende da capacidade do candidato angariar apoios no meio jurídico, pesa contra Mendonça o vínculo umbilical com o titular do Planalto e o excessivo atrelamento à sua defesa – incluindo a tentativa de utilização da Lei de Segurança Nacional contra adversários políticos de Bolsonaro.

Na Corte, Mendonça conta com apoiadores de peso, como o ministro Toffoli, interlocutor do Planalto, mas com críticos poderosos, como Gilmar Mendes, que não o poupou no último embate público, no julgamento do recurso que pedia a abertura de templos durante a fase emergencial da pandemia. Gilmar lembrou a Mendonça que, como ministro da Justiça, deveria ter agido para colaborar com o esforço para conter a propagação do vírus.

Cresce o nome de Humberto Martins, presidente do STJ, para a vaga de Mello, que também atende ao quesito religioso. O magistrado é membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia e vem angariando apoios importantes no Legislativo. A escolha daria ao presidente uma espécie de bônus: Bolsonaro faria também uma indicação para o eventual substituto de Martins no STJ. 

Estão ainda na disputa por uma das 11 cadeiras da suprema corte brasileira o procurador geral da República, Augusto Aras, além de Willian Douglas, desembargador do TRF2. Consta que Bolsonaro sonha com a possibilidade de, uma vez conquistando um segundo mandato na presidência, indicar mais dois nomes para o STF, em substituição a Ricardo Lewandowski e Rosa Weber, com aposentadoria prevista para o início de 2023.

Fonte: R7

Inscrições para contratação de candidatos que irão atuar na regularização fundiária em Rondônia, inicia nesta terça-feira, (16)

Candidatos aprovados irão atuar na regularização fundiária rural e urbana no Estado.

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep), inicia nesta terça-feira (16) as inscrições visando o processo seletivo simplificado direcionado para a imediata contratação de 16 candidatos que serão selecionados para atender a Superintendência Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat). Os candidatos selecionados vão atuar na regularização fundiária rural e urbana no Estado, apontada como uma forte bandeira do Executivo Estadual para o desenvolvimento, conforme destacado no eixo meio ambiente e desenvolvimento territorial do Plano Estratégico.

Conforme especificado no EDITAL Nº 70/2021/SEGEP-GCP, o Processo Seletivo Simplificado tem como objetivo o recrutamento e a seleção de candidatos, de níveis médio, técnico e superior, visando à contratação temporária de 16 empregos, com carga horária de 40 horas semanais, para atender, a Sepat. O quantitativo de vagas poderá ser ampliado mediante a conveniência da Administração Pública, desde que haja todos os requisitos legais previstos para tal demanda.

A inscrição deve ser realizada pela internet, no período de 16 a 23 de março. A divulgação dos resultados preliminares das inscrições será no dia 24 de março. Os candidatos podem se inscrever por meio de link disponibilizado no Portal do Governo http://www.rondonia.ro.gov.br/sepat/institucional/processo-seletivo/.

O candidato irá preencher o formulário indicado no site da Sepat e anexar os documentos comprobatórios necessários para comprovar que preenche os requisitos: comprovantes de Escolaridade, relacionados ao emprego pretendido, currículo (o qual foi preenchido no ato da inscrição) e carteira de identidade.

TEMPO DETERMINADO

O prazo de validade do Contrato Temporário será de 1 (um) ano, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, a contar da data de assinatura do contrato. Para os contratos prorrogados serão expedidos Termos Aditivos. Os candidatos que forem selecionados serão contratados por tempo determinado, aplicando-se no que couber, o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia. (Lei Complementar nº 68, de 9 de dezembro de 1992).

Segundo explica o superintendente da Sepat, Constantino Erwen Gomes, a regularização fundiária é habilitadora para o aumento da produção do agronegócio e da economia, visto que os proprietários passarão a ter mais acesso a créditos para alavancar seu negócio. Ele explica que todas as ações do Governo do Estado nessa área ganhou mais força com a Lei nº 4.892, de 27 de novembro de 2020, do Governo do Estado que institui a Política de Regularização Fundiária de Terras Públicas Rurais e Urbanas pertencentes ao Estado de Rondônia.

O Processo Seletivo Simplificado será constituído de quatro etapas, denominadas:

  1. Primeira Etapa: Triagem de Currículos (Avaliação de Títulos), de caráter classificatório e eliminatório;
  2. Segunda Etapa: Prova Prática, de caráter classificatório e eliminatório;
  3. Terceira Etapa: Entrevista por Competências, de caráter classificatório e eliminatório;
  4. Quarta Etapa: – Entrevista com o Gestor da Área, de caráter classificatório e eliminatório.

Conforme ressalta o superintendente e detalhado no edital, o valor da remuneração foi definido tendo como base a exigência técnica do emprego, bem como pesquisa na iniciava privada e os salários de servidores públicos que executem atividades de analista e assistente, no âmbito do Poder Executivo Estadual, variando entre R$ 1.596,91 a R$ 3.071,52, dependendo do cargo ocupado.

As vagas são para candidatos nas seguintes funções:

  • Assistente Técnico de Regularização Fundiária I – Requisitos: formação em ensino Técnico de Agrimensura, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assistente Técnico de Regularização Fundiária II – Requisitos: formação em ensino Técnico de Topografia, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assistente Técnico de Regularização Fundiária III – Requisitos: formação em ensino Técnico de Cadista, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Agente Administrativo – Requisitos: ensino médio completo, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor de Regularização Fundiária I – Requisitos: formação em ensino superior em Engenharia Agronômica, cadastro no conselho profissional, capacidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor de Regularização Fundiária II – Requisitos: formação em ensino superior em Engenharia Civil, cadastro no conselho profissional, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor de Regularização Fundiária III – Requisitos: formação em ensino superior em Arquitetura e Urbanismo, cadastro no conselho profissional, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor Jurídico – Requisitos: formação em ensino superior de Direito, cadastro no conselho profissional, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor Administrativo – Requisitos: formação em ensino superior de Administração, Contabilidade ou Gestão Pública, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.

Enem é reaplicado nesta terça-feira (23), para candidatos de Rolim de Moura e Espigão do Oeste

A prova ainda é correspondente ao exame de 2020.

Quase quatro mil candidatos devem fazer o primeiro dia de prova da reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesta terça-feira (23) nas cidades de Rolim de Moura (RO) e Espigão do Oeste (RO), ambas na região da Zona da Mata. A prova ainda é correspondente ao exame de 2020.

Os portões de locais de provas abriram 10h30 (hora local) e fecharam ao meio-dia. Neste primeiro dia, serão 5h30 para responder às questões.

Em Rolim de Moura, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), há 2.863 candidatos inscritos para oito locais de prova. Já em Espigão são 969 inscritos.

Equipes da prefeitura de Rolim estiveram nos locais de provas e orientaram os estudantes sobre importância de manter distanciamento, e ainda disponibilizaram álcool em gel para os candidatos.

Na frente do local de prova em Rolim, antes dos portões abrirem, candidatos tentaram se esconder do sol indo até lanchonetes. Apesar disso, o movimento foi tranquilo em relação aos outros anos de Enem.

Candidatos do Enem tentam fugir do sol e perto dos locais de prova em Rolim de Moura, RO — Foto: Magda Oliveira/Rede Amazônica
Candidatos do Enem aguardando abertura dos portões.

A estrutura do exame segue sendo a mesma do Enem tradicional: as perguntas são diferentes da aplicação regular, mas com o mesmo nível de dificuldade, segundo o governo. Isso é possível porque a prova é elaborada com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI).

O primeiro dia terá prova de linguagens, ciências humanas e a redação. O segundo dia de provas, marcado para quarta-feira (24), será de matemática e ciências da natureza.

Fonte: Rede Amazônica

Na reta final, Lira e Baleia se encontram com aliados

Candidatos à presidência da Câmara, cuja eleição ocorre em 1º de fevereiro, participaram de almoço e reunião em Brasília

Em meio à reta final da eleição para a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, na próxima segunda-feira (1º), os principais candidatos se encontraram nesta sexta-feira (29) com aliados e bancadas apoiadoras.

Arthur Lira (PP-AL), apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), se encontrou com integrantes do Republicanos. Na sequência, compareceu a almoço promovido pela Frente Parlamentar Evangélica.

O postulante irá se reunir, durante à noite, com parlamentares da bancada da agropecuária, uma das mais numerosas da Casa Legislativa. Segundo a assessoria de imprensa do deputado, a expectativa é que o encontro reúna 130 pessoas.

Patrocinado pelo atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), o candidato Baleia Rossi (MDB-SP) teve reuniões ao longo do dia em Brasília. Nas redes sociais, compartilhou apoio dado pelos deputados federais Tabata Amaral (PDT-SP) e Felipe Rigoni (PSB-ES).

A campanha do emedebista enfrenta defecções nos últimos dias, inclusive do partido de Maia. Na última quinta-feira (28), o candidato acusou o Palácio do Planalto de interferir na disputa do comando da Casa.

No dia anterior, Bolsonaro informou ter pretensão de ‘influir’ no pleito legislativo. “Vamos, se Deus quiser, participar e influir na presidência da Câmara com esses parlamentares, de movo que possamos ter um relacionamento pacífico e produtivo para o nosso Brasil”, afirmou.

Fonte: R7