Câmara Municipal aprova Lei que autoriza Município a comprar vacinas para COVID-19

Sobre isso, declarou o presidente da Câmara Municipal, Edwilson Negreiros

Porto Velho, RO – A aquisição das vacinas, ainda segundos os termos do diploma aprovado, somente será autorizada mediante a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

A Câmara de Porto Velho aprovou em sessão extraordinária realizada na última segunda-feira (08) o Projeto de Lei 4128/21, de autoria de todos os membros da Casa de Leis-mirim.

Com isso, o Legislativo municipal institui normativa legal para que o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, do PSDB, compre vacinas para combater o Coronavírus (COVID-19/SARS-CoV-2).

Isto, na hipótese de o governo federal descumprir o Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a COVID-19. Ou ainda se não houver cobertura imunológica em tempo hábil e em doses suficientes para conter a pandemia, “observadas as legislações federal e estadual pertinentes”.

A aquisição das vacinas, ainda segundos os termos do diploma aprovado, somente será autorizada mediante a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Sobre isso, o presidente da Câmara Municipal, Edwilson Negreiros, do PSB, declarou:

“O Poder Legislativo municipal precisa agir sempre a favor da vida. No caso, é necessário impor agilidade a m de que a Prefeitura de Porto Velho adquira vacinas o quanto antes, desde que aprovadas pelo órgão sanitário federal responsável, ou seja, a Anvisa”, sacramentou

E complementou: “Havendo capacidade gestora para agir por conta própria, é dever do prefeito ir adiante na questão das compras; o nosso, por outro lado, é criar o campo legislativo a m de que ele possa fazê-lo”, explicou.

O Projeto de Lei foi concebido pelos vereadores: Edwilson Negreiros (PSB), Marcelo Reis (PSDB), Jurandir Bengala (PL), Ellis Regina (Podemos), Isaque Machado (Patriota), Márcio Pacele (PSB), Aleks Palitot (PTB), Márcio Oliveira (MDB), Vanderlei Silva (Republicanos), Dr. Júnior Queiroz (PL), Edevaldo Neves (PROS), Dr. Macário Barrors (Podemos), Wanoel Martins (PV), Rai Ferreira (PSD), Paulo Tico (Avante), Edmilson Dourado (Avante), Valtinho Canuto (DEM), Márcia Socorrista de Animais (PP), Fogaça do Site O Observador (Republicanos), Carlos Damasceno (Patriota) e Dr. Gilber (Podemos).

CAMARA

Fonte: Assessoria

Prefeito de Porto Velho diz que prefeitura tem dinheiro em caixa para comprar vacina

Hildon Chaves, falou sobre as tratativas para comprar vacina, caso o Ministério da Saúde demore na distribuição.

Porto Velho, RO – O prefeito Hildon Chaves (PSDB) informou que a prefeitura de Porto Velho tem dinheiro em caixa para comprar a vacina contra o coronavírus, caso o imunizante seja liberado e o Ministério da Saúde atrase ou demore distribuir as doses aos estados e municípios.

De acordo com o chefe do executivo, em uma conversa com jornalistas, a capital teria R$ 10 milhões reservados para comprar a vacina da Coronavac.

“Nós assinamos um termo, como uma espécie de pré-compra, de 80 mil doses do Instituto Butantan. Nós vamos deixar bem claro que nós não estamos, de maneira alguma, descartando o programa nacional de imunização. Isso é responsabilidade do Ministério da Saúde, mas às vezes governo federal tem mantido uma postura errada: hora se posiciona a favor da vacina, hora se posiciona de forma contrária”, disse Hildon em coletiva.

Se Porto Velho adquirir estas doses, idosos, trabalhadores da saúde e indígenas entrariam no grupo prioritário municipal de vacinação, onde serão duas doses por pessoa.

Ainda segundo Hildon, se a vacina distribuída pelo governo federal chegar primeiro, a prefeitura não vai adquirir estas vacinas da Coronavac sim seguir o cronograma do Ministério da Saúde.

O governo de São Paulo, onde fica o Butantan, informou nesta quinta-feira (7) que a CoronaVac registrou 78% de eficácia nos testes clínicos feitos no Brasil. A vacina contra a Covid-19 é desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

A vacina garantiu a proteção total (100%) contra mortes, casos graves e internações nos voluntários vacinados que foram contaminados.

Nesta quinta-feira foi enviado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o pedido de uso emergencial da CoronaVac, de forma emergencial.

Por Rede Amazônica

Israel quer comprar mais 1 esquadrão de caças F-35 antes da saída de Trump

Anteriormente estes aviões somente estavam disponíveis para Israel na região

Benny Gantz, o ministro da Defesa de Israel, afirmou nesta segunda-feira (4) que quer que o país compre um terceiro esquadrão de aviões de guerra F-35 dos EUA.

Ele espera ainda que o acordo de fornecimento possa ser fechado antes da chegada do novo presidente Joe Biden, que toma posse em 20 de janeiro.

Israel tem estado em negociações com Washington sobre como preservar sua vantagem militar após a administração Trump aprovar no ano passado uma possível venda de seus caças F-35 para Emirados Árabes Unidos. Anteriormente estes aviões somente estavam disponíveis para Israel na região.

“Sem dúvida, precisamos expandir o agrupamento dos F-35. Agora temos dois esquadrões. Eu creio que vamos expandir isso. Foi isso que pedi aos americanos”, disse Benny Gantz ao canal Ynet TV.

Eu compraria outro esquadrão de F-35 e em seguida examinaria o que fazer com o balanço – continuar expandindo [a aquisição] dos F-35, optar por F-15?”, disse.

Caça F-35 da Força Aérea dos Estados Unidos, foto de arquivo
© AP PHOTO / RICK BOWMERCaça F-35 da Força Aérea dos Estados Unidos, foto de arquivo

O ministro israelense não especificou quantos caças F-35 teria o novo esquadrão. Autoridades da Defesa do país informaram que os dois esquadrões já encomendados por Israel consistem de 50 aviões, escreve agência Reuters.

Ao ser perguntado se o país poderia concluir um acordo de aquisição antes da saída de Trump, ele disse: “Espero que sim. Eu penso que o orçamento de defesa precisa ser manuseado corretamente, ser salvaguardado. É uma espécie de apólice de seguro ativa”.

Fonte: Sputnik

%d blogueiros gostam disto: