Fale conosco pelo WhatsApp(69) 99916-3250

Ipem alerta consumidores na compra de presentes para o Dia das Crianças em RO

De acordo com o Instituto de Peso e Medida, os brinquedos fabricados devem obedecer às normas de segurança.

O Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia chama a atenção de pais e responsáveis para o ato da compra de brinquedos no período de Dia das Crianças, comemorado no dia 12 de Outubro. A ação visa priorizar a segurança e a saúde das crianças.

Uma das recomendações do Ipem-RO para os pais e familiares é a conferência se o produto está ou não certificado com o selo do Inmetro com logo do organismo certificador. “Caso não contenha o selo, os produtos não podem ser comercializados, visto que são brinquedos que podem colocar em risco a saúde e a segurança das crianças”, pontuou o presidente do Instituto, Aziz Rahal Neto.

De acordo com o diretor técnico do Ipem-RO, Igor Argento, os brinquedos fabricados sem obedecer às normas de segurança podem conter, dentre suas características: uma tinta imprópria, ou mesmo possuir componentes que contaminariam o organismo da criança quando estiver brincando. Além disso, partes cortantes podem causar ferimentos, brinquedos sem a certificação podem propagar chamas, ou emitir ruídos exagerados, e devem ser evitados.

Além do selo de verificação, os pais também devem ficar atentos à faixa etária a qual o brinquedo é destinado, observando as indicações e instruções na embalagem do produto.

O consumidor que encontrar ou suspeitar de alguma irregularidade em produtos à venda nos supermercados pode relatar o ocorrido à Ouvidoria do Ipem, pelo e-mail ouvidor@ipem.ro.gov.br ou ainda pelo telefone (69) 98479-9055 (via Whatssap).

Fonte: Ipem

Dia dos Pais podem aumentar vendas é o que diz Levantamento do Ibevar

Enquanto vendas online sobem, as do comércio tradicional têm queda

Um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo (Ibevar) sobre a intenção de compra de presentes para o dia dos pais mostrou que nas duas semanas que antecedem a data há tendência de aumento na comparação com o mesmo período do ano passado. Entre as categorias tradicionais de produtos presenteados, a pesquisa notou aumento na intenção de comprar de 48,9% para TV, 48,1% para notebooks, 25,4% para smartphones, 48,9% para adega e 48,9% para ferramentas.

“O que explica esse aumento da intenção de compra em 2020 é o crescimento muito grande das vendas online e o fato de as pessoas que estão isoladas em suas casas precisam demonstrar de alguma forma sua presença e o seu vínculo afetivo com a família, que de alguma forma acaba sendo prejudicado pelo isolamento prolongado”, afirmou o presidente do Ibevar, Claudio Felisoni.

Apesar do aumento das vendas online, Felisoni disse que esse tipo de comercialização não compensará a queda das vendas físicas no varejo. “Temos assistido uma queda significativa do varejo motivada pelas questões relacionadas à pandemia de covid-19, pelo desemprego e pela insegurança das pessoas que estão empregadas”, disse o presidente do Ibevar.

Felisoni ressaltou que as promoções devem ocorrer como é natural para as datas comemorativas. “Os produtos não têm muita diferença de uma loja para a outra, o que diferencia é o preço e as condições de pagamento. Portanto, é natural que as promoções sejam acirradas por conta da intensificação da competição”.

Fonte: Aline Leal A/B