Emater distribui máscaras para famílias de vulnerabilidade social em Ji-Paraná

Escritório local da Emater tem a missão de entregar 2.700 protetores faciais nesta primeira etapa de distribuição.

As máscaras foram confeccionadas em tecido duplo e reutilizável.

Moradores das áreas urbana e rural de Ji-Paraná em situação de vulnerabilidade social começaram a receber gratuitamente as máscaras de uso pessoal contra o coronavírus.

A proteção facial pode ser retirada na sede do escritório da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater).

A doação de máscaras é uma iniciativa da primeira dama Luana Rocha, titular da Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Seas), por meio do projeto Previna-se, ação do Governo de Rondônia no enfrentamento à pandemia de Covid-19.

O projeto Previna-se utilizou recursos do Fundo Estadual de Erradicação da Pobreza (Fecop) na aquisição de 248 mil máscaras em tecido a ser doadas à população vulnerável.

O escritório local da Emater tem a missão de entregar 2.700 protetores faciais nesta primeira etapa de distribuição. Nova remessa está prevista para ser distribuída pela Seas em parceria com a Emater a partir de setembro.

O objetivo do Governo Estadual, por meio da Seas, é proporcionar às pessoas de baixa renda a proteção individual como mais uma medida adotada no enfrentamento à proliferação do coronavírus. As máscaras foram  confeccionadas em tecido duplo e reutilizável, conforme as orientações dos organismos sanitários oficiais.

Os produtores rurais inseridos no contexto de vulnerabilidade social também terão direito ao benefício. Para tanto basta procurar o escritório local da Emater para fazer a retirada. Imprescindível que o interessado apresente documento de identificação.

Fonte: Emater

Profissionais da Segurança recebem doação de EPIs em RO

Doação é do Ministério da Economia, que repassa à Secretaria de Segurança Nacional.

A Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) mais uma vez concluiu com a distribuição de equipamentos de proteção individual (EPIs) para profissionais que atuam no combate ao Covid-19. Essa é a segunda grande entrega que está sendo feita pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) para o Estado de Rondônia.

Ao todo, foram entregues 8.247 unidades de álcool etílico em gel de 500 ml, no valor de R$ 48.739,77,982; unidades de aventais, no valor de R$ 9.751,26; 156.670 unidades de máscaras descartáveis tripla proteção, no valor de R$ 195.837,50; 942 unidades de máscaras descartáveis, tipo respirador (PFF 3-N-95), no valor de R$ 8.327,28; e 294 unidades de óculos de proteção, no valor de R$ 1.487,64.

Os contemplados pela doação são os profissionais que atuam diretamente no combate à criminalidade: Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica (Politec) e Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia.

Fonte: Sesdec

Missão Humanitária do Brasil que viajou para o Líbano retorna

Equipes da delegação brasileira levou equipamentos médico e alimentos, para Beirute que foi devastada por uma grave explosão no porto da cidade.

Os integrantes da comitiva brasileira que viajou ao Líbano na última quarta-feira (12) chegaram há pouco a Brasília. Segundo a Força Aérea Brasileira, os dois aviões em que a delegação viajou, um KC-390 Millennium e um VC-2 (Embraer 190), deixaram a capital libanesa, Beirute, no início da tarde de ontem (14) e pousaram no Distrito Federal pouco depois das 9 horas de hoje (15), tendo feito paradas técnicas para reabastecimento no percurso. 

Chefiada pelo ex-presidente da República Michel Temer, a delegação acompanhou o transporte de seis toneladas de alimentos e medicamentos que o Estado brasileiro doou ao Líbano. A doação, de caráter humanitário, visa a ajudar a população libanesa, minimizando as consequências de uma grave explosão ocorrida no último dia 4, em um armazém da região portuária de Beirute, onde cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amônio estavam armazenadas.

O total de mortes em decorrência da força da explosão que destruiu a região com a força de uma bomba já passa de 100. Além disso, o porto de Beirute era o principal local de armazenamento de grãos do país. Com a explosão, restaram reservas de grãos suficientes para alimentar a população, de cerca de 6,8 milhões de habitantes, por menos de um mês.

Além de seis toneladas de alimentos, medicamentos e insumos básicos de saúde (antibióticos, corticoides, analgésicos, ataduras, seringas, cateteres, máscaras cirúrgicas e 300 ventiladores pulmonares), o Brasil doou mais 4 mil toneladas de arroz que estão sendo transportadas para o Líbano a bordo de navios. Com a comitiva brasileira viajaram peritos brasileiros em explosões e incêndios que permanecerão no país até o fim do mês, ajudando as autoridades locais e identificando outras situações em que o Brasil possa ajudar.

Além de Temer, que é filho de libaneses e, ontem (14), se reuniu com o primeiro-ministro interino do Líbano, Hassan Diab, integraram a delegação brasileira os senadores Nelson Trad Filho e Luiz Pastore, o secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Flávio Viana Rocha, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, entre outros membros nomeados pela Presidência da República.

Fonte: Denise Griesinger A/B

Município recebe doações de EPIs da Santo Antônio Energia

Usina doou tubos cônicos, termômetros infravermelho de testa, aventais, oxímetros de pulso e mil unidades de testes rápidos para Covid-19

A Prefeitura de Porto Velho recebeu mais uma doação importante para área da Saúde. A Santo Antônio Energia entregou centenas de caixas de equipamentos de proteção individual (EPIs), contendo, tubo cônico (500 unidades), termômetro infravermelho de testa (20 unidades), avental de proteção manga longa (3.000 unidades), oxímetro de pulso (150 unidades) e testes rápidos para Covid-19 (1.000 unidades).

Os itens foram recebidos pelo prefeito Hildon Chaves e pela secretaria municipal de Saúde (Semusa), Eliana Pasini. Para o prefeito, doações que reforcem a segurança clínica para servidores da saúde e pacientes são sempre bem-vindas neste momento de crise mundial.

Materiais de EPI’s

“Há uma dificuldade de todos os órgãos públicos para aquisição de EPIs, insumos e equipamentos, em razão desta grande demanda. Por isso, essa doação tem tanta importância para o município de Porto Velho. Isso só vem ressaltar, a grande responsabilidade social da Santo Antônio Energia e o compromisso que ela tem dentro das comunidades em que atuam e de suas operações”, disse Hildon.

O prefeito agradeceu à empresa, representada na ocasião pelo diretor de Operações, Dimas Maintinguer, e disse esperar que a Santo Antônio Energia mantenha os programas sociais que atendem à população.

Desde o início da pandemia, o diretor de operações informou que vem sendo adotadas medidas estratégicas de atuação, bem como apoio aos órgãos de saúde como, por exemplo, doação de kits diagnósticos para o Laboratório Central de Saúde Pública de Rondônia (Lacen) e milhares de máscaras para o Governo de Estado, além de cestas básicas, itens de higiene pessoal, materiais de limpeza, máscaras, álcool em gel e combustível para motor gerador de energia para comunidades indígenas.

Um dos suportes mais importantes à municipalidade, entretanto, foi a reforma e ampliação da Unidade de Pronto de Atendimento (UPA) do distrito de Jaci-Paraná, entregue há 10 dias à população.

Fonte: Comdecom

Semusa recebe novas doações da usina Jirau no enfrentamento do coronavírus

A empresa entregou outra grande quantidade de equipamentos de proteção individual

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) recebeu 22.800 mil máscaras cirúrgicas doadas pela Energia Sustentável do Brasil (ESBR), responsável pela Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau. No final de maio, a empresa entregou ao município outros Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como luvas e aventais.

As doações estão sendo realizadas através do “Projeto PVH contra o coronavírus”, desenvolvido pela ESBR, com recurso financeiro captado junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDS). Até agora foram entregues 9.480 mil aventais descartáveis, 800 aventais cirúrgicos, 5 mil pares de luvas de procedimento, 22 mil máscaras cirúrgicas e 6.500 hastes (swab) utilizadas na coleta de material biológico para detecção do novo coronavírus.

Os itens recebidos estão sendo distribuídas, pela Semusa, nas unidades de saúde conforme demanda apresentada, inclusive na zona rural, distritos, UPAs Sul, Leste, Jaci, Pronto Atendimentos e Centros de atendimento ao coronavírus.

Equipamentos de Proteção doações da Usina de Jirau

“Estamos realmente muito agradecidos pelas doações da Usina Jirau, que vem nos ajudando muito. Essas parcerias têm sido fundamentais no enfrentamento da Covid-19, proporcionando melhoria do atendimento populacional e garantindo segurança aos profissionais de saúde”, agradeceu a secretária da Semusa, Eliana Pasini.

Para a Usina Jirau, esta é uma das ações de responsabilidade social que a empresa exerce na região. “Nossa responsabilidade social passa também pelo apoio ao Município neste momento tão sensível pelo qual estamos vivendo, na prevenção e tratamento da COVID-19. Hoje o nosso esforço está concentrado em prol da saúde de todos”, ressalta o diretor administrativo da Usina Jirau, Júlio Freitas.

Fonte: Semusa