Inep divulga gabaritos oficiais do Enem; confira

Exame teve mais de 3,1 milhões de inscritos

Gabarito do Enem impresso 2021.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) deve divulgar nesta quarta-feira (1º) o gabarito oficial das provas objetivas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021. O Enem foi aplicado nos dois últimos domingos, 21 e 28 de novembro, para mais de 3 milhões de estudantes em todo o país.

A previsão para a divulgação do resultado final é dia 11 de fevereiro de 2022, de acordo com o presidente do instituto, Danilo Dupas. Neste ano os participantes resolveram questões de matemática, ciências da natureza, ciências humanas e linguagens. Também fizeram a prova de redação. 

As notas do Enem podem ser usadas para acessar o ensino superior e participar de programas como o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que oferece vagas em instituições públicas, o Prouni (Programa Universidade para Todos), que disponibiliza bolsas de estudo em instituições privadas, e o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que oferece crédito estudantil.

Pedidos de reaplicação do exame

O participante que apresentou sintomas de alguma doença infectocontagiosa, como Covid-19, e não compareceu às provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021 já pode pedir a reaplicação por meio da Página do Participante. O prazo é até a próxima sexta-feira (3).

O pedido vale tanto para quem perdeu o primeiro, o segundo ou os dois dias de prova. A reaplicação será confirmada por meio da página do participante.

Conforme o edital do exame, são consideradas doenças infectocontagiosas para pedir a reaplicação: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e Covid-19.

O Inep reaplicará as provas em 9 e 16 de janeiro de 2022. Na ocasião, também será feita a aplicação das provas para pessoas privadas de liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) 2021.

Fonte: R7

Mais de 29 mil candidatos realizam prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em RO

No Brasil, ao todo, 3,1 milhões de candidatos devem fazer o exame em mais 1,7 mil municípios.

Enem 2021: Candidatos esperam abertura dos portões para primeiro dia de prova em Vilhena, RO — Foto: Maelly Nunes/Rede Amazônica
Enem 2021: Candidatos esperam abertura dos portões para primeiro dia de prova em RO

A estimativa é de que mais de 28 mil candidatos realizaram a prova no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 em Rondônia, neste domingo (21). Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), são 17.853 são mulheres e 10.176, homens. A informação não contabiliza ainda os ausentes. No Brasil, ao todo, 3,1 milhões de candidatos devem fazer o exame em mais 1,7 mil municípios.

Neste domingo, os candidatos respondem a questões objetivas de linguagens e ciências humanas, além de fazer a única prova subjetiva da avaliação, a redação. No próximo domingo (28), quando os candidatos farão as provas de matemática e ciências da natureza.

O exame seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (Prouni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

Fonte: Diário da Amazônia

Enem começa a ser aplicado amanhã em todo o país

Mulheres representam 61,6% dos candidatos inscritos

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 começa a ser aplicado amanhã (21) em todo o país nas modalidades impressa e digital. Tanto as provas quanto o tema da redação serão iguais nas duas modalidades. Ao todo, 3,1 milhões de candidatos farão o exame. 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização das provas, divulgou nesta semana os números oficiais do exame, que é a principal forma de ingresso no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), de obtenção de bolsas por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni) e de participação no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 

Ao todo, 3.109.762 de candidatos farão o Enem impresso e 68.891, o Enem digital. A maioria está nos estados de São Paulo (470.809), Minas Gerais (300.868) e Bahia (239.101). As mulheres representam 61,6% dos candidatos e as pessoas negras, soma de pretos e pardos, 54% dos inscritos. 

O Enem impresso será realizado em 11.074 locais de prova em 1.747 municípios. Nessa modalidade, são mais de 460 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame, entre coordenadores estaduais, municipais, aplicadores, corretores de redação e supervisores. Quase 50 mil pessoas atuam apenas no transporte, segurança e distribuição das provas. Outros mais de 20 mil profissionais dos Correios também fazem parte da operação. 

Já o Enem digital envolve mais de 17 mil pessoas na realização das provas. O exame nesse formato será aplicado em 831 locais de prova em 99 municípios. 

Este será o segundo Enem aplicado neste ano, já que as provas de 2020 foram adiadas por causa da pandemia e acabaram sendo aplicadas em janeiro e fevereiro.

O que é preciso saber 

Assim como a edição de 2020, o Enem 2021 terá regras especiais devido à da pandemia. O uso de máscara facial será obrigatório nos locais de aplicação. Participantes que estiverem com covid-19 ou com outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer ao exame e podem solicitar a reaplicação. O descumprimento das regras poderá levar à eliminação do candidato.

No dia da prova, além da máscara de proteção facial, é obrigatório levar documento de identificação original, com foto. Não são aceitos documentos digitais. Entre as identificações aceitas estão a Carteira de Identidade (CNH), o passaporte e a Carteira de Trabalho emitida após 27 de janeiro de 1997. 

Outro item obrigatório é a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente. Ela é necessária para preencher o cartão de respostas no Enem impresso e para escrever a redação tanto no Enem impresso quanto no Enem digital. É recomendado ainda que os participantes levem lanche e água, já que a prova tem uma duração longa. 

É recomendado também que se leve no dia do exame o Cartão de Confirmação da Inscrição. Nele está, entre outras informações, o local de prova. O cartão pode ser acessado na Página do Participante

Caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, também, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho. 

Primeiro dia de prova 

No primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, no próximo domingo (21), os candidatos farão, além das provas objetivas de linguagens e ciências humanas, a única prova subjetiva da avaliação, a redação.

Os portões abrem às 12h e fecham às 13h. Não é permitido entrar após o fechamento dos portões. As provas começam a ser aplicadas às 13h30 e terminam às 19h. O horário é o de Brasília. No próximo domingo (28), os participantes fazem as provas de matemática e ciências da natureza.

Questões do Enem

Para testar os conhecimentos, os estudantes podem acessar gratuitamente o Questões Enem, um banco que reúne todas as questões do Enem de 2009 a 2020. No sistema, é possível escolher quais áreas do conhecimento se quer estudar. O banco seleciona as questões de maneira aleatória. 

Fonte: Maria Claudia A/B

PM desencadeia “Operação Enem” para reforçar segurança durante aplicação de provas em Rondônia

Em Rondônia, 28.705 estudantes vão participar do exame e em todo o Brasil.

Visando reforçar a segurança para a aplicação das provas presenciais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que vão acontecer nos dias 21 e 28 de novembro, a Polícia Militar de Rondônia (PMRO) montou um planejamento estratégico que será utilizado nos dias de aplicação das provas.

Em Rondônia, 28.705 estudantes vão participar do exame e em todo o Brasil, serão mais de três milhões de inscritos, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Governo Federal.

Segundo o coordenador de comunicação da Polícia Militar, major pm Alex Miranda, o plano estratégico elaborado segue os padrões que foram executados em anos anteriores, com a missão de escolta das provas para todo o Estado, além do policiamento ostensivo, executado ao redor das escolas durante a execução das provas.

“A Polícia Militar estará trabalhando com o efetivo que atua não somente no operacional, mas também na área administrativa, sendo um reforço geral do policiamento. Cada unidade é responsável pelo planejamento em suas áreas de atuação, e estará alocando o efetivo de cada unidade”, disse major Miranda.

Sobre o início da operação, Miranda ressaltou que as atividades terão início imediato a partir do momento em que as provas saírem do 5º Batalhão de Engenharia e Construção (BEC), em Porto Velho, com destino as 98 escolas onde o Enem será aplicado no Estado.

O coordenador de comunicação da PMRO explicou ainda que ao redor das escolas, o policiamento será executado de forma móvel, por meio de patrulhas e policiamento fixo, a pé. A Polícia Civil estará dando apoio, atuando em casos de flagrantes de delito.

Major Miranda afirma que o trabalho que será executado durante os dias de provas, é de extrema importância. “Além de ter um policiamento ostensivo dentro das escolas, que dá todo o embasamento para as comissões do Enem trabalhar, também terá o policiamento preventivo ao redor das escolas. Quaisquer tipos de eventuais crimes serão investigados, como furto, roubo a pessoa, entre outros. A presença da policial nas redondezas dos locais de prova, mantém a sensação de segurança com o efetivo maior nas ruas”, finaliza Alex Miranda.

Fonte: Assessoria

Enem 2021 terá medidas de segurança contra covid-19

Uso de máscaras será obrigatório nos locais de aplicação das provas

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 terá medidas de segurança contra a covid- 19. Assim como na edição de 2020, o uso de máscara facial será obrigatório nos locais de aplicação. Participantes que estejam com covid-19 ou com outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer ao exame e podem solicitar a reaplicação. O descumprimento das regras poderá levar à eliminação do candidato. 

O Enem, tanto na versão impressa, quanto na versão digital, será aplicado nos dias 21 e 28 de novembro. As regras valem para ambas versões. Dentro de sala, os estudantes deverão permanecer com a máscara durante toda a realização do exame. O edital prevê que a máscara deve ser usada da maneira correta, cobrindo o nariz e a boca. Caso isso não seja feito, o participante será eliminado. Os candidatos poderão levar máscaras para trocar durante a aplicação, seguindo a recomendação de especialistas da área de saúde. 

O equipamento de proteção poderá ser retirado apenas para a identificação dos participantes, para comer e beber. Toda vez que retirarem a máscara, os participantes não podem tocar na parte frontal dela, e devem, em seguida, higienizar as mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador. As mãos devem ser higienizadas também quando os participantes forem ao banheiro e no decorrer do exame. 

Outra regra é o distanciamento social. As salas estarão dispostas de forma a assegurar a distância entre os participantes. 

Candidatos diagnosticados com covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas na semana que antecede o primeiro ou o segundo dia de prova do Enem, não devem comparecer aos locais de prova e podem solicitar a reaplicação do exame. Além da covid-19, essa regra se aplica a candidatos com tuberculose, coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela. 

Esses candidatos terão até cinco dias úteis depois do Enem para pedir para participar da reaplicação. O pedido deverá ser feito na Página do Participante, acompanhando de documentos comprobatórios. 

Candidatos devem ficar atentos ao Enem
Candidatos devem ficar atentos às regras do Enem – Arte/ Agência Brasil

Medidas de segurança

O Enem ocorre em um momento em que a vacinação avança no Brasil e há redução nos casos e no número de mortes por covid-19. Mesmo assim, o consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia Marcelo Otsuka ressalta que é importante manter as medidas de segurança, ainda mais em um exame de grandes proporções como o Enem: “Ainda temos pessoas suscetíveis e alguns estudos demonstram que não usar máscara aumenta em torno de duas a três vezes a chance de pegar a infecção, mesmo em países vacinados ou com cobertura vacinal boa. Então, é interessante, nesse momento, que a gente ainda mantenha os cuidados”. 

Além dos cuidados nos locais de prova, Otsuka recomenda que os candidatos tenham cuidado também no momento do deslocamento. “Um dos problemas mais sérios que temos é o momento do transporte para chegar no local. [O participante] acaba se expondo muito e isso, de uma certa forma, é ruim. Então, tem que manter os cuidados no transporte.  A higienização e limpeza adequada do ambiente onde será realizada a prova também é fundamental. De maneira geral, comer no local da prova significa ter que tirar a máscara. Não é o ideal, mas a gente sabe que nem sempre consegue esse tipo de controle, então, que tenha uma higiene adequada, que tenha cuidados adequados também nesses momentos”, diz. 

Conhecer o edital 

Para o coordenador pedagógico do ProEnem, Leandro Vieira, ler o edital do Enem e conhecer as regras do exame é fundamental para que os estudantes não sejam eliminados. “É muito importante que os alunos tenham consciência de tudo que o edital pede e se preparem para isso com antecedência, que não deixem para a última hora”, diz. “Então, separe a máscara antes, deixe junto da caneta e junto da água que você vai levar, para não ter chance de esquecer”, recomenda. 

A dica de Vieira é que os estudantes aproveitem a reta final para rever as regras do exame e para fazer simulados e resolver provas antigas. Na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estão disponíveis as provas e os gabaritos de anos anteriores.  

“É um momento de fazer muitas questões, fazer muito exercício. Usar o exercício como forma de revisão, de retomar o conteúdo”, diz. Ele recomenda ainda que os estudantes simulem o dia do exame, inclusive usando máscara, para ver como se sentirão no dia da prova. “A gente fala em simular a prova, simular tudo da prova, ficar ali 5h, 6h sentado para fazer a prova com os mesmos moldes que vão encontrar no dia. Isso inclui o uso de máscara”, diz. 

Enem 2021

O Enem será aplicado este ano para mais de 3 milhões de estudantes em todo o país. No primeiro dia de prova, os participantes farão as provas de linguagens, ciências humanas e redação. No segundo, matemática e ciências da natureza. Os locais de prova estão disponíveis no Cartão de Confirmação de Inscrição na Página do Participante

O exame seleciona estudantes para vagas do ensino superior públicas, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e serve de parâmetro para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

Enem 2021 - banner
Exame será aplicado para mais de 3 milhões de candidatos- Arte/EBC

Fonte: Agência Brasil

Presidente do Inep garante Enem mesmo após demissão em massa

Danilo Dupas dá explicações na Comissão de Educação da Câmara sobre a saída de funcionários do órgão antes dos exames

O presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Danilo Dupas, participou nesta quarta-feira (10) de audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados após debandada de funcionários da autarquia a duas semanas da realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) — as provas estão marcadas para os dias 21 e 28 deste mês.

Dupas afirmou que todos os exames, Enem e Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), estão garantidos. Disse também que o Saeb (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica) já começou a ser aplicado e que a avaliação continua até o dia 10 de dezembro. O presidente do Inep tranquilizou os estudantes afirmando que as provas já estão prontas e só precisam ser entregues. “Enem e Enade serão realizados normalmente nas próximas semanas”, declarou.

As provas estão armazenadas com segurança, segundo o presidente do Inep. Ele reforçou que os exames serão realizados porque o Inep tem “expertise” em aplicar avaliações. Dupas destacou que o Instituto aplica o Enem há mais de 20 anos e que as demissões não impactarão a realização da prova.

“Todos os funcionários se desligaram do cargo, mas não do Inep e até sair a demissão deverão continuar a trabalhar para que os exames sejam realizados”, afirmou. “Todos os exames estão garantidos neste ano de 2021.”

Os servidores que pediram demissão, mas continuam ocupando seus cargos até que a exoneração seja publicada no Diário Oficial da União e a decisão fica a critério da direção do Inep. Todos esses demissionários são funcionários públicos concursados e continuarão trabalhando no Inep, mas não vão exercer as as funções a que tinham sido designados.

Dupas informou que terá um reunião às 17h com a Assinep (Associação dos Funcionários do Inep) para discutir as demissões e as questões de assédio moral. “Não compactuamos e repudiamos qualquer ato que se enquadre como assédio moral, estamos abrindo o diálogo com a associação a respeito disso.” No entanto, não esclareceu quais foram as denúncias.

Os deputados criticaram duramente a atuação de Dupas à frente do Inep, principalmente a insegurança gerada pela da pela crise interna e as demissões, que podem impactar a realização do Enem. 

A crise no Inep

O Inep é uma autarquia ligada ao MEC (Ministério da Educação) e é responsável pela realização des exames como Enem, também é responsável pela produção de estatísticas e indicadores, e pela gestão do conhecimento e estudos educacionais. Os dados gerados pelo Inep servem de base, por exemplo, para o cálculo do Fundeb, a principal fonte de recursos para a educação no país.

No fim da semana passada, dois coordenadores do instituto, responsáveis por áreas importantes para a realização do Enem, pediram demissão. Na segunda-feira (8), houve demissão em massa, pelo menos 33 servidores deixaram seus cargos. 

Estes servidores enviaram uma carta de demissão em que se justificam dizendo que as decisões sobre o Enem não seguem critérios técnicos. No texto, eles destacam que “não se trata de uma posição ideológica ou de cunho sindical” e alegam “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima do Inep”.

A Assinep (Associação de Funcionários do Inep) promoveu na quinta-feira (4) uma manifestação contra a gestão de Dupas alegando que ele é responsável pelo desmonte do Inep além de promover assédio moral.

Pelas redes sociais, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que o cronograma do Enem está mantido.

Fonte: R7

Segunda edição do “Aulão Enem 2021” acontece nesta sexta-feira em Porto Velho

Aulão também será transmitido on-line, de forma gratuita, via canal da Mediação Tecnológica

 A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), promove nesta sexta-feira (12), das 13 às 17h30, no auditório da Faculdade São Lucas (unidade II), em Porto Velho, a segunda edição do “Aulão Seduc 2021”, que irá acomodar mais de 600 alunos, respeitando o distanciamento social e os protocolos de prevenção à covid-19. O aulão também será transmitido on-line, de forma gratuita, via canal da Mediação Tecnológica.

Segundo a coordenadora Regional de Educação (CRE) da Capital, Ana Cristina Leandro, o aulão tem como proposta oferecer aos estudantes da Rede Estadual, matriculados no 3ª ano do Ensino Médio, as devidas orientações sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

FINALIDADE

“O objetivo é preparar os estudantes para obter sucesso nas avaliações externas, o que inclui a aquisição de habilidades e competências previstas na Matriz de Referência do Enem” explica Ana Cristina Leandro.

CRONOGRAMA

O aulão contará com quatro aulas de 50 minutos que vão abranger disciplinas enquadradas dentro das quatro áreas do conhecimento cobradas pelo Enem, que são: Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

Fonte: Seduc

Ministro da Educação diz que cronograma do Enem será mantido

Segundo Milton Ribeiro, as demissões do Inep não afetarão a aplicação do exame, previsto para 21 e 28 de novembro

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que o cronograma de execução do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021 está mantido e não será afetado. A afirmação em rede social foi feita após debandada de funcionários do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão responsável pela realização do exame.

Segundo o ministro, as provas já estão com a empresa responsável pela aplicação do exame e o instituto monitora a situação para garantir a normalidade de sua execução. 

“O Ministério da Educação informa que o cronograma de execução do Exame Nacional do Ensino Médio 2021 está mantido e não será afetado pelos pedidos de exoneração de servidores do Inep”, afirma a Pasta em nota de esclarecimento, publicada em redes sociais.

O ministro afirma também que “os servidores colocaram à disposição os cargos em comissão ou funções comissionadas das quais são titulares, mas que continuam à disposição para exercer as atribuições dos cargos até o momento da publicação do ato no Diário Oficial da União”.

Às vésperas da primeira prova do Enem, 33 funcionários pediram demissão do Inep nesta segunda-feira (8). Segundo a Assinep (Associação dos Servidores do Inep), mais demissões deveriam ocorrer. A associação “lamenta que a situação tenha chegado a este ponto” e pede atuação do MEC (Ministério da Educação).

As provas do Enem estão previstas para 21 e 28 de novembro, com 3.109.762 candidatos que tiveram a inscrição confirmada.

Fonte: R7

Projeto “Superação” oferece aulas on-line para revisão de conteúdos do Enem 2021 em RO

Atividades começam neste sábado (4). Alunos que tiverem dificuldade de acesso à internet poderão assistir a revisão de forma presencial.

A prefeitura de Porto Velho oferece, a partir deste sábado (4), aulas de revisão para os alunos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. O projeto “Superação” vai ofertar aulas nas áreas de Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens, Redação e Matemática.

De acordo com a administração municipal, as atividades acontecerão no formato híbrido, com aulas on-line aos sábados e de forma presencial para estudantes com dificuldades de acesso à internet e que, além disso, já completaram o ciclo vacinal da vacina contra a Covid-19.

As aulas serão disponibilizadas pelo YouTube e o link será divulgado através das redes sociais do programa. Segundo a prefeitura, “o programa também vai oferecer aulas on-line diárias, das 19h às 22h, através da plataforma digital Cisco Webex”.

O Enem está previsto para acontecer nos dias 21 e 28 de novembro de 2021.

Calendário de aulas

As aulas vão acontecer durante o mês de setembro. A primeira aula acontece neste sábado (4), das 16h às 19h. O tema abordado será: matemática e suas tecnologias. Confira o calendário completo:

  • 04 de setembro: Matemática
  • 11 de setembro: Ciências da Natureza
  • 18 de setembro: Linguagens e Redação
  • 25 de setembro: Ciências Humanas

Aulas presenciais

A prefeitura explicou que, para os estudantes interessados em participar das aulas presenciais, um e e-mail de solicitação deve ser enviado para: prevestpvh@gmail.com.

As aulas acontecerão no auditório da Escola Major Guapindaia, localizada na rua Padre Chiquinho, bairro São João Bosco, com a presença de professores já atuantes no programa, além da participação de professores convidados.

Fonte: Comdecom

Enem 2021 tem 3,1 milhões de inscrições confirmadas

Provas serão nos dias 21 e 28 de novembro

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 teve 3.109.762 pessoas com a inscrição confirmada, após o pagamento da taxa de R$ 85..

Para a versão em papel, o Inep registrou 3.040.871 inscritos. Para a modalidade digital, foram confirmados 68.891 participantes. As duas versões serão aplicadas nas mesmas datas: 21 e 28 de novembro.

O Enem Digital será exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou está concluindo essa etapa em 2021. Assim, os inscritos que desejam fazer o exame para fins de autoavaliação — os chamados “treineiros” — participarão do Enem impresso. Cabe destacar que, nesta edição, ambas as versões terão itens de prova iguais e mesmo tema de redação.

Para verificar a situação da inscrição, o candidato deve entrar na Página do Participante com o login único dos portais gov.br. Na mesma página, os inscritos podem acompanhar o andamento das solicitações feitas, bem como entrar com possíveis recursos. Caso o participante não lembre a senha, é possível recuperá-la acessando o sistema do governo federal, informando o número do CPF e seguindo as instruções que forem apresentadas.

Educação superior

O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica e é uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil. Com a nota do Enem, o estudante pode pleitear uma vaga em uma universidade pública, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou participar de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Fonte: Agência Brasil

%d blogueiros gostam disto: