Praça das Três Caixas d’Água terá construção de memorial em Porto Velho

Semdestur discute revitalização da Praça das Três Caixas d'Água | Tudo  Rondônia - Independente!

O projeto é idealizado pela Semdestur.

A secretária municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, Glayce Bezerra e a secretária de Resolução Estratégica de Convênios e Contratos, Rosineide Kempim, juntamente com técnicos das respectivas secretarias, se reuniram na manhã desta segunda feira (25), para discutir propostas sobre a revitalização da Praça das três Caixas.

O projeto foi idealizado pela Semdestur e dentre as propostas está a construção de um memorial que retrate a história das Caixas D’água, a construção de um calçadão criativo, ligando a Praça das três Caixas D’água à Praça Aluízio Ferreira, e a revitalização de toda a praça, com iluminação cênica para show de luzes.

Na ocasião a Semdestur apresentou a parte bibliográfica do projeto e solicitou a intervenção da Semesc, por meio da equipe de engenharia e arquitetura, que se colocou à disposição para atender a solicitação e demandou para à equipe de arquitetura o início dos trabalhos para apresentação do projeto arquitetônico.

O projeto colaborará no desenvolvimento do turismo projetando perspectivas para a resignificação daquele espaço, permitindo tanto ao poder público quanto à iniciativa privada tomar decisões cada vez mais objetivas e acertadas, atendendo a sociedade de forma inovadora, democrática e sustentável.

Segundo a secretaria da Semdestur, de acordo com a Organização Mundial do Turismo, a inovação é essencial para a competitividade e a sobrevivência econômica do turismo.

Fonte: SMC

Equipes da Emdur inspecionam as necessidades dos espaços públicos da capital

Entre os equipamentos públicos visitados pela equipe técnica da Emdur está o campo Tucuruí, no bairro Caladinho

Por meio da Empresa de Desenvolvimento Urbano (Emdur), a Prefeitura de Porto Velho está dando continuidade ao Programa de Revitalização da Iluminação em Espaços e Equipamentos Públicos (Proequipa). Essa semana realizou vistorias em alguns locais da zona Sul da cidade, que necessitam de novas intervenções.

Entre os equipamentos públicos visitados pela equipe técnica da Emdur estão o campo Tucuruí, localizado no bairro Caladinho e o espaço onde todos os anos é realizado o arraial Flor do Cacto, no bairro Cidade Nova.

“Foram listadas todas as necessidades desses espaços para que sejam sanadas o quanto antes possível e fiquem aptos para o lazer dos moradores durante a noite, proporcionando mais segurança aos frequentadores”, frisou o diretor técnico da Emdur, Eduardo Pires, acrescentando que o vereador Edmilson Dourado acompanhou a vistoria.

Fonte: SMC

Novas medidas para o ‘Plano Todos Por Rondônia’ começam nesta quarta-feira (15)

Segundo a equipe técnica do estado, com a nova reclassificação para cada município a mudança é de que entrem em fases com maior permissão de atividades econômicas e inclusive reabertura do comércio.

Equipe técnica do Governo aponta estratégias adotadas para equilíbrio entre saúde e economia

Em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (13), a equipe técnica do Governo de Rondônia anunciou que as novas classificações dos municípios nas fases do Plano Todos Por Rondônia, que serão feitas ainda hoje, passam a vigorar a partir de quarta-feira (15) e já sinaliza a ampliação de atividades econômicas.

A equipe também reforçou, que as medidas que norteiam o Plano consideram, em especial, a preocupação com a saúde de cada um dos rondonienses, e tem como base critérios técnicos e a construção conjunta através do diálogo com Poderes e demais atores sociais de estratégias que beneficiem e protejam a população.

As novas classificações dos 52 municípios serão feitas através de portaria que deve ser publicada nesta segunda-feira (13), considerando a alteração feita pelo decreto publicado na última sexta-feira (10). O decreto alterou o critério da taxa de casos confirmados, que inclui óbitos e recuperados, pessoas que não ameaçavam demanda futura de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), por taxa de crescimento de casos ativos, esses sim sinalizam demanda por leitos de UTI; e manteve o critério de taxa de ocupação de leitos de UTI.

Desta forma, para um município avançar em fases de maior ampliação de atividades econômicas, a taxa de crescimento de casos ativos e de leitos de UTI não podem alcançar índices que ameacem colapso na saúde. Com a mudança na matriz de reclassificação, a sinalização é de que os municípios entrem em fases com maior permissão de atividades econômicas.

Porto Velho, por exemplo, apresenta uma expectativa de avançar para a fase 3, a de abertura comercial seletiva. Nesta, são permitidas todas as atividades econômicas, exceto casas de show, bares e boates, eventos com mais de dez pessoas, cinemas e teatros, balneários e clubes recreativos, cursos e afins para pessoas com menos de 18 anos, cursos profissionalizantes e capacitações em instituições públicas, cursos e afins com mais de 10 pessoas.

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, que está de quarentena devido a primeira-dama ter recebido diagnóstico positivo para Covid-19, foi representado na coletiva pelo chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, que reforçou que o governador tem seguido firme no enfrentamento à pandemia, considerando o principio de responsabilidade com a saúde da população, responsabilidade com a transparência e com o compromisso de buscar as melhores práticas para evitar a disseminação do contágio.

Ele destacou que Rondônia, assim como o mundo inteiro, não tinha um manual de instrução para enfrentar a pandemia, mesmo assim foram criados leitos exclusivos de UTI para tratamento da Covid-19, que já são mais de 160. O Estado alcançou o primeiro lugar no Brasil em testagem da população e possui baixa letalidade, com apelo para que população receba já na Atenção Básica o tratamento com protocolo de medicamentos, para evitar o agravamento de casos.

”Apesar de todas as pressões, o governador decidiu seguir uma estratégia: responsabilidade, respeitando seu corpo de técnico de saúde, epidemiológico, estatístico; formando gabinete de crise com todos os Poderes, com seus secretários, pessoas de representatividade à sociedade e de órgãos de controle. Muitos falaram que não havia diálogo, mas o diálogo fez parte de todo esse momento com constantes reuniões, e isso é que nos faz chegar aos objetivos”, disse Júnior Gonçalves.

O secretário de Estado de Finanças (Sefin), Luís Fernando Pereira da Silva, reforçou que o objetivo principal do Plano Todos Por Rondônia, que avalia resultados e define reclassificações a cada ciclo de 14 dias, é evitar o colapso na saúde. ”Graças a Deus esse objetivo tem sido alcançado. Rondônia, ao contrário de outros estados, não tem tido colapso no sistema de saúde e estamos aprimorando constantemente as estratégias do plano”, explica.

A mudança do critério de casos confirmados para casos ativos na matriz de reclassificação do plano, também foi apontada como medida positiva para equilíbrio entre saúde e economia em Rondônia. ”Com esse aprimoramento, a gente consegue manejar a maior ampliação ou restrição de atividades econômicas de cada município de forma mais adequada, e assim evita-se colocar municípios em fases restritivas sem necessidade. Rondônia, em boa parte dos municípios, tem reduzido o número de casos ativos, estão em fase de estabilização, tendendo à redução”.

Poupando a economia de sacrifícios desnecessários, Rondônia planeja a retomada gradual da economia.

Fonte: Secom-RO

%d blogueiros gostam disto: