Polícias de nove estados fazem operação de combate a crimes digitais

Terceira fase da Operação 404 mira pirataria digital internacional

Sob a coordenação da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), foi deflagrada, nesta quinta-feira (8), a terceira fase da Operação 404, com o objetivo de combater crimes de pirataria digital.

As ações estão executadas pelas Polícias Civis de nove estados: Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Rondônia, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Os policiais cumprem 11 mandados de busca e apreensão, além do bloqueio e/ou suspensão de sites e aplicativos de streaming ilegal de conteúdo, desindexação de conteúdo em mecanismos de busca e remoção de perfis e páginas em redes sociais.

A ação integrada no combate à pirataria online conta também com a colaboração das embaixadas dos Estados Unidos (Homeland Security Investigations (HSI) e Departamento de Justiça do Reino Unido no Brasil (IPO – Intellectual Property Office e PIPCU – Police Intellectual Property Crime Unit).

Fonte: Agência Brasil

Populares se reúnem e fazem oração em frente ao hospital de campanha (veja o vídeo)

Fiéis se reúnem para orar por profissionais da saúde e pacientes internados no hospital

Cacoal, RO – A pandemia do novo coronavírus está afetando todo o mundo, e em momentos como esse podemos ver a solidariedade tomando conta da população. Nesta quarta-feira, 27 de janeiro, respeitando o distanciamento, pessoas estavam em frente ao Hospital de Campanha de Cacoal fazendo orações e mandando energia positiva.

Um vídeo foi postado nas redes sociais mostrando a ação das pessoas nos arredores do Hospital fazendo oração pelos pacientes que estão internados na unidade hospitalar. Fiéis se dedicam para orar em prol de quem enfrenta a doença. Uma verdadeira vigília se formou nas proximidades da unidade de saúde, unindo voluntários pela fé, devoção e esperança.

Dezenas de pessoas caminharam em volta do hospital e protagonizaram momentos de oração. “Muito comovente”.

O momento de oração emocionou a muitos. “Várias pessoas saíram na porta, médicos saíram na janela, oraram por todos que estão no hospital, inclusive os profissionais da saúde”.

Confira o vídeo abaixo:

da Redação/CN

Motoristas se organizam e fazem protesto contra João Doria (veja o vídeo)

A carreata seguirá pela capital paulista

Caminheiros e empresários do setor de transporte de carga iniciaram na manhã desta quarta-feira, 27, um enorme protesto contra o governador de São Paulo, João Doria.

A carreata seguirá pela capital paulista.

Uma grande concentração de veículos foi registrada

Uma das principais queixas do grupo é a cobrança de impostos durante a pandemia, já que o setor de transporte vem sendo afetado pela queda nas receitas.

A alta no ICMS de produtos alimentícios promovida pela gestão do “ditador da calça apertada” é o principal motivo do protesto.

Os motoristas e comerciantes seguiram por vias importantes como as marginais Pinheiros e Tietê até a sede do governo paulista, na zona Sul.

Confira vídeos e fotos:

Fonte: JCO

Diretores da Caerd fazem farra, recebem até R$ 80 mil em um mês e deixam companhia sem dinheiro

Agora com os cofres vazios, os diretores querem “ajuda” do Governo do Estado para comprar insumos

Diretores da Caerd pagaram para si mesmo até R$ 80 mil em um único mês, deixando a empresa em uma situação muito difícil. Agora que falta dinheiro até mesmo para comprar insumos a companhia está pedindo ajuda ao Governo do Estado.

Um projeto autorizando o Governo a efetuar repasses para a Caerd foi encaminhado à Assembleia Legislativa, mas os deputados se negaram a votar a matéria na semana passada. Nesta semana foram revelados os gastos dos diretores.

Contra Cheque

Em quanto isso, a companhia, que está em processo de falência, não era obrigada a comprar férias de funcionários, o que em um único caso resultou em uma despesa de aproximadamente R$ 70 mil.

Vale lembrar que, a Caerd nunca esteve bem das pernas, mas a situação piorou quando foi implantada a gestão compartilhada. Assim, os funcionários passaram a administrar a empresa e resolverem seus próprios problemas, passando a receber salários altíssimos enquanto a saúde financeira da companhia somente piorava.

Em um breve levantamento feito pelo jornal “Correio de Notícia”, apuramos que a situação da empresa se agravou, com a falta de dinheiro decorrente de mais uma farra de salários que beneficiou diretores da empresa. Estamos falando apenas de Diretores, ou seja, não estão inclusos dezenas de cargos de confiança.

Pelas informações que conseguimos levantar, somente os valores pagos para esses diretores chegaram o montante de mais de R$ 80.000,00 mil. Seria muito interessante que a empresa abrisse a caixa preta e divulgasse, para todo o corpo funcional, a real situação dos assessores: quantos são, o que fazem e quanto custa para companhia.

Veja Contracheques:

1-1

3-1

Redação/CNR