Polícia investiga furto de 50 vacinas em posto de saúde

CoronaVac foi furtada do Centro Municipal de Saúde Professor Carlos Cruz Lima, na zona norte do Rio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro abriu inquérito para investigar o furto de 50 vacinas, do tipo CoronaVac, fabricadas pela gigante farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, do Centro Municipal de Saúde Professor Carlos Cruz Lima, na zona norte do Rio.

Por volta das 04 horas da madrugada desta segunda-feira (5), um vigilante do posto de saúde constatou o arrombamento e, por meio das imagens das câmeras de segurança, confirmou a entrada de um homem.

A ação durou apenas dez minutos e o homem, entre 30 e 40 anos de idade, carregava uma mochila. Ele arrombou a sala de imunização, onde os frascos das vacinas estavam armazenados e retirou os imunizantes do local.

O funcionário do posto de saúde contou, em depoimento à polícia que, ao perceber o furto, notificou a Secretaria Municipal da Saúde.

A Secretaria, por sua vez, informou que a polícia já realizou perícia no local e prosseguirá as investigações. Os agentes realizam diligências para identificar o autor e recuperar as vacinas furtadas.

Fonte: JCO

Quatro pessoas são presas após serem pegos furtando o Hospital de Amor na BR-364

Quarteto tentaram fugir, mas acabaram sendo localizados.

A Polícia Militar no final da noite de sexta-feira (08), prendeu Adriano C., 32 anos, Josué B. L., 34 anos, José A. O. J.,A 39 anos e Jandir S. V., 31 anos, após serem flagrados furtando o Hospital de Amor, localizado na BR-364, em Porto Velho.

Os policiais foram até o local após serem acionados pelo vigilante do hospital que flagrou os criminosos dentro do almoxarifado. Eles entraram por trás da unidade de saúde.

Após serem flagrados, eles fugiram, mas foram localizados e presos em um veículo HB20, na região.

Os criminosos receberam voz de prisão e foram encaminhados para a Central de Flagrantes.

Fonte: Rondônia Agora

Mãe e filho são presos suspeitos de furto e receptação

Mãe e filho foram acusados de ocultação de objetos ilícitos

Porto Velho, RO – Uma mãe de 41 anos e o filho adolescente de 16, foram presos por suspeitos de roubo e receptação de objetos furtados. A prisão ocorreu na residência dos suspeitos, moradores da Rua Jadeíta, no Residencial Crystal da Calama, na Zona Leste da Capital.

A ação aconteceu na madrugada dessa terça-feira (20). De acordo com ocorrência policial, uma vizinha acusou o adolescente de furto e a mãe por receptação e ocultação de objetos ilícitos. Segundo a vítima, ‘o adolescente entrou na sua residência e levou um televisor, notebook, celular e um aparelho de ar-condicionado portátil’. Ela revelou, ainda, que o adolescente é sempre visto nas redondezas e agiria na calada da noite quando as pessoas ainda estão dormindo.

Mãe e filho – Que não tiveram as identidades reveladas – foram encaminhados à Central de Flagrantes e se encontram à disposição das autoridades. O menor, segundo apurou a Reportagem, ‘devido à mãe ter sido flagranteada em crime de receptação, deve ser entregue ao pai’.

Na região da Zona Leste, segundo os moradores do Residencial Crystal da Calama, fora do alcance das polícias Civil e Militar, (além do roubo de veículos, se destaca o roubo de motocicletas pilotadas por mulheres e idosos), sobretudo, celular, bicicleta, carteira porta-cédula, relógio, cordão e pulseiras atestaram que ‘esses tipos de crime viraram rotina’.

Segundo os policiais, as investigações continuam para esclarecimento da autoria delitiva relativa ao furto, já que os autores mencionados irão responder pela receptação, já o menor deverá ser encaminhado ao centro de recuperação.

De acordo com o comandante local, a Polícia Militar tem intensificado as diligencia no combate aos crimes na região, bem como na região chacareira na Zona Leste da Capital.

Por Xico Nery

Diretor do DER confessa furto de máquina e se esconde atrás das saias de assessoras

Funcionários do departamento furtaram o equipamento no sábado

Porto Velho, RO – Servidores do DER foram autores do furto da máquina pavimentadora de asfalto com esteira ocorrido no sábado (3), na Pau Ferro na zona sul da Capital. Foi registrada ocorrência policial. Ocorre que a assessoria de imprensa do departamento confessou que a ordem para que o equipamento fosse furtado partiu do diretor-geral do órgão, Elias Rezende.

A alegação do DER para tentar justificar o furto foi que a máquina pertence ao departamento. Acontece que o equipamento estava cedido para a prefeitura por convênio. Advogados consultados pela imprensa explicaram que o DER tinham a propriedade do equipamento, mas não o direito de posse e usufruto, que era da prefeitura.

De posse de imagens mostrando servidores do DER praticando o furto, diversos jornalistas foram ao CPA tentar ouvir Elias Rezende, para que o diretor geral pudesse explicar a razão de ter ordenado a prática do crime. Os jornalistas ficaram cerca de duas horas em frente às catracas instaladas na recepção e foram atendidos por duas assessoras lotadas no departamento.

As assessoras entregaram uma nota onde se tenta justificar o furto, mas não souberam responder se a ordem para que o crime fosse cometido partiu de Elias Rezende ou do próprio governador.

– Os jornalistas leram para as assessoras o artigo 345 do Código Penal, onde é especificada a pena de 15 dias a um mês de prisão para aquele que fizer justiça pelas próprias mãos para satisfazer pretensão sua, ainda que legítima.

No convênio assinado com a prefeitura é especificado que “o foro competente para dirimir quaisquer questões decorrentes do presente instrumento é o da Comarca onde se sedia a primeira partícipe”. O DER não apresentou qualquer ordem judicial para retirar a máquina, tipificando o crime de furto.

Política
As assessoras do DER também não souberam explicar se houve alguma motivação política para a prática do crime, já que o governador não apoia o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, que concorre à reeleição.

Em Ariquemes o DER entregou para a prefeitura uma usina de asfalto, também através de convênio. Acontece que lá a usina não foi retirada da prefeita, porque em Ariquemes o candidato tem o apoio do Governo.
A máquina pavimentadora estava asfaltando ruas na zona sul. A população está sendo prejudicada pelo crime.

-Jornalistas da Folha Rondoniense também foram ao DER tentar ouvir o diretor-geral

da Redação/CN

Furto de rede elétrica tem causado um grande problema a População de Porto Velho

Prática traz prejuízos como curto-circuito, queima de aparelhos elétricos e riscos de acidentes. A ação criminosa  recorrente, ainda não tem sido combatida pelas autoridades.

Porto Velho, RO – A pratica de furto de cabos da rede elétrica tornou-se um grande problema para a Companhia Energética de Rondônia. “Esse tipo de crime pode gerar impacto na tarifa dos consumidores. Além disso, os prejuízos são enormes, como curto-circuito, queima de aparelhos elétricos e riscos de acidentes”.

Quando os cabos são levados o fornecimento de energia para residências e vias públicas ficam comprometidas. Os principais alvos da ação dos bandidos, de acordo com informações obtidas com exclusividade por site de notícias, tem sido o sistema de iluminação pública ao longo das BR-364 e BR-319.

Geralmente o furto acontece no calar da noite quando os criminosos fazem de tudo para levar fios da rede elétrica. O item mais furtado é o ramal de ligação, um cabo que liga a unidade consumidora à rede elétrica de média tensão que possui o “visado” cobre em sua composição, cabos de alta tenção e baixa tenção da rede de distribuição, também interessam aos marginais.  O caso mais recente aconteceu na Zona Leste da Capital, por volta das 4h da última quarta-feira (26), no setor chacareiro. “Ficamos sem entender por um tempo, até perceber que do outro lado da rua, os fios aviam sido cortados. É a segunda vez que acontece, em menos de 3 meses”, lembra um morador, que prefere não se identificar.

Furto – Imagem Ilustrativa

– O furto de fiação e cabos de energia elétrica, também, vêm ocorrendo na zona rural do município, com as ações dos criminosos sendo registradas em pontos mais afastados da cidade, a exemplo dos setor chacareiro e pequenas propriedades área rural.

Por conta disso, a reportagem instou agentes da equipe plantonistas da Energisa nesta segunda-feira (31), porém não souberam informar quanto aos prejuízos acumulados, até agora. Segundo eles, ‘uma coisa é certa, nem a Policia tem conseguido evitar o avanço das quadrilhas’.

Os principais alvos das quadrilhas no setor urbano da Capital, conforme ventilaram os agentes ouvidos sob o sigilo de identidade, ‘é o sistema de iluminação pública municipal sob a responsabilidade da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (EMDUR)’.

Os casos mais recentes têm ocorrido nas ruas João Alfredo, entre as avenidas Sete Setembro com a Farcquar (Vila Ferroviária), passando por pontos de iluminação instalados próximos ao antigo Terminal de Integração Municipal, Terminal Hidroviário e logradouros do centro histórico da cidade.

Outros pontos que tem registrado ações dos criminosos especializados em furto de fios e cabos de energia, de acordo com relatos de equipes da EMDUR, são os pontos de luz da rede instalada ao longo da ponte sobre o Rio Madeira, estabelecidos, recentemente, pelo Programa LUZ (PROLUZ) da Prefeitura da Capital.  

Outra vez, a Reportagem intercedeu para saber qual o montante de fiação e cabos furtados do sistema de iluminação pública, mas, os números que atestariam os valores e quantidade não foram revelados pelas autoridades municipais e policiais.

Por sua conta e risco, a Reportagem de o CORREIO DE NOTÍCIA obteve, sob sigilo da identidade de um escrivão aposentado da Polícia Civil a informação de que, ‘se há furtos de fiação e cabos, certamente, os receptadores podem ser encontrados, sobretudo, nos ferros-velhos e oficinas clandestinas’.

Segundo a fonte, outra possibilidade é a impossibilidade das forças de seguranças não terem equipes disponíveis para atuar nesse campo específico. Porém, ‘caberia à empresa concessionária e ao município não apenas registrar as ocorrências, mas, substituírem o sistema de fiação e cabos aéreo para subterrâneos’.

A fonte disse ainda que, a Polícia Civil, diante do grande volume de ocorrências registradas sobre o furto de cabos de energia, em algumas situações, tem ‘investigado, mas, nem sempre chega aos autores’. As quadrilhas que vem agindo na cidade e setores da área rural parece ser especializada no furto de cabos da rede elétrica.

Nos últimos tempos, de acordo com o histórico, ‘existe a possibilidade do material ser vendido em áreas de invasões e a velhos conhecidos ferros-velhos’, disse a fonte.

Por Xico Nery/CN

PM prende suspeito de invadir biblioteca em Porto Velho

Suspeito foi flagrado por moradores que presenciaram furtando um ar- condicionado equipes da polícia faziam patrulhamento e prenderam suspeito.

Aparelho havia sido furtado de biblioteca em Porto Velho — Foto: PM-RO/Divulgação
Aparelho havia sido furtado de biblioteca em Porto Velho

A Polícia Militar foi acionada na segunda-feira (24) de ontem, por moradores que presenciaram um homem furtando um ar- condicionado de uma biblioteca municipal localizada na Zona Sul de Porto Velho. A polícia prendeu o suspeito.

Conforme o boletim de ocorrência, uma viatura que estava realizando patrulhamento na Avenida Jatuarana foi parada por moradores que informaram que um homem havia pulado a grade da Biblioteca Viveiro das Letras e saído de lá com a máquina em mãos.

Pouco depois, os policiais encontraram um homem com as características informadas transportando um equipamento envolto em uma camisa e um saco plástico. Ao ser questionado, o suspeito disse que encontrou a condensadora no lixo.

Uma testemunha, no entanto, confirmou ter visto o homem pulando a grade da biblioteca. Diante disso, o suspeito foi preso em flagrante e conduzido à Central.

Fonte: G1/RO

Polícia Civil detém homem suspeito de furtar respirador em Costa Marques, RO

O caso aconteceu no hospital Municipal da cidade. Mandado de busca e apreensão foi cumprido.

Respirador mecânico roubado em Roraima é recuperado em Belo ...
Respirador furtado de Costa Marques foi recuperado pela Polícia Civil

A Polícia Civil deflagrou a Operação Fôlego, nesta segunda-feira (6), e cumpriu a prisão de um homem suspeito de ter furtado um respirador mecânico do Hospital Municipal de Costa Marques (RO). Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos

Conforme a corporação, o suspeito conseguiu furtar o aparelho ao se aproveitar do fato de ser ex-prestador de serviços e manutenção na unidade de saúde. A polícia ainda disse, que ele confessou ter vendido o respirador pela internet por R$ 18 mil a uma pessoa de Belo Horizonte (MG).

Com a informação da compra, uma equipe de investigadores do estado mineiro já aguardava a encomenda. Eles conseguiram recuperar o aparelho, além de prender o comprador da mercadoria.

A operação que está cumprindo a primeira etapa no estado deve se estender pelos próximos dias e meses, informou a Polícia Civil de Rondônia.

O respirador mecânico é usado no tratamento de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus que tenham falta de ar por inflamações nos pulmões e problemas na oxigenação do sangue e eliminação do gás carbônico.

Com a recuperação do aparelho, Costa Marques terá de volta a ventilação artificial para tratar da doença na região.

Fonte: G1/RO

Dupla é flagrada transportando 28 cabeças de gado furtados no interior de Rondônia

Segundo a informação da PM, uma denúncia anônima informou que um caminhão boiadeiro estaria seguindo sentido Theobroma com gado furtado.

Bandidos fazem família refém e roubam 185 cabeças de gado em ...
Caminhão com gado furtado

A Polícia Militar flagrou na noite de ontem (19), em uma região próxima a Theobroma (RO). Dois homens que estavam em um caminhão transportando 28 cabeças de gado furtadas. O flagra aconteceu através de uma denúncia. Um dos suspeitos ainda teria dito que foi contratado para fazer o transporte.

Quando o caminhão parou, o motorista foi questionado sobre a procedência do gado que estava sendo transportado, e o suspeito informou que havia sido contratado em Jaru para buscar os animais, mas não tinha Guia de Transporte Animal (GTA) ou nota fiscal. O ajudante confirmou a versão dada pelo caminhoneiro.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma denúncia anônima informou à Polícia Militar que um caminhão boiadeiro estaria seguindo sentido Theobroma com gado furtado. O informante ainda disse que outro morador teria ligado para o responsável pelo rebanho para perguntar se ele estava embarcando gado, mas quando o vaqueiro chegou na propriedade para verificar, encontrou o cadeado rompido, parte do gado amarrado e outra parte havia desaparecido.

Com isso, a polícia passou a realizar buscas pela RO-133, quando avistou um caminhão de Ji-Paraná. Apesar da ordem de parada, giroflex e sirene da viatura da polícia ligada, o veículo seguiu por mais três quilômetros.

O vaqueiro responsável pelo rebanho compareceu ao local, junto ao dono da propriedade, e verificou que se tratava dos animais que haviam sido furtados. Como o caminhão estava com excesso de lotação, com 28 cabeças de gado, os animais foram descarregados em um curral próximo, com o consentimento da vítima.

Os dois suspeitos e o caminhão foram apresentados na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp).

Fonte: G1/RO

%d blogueiros gostam disto: