Governo de Rondônia entrega nova frota de veículos para atendimento das ações do DER

O investimento da nova frota faz parte dos recursos do Fundo da Infraestrutura de Transportes e Habitação (Fitha).

O Governo de Rondônia oficializou no domingo (25), a entrega de 31 camionetes e três caminhões basculantes que irão atender as 14 Residências e seis Usinas de Asfalto do Departamento de Estradas de Rodagem e Transporte (DER). O Poder Executivo investiu R$ 3,36 milhões na locação dos veículos, utilizando recursos do Fundo para Infraestrutura de Transportes e Habitação (Fitha).

Segundo explicou o coordenador de logística e patrimônio do DER, Odair José da Silva, o modelo das camionetes é atualizado, de 2021, e apoiarão a mobilidade das equipes. Novas entregas estão previstas para ocorrer até a primeira quinzena de agosto, desta vez, com 23 camionetes locadas e outros equipamentos.

Antes do pronunciamento do governador, chefes, gerentes e motoristas ouviram explicações a respeito dos prazos de trocas de peça pela empresa locadora, quando necessário, e apelos para que evitem excesso de velocidade.

“É uma satisfação muito grande dispor dessa frota que rodará o tempo todo, porque há alguns anos o DER não recebia investimentos dessa natureza”, considerou o diretor-geral do DER, Elias Rezende de Oliveira. Ele apontou “o contato com as pessoas e as perfeitas condições de tráfego” como principais facilidades proporcionadas pelos veículos.

Os serviços a serem executados pela nova frota atenderão à população, ao comércio, e também ao turismo, enfatizou Marcos Rocha.

Segundo Marcos Rocha, o “trabalho forte” do DER é feito agora também dentro dos municípios. Ele lembrou que, ao assumir o cargo, há dois anos e sete meses, encontrou equipamentos avariados. “Tive o desprazer de encontrar em Buritis, Machadinho d’Oeste e em outros municípios, veículos em cima de tocos de árvores, e os prefeitos me cobraram estradas em boas condições. Conto com vocês. Vamos alcançar o novo norte”, disse o governador.

TRABALHANDO

No dia 21 deste mês, o diretor-adjunto, Eder André Fernandes, informou que os engenheiros civis aprovados no processo seletivo do órgão já trabalham na melhoria das estradas no interior do Estado. “São especialistas em infraestrutura rodoviária”.

Fonte: Secom-RO

Governo de Rondônia vai receber contingente para ação integrada de combate a incêndios florestais

O Plano Estratégico Operacional no Combate a Incêndios Florestais foi lançado pelo Governo Federal nesta quinta-feira.

Seguindo o compromisso do presidente da República Jair Bolsonaro de preservação do meio ambiente, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, lançou nessa quinta-feira (22), um plano de combate a incêndios florestais, que envolve três ministérios e destaca efetivos para Rondônia e Estados que possuam os biomas da Amazônia, do Cerrado e do Pantanal.

Denominado Plano Estratégico Operacional de Atuação Integrada no Combate a Incêndios Florestais, o projeto tem foco na prevenção, repressão e investigação de casos relacionados a queimadas e outros crimes ambientais nestas áreas sensíveis.

O secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania de Rondônia, coronel José Hélio Cysneiros Pachá, ressaltou a importância da operação no Estado, ao citar a Constituição Federal. “O artigo 225 diz que todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida. Desta forma, a parceria do Governo Federal conjuntamente às demandas que o governador Marcos Rocha encaminha ao nosso presidente, teremos mais esta vitória no cuidado com nossas florestas”, disse.

Para Hélio Pachá, nunca houve tamanha operação conjunta para resolver essa demanda. “Jamais tivemos tanto poder, para fazer algo sobre o assunto. Vemos a modernização no enfrentamento às ocorrências de incêndios florestais que evidentemente reduzirá as ocorrências de degradação ambiental no nosso país. Parabenizo nosso presidente Bolsonaro, por tamanho destaque aqui no Ministério da Justiça”, pontuou.

O ministro Anderson Torres explicou brevemente que a operação Guardiões do Bioma contará com quase seis mil homens, nos quais 200 são bombeiros e policiais militares da Força Nacional de Segurança Pública, 1.642 do PrevFogo do Ibama, 1.427 brigadistas do ICMBio e mais 1.570 bombeiros e policiais militares ambientais dos Estados. Além deste contingente podem ser enviados mais 900 bombeiros de outras unidades da federação que não fazem parte dos biomas.

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite, agradeceu a oportunidade de poder articular a ação em conjunto com o Ministério da Justiça no objetivo de acabar com os crimes ambientais que ocorrem no Brasil.

A Operação Guardiões do Bioma iniciará de acordo com as necessidades dos Estados incluídos no plano e o período de vigência será entre os meses de agosto a novembro de 2021. Além de Rondônia receberão apoio os Estados do Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Roraima, Tocantins e Goiás. A Polícia Federal, Polícias Civis e Militares e Defesas Civis estaduais também darão apoio à operação dentro das suas áreas de atuação.

Também participaram do evento, o secretário nacional de Segurança Pública, Carlos Renato Machado Paim, o governador do Amazonas, Wilson Lima, o secretário de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Alfredo Carrijo, e representantes dos Corpos de Bombeiros dos Estados e entidades ligadas à preservação ambiental.

Fonte: Secom-RO

Governo lança aplicativo do Nota Legal Rondoniense

Contribuintes concorrem a prêmios de até R$ 20 mil.

Foi lançado oficialmente, nesta terça-feira (20), o aplicativo do Nota Legal Rondoniense, programa do Governo de Rondônia que incentiva, por meio de premiação, os contribuintes pessoas físicas a exigirem nota fiscal, além de conceder créditos a entidades sociais sem fins lucrativos. O lançamento aconteceu durante a coletiva de imprensa no auditório Jerônimo Santana, no Palácio Rio Madeira.

Sob a coordenação da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), uma das vantagens do novo aplicativo é resgatar os créditos adquiridos na edição anterior do programa. “O programa oferece o resgaste de créditos anteriores, ao mesmo tempo que acompanha os serviços das entidades.

O secretário ainda explicou sobre as vantagens de instalar o aplicativo e utilizar o Nota Legal. “O Programa Nota Legal é uma forma de realizar educação fiscal e incentivar o retorno dos impostos dos cidadãos para políticas públicas. Além dos prêmios instantâneos e trimestrais o programa também beneficia entidades sociais incentivando a solidariedade”, enfatizou.

Durante a coletiva, o auditor fiscal e coordenador do programa, Nicandro Campos, apresentou o passo a passo para a utilização do aplicativo e esclareceu possíveis dúvidas sobre o manuseio.

PRÊMIOS INSTANTÂNEOS

Para ter acesso aos créditos e prêmios instantâneos, é necessário fazer o download do aplicativo e realizar um novo cadastro, pois o sistema não busca informações do programa anterior. Depois de preencher o questionário é necessário confirmar o cadastro por um link recebido no e-mail que vai liberar o acesso.

Após fazer a leitura do cupom fiscal, o contribuinte passa a concorrer a prêmios instantâneos do estilo “raspadinha premiada”, cujos valores variam de R$ 50 a R$ 500.

O cadastramento das pessoas físicas será realizado pelo aplicativo disponibilizado pela Sefin e o cadastramento das entidades será realizado pelo site do programa https://notalegal.sefin.ro.gov.br./

Para participar dos sorteios trimestrais é necessário colocar o CPF na nota e acumular bilhetes. Nesse caso, os prêmios são mais expressivos, cujos valores variam de R$ 5 mil a R$ 20 mil. A cada R$ 50 em compras, a pessoa ganha um bilhete para participar dos prêmios trimestrais.

Fonte: Secom-RO

Rondônia ocupa 4ª colocação no ranking nacional de distribuição de vacinas

O levantamento é do Sistema de Informação de Insumos Estratégicos (Sies) do Ministério da Saúde.

Vacinas são escoltada pela PRF até às Regionais de Saúde

A Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), tem reforçado as ações que visam a distribuição de vacinas contra a covid-19 aos municípios assim que chegam os lotes enviados pelo Ministério da Saúde. A celeridade já coloca o Estado na 4ª colocação no ranking nacional brasileiro de distribuição de imunizantes aos municípios, que tem nas três primeiras posições Mato Grosso do Sul (MS), Distrito Federal (DF) e Rio Grande do Sul (RS), conforme dados do Sistema de Informação de Insumos Estratégicos (Sies) do Ministério da Saúde.

Em menos de 11 horas, por exemplo, 10.665 doses de vacinas contra a covid-19 foram enviadas para Ji-Paraná; Cacoal (3.725); Vilhena (3.735); Ariquemes (6.015); Rolim de Moura (3.675) e Porto Velho (19.935) conforme a última remessa de imunizantes enviados a Rondônia pelo Ministério da Saúde. Como de rotina, os imunizantes foram entregues às Regionais de Saúde, por meio de um trabalho célere de logística da Agevisa.

“Os números representam muito bem o trabalho articulado de nossa equipe de Imunização. Toda a equipe da Agência está empenhada em dar a atenção máxima à questão da vacinação, e alcançar mais rapidamente a população, que aguarda pelos imunizantes”, ressalta o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório.

O levantamento afirmou ainda que Rondônia possui um percentual de repasse de 98,8%. Um trabalho árduo realizado via terrestre. Durante o percurso de destino, os veículos são escoltados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), garantindo assim maior segurança na entrega das doses para as regionais.

As doses são armazenadas por menos de 24 horas na Central Estadual de Rede de Frio, em seguida distribuídas para as Regionais de Saúde de: Ji Paraná, Cacoal, Vilhena, Ariquemes, Rolim de Moura, e Porto Velho, que distribui para as localidades adjacentes.

O coordenador de Imunização da Agevisa, Ivo Barbosa explica que as doses quando chegam à Rede de Frio são imediatamente separadas das quantidades que devem ser enviadas às Regionais. “Há toda uma atenção, tanto na divisão do percentual que será enviado às Regionais, coordenação da logística das equipes envolvidas e cuidado na manutenção da temperatura das doses. Tudo tem que ser feito com atenção e sintonia entre as pessoas envolvidas no processo”, finaliza.

Fonte: Agevisa

Núcleo de Operações Aéreas é destaque no reforço das ações de Segurança Pública em RO

NOA foi reativado em 2019, vinculado à Gesfron com a finalidade de gerir as ações de aviação de segurança pública no estado.

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) destaca as ações do Núcleo de Operações Aéreas (NOA) em ações de Segurança Pública no Estado. Em quase dois anos, depois da reativação em 2019, o NOA já acumula milhares de horas de voo, sob o comando atual do tenente coronel Bruno Ranconi.

De acordo com um dos pilotos de helicóptero do NOA, o delegado de polícia Evanilso Calixto Ferreira, que inclusive foi o primeiro a chefiar o Núcleo de Operações Aéreas em Rondônia, “o NOA foi recriado em março de 2019, vinculado à Gerência de Integração de Segurança e Fronteira (Gesfron) com a finalidade de gerir as ações de aviação de Segurança Pública em todo o Estado, no âmbito da Sesdec, de acordo com as normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Hoje temos em operação no NOA 23 pessoas entre policiais civis e militares”.

As aeronaves estão sempre em ação quando são acionadas, seja de dia ou à noite. A movimentação pode ser acompanhada pelas redes sociais oficiais do núcleo. Entre as atuações mais recentes, o piloto destaca as operações de reintegração de posse em áreas rurais de difícil acesso em que “o apoio aéreo é fundamental para esse tipo de operação que é mais complexa, no que se refere à Segurança Pública e necessita de todo um aparato policial.

Em abril deste ano, o NOA atuou em apoio à Polícia Federal (PF) e à Força Aérea Brasileira (FAB) no combate ao tráfico de drogas. Um avião que transportava 579 quilos de cocaína foi localizado por uma das aeronaves do NOA que atua também no sentido de salvar vidas prestando suporte aéreo nas ações de Segurança Pública.

Criado em 2009 como Núcleo de Aviação de Segurança Pública, contava apenas com a aeronave Falcão 1, com capacidade para apenas duas pessoas, um piloto e um tripulante operacional. No início o núcleo funcionou nas instalações do Hangar do Governo, no Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira em Porto Velho. Atualmente, os trabalhos são desenvolvidos na Avenida Amazonas 8371, bairro Escola de Polícia, na Capital.

Em 2015, a aeronave multimissão Esquilo, a Falcão 2, com capacidade de voar numa velocidade de 250 quilômetros por hora, em diversas direções, podendo resgatar e/ou socorrer um enfermo, bem como localizar um fugitivo, aumentou a versatilidade possibilitando ao NOA apoiar as mais diversas operações policias.

Em 2020 passou a integrar o Núcleo de Operações Especiais a aeronave Robinsom 66, a Falcão 3, com capacidade para até cinco ocupantes, com autonomia de três horas de vôo, pode ir direto da Porto Velho, para Ji-Paraná, Cacoal, Guajará-Mirim com apenas o abastecimento feito no ponto de partida.

Com essas três aeronaves o NOA tem contribuído especialmente no patrulhamento urbano e fiscalização do decreto governamental no combate à covid-19.

Hoje a base de operações do NOA fica no bairro Escola de Polícia em uma área de 7,5 mil metros quadrados, doada pelo Governo do Estado, na zona Leste de Porto Velho, uma das áreas de maior ocorrência policial. Desde 2019, são oferecidas no local diversas atividades desportivas voltadas para cerca de 230 crianças e jovens alunos da Rede Pública de Ensino. Mas atualmente as atividades no Complexo Esportivo do Projeto Social Voar, estão suspensas devido a pandemia, mas devem retornar em breve com a liberação de aulas presenciais.

Fonte: Sesdec

PRF destaca parceria com o Governo no fortalecimento da segurança pública em RO

Também foi apresentado o novo oficial superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Rommel Pessoa Dantas.

O secretário da Sesdec destaca que segurança pública é prioridade no Governo de Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio do Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), reforçou o compromisso com a integração entre as forças policiais estaduais e federais para aprimoramento da segurança pública, durante a solenidade de apresentação oficial do novo superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Estado, Rommel Pessoa Dantas, no auditório da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE), nesta quinta-feira (15).

O secretário da Sesdec, coronel José Hélio Cysneiros Pachá, que representou na solenidade, o governador de Rondônia, Marcos Rocha, externou durante o evento a mensagem do chefe do Poder Executivo Estadual de que a segurança pública é prioridade em Rondônia, agradeceu a PRF pelo zelo  e pela segurança nas rodovias e estendeu o agradecimento ao presidente Jair Bolsonaro que tem reforçado o elo do Governo Federal com o Estado de Rondônia.

O diretor-geral da PRF no Brasil, Silvanei Vasques, anunciou, durante a solenidade, investimentos para reforçar a segurança nas rodovias e o combate a crimes em Rondônia. Entre eles, destacou a determinação para a construção da nova sede da Superintendência, reforço do efetivo a partir do concurso que está em andamento e ainda autorizou a criação de unidade operacional em Guajará-Mirim, o que vai permitir ampliar a atuação nesta área de fronteira.

TRANSFERÊNCIA DE FUNÇÃO

Gilson Alves de Oliveira deixou a função de superintendente da PRF em Rondônia depois de um ano e nove meses à frente desta missão. Destacou a competência do novo superintendente em dar continuidade aos trabalhos e desejou que seja feita uma administração de excelência.

Pontuou ainda os avanços já obtidos pela instituição, inclusive com a parceria do Governo de Rondônia, especialmente por meio da Sesdec, do Departamento de Estradas de Rodagens e Transporte (DER) e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam).

Conforme Gilson, em 2020, foram registradas 2.568 ocorrências atendidas, mais do que ocorreu em 2018 e 2019 juntos; foram feitas 334% mais apreensões de veículos; também cresceu 34,32% a quantidade de drogas apreendidas; a apreensão de armas cresceu 80%a mais que em 2018 e 2019 juntos; a apreensão de madeiras cresceu 463% em relação ao ano anterior; houve ainda a diminuição de acidentes em 2,74% e quanto aos óbitos, a redução foi de 6,19%.

Rommel Dantas, que ocupava anteriormente a função de superintendente executivo da PRF, ao assumir a superintendência da instituição, destacou que terá o desafio de dar sequência a uma gestão bem sucedida, mas que tem o compromisso de fortalecer a integração com os demais órgãos parceiros e ser ousado para aprimorar a PRF em Rondônia.

‘‘A PRF foi o meu primeiro e único emprego. Tenho muita gratidão a Deus por essa trajetória, para mim hoje está sendo a consagração desses 27 anos, e nesta missão à frente da superintendência, a palavra-chave é integração’’, assegurou Rommel.

O diretor-geral da PRF no Brasil, Silvanei Vasques, também agradeceu as parcerias da instituição em Rondônia e deixou uma mensagem a todo o efetivo. ‘‘Dentro da legalidade, combatam duro os criminosos’’.

Fonte: Sesdec

Marcos Rocha e Hildon Chaves se unem para construção da nova rodoviária em RO

As obras contarão com os recursos do Executivo Estadual e mais R$ 10 milhões de emenda parlamentar.

O governador Marcos Rocha recebeu em seu gabinete no Palácio Rio Madeira, na quarta-feira (14), o prefeito de Porto Velho Hildon Chaves, e sua equipe técnica municipal para um alinhamento estratégico de projetos e ações a serem executados no município. A finalidade e reforçar a parceria entre o Governo de Rondônia e Prefeitura visando oferecer aos cidadãos da Capital, uma cidade com maior desenvolvimento econômico, infraestrutura, com geração de emprego e renda, além da urbanização da cidade  por meio de três ações: incentivo ao desenvolvimento do Distrito Industrial, construção da rodoviária da cidade e implementação do projeto “Tchau Poeira” do Governo do Estado no município.

Protagonista de promessas eleitorais, e diversas vezes pautada como cartão postal negativo de Porto Velho, a execução das obras da nova rodoviária deve sair do papel com a união dos poderes. O Poder Executivo disponibilizará verbas para que a prefeitura execute as obras. O processo também irá contar com emenda parlamentar da deputada federal Mariana Carvalho.

O prefeito explicou que o impasse foi resolvido com o empenho na união de forças por parte dos poderes. “Quanto à questão da rodoviária em Porto Velho resolvemos que a concessão será passada para o município e juntos iremos iniciar o processo da construção de uma nova rodoviária, que será administrada pela prefeitura, além disso, as obras contarão com os recursos do Executivo Estadual e mais R$ 10 milhões de emenda parlamentar”.

O gestor municipal disse ainda que a prefeitura será responsável pela gestão do projeto e adiantou que a nova rodoviária será no mesmo local e deve conter um shopping popular.

Para o governador Marcos Rocha, com essa união será possível destravar os problemas considerados costumeiros e essenciais para o bom desempenho econômico do município. “A gente sabe o quanto é importante a união entre o executivo estadual e municipal, para solucionar problemas que a gente vive aqui, em Porto Velho, então não tem como trabalharmos separados. Precisamos estar juntos olhando para qualidade de vida de nossa população. Juntos conseguimos alcançar muito mais”, finalizou o governador de Rondônia.

Fonte: Secom

“Operação Rondônia” dobra a capacidade de atuação da Força Nacional, com chegada de mais policiais

As ações de preservação tem o prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado por mais 90.

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania do Estado de Rondônia (Sesdec) e da Polícia Militar (PMRO), recebeu nesta terça-feira (14) reforço de efetivo da Força Nacional de Segurança Pública para atuar na “Operação Rondônia”, que está em andamento desde junho. A recepção foi feita pelo secretário da Sesdec, José Hélio Cysneiros Pachá, e pelo comandante geral da PMRO, coronel Alexandre Luís de Freitas Almeida, na Escola estadual Major Guapindaia, em Porto Velho.

A permanência da Força Nacional em Rondônia foi autorizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, através da Portaria, com ações de preservação da ordem pública pelo prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado por mais 90.

Apesar da portaria permitir apoio amplo, o Governo do Estado tem na “Operação Rondônia” o foco voltado para a paz no campo, podendo, se necessário, empregar o efetivo federal em qualquer outra atividade de segurança pública que inclui o policiamento ostensivo, polícia judiciária e perícia forense.

Os 70 policiais que concluíram missão no Amazonas, um total de 140 homens e mulheres que vão aumentar a capacidade de policiamento rural na Polícia Militar e outras missões que forem necessárias.

O grupo ouviu sobre as peculiaridades da região, principalmente em relação às áreas rurais, possibilitando a Polícia Militar cumprir missões de reintegração de posse. Na atuação específica em regiões de conflito, os resultados obtidos até o momento são positivos, principalmente no que diz respeito a apreensão de armas.

Com o apoio da Força Nacional no reforço para o enfrentamento à criminalidade no campo, é possível fortalecer equilíbrio para o combate aos demais crimes com o policiamento estadual. As áreas de atuação da “Operação Rondônia” continuam sob sigilo para que a forças empregadas possam surpreender os criminosos, mas o secretário da Sesdec pontuou que algumas regiões vão continuar a receber atenção especial como o Cone Sul, Região de Ponta do Abunã e no entorno da BR-429.

Fonte: Sesdec

Sesau vai realizar 2 mil cirurgias de catarata em pacientes de 17 municípios em RO

O último mutirão de cirurgias de cataratas realizou cinco mil cirurgias em todo o Estado.

A cirurgia é simples, demora em torno de 5 minutos

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), retomou, as ações do projeto “Enxergar” com realização de cirurgias de cataratas e pterígios, atendimentos, exames e consultas oftalmológicas à população. O anúncio foi feito pelo próprio governador Marcos Rocha e pelo secretário de Saúde Fernando Máximo durante solenidade na Escola Estadual Olga Dellaia, em Jaru.

Serão disponibilizados à população um total de 1.350 consultas oftalmológicas, além de 2 mil cirurgias de catarata, 330 cirurgias de pterígios (conhecido por carne crescida) e mais de 18 mil exames oftalmológicos complementares totalmente gratuitos para atender quem já está na fila de espera no sistema de regulação de consultas e cirurgias”.

Fernando Máximo disse que “esta 4ª edição do projeto “Enxergar” tem como objetivo zerar as filas de pacientes no Estado que necessitam passar por procedimentos cirúrgicos na visão, em torno de 8 mil”. O secretário ainda ressaltou que desde o início do projeto, até o ano que vem, a expectativa será concluir mais de 3 mil cirurgias de catarata.

Para o usuário ter acesso aos atendimentos, deve procurar um posto de saúde próximo a sua residência. Após avaliação médica, o paciente é encaminhado para participar do projeto por meio do sistema de regulação que autoriza a emissão da guia.

As cirurgias são destinadas não só para a população de Jaru. Mais 16 cidades vizinhas serão atendidas pela mobilização. São elas: Machadinho do Oeste, Alvorada do Oeste, Governador Jorge Teixeira, Ouro Preto do Oeste, Mirante da Serra, Nova União, Presidente Médici, São Miguel do Guaporé, Teixeirópolis, Theobroma, Urupá, Monte Negro, Buritis, Campo Novo, Vale do Paraíso e Vale do Anari.

CATARATA
A catarata ocorre principalmente devido ao envelhecimento, e é responsável por tornar a visão nublada. O tratamento consiste em cirurgia que retira o cristalino opaco e introduz, no lugar, uma lente intraocular que devolve a visão normal ao paciente. A recuperação é rápida e logo o paciente pode retomar suas atividades normais.

O último mutirão realizado do projeto “Enxergar”, que teve início no segundo semestre de 2019, ocorreu em Cacoal em outubro de 2020 e até hoje já realizou cinco mil cirurgias em todo o Estado. Mas, devido a pandemia da covid-19 houve a necessidade de interromper as cirurgias oftalmológicas, que estão sendo retomadas novamente agora. Em seguida o projeto Enxergar será realizado no município de Ariquemes, onde serão realizadas mais mil cirurgias. A ação tem como principal objetivo dar mais agilidade e humanizar o tratamento que é sem custo para a população.

Fonte: Sesau

Proampe já contabiliza R$ 2,6 milhões em financiamento de pequenos empreendimentos em RO

O programa visa incentivar as iniciativas de empreendimentos de pequenos negócios

Criado e regulamentado pelo Governo de Rondônia, através do Decreto o Programa de Apoio às Micros e Pequenas Empresas e Empreendedores de Pequenos Negócios (Proampe) já contabiliza um investimento de mais R$ 2,6 milhões em financiamento de pequenos empreendimentos em 13 municípios estabelecidos nas áreas dos sete territórios do Estado – Madeira Mamoré, Vale do Jamari, Centro, Rio Machado, Região Sul, Zona da Mata e Vale do Guaporé.

(A partir de hoje (8) vão ser publicadas matérias da série sobre o microcrédito do Programa Proampe, que está auxiliando pequenos empreendedores de Rondônia com microcréditos.)

O programa visa estimular as atividades econômicas, dando oportunidades e melhores condições aos empreendedores de pequenos negócios do Estado, num projeto que possibilita a concessão de crédito conjugado com capacitação e assistência técnica aos tomadores habilitados, e que já está presente em todas as regiões do Estado.

Ao todo já foram inauguradas 13 unidades do Proampe em todo Estado de Rondônia, distribuídas por 7 territórios de atuação do Programa, a começar pelo Território Madeira Mamoré, que tem os municípios de Porto Velho, com investimento de R$ 42 mil e Candeias do Jamari com R$ 104 mil, seguido do Território Vale do Jamari, que tem o Município de Ariquemes (R$ 410 mil), Território Centro, com o Município de Jaru (R$ 205 mil), Território Rio Machado, que tem os municípios de Cacoal (R$ 505 mil), Espigão do Oeste (R4 30 mil) e Pimenta Bueno (414,5 mil), Território Região Sul, dos municípios de Cerejeiras (R$ 60 mil) e Vilhena (R$ 138 mil), Território da Zona da Mata, que engloba ao municípios de Alta Floresta d’Oeste (R$ 250 mil) e Rolim de Moura (R$ 357,5 mil), e por fim, o Território Vale do Guaporé, que integra os municípios de São Francisco do Guaporé (R$ 30 mil) e São Miguel do Guaporé, com investimento igual de R$ 30 mil.

O Proampe tem disponível para este ano R$ 10 milhões para este fim, com linhas de crédito de baixo custo para atender a este segmento produtivo. A proposta do Programa, cujas informações podem ser obtidas com detalhes no endereço http://www.rondonia.ro.gov.br/governo-de-rondonia-avanca-com-programa-de-microcredito-para-fortalecer-pequenos-negocios-no-estado/ é impactar positivamente na economia ao incentivar o fortalecimento de pequenos negócios no Estado.

De acordo com orientações da Sedi, para a consecução deste objetivo e formalização dos instrumentos contratuais com as pequenas empresas será praticada uma taxa de juros anual máxima igual à taxa Selic – Sistema Especial de Liquidação e de Custódia -, acrescida de 1,25% sobre o valor concedido. O programa vai oferecer crédito de até R$ 30 mil para cada beneficiário, tendo como garantia o aval da própria pessoa física, e um prazo para pagamento de até 36 parcelas.

O Proampe é esse programa que vem atender àqueles que mais precisam agora na retomada da economia, e que no sistema financeiro tradicional não conseguiriam ter acesso a créditos.

Fonte: Secom

1 2 3 28