Senado fará sessão solene em homenagem aos 62 anos de Brasília

Iniciativa foi dos senadores do Distrito Federal

O Senado Federal terá uma sessão especial na manhã de segunda-feira (18) para comemorar os 62 anos da capital, Brasília, que serão completados em 21 de abril. A iniciativa foi dos senadores do Distrito Federal (DF) e foi aprovada pelo plenário.

A sessão solene será semipresencial. Os senadores do DF Izalci Lucas (PSDB) e Leila Barros (PDT) justificaram a homenagem lembrando que desde sua inauguração, em 21 de abril de 1960, Brasília se tornou a terceira metrópole mais populosa do país, com 3 milhões de habitantes.

Após dois anos sem comemorar seu aniversário, devido às restrições decorrentes da pandemia de covid-19, neste ano o governo distrital investiu R$ 700 mil na organização de uma comemoração com atrações na região central de Brasília.

Fonte: Valéria Aguiar A/B

Hildon Chaves e Maurício Carvalho prestigiam evento de reconhecimento aos educadores

Porto Velho conta em seu quadro de pessoal um total de 5.400 trabalhadores de Educação

O dia foi de comemoração para os professores da rede municipal
O dia foi de comemoração para os professores da rede municipal



Após prestigiar o drive-thru em homenagem aos professores, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, e o vice-prefeito Maurício Carvalho, estiveram num bate-papo com café da manhã àqueles que dedicam a sua vida à arte de educar. A ação aconteceu no pátio da Secretaria de Educação (Semed) com momento de integração e sorteio de brindes.

Ao se pronunciar durante o evento, Hildon Chaves destacou que a Semed tem uma estrutura grandiosa e com um orçamento semelhante ao segundo maior município de Rondônia para atender 45 mil pequenos cidadãos e cidadãs na rede. “Todos os servidores passam por problemas, alegrias e tristezas, incertezas, decepções, tensões e inspirações. Ao falar de Educação, tenho certeza de quem vive de Educação é porque é apaixonado por ela, escolheram serem educadores e fazem com amor”, disse.

“Vocês [professores] dedicaram, dedicam e continuarão dedicando a vida de vocês a mais nobre missão: educar as nossas crianças. Tudo passa pela Educação e não existe regime democrático e estado de direito sem ela, ela é cidadania e construção de pessoas éticas, responsáveis e comprometidas com a coletividade”, acrescentou o prefeito.

SATISFAÇÃO E REALIZAÇÃO

De acordo com a secretária titular da Semed, Gláucia Negreiros, o ano de 2021 é comemorado ainda mais a data do dia 15 de outubro, o Dia do Professor, levando em consideração a satisfação de todas as ações e reinvenção feitas durante a pandemia, após a suspensão das aulas presenciais.

“Os professores de Porto Velho fizeram acontecer e levaram a educação às casas das nossas crianças. Conseguimos alcançar 93% dos nossos alunos de forma remota. Essa evidência só foi possível pela dedicação de cada um de vocês que estão no chão de nossas escolas e daqueles que estão atuando na sede de nossa Secretaria, conduzindo as políticas públicas à educação porto-velhense”, disse Gláucia.

A secretária ainda fez questão de lembrar que, infelizmente, durante essa fase muitas vidas foram perdidas, de amigos, familiares e pessoas que dedicavam a vida à educação. “Deus nos fez forte e acordar todos os dias com a vontade de fazer a diferença, mesmo que no formato a distância. Estamos aqui para celebrar com vocês e sintam-se cada vez mais acolhidos na nossa rede”, completou.

GRATIDÃO

Já o secretário-adjunto da Semed, Basílio Leandro, demonstrou a sua gratidão aos professores e profissionais da educação. “Não existe um profissional que tenha passado pelas mãos de um professor. Cada um tem o nosso respeito e admiração. Que Deus proteja cada uma de nossas famílias aqui representadas e nossos alunos para que consigamos continuar no caminho do desenvolvimento”.

LEALDADE AO COMPROMISSO

Com experiência no setor educacional privado, Maurício Carvalho diz saber da importância de um professor. Ele fez questão de agradecer a todos pela dedicação e lealdade ao compromisso assumido de formar cidadãos. “Se hoje faço parte da vida pública é porque um professor me ensinou o caminho correto de onde ir e como chegar”, lembrou.

Maurício também ressaltou outro aspecto dos desafios trazidos pela pandemia, diante das perdas que os alunos tiveram neste período: “Eles estão dependendo cada dia mais e precisando de carinho, educação e amor”, acrescentou o vice-prefeito.

DADOS

De acordo com a Prefeitura de Porto Velho, atualmente o município conta em seu quadro de pessoal um total de 5.400 trabalhadores de educação, sendo 3.300 professores.

Fonte: Comdecom

Joe Biden presta homenagem a militares mortos no Afeganistão

Presidente dos EUA compareceu à Base Aérea de Dover. Militares foram assassinados em ataque suicida durante a retirada de civis

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, compareceu à Base Aérea de Dover no domingo (29) para homenagear os militares mortos em um ataque suicida durante a retirada de civis do Afeganistão na semana passada.

Um atentado do Estado Islâmico matou na quinta-feira (26) um grande número de afegãos e 13 soldados norte-americanos que faziam a segurança do aeroporto de Cabul em meio a um resgate aéreo que retirou cerca de 114.400 pessoas do país nas últimas duas semanas.

As forças norte-americanas lançaram um ataque militar na capital afegã neste domingo mirando um possível carro-bomba suicida, disseram autoridades dos EUA.

Biden, do Partido Democrata, enfrentou críticas de parlamentares republicanos, que acusaram seu governo de ter sido um desastre na retirada das forças norte-americanas do Afeganistão.

Depois de chegar à base em Delaware, Biden e sua esposa, Jill, se encontraram com as famílias dos militares mortos no ataque.

Eles observaram enquanto caixões com bandeiras carregando os corpos de 11 militares foram colocadas em vans. Ouviram-se sons de choro e uma mulher desmaiou e foi levada para uma ambulância. Após o evento, uma mulher soltou gritos angustiados.

Os corpos de mais dois militares serão transferidos em evento não coberto pela mídia, a pedido de seus familiares.

Fonte: R7

MPRO e AMPRO prestam homenagem póstuma ao Coronel da PM Amoan Garrett

O policial faleceu em razão de complicações da covid-19 em abril deste ano.

O Ministério Público do Estado de Rondônia e a Associação do Ministério Público de Rondônia (AMPRO) realizaram na manhã desta quarta-feira (16/06) homenagem póstuma ao Coronel da Polícia Militar, Amoan Itaí Garrett da Silva. A solenidade, realizada presencialmente e por videoconferência, ocorreu na sede do Comando-Geral da corporação, na Capital, com a presença de Membros do MP, PM e familiares do homenageado. Coronel Garret ocupou o cargo de assessor militar no MPRO no período de 2011 a 2015. O policial faleceu em razão de complicações da covid-19 em abril deste ano.

Ao abrir a cerimônia, o Comandante da PMRO, Coronel Alexandre Luís de Freitas Almeida, falou da honra da instituição em ser anfitriã do ato de reconhecimento do Ministério Público ao profissional, que atuou por quase 30 anos nas mais diversas frentes da corporação, desenvolvendo ações não apenas na Polícia, mas nas demais instituições públicas. 

Presente ao ato, o Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, enalteceu a passagem do policial no MP de Rondônia e sua contribuição na formatação da política de segurança institucional. Na ocasião, o chefe do MPRO ressaltou a relevância dos serviços prestados pelo coronel, cujo trabalho, conforme pontuou, foi marcado pela dedicação e comprometimento na assistência direta em assuntos militares e de segurança. “Coronel Garret foi um grande homem, a quem o Ministério Público de Rondônia agradece”, afirmou. 

Ao fazer uso da palavra, o Presidente da Associação do Ministério Público, Promotor de Justiça Éverson Antonio Pini, falou da vocação para liderar, do caráter operacional e da personalidade proativa do policial militar. “Ele trouxe ao MP uma preocupação com a segurança institucional que não existia. A perda é imensa, mas o legado é maior ainda”, declarou. 

Também presente à solenidade, Héverton Alves de Aguiar, que esteve à frente do MPRO no período em que Amoan Garrett atuou na Instituição, endossou o legado deixado pelo coronel na construção de uma cultura organizacional relacionada à proteção humana e material. “Foi Coronel Garrett quem deu a identidade, feitura e essência desse setor no MP. Tudo que aprendemos sobre o assunto e aplicamos hoje devemos a ele. Fica uma imensa saudade, mas também a lembrança de muita honra”, disse. 

Durante a cerimônia, a devoção às causas da PM e o comprometimento com a defesa da Amazônia foram lembrados pelas autoridades que fizeram uso da palavra. O Procurador de Justiça Eriberto Gomes Barroso, vice-presidente da Ampro, destacou como traço marcante do policial o amor à instituição a que pertencia. “Penso no coronel como um mestre, a quem o Estado de Rondônia deve muito. Ele não foi apenas um soldado, foi um grande defensor da Amazônia”. 

Já a Promotora de Justiça Yara Travalon Viscardi, que participou da solenidade de modo on-line, mencionou o preparo técnico e a natureza resolutiva de Amoan Garrett. “Conheci o coronel há muitos anos quando atuava na Comarca de Ariquemes. Ele foi fundamental para o desfecho de uma rebelião que enfrentávamos na cidade. Foi um grande profissional. O Ministério Público não poderia deixar de prestar essa justa homenagem”, afirmou. 

Placa – Ainda na solenidade, a Associação do Ministério Público de Rondônia entregou uma placa de homenagem (in memoriam) à esposa do policial, Sandra de Melo Silva, que agradeceu o gesto de reconhecimento. “Agradeço a todos. Em especial, ao Estado de Rondônia, por tudo que nos deu e por quem meu esposo sempre lutou”, disse, lembrando o compromisso do coronel com as instituições do Estado, dentre as quais o Ministério Público. 

Também estiveram presentes ao ato, o Procurador de Justiça Carlos Grott (diretor do Centro de Atividades Extrajudiciais); os Promotores de Justiça Anderson Batista de Oliveira (Coordenador do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado – GAECO); Dandy de Jesus Leite Borges (Secretário-Geral do MPRO); Rogério José Nantes (Integrante do GAECO), além do filho do militar, Amoan Itaí Garrett Júnior, filhos e netos do homenageado.

Fonte: Assessoria

Estátua em homenagem a Manelão “da Banda do Vai Quem Quer” é inagurada em Porto Velho

A estátua em homenagem a Manelão foi construída na praça do Mercado Cultural

O fundador do bloco Banda do Vai Quem Quer, empresário Manoel Mendonça, o “Manelão”, foi homenageado com uma estátua, inaugurada num dos locais mais representativos da cultura e dos costumes da cidade: a Praça do Mercado Cultural. A cerimônia aconteceu na noite de sexta-feira (28), e contou com a presença do prefeito Hildon Chaves, da primeira-dama Ieda Chaves, artistas e lideranças locais.

O evento marcado por emoção foi classificado como um resgate da cultura. A praça ganhou uma nova referência como marco histórico e turístico.

O prefeito Hildon Chaves destacou que não é possível falar em cultura na capital sem lembrar-se do saudoso “Manelão”, o general da Banda. “Estamos eternizando este personagem tão importante da nossa história e para os brincantes da Banda do Vai Quem Quer e do nosso carnaval”, disse.

A escultura foi feita pelo artista plástico Bruno Souza, que já tem outras obras na cidade, como o Memorial dos Seringueiros.

Siça, filha de Manelão, ficou emocionada com a homenagem

Sicília Andrade, a Siça, filha do “Manelão” e atual presidente da banda, disse que ficou emocionada com a homenagem. Segundo ela, o sentimento é o mesmo dos sábados que antecedem o desfile da banda pelas ruas da cidade com milhares de foliões.

“Ele lutou pela cultura de Porto Velho por 30 anos e, exatamente no ano em que completa 10 anos de sua morte, recebe essa homenagem. Deixo aqui um agradecimento em nome da banda, dos familiares, dos amigos e dos foliões. Meu pai não será esquecido”, acrescentou a presidente da banda.

A estátua está localizada na Travessa Cultural Manelão e apresenta o homenageado sentado na cadeira que mantinha ao seu lado, na sede do chaveiro Gold, sua empresa.

Para garantir mais conforto aos usuários da Calçada Manelão, a Empresa de Desenvolvimento Urbano de Porto Velho (Emdur) concluiu a restauração da iluminação no entorno do Mercado Cultural.

O evento contou com a presença do secretário Geral de Governo (SGG), Fabrício Jurado, do secretário adjunto da SGG, Devanildo Santana, do presidente da Fundação Cultural de Porto Velho (Funcultural), Márcio Miranda e diversos ativistas culturais.

Fonte: Comdecom

No Dia do Trabalhador, profissionais da linha de frente contra covid-19 são homenageados em RO

Profissionais da saúde encontram na missão de evitar novos óbitos forças para superar desafios do trabalho em meio a pandemia

Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, e todos os demais profissionais que estão diretamente ligados ao tratamento dos pacientes com covid-19 vivem a mais de um ano a batalha para salvar vidas em meio pandemia do coronavírus. No Dia do Trabalhador, o Governo de Rondônia homenageia e ressalta o trabalho destes profissionais devido ao intenso esforço de atuarem na linha de frente desta pandemia.

A diretora assistencial do Hospital de Base Doutor Ary Pinheiro e enfermeira, Patrícia Oliveira da Silva Queiroz, relata que a pandemia mudou toda a rotina de vida e no ambiente de trabalho. ‘‘Esse vírus desconhecido, no princípio, nos trouxe muito medo, havia muitas notícias falsas que causavam angústia no ambiente hospitalar. Tivemos que fazer várias adaptações e fortalecer o trabalho em equipe. Enfrentar esse vírus não é uma tarefa fácil’’, avalia.

Patrícia conta que a pandemia fez os profissionais de saúde lidarem mais de perto com o luto. Uma das situações mais marcantes para ela foi quando uma colega enfermeira perdeu a mãe e em dez dias depois, o pai, para o vírus. ‘‘Ela se sentiu impotente diante da situação, e é uma dor que toda equipe vivenciou junto, o que gerou medo e potencializou nosso desejo de cuidar dos entes de outras pessoas ’’, revela complementando que diante de tantos desafios, a motivação para os dias de trabalho vem exatamente dessa atitude nobre e extremamente humanitária.

‘Lutar pela vida das pessoas é a nossa motivação. Estamos cuidando do amor de alguém, por isso não desistimos do nosso compromisso de cuidar das vidas de maneira ética e segura’’, garante.

A diretora do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, Raquel Gil, reforçou que  devido os pacientes com covid-19 demandarem muitos cuidados  a missão profissional de cuidar das pessoas foi ressaltada. ‘‘É muito gratificante saber que podemos mudar a vida de alguém a partir do nosso trabalho. Na direção, nos empenhamos em organizar o serviço para que seja o mais acolhedor possível, ofertando leitos para ajudar a cuidar dos doentes e criando um ambiente seguro com a disponibilização de equipamentos de segurança e treinamento para uso adequado dos mesmos, motivando os servidores a se proteger’’, garante.

Patrícia conta que os protocolos adotados na rede estadual de saúde fizeram com que os profissionais fossem afastando pouco a pouco a ideia do caos instaurado no primeiro momento diante das notícias veiculadas sobre o então desconhecido vírus.

A diretora Raquel explicou ainda que o HB é um hospital de referência no Estado quanto ao atendimento de gestantes de alto risco com covid-19. ‘‘Adaptamos uma UTI e mudamos a estrutura do hospital. Temos leitos para pacientes com covid-19 em UTI adulto, neonatal, clínico e de maternidade’’. Ela ainda parabenizou o Governo, que por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) contratou mais profissionais da saúde. ”Temos orgulho de somar com essa grande força tarefa”.

Assim como os profissionais de saúde, o Governo do Estado reconhece a importância de cada profissional como bombeiros, policiais, professores, comerciantes, produtores rurais, músicos, motoristas, cuidadores de idosos, veterinários, arquitetos, engenheiros, analistas de sistemas, assistentes sociais, frentistas, bancários, taxistas, jornalistas, trabalhadores da construção civil e indústria, garis, entre outros, que tem com dedicação contribuído para o desenvolvimento de Rondônia.

Fonte: Sesau

Grã-Bretanha homenageia Phillip com tiros e bandeira a meia-haste

Homenagens estão sendo prestadas por toda a Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales. Velório não será aberto ao público

Em Londres, a praça Picadilly Circus colocou um outdoor em homenagem ao Duque de Edimburgo
Em Londres, a praça Picadilly Circus colocou um outdoor em homenagem ao Duque de Edimburgo

Homenagens em toda a Grã-Bretanha estão sendo realizadas, neste sábado, para marcar a morte do Príncipe Phillip.

Segundo informações de veículos internacionais, a bandeira do Reino Unido foi deixada a meia-haste no Palácio de Buckingham e demais prédios oficiais, enquanto saudações com tiro de canhão foram disparadas pela Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales

Um dos pontos centrais de Londres, a praça Picadilly Circus, carrega um outdoor em homenagem ao príncipe consorte.

O marido da Rainha Elizabeth II faleceu, aos 99 anos, na manhã da última sexta, no castelo de Widnsor, segundo comunicado do Palácio de Buckingham.

Diante das precauções exigidas pela pandemia, não será realizada uma cerimônia de Estado aberta ao público. O velório e enterro serão realizados na capela de São Jorge, no Castelo de Windsor.

Tabloides britânicos como o Daily Mail têm especulado se o príncipe Harry viajará ao Reino Unido para prestar condolências ao avô. A relação com a família real estaria balançada após a entrevista de Harry e Meghan concedida à apresentadora norte-americana Oprah Winfrey, na qual a família de Harry foi acusada de racismo.

Fonte: R7

Em homenagem ao dia do Jornalista, Fhemeron reconhece a importância desses profissionais do estado

Jornalistas tem fundamental importância na conscientização da população para a manutenção dos estoques de bolsa de sangue da Fhemeron.

O Governo de Rondônia, por meio da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron), reconhece a importância da atuação do jornalista para a manutenção do estoque do banco de sangue. É através de divulgações feitas por estes profissionais que a entidade consegue sensibilizar doadores a doar sangue.

Ao produzir a reportagem, os jornalistas acabam se tornando doadores também. “O repórter se torna uma peça importante nessa conscientização, visto que os mesmos divulgam o nível de estoque dos bancos de sangue, que quase sempre estão em situação crítica. Em Rondônia, os jornalistas, dos meios de comunicação são acionados pela Superintendência Estadual de Comunicação (Secom), e sempre atendem ao chamado”, ressaltou a gerente de captação da Fhemeron, Maria Luíza Pereira.

Júlia Scherer, repórter de televisão, doadora de sangue e de medula óssea explica: “Eu sempre doei sangue porque eu penso que é importante colocarmos em prática aquilo que a gente leva como informação. Como a gente quer que a população atenda o nosso chamado se a nós não se envolvermos como sociedade? O jornalista deve noticiar e participar da causa.”

Esse ponto também foi destacado pela gerente de captação. “Muitas pessoas vem doar quando tem alguém precisando e isto é válido, mas o doador tem que se conscientizar de que os desconhecidos também precisam. No momento estamos com o estoque de sangue O+, considerado o mais comum, abaixo de 50%. Isso faz com que cirurgias precisem ser adiadas”, esclarece a gerente. A doação de sangue continua normal e ainda mais necessária durante a pandemia. Mesmo quem teve Covid-19 pode doar sangue, 30 dias depois que tiver sido curado.

Para enfatizar a importância da divulgação, Maria relata a iniciativa dentro do próprio governo, através de campanhas lançadas para incentivar servidores a fazer doação de sangue. Ao saber da necessidade, os servidores se mobilizam para fazer doação. O fotógrafo Frank Nery e o motorista Jander Barbosa fizeram a parte deles doando sangue para salvar vidas. “Eu sou doador voluntário e fiel há muitos anos e faço a minha doação com frequência porque sei da necessidade”, esclareceu o fotógrafo Frank. Jander doou pela primeira vez e se comprometeu “Vou continuar doando, sangue é vida!”.

Também servidora da Secom, Tainan Dalazen é doadora de sangue voluntária e sabe da necessidade de doar. Ela faz parte de um grupo ainda mais seleto: o de doadores raros por ter sangue do tipo A-. “Sempre sou acionada pela Fhemeron quando precisam do meu tipo de sangue. Eu e meus dois filhos somos A- e meu marido é O-, tipos de sangue raros. E justamente por saber disso sou doadora.”

REQUISITOS NECESSÁRIOS AO DOADOR DE SANGUE

  • Estar em boas condições de saúde;
  • ter entre 18 e 69 anos de idade;
  • adolescente de 16 e 17 anos poderá doar acompanhado dos pais ou responsáveis legais;
  • ter peso acima de 50 kg;
  • estar alimentado, evitando alimentação gordurosa (aguardar três horas após o almoço);
  • homem pode doar até quatro vezes ao ano, em intervalos de 60 dias (dois meses);
  • mulher pode doar até três vezes ao ano, em intervalos de 90 dias (três meses)Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas.

IMPEDIMENTOS TEMPORÁRIOS

  • Estar gripado ou com febre;
  • grávida ou amamentando;
  • em tratamento médico;
  • ter ingerido bebida alcoólica no dia da doação (12 horas);
  • tatuagem feita há menos de um ano;
  • tratamento de acupuntura nos últimos 12 meses;
  • endoscopia digestiva nos últimos seis meses;
  • ter recebido transfusão de sangue e seus derivados há menos de 1 (um) ano;
  • pessoas que contraíram Covid-19, é possível doar após 30 dias da cura;
  • malária nos últimos 12 meses.

IMPEDIMENTOS DEFINITIVOS

  • Doença de Chagas;
  • Hepatite após os 11 anos de idade;
  • exposição à situação ou comportamento que levem a risco, acrescido para infecções sexualmente transmissíveis.

É obrigatório apresentar documento de identificação com fotografia, emitido por órgão oficial.

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

A Fhemeron de Porto Velho funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 7h15 às 18h e aos sábados, até às 12h. Está localizada na Avenida Jorge Teixeira, 3766, bairro Industrial.

Fonte: Fhemeron

Em homenagem ao ‘Dia Internacional da Mulher’, desempenho feminino de gestora no Governo é enaltecido em RO

Rosângela Castelo vem de uma família de migrantes paranaenses pioneiros na agricultura de Ouro Preto do Oeste

Dia internacional da mulher - Notícia - News - Brasil Telemedicina

Já é rotina para a superintendente Estadual de Comunicação (Secom) do Governo de Rondônia, Rosângela Castelo, passar o dia todo num vaivém por dependências palacianas, uma característica do seu ritmo de trabalho. Conhecer esses meandros é tal qual visualizar os 52 municípios do Estado, ela compara.

Paranaense de Campina da Lagoa (centro-oeste do Estado do Paraná), rondoniense por adoção, Rosângela, 44 anos, veio criança para Ouro Preto do Oeste, na BR-364, onde os pais João Maria da Silva, 72, e Cinira dos Santos, 68, ganharam um lote de terra do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no período cacaueiro do primeiro projeto integrado de colonização do extinto território federal.

DIA DA MULHER - Desempenho feminino de gestora no Governo de Rondônia é  enaltecido no Dia Internacional da Mulher - News Rondonia Portal de Noticias
Rosângela defende a comunicação com consciência e bem feita

No Dia Internacional da Mulher, ela enaltece o desempenho feminino em Rondônia e no mundo, compreendendo a quebra de paradigmas e a capacitação feminina para ocupar o seu espaço na Educação, Saúde, Comunicação, Empreendedorismo, Políticas Sociais, no Judiciário, entre outros âmbitos.

Rosângela tem uma visão completa do Estado. Seu trabalho em uma empresa emissora de televisão facilitou-lhe conhecer todos os municípios, pessoas e hábitos regionais.

“Antes de casar, minha mãe assinava o nome com o polegar, se alfabetizou no Mobral noturno, no Colégio Joaquim de Lima, para que anos depois, com muito esforço e estudos, chegasse a trabalhar como enfermeira. O meu pai foi o principal apoiador da minha mãe, cuidando dos cinco filhos a noite para que ela pudesse estudar”, conta.

Rosângela estudou em Ouro Preto do Oeste até 1995, quando veio para Capital, Porto Velho, estudar na Universidade Federal de Rondônia (Unir), buscando o curso de Economia, em seguida, fez Administração, Marketing e cursos de pós graduação em instituições privadas. Além de comunicadora, é também professora de Ensino Superior.

“Faria tudo de novo, até mesmo sem salário, porque me convenci do grande presente que é o conhecimento. Recebo por ministrar aulas, mas também fiz muito sem salário”, comenta.

Rosângela acredita que a docência vai além da sala de aula e aprecia auxiliar as pessoas no aprendizado e no aconselhamento. Desde 2010 participa do quadro de uma faculdade privada, dedicando-se aos cursos de Administração, Jornalismo, Propaganda e Publicidade, Direito, Ciências Contábeis, Psicologia, Engenharia Civil e Elétrica.

“A mulher batalhou pelos espaços conquistados, buscando inserir-se em novos cenários. Ela tem visão analítica, capacidade de ver o todo, utiliza o humanismo como ferramenta de motivação para criar estratégias, acompanhar o tático e, se preciso for, atuar no operacional”, assinala.

Quando começou a trabalhar em outra emissora de televisão, já poderia vislumbrar o seu horizonte: “Comecei fazendo arquivos de videoteipes (fita de material plástico para edição e reprodução de imagem) e fui também chefe de operações comerciais”.

“Somos multiprofissionais, mães e administradoras do lar, fazemos almoço, arrumamos a casa, cuidamos das finanças, cuidamos dos filhos e ainda nos cuidamos. Tenho muito orgulho em ser mulher e me orgulho das mulheres rondonienses”.

Uma data que ela nunca esquece: 6h da manhã de 15 de junho de 1995, quando chegou a Porto Velho. “Minha vida era tranquila demais em Ouro Preto, eu vim de lá com uma mala de roupas e outra com livros, imaginando como seria a experiência na Capital”.

Três anos depois, em 1998, lá estava Rosângela dando conta de dois expedientes: numa empresa de vídeo, assistente de produção, e em uma empresa operadora de telefonia, onde atuou no setor de expansão de redes.

Conforme ela considera, “a porta principal” abria-se no ano 2000, ao ingressar em uma rede de emissoras afiliadas, onde permaneceu até agosto de 2015.

De assistente comercial, saiu gerente comercial do Estado. “Um caminho longo, uma grande experiência, extremamente gratificante”, frisa.

A chegada ao Governo de Rondônia aconteceu em 2019. Rosângela foi trabalhar na Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), atuando como coordenadora de comércio, indústria e agronegócio. Logo depois, fora designada para a diretoria executiva da Casa Civil, de onde seria designada para a Secom.

Casada há quase 20 anos com Milton Castelo, “mãe de coração” de Michele Castelo, 21, e avó de Valentina, 2, a superintendente analisa sua atual missão governamental como “mais um desafio”. “Aqui é preciso sabedoria, resiliência, sinergia, alinhamento e do esforço necessário para fazer multiplicar boas informações”, constata.

Mudanças na ordem mundial, enfrentamento à pandemia da Covid-19 e o dia a dia corrido lhe proporcionam convicções a respeito de crises sanitária, econômica e política. “Eu me pergunto: de que maneira o ser humano deve se comportar diante desse novo momento do qual sabemos o hoje e desconhecemos o amanhã? A população afetada merece respostas e nós lutamos para que ela tenha todas as que forem possíveis”, emenda.

Na torcida para que o atual período “passe logo”, Rosângela defende a “comunicação com consciência e bem feita. Se assim o fizermos, vamos conseguir reduzir a quantidade de informações desencontradas que só prejudicam as pessoas”, afirma.

Fonte: Secom-RO

Câmara Municipal de Machadinho d’Oeste concede homenagem à Ezequiel Júnior

.

Durante a sessão extraordinária desta segunda-feira (01/03), a Câmara Municipal de Machadinho do Oeste, prestou uma homenagem, com total apoio dos demais parlamentares da Casa, ao ex-vereador Ezequiel Junior

Os vereadores da 8ª Legislatura da Câmara Municipal de Machadinho d’Oeste, concede ao ex-vereador Ezequiel Junior (Republicanos), o Certificado de Reconhecimento por ter contribuído com o processo democrático do município, atuando sempre com honradez como Vereador durante a 6ª Legislatura do município.

“Ezequiel Júnior tem uma longa folha de bons serviços prestados à população do município de Machadinho d’Oeste, pela forma respeitosa, dedicada e diligente com que sempre atendeu as comunidades e região, ele merece todo o nosso reconhecimento e a nossa admiração, pois seu trabalho honra todo nós”, justificou.

Após a passagem pela Câmara, Ezequiel Júnior, foi eleito deputado Estadual por Rondônia, sua passagem pela Assembleia Legislativa foi uma das mais marcantes da história do Município de Machadinho d’Oeste. “Durante o seu mandato, destinou mais de R$ 80 milhões de emendas parlamentares, além de socorrer muitas prefeituras”.

Após a passagem pela Câmara, Ezequiel Júnior, foi eleito deputado Estadual por Rondônia, sua passagem pela Assembleia Legislativa foi uma das mais marcantes da história do Município de Machadinho d’Oeste. “Durante o seu mandato, destinou mais de R$ 15 milhões de emendas parlamentares, além de socorrer muitas prefeituras”.

“Ao termino do seu mandato, teve o privilegio de pagar todas as emendas parlamentares alocadas como avia prometido. Como ele mesmo disse, saio de cabeça erguida, entrei limpo e saio limpo desse mandato, deixando aqui minha marca positiva na história do legislativo rondoniense”.

“Ezequiel Júnior, ressaltou a importância da homenagem e agradeceu a ex-presidente daquela casa, Sra. Diva e ao então servidor Paulo César, que idealizaram esse projeto que resgatou a história do Poder Legislativo Municipal. Em nome do amigo e vereador Amauri Vale, Ezequiel agradeceu aos vereadores da legislatura passada e aos vereadores da atual legislatura pelo reconhecimento concedido, declarou.

da Redação/CN

%d blogueiros gostam disto: