Justiça obriga estado a garantir enfermeiros no Hospital de Base, durante todo período de funcionamento

A determinação deve ser considerada para toda a unidade hospitalar, e não apenas para setores específicos.

A 2ª Vara da Justiça Federal de Rondônia deferiu parcialmente o pedido de tutela de urgência do Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) na ação civil pública impetrada para que o Governo do Estado disponibilize enfermeiros durante todo o período de funcionamento do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, em Porto Velho. A decisão é do juiz Bernardo Tinoco de Lima Horta, da 2ª Vara Federal Cível.

Segundo a decisão, o prazo para o cumprimento é de 60 dias sob pena de multa a ser imposta em caso de descumprimento.

A obrigação deve ser considerada para toda a unidade hospitalar, e não apenas para setores específicos, ou seja, cada setor deve ter um enfermeiro responsável por orientar e supervisionar as atividades de Enfermagem desempenhadas pelos técnicos e auxiliares de Enfermagem.

O Estado ainda tem prazo para interposição de recurso e durante esse período o processo tramitará para posterior sentença. O Coren-RO trabalha embasado na legislação que rege os serviços de Enfermagem, e preza pela segurança legal da assistência de saúde à população, resguardando os direitos e deveres dos profissionais da classe.

Hospital de Base é novamente denunciado por falta de alimentos para pacientes em RO

As denúncias são dos próprios pacientes e acompanhantes que relataram.

Pacientes e acompanhantes que estão no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, em Porto Velho, relataram falta de alimentos na unidade de saúde nesta terça-feira (16). Eles dizem que não há comida para distribuição no horário do lanche e jantar.

Há dois meses, funcionários do setor de alimentação do Hospital de Base entraram de greve. De acordo com os servidores, o motivo era os atraso nos salários. Na ocasião, estima-se que mais de 800 pessoas tenham ficado sem as refeições.

Dessa vez, a empresa que fornece alimentação ao hospital declarou que se preocupa com todos os pacientes enfermos e tenta cumprir o dever de garantir a nutrição adequada para todos, entretanto, por falta de insumos no depósito, não forneceu lanche da tarde para pacientes e servidores.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que participou de reunião com a empresa que fornece alimentação ao Hospital de Base na manhã desta terça (16). Na ocasião, teria cobrado o cumprimento do contrato e determinou que a empresa forneça a alimentação de forma correta.

Em nota, a Sesau destacou que por falta das certidões atualizadas por parte da empresa, o pagamento foi suspenso pelo Governo do Estado. Mas durante a reunião, a empresa se comprometeu em ter as certidões atualizadas, e voltar a fornecer alimentação.

Veja a íntegra da nota da Sesau:

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) em reunião com a empresa (Nutrimais) que fornece alimentação ao Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, na manhã desta terça-feira (16), cobrou o cumprimento do contrato e determinou que a empresa forneça a alimentação de forma correta.

Por falta das certidões atualizadas por parte da empresa, o pagamento foi suspenso pelo Governo do Estado, mas após o envio das mesmas, deve ser feito até o dia 24 de março, conforme acordado durante a reunião. A empresa se comprometeu em ter as certidões atualizadas, e principalmente normalizar os serviços de fornecimento de alimentação nos hospitais

O Governo de Rondônia prioriza que todas as necessidades de pacientes e servidores sejam atendidas de forma humanizada, sendo a alimentação item de suma importância para melhoria do atendimento e quadro clínico dos pacientes.

Fonte: G1/RO

Sesau realiza palestra para servidores do Hospital de Base em Porto Velho

Em alusão à campanha “Janeiro Branco: Cuidando da vida, cuidando da mente”

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) promoveu tardes de palestras para os profissionais do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, nos dias 27 e 28 de janeiro, com temáticas que envolvem o mês alusivo ao cuidado da mente por meio da campanha “Janeiro Branco”.

A ação foi realizada por psicólogos residentes do Programa de Urgência e Emergência da Residência Multiprofissional em Saúde da Sesau, in loco nas clínicas psiquiátricas e Unidade de Terapia Intensiva Adulto (UTI), que atende pacientes positivos para Covid-19 e Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI NEO). O psicólogo Renan ao falar do Janeiro Branco, ressaltou a importância da criação de hábitos do autocuidado com a saúde mental, trazendo estratégias de enfrentamento para lidar com emoções difíceis.

Os residentes promoveram o “Coronga Fashion Week”, na ala psiquiátrica e UTI NEO, um desfile dos profissionais da Saúde com trajes hospitalares e equipamentos de proteção individual (EPIs). “O desfile, além de um momento de descontração, foi também um espaço para ressaltar o uso adequado de EPIs como o melhor traje para desfilar, os servidores usaram máscaras N95, capotes e pijamas hospitalares”, contou o residente Renan Enes.

Na UTI Covid, o momento foi breve, como explicou à psicóloga Joiza Maria, pois o setor já demonstra como é difícil trabalhar na Unidade de Terapia Intensiva, nesse momento em que a ocupação por pacientes acometidos com coronavírus é total. “Para esse espaço, realizamos um exercício de respiração para ajudar os trabalhadores a reduzir o nível de estresse”, contou.

A parceria para a realização do projeto foi da residência da Comissão de Residências em Saúde da Sesau (Coremu) e Departamento de Educação Permanente da unidade (HB). Patrícia Oliveira, coordenadora de Educação acrescentou que, “a intenção é propagar e estimular uma cultura de saúde mental dentro da unidade e ampliar as discussões sobre o tema, por meio das vivências dos profissionais de saúde e com trocas de experiências”.

Os psicólogos estão realizando esse trabalho em várias unidades de Saúde, onde já trabalharam a temática no Centro de Medicina Tropical (Cemetron), Hospital Infantil Cosme e Damião (HICD) e, agora, no Hospital de Base.

Fonte: Sesau

Hospital de Base realiza exames preventivos na carreta do Hospital do Amor para profissionais da unidade

Exames como preventivos e mamografias estão disponíveis, A ideia é promover o bem estar das profissionais de saúde que exercem suas atividades no hospital.

Triagem das servidoras na carreta do Hospital do Amor para realização dos exames preventivos ao câncer de mama

No mês alusivo à prevenção do câncer de mama, com a Campanha Outubro Rosa, as servidoras do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, iniciaram na terça-feira (13) exames de mamografia e preventivo na carreta do Hospital do Amor.

A ideia de promover o bem estar das profissionais de saúde que exercem suas atividades na unidade veio por parte da direção geral e saúde do trabalhador, pensando em facilitar o acesso e conscientizar sobre a importância da prevenção do câncer de mama, que é uma das doenças mais letais para a saúde feminina.

A enfermeira Marlede Sá acrescenta “é importante nesse momento de pandemia trazer o serviço mais próximo às nossas servidoras que estão na linha de frente, assim atuaremos na prevenção e detecção de doenças de forma precoce”.

A expectativa é da realização de 80 exames preventivos e 70 mamografias, durante os dois dias (13 e 14 de outubro) de trabalho dos profissionais do Hospital do Amor.

A diretora geral da unidade Raquel Gil destaca que “esses exames de prevenção, que estão sendo realizados com o Hospital do Amor, fazem parte das ações em alusão ao Outubro Rosa, que visa a prevenção do câncer de mama para com as nossas servidoras”.

Fonte: Sesau

Hospital de Base retoma serviço de captação de córneas em Porto Velho

Desde 2014 foram realizados 545 transplantes de córneas em Rondônia

O Banco de Olhos do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, retoma o serviço de captação de córneas em Porto Velho, a partir de outubro, e também comunica, parceria com a Central de Óbitos Municipal. O objetivo da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) foi de readequar o núcleo mesmo no período de pandemia, para atender aos pacientes e diminuir a espera para cirurgias de transplante de córneas.

A enfermeira e coordenadora do Banco de Olhos, Helene Nobre enfatiza que “a partir do dia 1° de outubro teremos plantão 24h com objetivo de zerar a fila de espera dos pacientes por essa cirurgia”, acrescentando que desde 2014, quando o núcleo foi credenciado, já foram realizados 545 transplantes de córnea.

Segundo a gerente da Central de Óbitos do Munícipio, Luciana de Sousa, a parceria com a Sesau tem dois anos, trabalho importante, principalmente nesse momento que exige união para garantir a saúde dos usuários da rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

A paralização parcial dessa atividade zerou o estoque de córneas em âmbito nacional. Rondônia é um dos primeiros estados a readequar o serviço e voltar com a busca ativa. O serviço vem sendo realizado apenas na Capital, o segundo núcleo de captação em Cacoal, ainda não voltou a funcionar, mas a equipe de Porto Velho, irá se deslocar até os possíveis doadores no interior.

CAPTAÇÃO DE CÓRNEA

A triagem para captação de córnea é realizada após a notificação do óbito, onde sendo verificado o motivo do falecimento, e identificado um possível doador, a equipe de saúde entrevista a família, em busca do aceite para a doação de córnea.

PODEM SER DOADORES

  • Idade entre 2 e 70 anos
  • Pacientes que tenham miopia, hipermetropia e astigmatismo
  • Tenham tido conjuntivite, mas já foram curados
  • Usem óculos ou lentes de contato
  • Tenham algum câncer que não seja leucemia, linfoma ou câncer no olho

CONTRAINDICAÇÕES

  • Covid-19
  • Linfomas ativos e leucemias
  • Hepatites B e/ou C
  • HIV (AIDS)
  • Infecção generalizada
  • Endocardite bacteriana
  • Morte de causa desconhecida
  • Raiva
  • Algumas doenças em atividade como sífilis ativa e leptospirose.

Fonte: Sesau

Hospital de Base volta atender pacientes com fissura labial em RO

Retorno também comemora o dia do portador de fissura labial na semana.

O Núcleo de Fissurados em Rondônia (Nufis) retomou os atendimentos ambulatoriais. Na mesma semana em que se comemora o dia do portador de fissura labial, a data é marcada pelo aniversário de dois anos do serviço no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, em Porto Velho.

O Núcleo de Fissurados de Rondônia (Nufis) é responsável pela triagem dos pacientes no pré e pós-operatório, e conta com uma equipe multidisciplinar composta por um médico cirurgião plástico, uma médica especialista em odontopediatra, e uma enfermeira.

A enfermeira Maria José explica que, o atendimento de pacientes com lábio leporino e fenda palatina havia sido interrompido em virtude da pandemia, e as cirurgias de correção ainda continuam suspensas por conta do Decreto Estadual.

Segundo Maria José, em 2019 foram realizadas 195 consultas e 25 cirurgias, já neste ano de 2020 a expectativa era aumentar a assistência médica a esses pacientes, entretanto, até o momento apenas 10 consultas e 1 cirurgia foram feitas.

A diretora-geral do HB, Raquel Gil declarou que “o serviço do atendimento aos pacientes fissurados, é de suma importância para a sociedade e para a saúde, e durante muitos anos esses pacientes tiveram que recorrer a outros estados e agora contam novamente com atendimento, e assim já temos muitos resultados a comemorar”.

O atendimento ambulatorial acontece no Hospital de Base, entrada pela Rua Aparício Moraes, esquina com Avenida Jorge Teixeira, Bairro Industrial, das 7h30 às 13h, com consulta agendada pelo telefone (69) 98112-7846.

Fonte: Secom-RO

Banco de Leite de Rondônia reforça a importância do aleitamento materno

A unidade é ainda responsável pela coleta e pasteurização de leite humano destinado às crianças prematuras e de baixo peso internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal.

Muitas mães têm dificuldade na hora de amamentar seus filhos, e aí que entra o trabalho desenvolvido pelo Banco de Leite Santa Ágata (BLH), anexo ao Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, em Porto Velho, intensificando que a melhor opção para nutrir o bebê nos primeiros seis meses de vida é o leite materno, por ter todos os nutrientes necessários para alimentar e hidratar a criança, além de trazer inúmeros benefícios para a mãe, família e sociedade.

Seminário Estadual de Aleitamento Materno discute mortalidade infantil
Mães podem doar leite materno e ajudar outras crianças

A coordenadora do Banco de Leite, Edilene Macedo Cordeiro, explica que o Santa Ágata é uma instituição de referência em aleitamento materno em Rondônia, com uma equipe multiprofissional qualificada para oferecer orientações, apoio e ajuda nas dificuldades relacionadas à amamentação. A unidade é ainda responsável pela coleta e pasteurização de leite humano destinado às crianças prematuras e de baixo peso internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal.

AGOSTO DOURADO

A amamentação e o leite humano é tão importante, que existe um mês todo dedicado à promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e à doação com a campanha Agosto Dourado. As comemorações começam já no dia primeiro, com o Dia Mundial da Amamentação. Ainda na primeira semana de agosto, acontece a Semana Mundial do Aleitamento Materno. Este ano, o slogan da campanha é “Apoie o aleitamento materno por um planeta saudável”.

Devido a pandemia, o Banco de Leite não promoverá ações de orientações em espaços públicos, mas a direção do Santa Ágata, com o apoio da Secretaria de Estadual de Saúde (Sesau), fará palestra on-line pela plataforma Google Meet, na terça-feira (4), às 14h, sobre a amamentação em época de pandemia para todo os profissionais de saúde que trabalham com orientação às lactantes.

ATENDIMENTO

Toda mulher que esteja amamentando e que precise de ajuda ou tenha leite em excesso e queira doar, pode procurar o Banco de Leite, na Av. Jorge Texeira, em Porto Velho, de segunda a sábado, das 7h às 12h e das 13h às 18h. Não há necessidade de encaminhamento e agendamento para ter atendimento.

Fonte: Sesau

%d blogueiros gostam disto: