Seduc informa cadastro para reserva de vaga online começa nesta quarta-feira (20) e segue até 24 de janeiro

O cadastro será realizado através do endereço eletrônico: reservadevagaonline.seduc.ro.gov.br.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa aos interessados em ingressar na Rede Estadual de Ensino de Rondônia sobre o início do cadastro da reserva de vaga online, que acontece nas primeiras horas desta quarta-feira (20) e segue até 24 de janeiro, às 12h.

Esta é a primeira etapa a ser cumprida para a realização de matrícula de estudantes que são oriundos da rede municipal, particular e de outros municípios e estados, que se interessem em migrar para a rede estadual. O cadastro será realizado através do endereço eletrônico: reservadevagaonline.seduc.ro.gov.br.

A etapa do cadastro vai acontecer totalmente online. O sistema da reserva de vaga foi adaptado neste ano de 2021, onde a documentação será inserida na plataforma em formato de PDF ou imagem, que deve estar salva no dispositivo celular, para serem anexados no sistema. A nova medida tem como objetivo agilizar o acesso ao ensino público e oferecer mais segurança à população, como forma de evitar a proliferação do novo coronavírus.

O primeiro passo para acesso é a realização do cadastro do responsável com todos os dados pessoais, endereço de e-mail e senha, para realização dos demais procedimentos. O passo seguinte será o cadastro do dependente, com nome, data de nascimento e CPF, que agora é obrigatório. “Na conclusão, será o momento de inserir os documentos do estudante no sistema, os formatos podem ser em PDF ou imagem”, disse Aline Portal Araújo, chefe de Núcleo de Suporte e Sistemas Seduc.

Documentos necessários para o cadastro de reserva de vaga online:

Certidão de nascimento;
CPF do estudante (obrigatório);
Comprovante de Residência;
Histórico escolar ou declaração de estudante;
Cartão de vacina do estudante com idade inferior a 18 anos;
Cartão de inscrição em programa social (caso possua);
CPF do responsável pelo estudante com idade inferior a 18 anos.

Ministro da Saúde anuncia início da vacinação

Pazuello disse que a vacinação será iniciada em 20 de janeiro para todo o país

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou, nesta quinta-feira (14), em reunião com mais de 130 prefeitos do Brasil, que a vacinação contra a Covid-19 começará, na quarta-feira (20), em todo o país.

A data depende ainda de uma autorização para uso emergencial das vacinas AstraZeneca e CoronaVac, que estão pendentes na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A decisão do órgão regulador será divulgada no domingo (17).

Após o encontro, alguns prefeitos “correram” para as redes sociais para contar a notícia.

De acordo com @ministropazuelo, próxima segunda, chegam as 2 milhões de doses da AstraZeneca para estados. Há também as 6 milhões da CoronaVac. Anvisa liberando domingo, distribuem na terça para iniciar na quarta, dia 20. Ou seja: 8 milhões de doses para janeiro”, escreveu o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), na internet.

Os gestores municipais de Curitiba, Cuiabá, Maringá e Araucária (PR) também confirmaram que o Ministério da Saúde agendou para o dia 20 o início da vacinação no país.

Em Curitiba, vamos vacinar primeiro os grupos prioritários. Os 70 mil profissionais de saúde e todos os idosos de Curitiba, que são perto de 300 mil pessoas”, afirmou o prefeito Rafael Greca (DEM).

Será em 20 de janeiro”, completou.

A pasta ainda não confirmou as “boas novas”, mas a Frente Nacional dos Prefeitos disse que Pazuello apresentou até uma previsão de quantas doses de vacina o país terá nos próximos meses:

• Janeiro: 8 milhões;

• Fevereiro: 30 milhões;

• Abril: 80 milhões.

Jonas Donizete, ex-prefeito de Campinas e atual presidente da Frente, garantiu ainda que a maior parte das cidades brasileiras tem quantidade suficiente de agulhas e seringas para iniciar a vacinação. A falta de insumo não seria um problema para a União.

A gente vai passar para o ministro uma ideia de como estão as cidades. E para isso eu fiz uma conversa antes com os prefeitos. A notícia boa para a população é que a maioria das cidades está preparada para a vacinação, com seringas, agulhas”, afirmou.

Fonte: JCO

%d blogueiros gostam disto: