Inscrições para contratação de candidatos que irão atuar na regularização fundiária em Rondônia, inicia nesta terça-feira, (16)

Candidatos aprovados irão atuar na regularização fundiária rural e urbana no Estado.

O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep), inicia nesta terça-feira (16) as inscrições visando o processo seletivo simplificado direcionado para a imediata contratação de 16 candidatos que serão selecionados para atender a Superintendência Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat). Os candidatos selecionados vão atuar na regularização fundiária rural e urbana no Estado, apontada como uma forte bandeira do Executivo Estadual para o desenvolvimento, conforme destacado no eixo meio ambiente e desenvolvimento territorial do Plano Estratégico.

Conforme especificado no EDITAL Nº 70/2021/SEGEP-GCP, o Processo Seletivo Simplificado tem como objetivo o recrutamento e a seleção de candidatos, de níveis médio, técnico e superior, visando à contratação temporária de 16 empregos, com carga horária de 40 horas semanais, para atender, a Sepat. O quantitativo de vagas poderá ser ampliado mediante a conveniência da Administração Pública, desde que haja todos os requisitos legais previstos para tal demanda.

A inscrição deve ser realizada pela internet, no período de 16 a 23 de março. A divulgação dos resultados preliminares das inscrições será no dia 24 de março. Os candidatos podem se inscrever por meio de link disponibilizado no Portal do Governo http://www.rondonia.ro.gov.br/sepat/institucional/processo-seletivo/.

O candidato irá preencher o formulário indicado no site da Sepat e anexar os documentos comprobatórios necessários para comprovar que preenche os requisitos: comprovantes de Escolaridade, relacionados ao emprego pretendido, currículo (o qual foi preenchido no ato da inscrição) e carteira de identidade.

TEMPO DETERMINADO

O prazo de validade do Contrato Temporário será de 1 (um) ano, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, a contar da data de assinatura do contrato. Para os contratos prorrogados serão expedidos Termos Aditivos. Os candidatos que forem selecionados serão contratados por tempo determinado, aplicando-se no que couber, o Estatuto dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia. (Lei Complementar nº 68, de 9 de dezembro de 1992).

Segundo explica o superintendente da Sepat, Constantino Erwen Gomes, a regularização fundiária é habilitadora para o aumento da produção do agronegócio e da economia, visto que os proprietários passarão a ter mais acesso a créditos para alavancar seu negócio. Ele explica que todas as ações do Governo do Estado nessa área ganhou mais força com a Lei nº 4.892, de 27 de novembro de 2020, do Governo do Estado que institui a Política de Regularização Fundiária de Terras Públicas Rurais e Urbanas pertencentes ao Estado de Rondônia.

O Processo Seletivo Simplificado será constituído de quatro etapas, denominadas:

  1. Primeira Etapa: Triagem de Currículos (Avaliação de Títulos), de caráter classificatório e eliminatório;
  2. Segunda Etapa: Prova Prática, de caráter classificatório e eliminatório;
  3. Terceira Etapa: Entrevista por Competências, de caráter classificatório e eliminatório;
  4. Quarta Etapa: – Entrevista com o Gestor da Área, de caráter classificatório e eliminatório.

Conforme ressalta o superintendente e detalhado no edital, o valor da remuneração foi definido tendo como base a exigência técnica do emprego, bem como pesquisa na iniciava privada e os salários de servidores públicos que executem atividades de analista e assistente, no âmbito do Poder Executivo Estadual, variando entre R$ 1.596,91 a R$ 3.071,52, dependendo do cargo ocupado.

As vagas são para candidatos nas seguintes funções:

  • Assistente Técnico de Regularização Fundiária I – Requisitos: formação em ensino Técnico de Agrimensura, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assistente Técnico de Regularização Fundiária II – Requisitos: formação em ensino Técnico de Topografia, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assistente Técnico de Regularização Fundiária III – Requisitos: formação em ensino Técnico de Cadista, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Agente Administrativo – Requisitos: ensino médio completo, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor de Regularização Fundiária I – Requisitos: formação em ensino superior em Engenharia Agronômica, cadastro no conselho profissional, capacidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor de Regularização Fundiária II – Requisitos: formação em ensino superior em Engenharia Civil, cadastro no conselho profissional, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor de Regularização Fundiária III – Requisitos: formação em ensino superior em Arquitetura e Urbanismo, cadastro no conselho profissional, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor Jurídico – Requisitos: formação em ensino superior de Direito, cadastro no conselho profissional, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.
  • Assessor Administrativo – Requisitos: formação em ensino superior de Administração, Contabilidade ou Gestão Pública, facilidade de comunicação verbal, conhecimento de informática: editor de texto, planilhas e navegador de internet.

Inscrições para o curso de Medicina no Programa Faculdade da Prefeitura é prorrogado

As inscrições foram prorrogadas até domingo (28).

As inscrições para o processo seletivo da Prefeitura de Porto Velho que oferece bolsas integrais para o curso de Medicina, na Faculdade Metropolitana, que terminariam na terça-feira (23), foram prorrogadas. Agora, os candidatos podem se inscrever, até o próximo domingo (28).

De acordo com o Conselho Gestor da Faculdade da Prefeitura (CGFP), as inscrições para a seleção devem ser feitas, exclusivamente, através da internet, no site do programa, até às 23h59 do dia 28 de fevereiro, antes, o prazo era até o dia 23.

Para participar, o candidato deve atender aos seguintes quesitos: ser brasileiro; morador do município de Porto Velho há, pelo menos, cinco anos; não ser portador de diploma de curso superior; ter sido aprovado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com nota mínima de 400 pontos; ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou ter sido bolsista integral em escola privada e, por fim, ter renda mensal familiar de até três salários-mínimos, ou renda per capita de até um salário-mínimo.

O curso tem duração de seis anos em período integral. Para saber mais clique aqui e baixe o edital do processo seletivo.

O PROGRAMA

A Faculdade da Prefeitura é um programa social que existe desde 2010. Até 2016, apenas 250 estudantes eram beneficiados. Em quatro anos da atual gestão, esse número cresceu três vezes mais. Hoje, mais de 900 bolsistas fazem parte do programa em diversos cursos de três instituições de ensino superior da capital.

Clique no link para se inscrever > sistemas.portovelho.ro.gov.br/faculdadepvh/Site/Principal

Fonte: Comdecom

%d blogueiros gostam disto: